10 bons hábitos de pessoas difíceis que os tornam profissionais competentes

Seja na vida pessoal, seja na vida profissional, você sempre terá que enfrentar desafios em algum momento. Algumas vezes, eles parecerão insuperáveis, mas a forma como você lida com isso é que fará toda a diferença. A postura certa diante dos problemas, mantendo a resiliência e a confiança, na maioria das vezes, é o que pode te levar ao sucesso e não exatamente o talento. Muita gente tem seus talentos superestimados, mas sem determinação não vale de nada.

Ou seja, além de talento, é preciso ter uma postura firme, persistência e constância em relação aos objetivos, o que é mais difícil de ser encontrado em alguém. As pessoas consideradas difíceis de lidar costumam ter estes hábitos e podem alcançar grandes objetivos na vida, mesmo não sendo talentosas, pois o esforço acaba compensando.

Ficou curioso? Então descubra agora 10 bons hábitos das pessoas difíceis!

1. São flexíveis com relação aos problemas e soluções

Pessoas com temperamento forte costumam ser consideradas mentalmente difíceis devido à teimosia que apresentam diante de certas situações. Quando se deparam com algum problema, focam em soluções sem perder tempo reclamando. Por isso, possuem maior facilidade em superar desafios. E não é qualquer solução que agrada, pessoas assim buscam por diversas alternativas para escolherem a que considerarem mais eficiente (rápida, econômica e definitiva).

2. Aprendem com as experiências vivenciadas

Outro hábito comum das pessoas difíceis é o valor que dão as experiências que viveram no passado. Sejam elas boa ou ruins, são encaradas como forma de aprendizado, mas não ficam presas as lembranças. O passado é utilizado apenas para permitirem que não cometam os mesmos erros novamente, tornando-se pessoas mais experientes e evoluídas profissional e pessoalmente. Ou seja, seguem em frente, rumo ao futuro, sem deixar de olhar para trás quando precisam.

3. Não reclamam ou fazem críticas vazias

Um hábito comum entre a maioria das pessoas é gastar tempo e energia reclamando dos problemas pessoais, criticando os colegas de profissão, fazendo fofocas, criando intrigas e realizando outras coisas sem valor. As pessoas difíceis não fazem isso. Aliás, ao identificar uma situação como essa, logo se afastam, pois percebem que se trata de algo negativo e nada produtivo. Elas preferem gastar o seu tempo e energia com algo que lhes tragam retorno real.

4. São mais equilibrados mentalmente

Diferente do que muitos imaginam, as pessoas difíceis não são assim porque vivem irritadas, apressadas e só se acalmam quando conseguem o que querem. Elas não são bebês chorões. Muito pelo contrário, alcançam o que almejam por serem equilibradas mentalmente. Possuem a consciência de que o tempo faz parte das estratégias e, por isso, são calmas e concentradas.

Isso não quer dizer que nunca ficam nervosas ou estressadas. Estas pessoas não são robôs, mas seres humanos repletos de sentimentos. A diferença é que um profissional assim consegue se controlar mentalmente e rapidamente se acalma, voltando a ser a pessoa centrada que é. No fundo, ela sabe que estes sentimentos são normais, mas controláveis e, quanto mais tempo persistir neles, mais tempo e energia perde inutilmente.

5. Possuem alto Quociente Emocional

O bom equilíbrio mental que discutimos no tópico anterior só é possível de ser alcançado por pessoas que possuem um alto Quociente Emocional (QE).** Isso significa que são emocionalmente inteligentes. **Elas são capazes de identificar e gerenciar suas próprias emoções e também as dos outros, atuando como verdadeiras líderes. Alguns dos comportamentos mais comuns de quem possui inteligência emocional são:

  • conseguem equilibrar e separar a vida profissional da pessoal;
  • conhecem bem seus pontos fortes e fracos;
  • definem metas e objetivos desafiantes;
  • não se distraem com facilidade;
  • não são perfeccionistas;
  • são automotivadas;
  • possuem empatia.

6. Possuem sensação de urgência

Os indivíduos considerados difíceis não perdem o foco facilmente e permanecem comprometidos com os seus objetivos, mesmo diante de situações que exijam maior empenho. Sabem lidar com pressões e altos estresses, não perdendo a linha de raciocínio. Além disso, vivem identificando as oportunidades, os desafios e as ameaças no meio ambiente em que estão inseridos.

A grande diferença aqui é que, enquanto a maioria das pessoas senta e espera que algo aconteça para reagir, as pessoas difíceis se antecipam, aproveitando logo as oportunidades que surgem, pois o senso de urgência em responder às mudanças de cenário é grande.

7. São gratos e apreciativos

Em vez de ficarem se preocupando com o que ainda não têm, os indivíduos que possuem todas essas características comportamentais são gratos e valorizam o que têm. Isso não quer dizer que não sejam ambiciosos, mas para melhorar suas condições, antes, é preciso saber reconhecer o valor daquilo que já conquistou. Afinal, não foi fácil.

Dessa forma, lidam melhor com os fracassos, pois sabem que é deles que tiram os melhores aprendizados.** Sabem também que, quanto mais rápido falharem, mais cedo alcançarão o sucesso.** O mais interessante é que apreciam o que fazem e todo este processo é prazeroso para eles. Na verdade, eles seguem uma linha de raciocínio que diz que os obstáculos no caminho não são obstáculos, mas o caminho em si.

8. Possuem os 4 C’s

Podemos dizer que as pessoas difíceis seguem os 4 C’s (quatro componentes chaves da resistência mental) à risca. São eles:

  • Confidence (confiança): acreditam em si mesmo e nas habilidades que têm para alcançar o sucesso;
  • Challenge (desafio): se reinventam para acompanhar as mudanças de cenário e aproveitar melhor as oportunidades que surgem;
  • Control (controle): assumem o total controle sobre suas vidas pessoais e profissionais, construindo seus próprios caminhos, o que muitas chamam de destino;
  • Commitment (compromisso): definem seus próprios objetivos e trabalham duro para alcançá-los.

9. Abraçam desafios

Todos nós merecemos a oportunidade de sermos felizes e bem-sucedidos, mas isso não significa que seremos de fato. As pessoas consideradas difíceis sabem disso e reconhecem que tudo depende de muito esforço e dedicação, além de estratégias. Isso faz com que** aceitem encarar desafios desconhecidos a todo momento, percebendo no final o quanto aprenderam com isso e o quanto podem melhorar como pessoa e como profissional.**

A cada novo desafio que enfrentam ficam mais preparados para o próximo que vem a seguir.

10. São constantes

Um dos maiores segredos para o sucesso é a constância naquilo que faz. Todo início é difícil e demorado, mas se insistir e manter o foco, logo alcançará resultados mais expressivos. Essa é uma característica muito comum entre os indivíduos considerados difíceis. Eles estabelecem suas metas, estratégias e metodologias para alcançá-las, definem as prioridades e nunca fogem das responsabilidades, que, aliás, vem sempre em primeiro lugar.

Aos poucos, os talentos superestimados vão dando lugar para as pessoas consideradas difíceis, pois um divíduo com estas características conseguem produzir muito mais resultados que uma pessoa talentosa sem atitudes.

Achou interessante? Aproveite para baixar nosso ebook: Definindo metas: 13 Dicas dos Maiores Best Sellers de Empreendedorismo!

comments powered by Disqus