casal olhando o computadorempreendedor e ter seu próprio negócio é o sonho de muitas pessoas.

">

O que é CTA: criando chamadas que convertem

Ao iniciar um projeto de Inbound Marketing ou ao implementar o Marketing de conteúdo na sua empresa, é muito importante conhecer alguns conceitos básicos que envolvem o desenvolvimento dessas novas estratégias.

Ao iniciar um projeto de Inbound Marketing ou ao implementar o Marketing de conteúdo na sua empresa, é muito importante conhecer alguns conceitos básicos que envolvem o desenvolvimento dessas novas estratégias.

Sim, são muitos termos novos que você conhecerá neste processo e neste post vamos esclarecer as principais dúvidas, dar dicas e as características sobre o que é CTA e como ele gera resultados.

O que é CTA

Um Call-to-action (usualmente abreviado como CTA) é uma imagem ou linha de texto que incentiva ou sugere aos seus visitantes, leads, e clientes a tomarem uma ação.

Esta ação tem como objetivo direcionar o visitante a fazer um download de um ebook, se inscrever em um webinar, ganhar um cupom, falar com o consultor, assinar uma newsletter, deixar o seu comentário, etc.

Mas onde incluo um CTA?

Ele pode estar em qualquer canal de marketing que você utilize, como por exemplo, no seu site, em um ebook, e-mail ou como evento no final de um post no blog. Ainda não tem certeza do que se trata?

Veja abaixo alguns exemplos e como podem ser aplicados:

conta azul

  • Exemplo de CTA 01: Oferta de demo e desconto para levantada de mão

o que e cta

  • Exemplo de CTA 02: Chamadas de CTAS primários e secundários

o que e cta

  • Exemplo de CTA 03: Download de material rico

Os CTAs podem ser classificados de duas maneiras: como primários – aqueles que focam na principal funcionalidade da página – e como secundários. 

Exemplo, se você está navegando em um e-commerce e ao encontrar o produto que estava a procura irá clicar em “Comprar”, portanto o CTA estimula a principal funcionalidade da página que é a venda dos produtos em oferta.

Já os CTAs secundários, utilizando do mesmo exemplo, são os links que te sugerem a compra de produtos similares.

Ou seja, se você adquiriu uma mesa, a mesma página irá te sugerir a compra de cadeiras, rack, sofá etc.

Outro exemplo seria um blog onde você está lendo um post sobre marketing digital e lhe sugerem o download de um ebook sobre SEO, ou seja, um assunto que faz relação com o primeiro, por isso é interessante para você da mesma forma.

O CTA possibilita fidelizar este atual cliente, assinante e/ou inscrito e o estimula a permanecer mais tempo em contato com seus produtos e conteúdo.

Como criar o CTA certo para a minha estratégia?

O tipo certo de CTA para atingir o objetivo da sua estratégia tem que ser focado na sua usabilidade.

O que é isso? É conhecer muito bem as personas do seu negócio e direcionar o conteúdo certo e no momento certo para elas.

O primeiro passo é ter muito bem estabelecidas as suas palavras-chaves, elas irão direcionar as suas personas para a conversão.

Imagina se eu tenho um blog sobre consultoria, onde damos várias dicas sobre coaching, atraio um visitante super desmotivado no atual emprego e que está interessado em conhecer o serviço de consultoria focado em empreendedorismo.

Após acessar meus posts, se eu não disponibilizar um CTA sugerindo o download de um ebook “Como o coaching pode impulsionar o seu lado empreendedor” eu não iria tão cedo receber informações desta persona e saber do seu real interesse.

Para gerar bons resultados é preciso entender muito bem em qual etapa na jornada de compra o visitante se encontra.

Como ele chegou lá? O que ele procura? O que posso entregar?

Ao responder essas questões, você já consegue identificar como e o quê poderá oferecer aos visitantes através de um CTA. Você tem que fisgá-lo!

Investir na usabilidade da sua página influenciará de forma direta o aumento de conversões, de leads e consequentemente as suas vendas.

Dicas para criar um CTA que gera resultados

Considerando que você já tem um conhecimento prévio sobre os seus visitantes e consegue formular estratégias para convertê-lo, agora basta dar início a criação do CTA e colocá-lo em prática.

Nos tópicos abaixo considere as dicas como indispensáveis nesta etapa:

Crie uma boa chamada

Abandone  textos genéricos com conteúdo primário, como “Clique aqui” e “Saiba mais”.

Se a venda do seu produto ou serviço tiver origem em um atendimento consultivo, ofereça um conteúdo educativo e personalizado.

Lembre-se que o comportamento do comprador mudou e ninguém sai clicando em qualquer coisa mais.

Sua oferta tem que entregar valor e uma boa chamada faz toda diferença. Não faça perguntas, a chamada precisa ser imperativa como um comando.

Ah, não confunda texto personalizado com texto longo. Vá direto ao ponto e não enrole.

Destaque o CTA

Explore as cores e design.

Um call-to-action além de ter um texto atrativo, também exige um cuidado especial em seu formato.

Ao escolher a cor para os seus botões leve em consideração que ele precisa se destacar da cor original do seu site, mas ao mesmo tempo respeitar a identidade visual original da sua marca.

Cores como vermelho, amarelo e laranja costumam chamar muita atenção e direcionar o olhar do leitor mais facilmente.

Quanto a forma, os botões podem conter sombreamento, bordas arredondadas e até efeitos 3D. Seja criativo e deixe o seu CTA visível!

Faça Testes A/B

A vantagem de se fazer marketing digital é a sua versatilidade e como sua estratégia pode ser modificada a curto e a longo prazo.

Em sua própria ferramenta de automação você consegue criar uma variação e visualizar qual das duas versões obteve melhor resultado de conversão.

Tente cores diferentes, formatos e o melhor local para o seu CTA.

O importante é que ele seja efetivo, portanto se encontrar alguma ação diferente da que foi planejada na campanha, é preciso ser rápido e fazer as alterações necessárias.

Com a prática você identificará os hábitos das suas personas e o criar CTA será uma tarefa bem fácil.

Contexto é tudo

Sabendo o que é CTA e como ele gera resultados você já está ansioso para aplicar vários em seus canais de comunicação, não é? Cuidado! Não exagere na dose.

O CTA tem que estar ajustado com a experiência do usuário e o momento que ele se encontra na jornada de compra.

Imagina que você acabou de ler um post “Como crescer na empresa: práticas de um bom funcionário” e logo após lhe sugerem  através de CTA o download do ebook “20 passos para abrir a sua startup e se tornar microempresário”.

Ou seja, o leitor tem outro perfil e o tema deste material não condiz com o do post.

Toda atenção é necessária e compreender cada etapa da estratégia é muito importante.

Menos é mais

O objetivo do call-to-action é ter destaque, por isso é muito importante não incluir vários em uma só página.

Incluir um primário e outro secundário já será o suficiente.

Se você incluir várias opções acaba transmitindo ao visitante a sensação de desespero, polui o design e atrapalha a navegação.

Tenha equilíbrio, bom senso e foque na experiência do usuário sempre.

Experimente e diversifique

O CTA também pode ser inserido em outros canais de comunicação além do seu site e blog. Lembra que falamos dos testes?

Aproveite as oportunidades e ofereça conversão no e-mail marketing, post do Facebook, Twitter, Youtube e não podendo esquecer de adicionar na thank-you page também.

Explore e vá onde a sua persona está!

Tem SEO também

Está aí mais uma oportunidade de otimização. Se o seu CTA for uma imagem, inclua nela suas palavras-chave tanto como title tag ou alt tag.

Exemplo “ebook vendarketing” ou “calculadora de ROI”. Isso é crucial para que a sua página seja bem ranqueada nos motores de busca como o Google.

Promessa é dívida

Se prometeu tem que entregar, este é o lema de um bom call-to-action.

O usuário deve saber o que acontecerá após o clique. Se eles está esperando o download de um template,  o arquivo correto tem que ser entregue  a ele.

Tenha certeza de que está passando essa mensagem de maneira clara e o foi proposto e entregue está bem alinhado com a expectativa gerada.

Não é carnaval

Você já vu algum call-to-action que muda a cada 2 segundos? Pulando, piscando em flash? CTAs animados são um risco e não aconselhamos.

Quando há animação em um CTA, o hábito do leitor é logo achar que é um spam, daqueles bem chatos que nos impedem de ver um video online, por exemplo, e pula na frente de tudo.

Além de ser um carnaval, poluem a sua página e distraem a leitura. Lembra da experiência do usuário? Faça que ela seja agradável e não expulse o seu visitante com essa técnica inconveniente;

Consegui entregar o que te prometi? Tenho certeza que agora você sabe o que é CTA e como ele gera resultados.

Meu objetivo era te apresentar motivos relevantes para converter muito mais em seu site ou blog.

Montar CTAs não demanda técnicas mirabolantes e basta você se apoiar na sua estratégia e na experiência do usuário.

Ficou alguma dúvida sobre esta tática tão importante para sua campanha de marketing de conteúdo? Tem utilizado de estratégias de conversão?

Fale nos comentários e continue buscando conteúdo em nosso blog!