Conheça o que é o Blitzscaling, modelo de negócio das maiores empresas do mundo

Para ter sucesso em qualquer área da vida, é preciso planejar, estudar e, principalmente, aprender com quem já tem experiência. No ramo dos negócios e empreendedorismo, por exemplo, o nome Reid Hoffman merece atenção. O fundador do LinkedIn é considerado o Oráculo do Vale do Silício, admirado por figuras notáveis que vão dos CEOs Eric Schmidt (Google) e Reed Hastings (Netflix) a Mark Zuckerberg (Facebook).

É dele o conceito de blitzscaling, um modelo de negócios que promete revolucionar o mercado global, impulsionar o crescimento de pequenas e médias empresas e criar o empreendedorismo de alto impacto, desenvolvendo as indústrias do futuro.

Para entender melhor esse conceito e descobrir como ele pode ser aplicado para acelerar o crescimento do seu negócio, continue a leitura!

Afinal, o que é blitzscaling?

Apesar do nome complicado, o conceito de blitzscaling se trata de uma metodologia simples para auxiliar o crescimento e desenvolvimento de empresas de qualquer porte e setor de atuação.

Baseado em um modelo de prioridades específico para cada negócio, o blitzscaling tem como objetivo descobrir em quais aspectos cada empresa deve focar, de acordo com a análise de seu momento atual e suas metas.

A origem do conceito é inspirada nas táticas militares do exército alemão no período da Segunda Guerra Mundial: no início, a movimentação era lenta e oferecia muitos desafios, uma vez que os soldados precisavam carregar uma grande quantidade de suprimentos.

A estratégia chamada de blitzkrieg, que passou a ser adotada na época, auxiliava na tomada de decisões rápidas (ainda que implicassem perdas), e aumentava a velocidade e mobilidade dos soldados.

Além de surpreender os adversários, permitindo um ataque-relâmpago, a tática contribuiu para que a Alemanha conquistasse boa parte da Europa.

Aplicando essa perspectiva em modelos de novos negócios (como as startups), Reid Hoffman defende que as empresas em expansão precisam crescer rapidamente para conquistar seu espaço no mercado, especialmente em um cenário econômico desfavorável. Por isso, a estratégia de blitzscaling e a tecnologia podem ser boas aliadas dos empreendedores, favorecendo seu crescimento e permitindo atingir a liderança.

Quais são as etapas do blitzscaling?

A estratégia do blitzscaling classifica a evolução de uma empresa em 5 fases, de acordo com seu tamanho, potencial de crescimento e características específicas, como número de funcionários, base de clientes e receita média.

As 5 fases da escala criada por Hoffman são:

Família

A primeira etapa da escala se refere ao alicerce sobre o qual a empresa é construída. Nessa fase de criação de um novo negócio, o foco do empreendedor deve ser desenvolver um produto de valor, por meio da observação das oportunidades do mercado que ofereçam vantagens competitivas ou que atendam a necessidades ainda inexploradas.

Dessa forma, o produto ou serviço oferecido deve ser o centro do modelo de negócios, sobre o qual é calculado seu preço e custo, a base de clientes, os canais de distribuição e as estratégias de marketing e vendas.

Porém, desenvolver um produto ou serviço com potencial para conquistar e fidelizar clientes nem sempre é uma tarefa fácil. O início do Airbnb, por exemplo, envolveu muito trabalho braçal dos próprios fundadores, Brian Chesky e Joe Gebbia.

Quando perceberam que um dos maiores problemas da plataforma era a má qualidade das fotos dos quartos, eles alugaram uma câmera profissional e foram pessoalmente tirar novas fotos dos imóveis cadastrados. É claro que com o crescimento dos negócios, essa tarefa passou a ser terceirizada — afinal, hoje são mais de 40 milhões de usuários cadastrados em 3.400 cidades ao redor do globo.

É também nessa fase que se definem os papéis dos fundadores, gestores e colaboradores e se inicia a seleção e contratação de funcionários alinhados com os objetivos da empresa.

Tribo

O próximo nível na escala de crescimento de um negócio envolve o desenvolvimento do produto com foco em sua execução, ajustando os detalhes de acordo com as experiências do processo e acelerando sua expansão, para se manter competitivo.

Nessa etapa, é essencial garantir uma participação sólida no mercado e se manter atento à concorrência. No caso do LinkedIn, por exemplo, no momento de seu lançamento existiam mais três concorrentes diretos que poderiam ameaçar seu crescimento.

De acordo com Hoffman, um dos segredos de seu sucesso é ter investido em conquistar mercado antes de incluir configurações mais avançadas e desenvolver estratégias de monetização da plataforma.

Uma boa maneira de promover o crescimento sustentável da empresa é utilizar técnicas como o marketing boca a boca, a publicidade tradicional, publicidadade nas mídias sociais e as parcerias.

Vila

Com um produto bem desenvolvido e uma participação estável no mercado, é hora de iniciar a escalada, criando um plano de crescimento que leva em consideração o cenário econômico, a concorrência e o capital disponível. É o momento de rever o quadro de pessoal e recrutar colaboradores e funcionários que saibam se adaptar às mudanças e ao desenvolvimento do negócio.

Nessa etapa, o recrutamento é um dos aspectos mais importantes para a empresa: se no início uma única pessoa poderia ser responsável por essa tarefa, com o aumento da equipe é preciso contar com recrutadores dedicados, parceiros de confiança e ferramentas modernas para avaliação dos candidatos.

Cidade

Com o crescimento da empresa e sua escalada no mercado, suas relações se tornam mais complexas e novos desafios se apresentam aos empreendedores. O foco passa a ser desenvolver novos produtos, reformular processos e manter a velocidade de crescimento, priorizando a eficiência e a boa administração dos recursos em larga escala.

É nessa etapa que a organização deve construir seu portfólio e buscar novas fontes de receita, evitando burocracias desnecessárias que podem comprometer sua velocidade de desenvolvimento.

Nação

O último degrau da escala proposta por Hoffman exige novas perspectivas e promove mudanças significativas no papel do CEO, que deve crescer junto com a empresa. Para ganhar o mundo, é preciso desenvolver uma estratégia global, sem deixar de lado o aspecto local do negócio.

Lidar com diferentes culturas, administrar as diferenças geográficas e manter uma comunicação eficiente entre os funcionários e colaboradores pode ser um grande desafio para os administradores. Nessa etapa, é preciso contar com uma linha de produtos já consolidada no mercado, bem como uma equipe de confiança.

Quem pode utilizar o conceito de blitzscaling?

A estratégia de blitzscaling é destinada principalmente a empreendedores e investidores de startups e empresas de tecnologia, além de organizações de capital venture — modelos de negócios que precisam atingir a liderança em escala para maximizar os lucros até que se tornem viáveis à abertura de capital ou aquisições estratégicas.

Porém, o conceito pode inspirar empresas em qualquer área ou setor, que se encontrem em qualquer nível de crescimento, uma vez que as experiências com essa metodologia comprovam resultados impressionantes. Não é a toa que o termo é constantemente associado a empresas de sucesso mundial, como Uber, Waze, Spotify, Amazon e o próprio LinkedIn.

Aplicar o conceito de blitzscaling para acelerar o crescimento da empresa é uma estratégia que já se provou sólida e eficiente. Porém, é preciso ter cautela na busca pelo sucesso.

Para evitar algumas armadilhas comuns do cenário empresarial, em especial para as startups, conheça os principais erros das empresas que crescem rápido e saiba como evitá-los!

comments powered by Disqus