pdv, ponto de venda

PDV: como escolher o melhor ponto de venda para sua loja?

Todo comerciante ou prestador de serviço de sucesso sabe que a sua loja é uma das peças mais fundamentais na balança do negócio.

Todo comerciante ou prestador de serviço de sucesso sabe que a sua loja é uma das peças mais fundamentais na balança do negócio.

Por mais que o marketing digital tenha ganho o seu espaço, que muito dificilmente uma nova mídia consiga brigar nos próximos anos, o PDV continua sendo o local onde a decisão do consumidor é tomada.

Tenha um PDV medíocre e veja suas vendas estagnarem ou caírem.

Tenha um PDV otimizado e consiga aumentar a atratividade da sua loja, seu ticket médio e melhore seus rendimentos.

Escolher um local errado, sub-utilizar o espaço, não investir em infraestrutura pode acarretar em anos e anos de prejuízos incalculáveis.

Por isso temos algumas orientações valiosíssimas ao varejista que concorre diretamente com diversas vitrines em seu bairro e cidade.

Aproveite o conteúdo e deixe um comentário no fim deste artigo.

O que é um PDV?

Trata-se do ponto de venda ou “point of sale” em inglês.

Ele já foi tratado como sinônimo de loja.

Mas hoje consiste em uma série de técnicas de otimização de experiência do consumidor.

No Marketing, o PDV é um dos quatro Ps da base de qualquer negócio: produto, preço, propaganda e PDV (ou praça).

Para um varejista, o PDV é 70% do seu sucesso.

A importância do PDV

Como dito, o PDV é chave para o sucesso ou fracasso de um negócio.

Ele é literalmente o cartão de visitas do seu empreendimento. Como se fosse a capa de um livro.

Quem não gostar do que ver na fachada, não vai entrar para conferir o conteúdo, por mais que seja bom.

Além da atratividade de possíveis consumidores, o PDV deve entregar uma experiência planejada que seja prazerosa para o cliente e lucrativa para o gestor da loja.

Nesse sentido, cada detalhe da loja deve ser muito bem pensado.

Desde a limpeza, à disposição das áreas de consumo, a iluminação e etc.

Tudo deve puxar para o mesmo lado e vender os seus produtos.

Um PDV eficaz, além de ser altamente lucrativo, agrega valor a uma marca.

Ele determina o tom na relação entre cliente e marca pois não adianta de nada ter uma linda comunicação nas redes sociais enquanto o atendimento e a experiência em loja são péssimos.

Como o PDV de sucesso funciona?

O ponto de venda que consegue render altos lucros ao seu dono é o que é analisado como uma propriedade rural de um grande produtor do campo.

O cálculo deve ser realizado por metro quadrado.

Quanto cada metro da sua loja está retornando em dinheiro para o seu caixa?

Na agricultura de precisão, as máquinas são capazes de identificar os pontos que menos produzem da lavoura para aplicar estratégias com insumos especialmente focados naquela área.

Isso faz com que cada centímetro renda mais.

O gestor de PDV de sucesso executa estratégias de disposição de produto, otimizam a experiência, aumentam o ticket médio, posicionam mercadorias com maior margem de lucro em áreas mais vistas da loja e etc.

A importância do Merchandising ou Marketing Promocional

Você sabe o que é merchandising?

Trata-se de um conjunto de ações e estratégias de mercado que coordenam a colocação de produtos à venda de uma forma otimizada e competitiva frente ao consumidor no momento da compra.

Ele envolve diversas formas de promover o seu produto com materiais de marketing promocional:

  • Back light – peça de promoção iluminada por dentro, contendo mensagens promocionais;
  • Blimp – item de plástico inflável e reproduz produtos, mensageis publicitárias em grandes proporções, chamando a atenção do consumidor;
  • Check Out – é o famoso caixa de sua loja, onde todos que querem comprar finalizam suas compras;
  • Gôndola – trata-se da prateleira da loja onde os produtos ficam expostos, ela pode apresentar a régua de gôndola, um display horizontal que fica na ponta da prateleira com anúncios promocionais sobre o produto da gôndola;
  • Display – é um painel para exibição mensagens publicitárias, pode ser em balcões, prateleiras, gôndolas;
  • Wobbler – peça para chamar a atenção do consumidor na gôndola, saltando aos olhos na gôndola;
  • Cavalete – ele pode fica na ponta de corredores ou até mesmo na rua apresentando uma promoção ou mensagem escrita;
  • Bandeija organizadora de produtos dentro da prateleira, facilitando a escolha e visualização deles;
  • Sinalização de corredores e pontos de vendas internos com indicação de produtos por segmentos.

Características da melhor escolha de PDV

Escolher um PDV não é tarefa fácil.

Por isso analise essas características para saber a melhor forma de escolher um PDV.

  • Possui muitas rotas de acesso;
  • Grande tráfego de pedestres e carros;
  • Conta com bom número de vagas para carros, motos e bicicletas;
  • É facilmente encontrável na cidade;
  • Possui negócios próximos que também servirão como atrativo para gerar mais fluxo na sua calçada. Por exemplo, você quer abrir uma pet shop e escolhe colocá-la ao lado de um centro clínico para pets;
  • Não possui concorrentes grandes e fortes por perto;
  • Possui um ótimo perfil de moradores na região aliado ao posicionamento da loja;
  • O aluguel não pode ser insustentável para o seu tipo de negócio;
  • Deve possuir espaço para trabalhar com alto rendimento;
  • Possibilidade de expandir o negócio como o aluguel de lojas ao lado ou de mais salas dentro do mesmo prédio;
  • Não precisa de grandes reformas e manutenções de infraestrutura além da básica para instalação do seu negócio;
  • Vitrine – Ela deve ditar o tom do objetivo principal de sua loja, sendo objetiva, atrativa, instigante, fazendo com que entrem na sua loja.

3 detalhes fundamentais para a experiência do consumidor

Não adiantar possuir sua loja otimizada e não cuidar dos detalhes que fazem a diferença na experiência do consumidor e garantirão a fidelização dele.

Afinal, gasta-se muito para captar clientes e nem sempre o mesmo para mantê-lo.

Confira algumas dicas:

  • Limpeza da loja – esse item é muito importante e passa a mensagem de cuidado com o produto e até mesmo qualidade do mesmo;
  • Atendimento capacitado – não adianta possuir uma grande equipe sem conhecimento do produto ou empatia, é preciso ter pessoas capacitadas e simpáticas para garantir um bom atendimento. Lembre-se que seus funcionários representam a sua empresa no PDV;
  • Decoração – isso envolve iluminação, cores utilizadas, fachada e etc. Contrate um arquiteto para não errar nesse quesito.

Dicas rápidas de PDV

Existem inúmeras estratégias complexas de PDV que podem ajudar você a vender mais e melhores.

É preciso entender que a maioria funciona melhor se posta em prática de forma dinâmica e diária, em conjunto com outras ações de otimização de PDV.

Segue uma série de dicas para você otimizar o seu PDV:

  • Mude a vitrine frequentemente;
  • Disponha produtos que podem ser comprados juntos próximos um ao outro;
  • Exponha os produtos com maior margem de lucro onde há maior fluxo de pessoas;
  • Faça promoções com produtos que trancam estoque;
  • Não mantenha um grande estoque além do exposto em loja;
  • Ofereça variedade de produtos;
  • Teste a exaustão diferentes formas de divulgar novos produtos e promoções na loja;
  • Invista em novos produtos baratos que podem ser comprados na hora do check out.

Tendência em otimização de PDV

Monitoramento de loja inteligente

O grande ponto forte dos sites e da internet é a possibilidade de mensurar e interpretar dados para realizar ações focadas e inteligentes para cada questão.

É possível analisar taxa de conversão de cada página, tempo de permanência, links mais clicados e etc.

Já imaginou se isso fosse possível em sua loja? Essa é uma ferramenta que diversos shoppings e varejistas já estão implantando.

A empresa que presta o serviço instala câmeras inteligentes que, integradas a um software, monitoram cada passo do consumidor da loja, quais itens ele mais compra, quais as áreas mais quentes do PDV, qual o fluxo padrão de visitantes.

Com isso em mãos é possível ter muita informação para manter o PDV em um ciclo de otimização que gera resultados incríveis.

Como por exemplo saber a taxa de conversão (quantidade de paradas nele versus compras de itens dele) de cada balcão, comportamento de cada tipo de cliente e etc.

Pokemon Go

A grande febre da Nintendo para smartphone já é uma estratégia de atração de público.

Este jogo permite com que as pessoas capturem Pokemons na “vida real” através da realidade aumenta.

A pessoa usa a câmera do celular e caminha por aí até esbarrar com um Pokemon.

Uma cafeteria já está adotando o game como estratégia de vendas.

Ela compra itens no jogo que faz com que apareçam mais Pokemons na sua loja.

Isso atrai mais pessoas até lá para capturar eles.

É uma estratégia inovadora e extremamente barata pois o item no jogo custa poucos dólares.

O jogo ainda não chegou ao Brasil.

No entanto é uma forma de tornar o ponto de venda mais lucrativo muito criativa e todo pensamento fora da caixa é válido para gerar novos negócios.

Aprendeu algo sobre PDV hoje?

Continue aprimorando seus conhecimentos e faça com que a sua empresa decole de vez.

Descubra as melhores ferramentas para utilizar as redes sociais e atrair muitos visitantes à sua loja neste artigo: as 18 melhores ferramentas para redes sociais.