Os 3 tipos de pessoas necessários para espalhar uma epidemia

Você é um empreendedor, então por definição sonha em alcançar fama e sucesso tendo seu produto consumido por zilhões de pessoas. Esse artigo mostra quem você deve conhecer para conseguir essa façanha.

![Esse sim ficou conhecido por criar uma epidemia](http://blogs.mysanantonio.com/weblogs/clockingin/pig.jpg "Porquinho")Alguém conhecido por criar uma epidemia
## Quais as características de um produto viral?
  1. **Causar impacto positivo na vida das pessoas
    ** Ao contrário de epidemias biológicas, um produto só se espalha se for útil. Algumas poucas pessoas vão falar bem de você só porque são seus amigos, mas algo só alcança o verdadeiro sucesso se valer a pena ser espalhado. Ou seja, ser contagioso.
  2. Ter uma boa estratégia de divulgação
    Um produto que faça seu cliente pensar “Adorei! Preciso espalhar pra todo mundo!” é essencial mas não suficiente. Um bom produto sem uma estratégia é como ter gripe no meio do deserto, não será passado pra ninguém. Ou seja, encontre os portadores corretos.

“Quem que eu preciso conhecer??? Me apresenta!”

Sem mais enrolação, os tipos de pessoas que você precisa conhecer são:

  1. Vendedores
    Para vender um produto você precisa de bons vendedores. Será que isso é tão óbvio quanto parece? Se é tão óbvio, por que tantas empresas tem equipes de vendas desqualificadas?
    Ter pessoas que dominem as técnicas de negociação é o primeiro passo.
  2. Experts
    Alguns adoram conhecer o que há de mais novo e ter acesso a informações em primeira mão. A opinião dessas pessoas serve para dar credibilidade ao produto, já que eles são o primeiro filtro antes do produto chegar às massas. Trate bem professores, jornalistas e blogueiros  e vire amiguinho da imprensa.
  3. Comunicadores
    Quem não tem um amigo ou familiar que sempre cumprimenta todos do recinto, tem milhares de amigos no Facebook e adora repassar e-mails “engraçados” com 400 pessoas em cópia?
    Fazer esse cara gostar do produto é como ter José Mayer divulgando sua bala de menta para cada mulher que ele pegar na novela, sucesso garantido!

“Tá bom, me mostra um exemplo prático”

Veja esse vídeo até o final e aprenda como aglomerar uma multidão com algo simples.

(Link para o vídeo no Youtube)

Vendedor: O primeiro cara, que com seu rebolado sensual e malemolência provocante conseguiu convencer outra pessoa a participar da dança.

Expert: O terceiro cara, que aparece aos 53 segundos. O segundo claramente era amigo do primeiro, o gordinho foi quem viu que aquilo tinha “potencial” e decidiu participar.

Comunicador: O quarto cara. Repare que ele já traz um amigo e vem com uma galera atrás. Ele que foi o verdadeiro propulsor da multidão que veio em seguida.

Para quem quiser acompanhar um exemplo mais aplicável ao mundo dos negócios, recomendo o artigo “Participei de um viralzinho, sem querer” no blog do Miguel Cavalcanti.

Abraços,
Millor Machado (com muita inveja de Zé Mayer)

P.S.: Esse artigo foi baseado no livro O ponto de virada de Malcolm Gladwell.

comments powered by Disqus