paradigmas

5 maneiras de quebrar paradigmas no ambiente empresarial

O ambiente empresarial está cheio de paradigmas. Por isso, o Saia do Lugar preparou algumas dicas para empreendedores conseguirem quebrar todos eles!

Ver com outros olhos, buscar outro ângulo, acostumar-se a ter amplitude sobre as situações corriqueiras e encontrar soluções simples para resultados que, à primeira vista, se recusam a aparecer sem que algo de genial aconteça. O ambiente empresarial está cheio de paradigmas e contradições, pois, ao se falar em inovação, nem sempre é necessário redescobrir a forma de encarar os problemas, mas simplificar a maneira de encarar esses mesmos problemas.

O que significa quebra de paradigma

Em termos técnicos, um paradigma significa um padrão criado e seguido por muito tempo. Não existe nenhum questionamento sobre a forma de fazer, pelo contrário: se repetem máximas do tipo “trabalhei a vida toda assim”.

Por outro lado, quebrar um paradigma é a mudança que acontece ao se interromper um padrão e iniciar um novo modelo ou uma nova maneira de agir. Um exemplo disso é a utilização das redes sociais por empresas de bairro ou prestadores de serviços que sempre trabalharam com o boca a boca.

Essa é uma forma de pensar e agir que tem levado diversos empreendedores a alcançarem o sucesso.

Formas de quebrar paradigmas

Uma pessoa acostumada com uma visão das coisas não vai mudar da noite para o dia. Para que isso aconteça é necessário algum incentivo. Por isso, a seguir listamos 5 formas de colaborar com essa prática que ajudarão a empresa a alcançar o sucesso. Confira!

1. Incentivar a inovação frequente da equipe

A produtividade não está só relacionada com o tempo de trabalho, mas com o tempo que se aprende a fazer um trabalho. Ideias inovadoras surgem da leitura de bons livros, da convivência diária e do incentivo à criatividade. Uma empresa de sucesso não pode ignorar o fato de que atividades lúdicas despertam a criação de novas ideias ao diminuírem o estresse.

2. Buscar ideias fora da caixa

A famosa frase que Einstein dizia — “loucura é fazer repetidas vezes a mesma coisa e esperar resultados diferentes” — ilustra muito bem a necessidade desse pensamento. Nem sempre é preciso mudar tudo ou a razão do negócio, mas ter outra perspectiva sobre o mesmo problema.

3. Estudar as lacunas nos processos da concorrência

De dentro da própria organização, algumas lacunas podem passar despercebidas — em algumas empresas, essa nem sempre é uma prioridade. Contudo, é possível que seja uma ótima opção empreendedora. Utilizar a outra empresa como exemplo e enxergar essas falhas ajudará você a lançar um olhar mais amplo para o mercado.

4. Atender a demanda de público em sua essência

O mercado não é exigente por que assim deve ser, mas porque o público exige qualidade no atendimento, no produto, na organização e em todos os aspectos empresariais. Ter um contato mais próximo com o público e usar da criatividade e da inovação para estabelecer uma relação de troca é uma possibilidade de obter bons retornos por meio de opiniões sinceras.

5. Pensar, planejar e executar

Não basta querer inovar e estabelecer um ambiente de criação se essas ideias se perderem na falta de organização. É necessário estruturar e organizar as ideias, além de trabalhar as etapas de cada projeto. Dessa forma, o método Canvas pode ser utilizado na hora de detalhar o planejamento.

Uma empresa inovadora não acontece sem algum erro ou equívoco. Porém, a essência da quebra de paradigmas vai muito além da rotina: ela ultrapassa as fronteiras da empresa e impacta o público que retornará ao demonstrar satisfação.

Para continuar nesse tema de mudanças e inovação, confira este post sobre transformação digital e saiba como mudar a sua empresa!