pessoa fazendo um plano de marketing

Objetivos e Estratégias do Plano de Marketing

Dicas práticas sobre como definir suas estratégias e objetivos em seu plano de marketing

A palavra marketing tem origem inglesa, e é derivada de market, que significa mercado.

Portanto, marketing, em sua etimologia, representa um conjunto de ações voltadas ao mercado. No início da década de 1950, quando surgiram os primeiros esforços do mercado na área, o marketing era visto como um apêndice do setor de vendas. Mas, desde então, isso tem mudado.

Atualmente, todas as grandes empresas que ganham destaque e se tornam referência em algum nicho do mercado, possuem um setor de marketing independente e produtivo, que recebe como investimento partes significativas do faturamento anual da corporação.

Já é unânime que o marketing é parte fundamental do sucesso de qualquer empresa.

Mesmo em épocas de recessão, empresas de sucesso e com visão estratégica mantém suas ações de marketing ativas, ao contrário do que um leigo poderia imaginar.

Isso ocorre porque há a convicção de que o consumidor estar em contato com a marca e o produto é o ponto fundamental da relação entre empresa e cliente.

Mais do que isso, o consumidor ter uma boa percepção sobre o produto e a marca associada a ele é fundamental para o sucesso do empreendimento.

Porém, com o avanço tecnológico recente no planeta, o constante aumento da interação entre diferentes culturas, o maior acesso a diferentes estilos de vida e a diferentes produtos, assim como a disseminação de diversos meios de comunicação, como internet, televisão e celulares com tecnologias de acesso móvel, fazer marketing está cada vez mais complexo.

Essa complexidade faz com que seja necessário estruturar meios de tornar o investimento em marketing vantajoso para a empresa, de modo a não se tornar um gasto exuberante com retornos ruins ou impossíveis de se mensurar.

Por isso, se tornou necessário planejar.

Planejar, no sentido mais literal da palavra, remete a seguir um plano, ou seja, criar um método de ação que organize o marketing da empresa, com foco e buscando resultados pré-estabelecidos. Assim, surgiu o plano de marketing.

Para entender quais são os objetivos e estratégias do plano de marketing, precisamos entender o que é um plano de marketing.

O que é um plano de marketing?

O plano de marketing é uma ferramenta de gestão, utilizada para guiar o marketing da empresa, na busca de alcançar os objetivos pré-estabelecidos no planejamento estratégico da empresa.

Nesse plano estarão contidas todas as ações a serem executadas pela equipe de marketing, as metas a serem atingidas e o retorno esperado.

O Plano de marketing deve ter relação direta com o Planejamento Estratégico da empresa. No planejamento estratégico são definidos pontos fundamentais para a implantação do plano de marketing, como a pesquisa de mercado, o perfil do cliente e o capital disponível para o setor.

Além disso, no planejamento estratégico é possível ter uma definição clara da visão, missão e valores predominantes na empresa, que devem ser usados e refletidos no planejamento das ações de marketing.

É importante entender que o próprio plano de marketing também deve ter um objetivo central estratégico que esteja alinhado com os objetivos gerais da empresa. Dessa maneira, ficará mais fácil ter resultados satisfatórios.

Para elaborar um bom plano de marketing existem alguns aspectos que devem ser abordados e definidos, sempre seguinte os planos estratégicos da empresa, e o perfil de consumidor que é desejado pela empresa.

Vamos entender mais sobre esses aspectos?

Como elaborar um plano de marketing

Público alvo e criação de personas

O primeiro passo para elaborar o seu plano de marketing é entender com quem você – suas ações – irá conversar. Quem será abordado pela sua campanha de marketing?

Em uma empresa que tenha um planejamento estratégico de qualidade já feito, é provável que já exista uma pesquisa de mercado, que indique qual é o público alvo da empresa.

Nesse caso, é possível se basear na pesquisa para efetuar seu plano de marketing. Caso contrário, a primeira coisa a ser feita é uma pesquisa de mercado e a definição do público alvo.

O público alvo é uma representação de todos os possíveis compradores do seu produto.

Porém, dentro desse conjunto de pessoas, existe um perfil de pessoas que é o foco da empresa. Podem ser pessoas que necessitam criticamente do produto, que demonstram muito interesse no produto ou pessoas nas quais a empresa enxerga um grande potencial para serem futuros clientes.

Esse perfil é chamado de persona (ou buyer persona). Através do público alvo, é possível criar um modelo, uma pessoa fictícia que represente esse cliente ideal da empresa.

A criação da persona é fundamental para estreitar a comunicação com o cliente, sabe qual tipo de linguagem é a ideal para a abordagem e ter um resultado melhor com a campanha.

Visão geral do mercado

Para que seja possível ter uma abordagem correta com a sua persona, é necessário conhecer o mercado.

Ter noção de concorrência, como funciona o setor em que a empresa está inserida e possíveis fornecedores do setor.

Nesse quesito é fundamental destacar dois métodos bastante úteis para definir seu posicionamento geral de mercado: Benchmarkig e Análise SWOT.

O Benchmarking é o processo de conhecer os seus concorrentes.

É fundamental conhecer os produtos no mercado, entender seus pontos fortes e fracos, estudar sua forma de abordagem ao consumidor e sua reputação no mercado.

Essas informações farão toda a diferença na hora que gerar uma campanha que atinja o consumidor da maneira ideal.

A partir do benchmarking, é possível fazer a análise SWOT. A análise se baseia em quatro pontos fundamentais: Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

A partir da análise SWOT, ficam evidenciados os pontos fortes e as oportunidades de mercado a serem exploradas, assim como os pontos fracos e os riscos a serem acompanhados.

Segmentação do público alvo

Assim que o público alvo está definido, os concorrentes e seus produtos são conhecidos e mapeados e já foi feita uma análise real das possibilidades de mercado, é necessário definir a parcela de mercado que a empresa pretende atingir com seu produto.

Nesse ponto é importante levar em conta o grau de fidelização do produto, ou seja, se o consumidor tem intenção de experimentar outras marcas, ou se ele é fiel ao produto que usa.

Além disso, o número de concorrentes atuantes no mercado, a força das marcas e o tamanho do nicho de mercado devem ser analisados quantitativa e qualitativamente.

Outro ponto a ser considerado é o montante de dinheiro a ser investido. Uma fatia muito alta de mercado, com pouco investimento em marketing, é muito difícil de ser alcançada, logo, deve-se equilibrar os dois pontos de maneira realista.

Objetivos e metas do plano de marketing

Os objetivos e metas do plano de marketing são fatos concretos a serem obtidos pela empresa.

Ou seja, o objetivo é um ponto central estratégico do plano, enquanto as metas são a quantificação do objetivo.

Os objetivos e metas irão guiar toda a campanha de marketing da empresa, e serão o ponto de avaliação de resultado.

Normalmente, o objetivos e metas principais são definidos pelo corpo diretor, a partir a visão estratégica da empresa, e o que ela pretende evoluir a médio prazo, e passam pela aprovação do Diretor de marketing.

Empresas em diferentes estágios podem ter diferentes objetivos: aumentar o número de clientes, aumentar a lucratividade da empresa, fidelizar os clientes. Para cada um desses objetivos, podem ser adotadas metas subsequentes.

Supondo que você tenha uma pequena empresa, que atua em certa região da cidade. A empresa já possui alguns anos de mercado, tem clientes, mas deseja que esses clientes sejam fidelizados, ou seja, comprem com maior frequência da sua empresa, e deem prioridade a ela em relação aos concorrentes.

Sendo assim, o seu objetivo é fidelizar clientes. Uma meta possível de ser implantada seria: Aumentar a vendas para clientes já cadastrados no sistema da empresa em 30%.

É possível perceber que as metas servem também como parâmetro para o sucesso da sua campanha de marketing.

Estratégias do Plano de marketing

A definição das estratégias a serem adotadas pela equipe de marketing pode ser seccionada em 5P´s: Produto, Preço, Praça, Promoção, Posicionamento.

Produto: 

Definir o que o seu produto tem de especial em relação aos concorrentes, e quanto isso afeta na decisão do consumidor. Saber potencializar essa vantagem.

Preço: 

Saber precificar o seu produto de acordo com o valor de mercado dele, e usar o preço como forma de atração do cliente.

Preços muito abaixo do mercado podem causar desconfiança e preços muito acima do mercado tendem a prejudicar os resultados. Sempre é bom lembrar que o preço é uma mistura de quanto o produto vale e quanto o cliente acha que ele vale.

Praça: 

O local de venda do produto é adequado à imagem que a empresa pretende passar sobre ele? O que o consumidor pensa a respeito do produto, e do local onde ele é vendido?

Promoção: 

A partir do público alvo, é necessário definir quais serão os meios de comunicação que receberão enfoque do marketing.

Por exemplo, se você possui uma empresa de componentes eletrônicos alta performance, vale mais a pena investir em sites de jogos online do que na televisão.

Seu investimento será melhor direcionado e mais efetivo.

Posicionamento: 

Qual a percepção que você quer que o público tenha sobre seu produto em relação aos demais.

Você pode ter um produto com as mesmas funcionalidades dos demais, mas com um posicionamento diferente, que dê melhores resultados. Por isso é fundamental conhecer o mercado detalhadamente. 

Métricas importantes em um plano de marketing 

Para controlar e avaliar a qualidade e eficiência de um plano de marketing, existem algumas métricas que podem ser aplicadas.

Elas são muito úteis na identificação de erros, problemas e melhorias a serem feitas, e auxiliam na evolução da área de marketing da empresa, dando suporte para campanhas futuras.

ROI (Retorno do Investimento)

O retorno do investimento é uma métrica bastante usada em planos de negócios e startups, e pode ser adaptada e usada para avaliar o desempenho financeiro do plano de marketing da empresa.

Ela basicamente indica quanto foi o retorno financeiro em relação ao montante de dinheiro investido no plano.

Muitas vezes o ROI é utilizado como uma meta do plano de negócios, principalmente quando o objetivo central da empresa é aumentar a receita através da implantação do marketing.

Um exemplo comum disso é o marketing esportivo aplicado em clube de futebol, que tem a intenção de gerar receita a ser aplicada no desenvolvimento do clube.

CAC (Custo de aquisição de clientes)

O custo de aquisição de clientes é uma métrica que relaciona o montante investido em marketing com a quantidade de novos clientes obtida.

Ela é extremamente importante para avaliar o alcance da sua campanha de marketing.

Essa métrica é muito utilizada e fundamental para empresas iniciantes ou que buscam a expansão no mercado, porque te dá uma mensuração do crescimento da empresa e dos custos dessa expansão.

Taxa de conversão

A taxa de conversão é uma métrica muito utilizada no marketing online.

Ela possibilita a quantificação do acesso a determinada área de interesse.

Essa área pode ser o botão de compra de um produto na loja online, um aplicativo mobile da empresa ou apenas uma propaganda da empresa em algum domínio específico.

Com a evolução das vendas online e a disseminação da internet como principal meio de comunicação do planeta, o marketing online e as redes sociais se tornaram pontos fundamentais de comunicação com o consumidor.

Geração de tráfego

Outra métrica importante para o marketing em sites e redes sociais é a geração de tráfego.

Ela quantifica o número de acessos, cliques ou visualizações de uma determinada página de um produto ou da própria marca, o que determina o alcance online da campanha de marketing.

Os resultados das métricas – e seu impacto na campanha de marketing – ficam mais evidenciados quando falamos de marketing digital.

Assim, as soluções e novas ideias são mais palpáveis e direcionadas, o que facilita a evolução do marketing da empresa.

Investir em marketing digital e ser referência pode fazer toda a diferença. As redes sociais são um local de fácil comunicação com o consumidor, o que torna a fidelização mais fácil.

Além disso, são um espaço democrático, que facilita pesquisas de satisfação e feedbacks espontâneos dos clientes.

Gostou de entender sobre os planos de marketing? Então entenda também como montar uma equipe de marketing eficiente!