Cuidado com a morte dos sonhosOlhe Fora da Caixa

">

Por que as pessoas morrem aos 25 anos?

Muita gente morre aos 25, mas só é enterrada aos 75. Isso por causa da morte dos sonhos, que nunca saem do papel. Vale a pena conferir essa reflexão

Esse artigo foi escrito pelo nosso amigo Chico Montenegro: empreendedor, blogueiro, amante do marketing e fundador do Olhe Fora da Caixa

Nem sempre estamos produtivos, de vez em quando é normal darmos algumas vaciladas e nos pegamos procrastinando.

Parece estranha essa pergunta. Neste momento você já deve estar morto e não sabe, mas posso te garantir que muitas pessoas morrem aos 25 anos.

Essas pessoas que morrem em plena juventude não sabem disso, mas normalmente são enterradas aos 75 anos. São pessoas que irão para o lugar mais rico do nosso planeta somente com 75 anos, quando assim seu corpo descansar.

Falar de morte não agrada ninguém, não é mesmo? Mas a morte do corpo físico é algo inevitável, ela vai acontecer em algum momento e essa é a única coisa que não podemos controlar. Mas a morte aos 25 anos, essa sim podemos e devemos evitar.

Estou falando da morte dos seus sonhos, da morte feia e terrível que você deixou acontecer com seus sonhos.

Sabe qual o lugar mais rico do planeta? É o cemitério!

Lá as pessoas deixaram sonhos que nunca foram realizados, ideias revolucionarias que nunca foram colocadas em práticas, desenhos e metas que nunca se quer foram iniciados.

Esse é o grande motivo pelo qual as pessoas morrem aos 25 anos!

O vídeo neste artigo foi inspirado no grande texto do rapper Prince Ea e você poderá conhecer um pouco mais sobre como não morrer aos 25 anos e viver uma vida plena e cheia de grandeza e meu site, no olheforadacaixa.com!


(Veja o vídeo no Youtube)

Nota do editor: Um dos maiores motivos para as pessoas perderem seus sonhos é o medo, principalmente o medo de falhar. Para te dar aquele gás extra, vale a pena conferir a história de vários fracassos que se transformaram em alguns dos maiores sucessos da humanidade.

Confira: Se você nunca falhou, você nunca viveu.

P.S.: Créditos da imagem Shutterstock