homem usando o computador níveis de empreendedor Microempreendedor Individual vão além de pagar a taxa mensal e fazer a Declaração Anual Simplificada. Quem decide abrir uma microempresa precisa se preocupar com muitos detalhes. Desde a gestão financeira até a devida declaração de seus impostos, tudo deve ser muito bem organizado.

">

Níveis de empreendedor: descubra em qual ponto da sua carreira você se encontra!

Este conteúdo mostrará quais são os níveis de empreendedor. Vamos destacar os pontos fracos e fortes de cada nível. Não deixe de conferir!

A maioria das pessoas já se divertiu jogando algum jogo de videogame. Alguns jogos são clássicos, como Super Mario ou Sonic, mas sabe o que faz um jogo ter sucesso? Os desafios encontrados pelo jogador em cada fase do game.

Acredite, mas quando o assunto é criar uma empresa as horas dedicadas aos jogos se mostrarão muito úteis. Por isso, o artigo de hoje falará sobre os diferentes níveis de empreendedor.

Níveis de empreendedor? Como assim?

Em alguns jogos o jogador precisa colecionar itens. Ao longo de sua jornada ele não pode desperdiçar as oportunidades de coletar objetos especiais. Em muitos casos não está claro o porquê. Isso só se revelará no futuro. Muitas fases depois.

Bem, quando o assunto é empreender, o “jogador/empreendedor” também precisa pegar “itens especiais”. Esses itens se chamam “experiência”.

Nas primeiras fases do jogo, quando o empresário ainda estuda o que é um plano de negócios, por exemplo, a falta de experiência dificulta muito sua vida. Tudo parece impossível de ser solucionado. A burocracia, a falta de apoio familiar etc. No entanto, cada vez que um desses itens é superado o empresário se sente mais confiante, e, olhando para trás, percebe que a fase anterior nem fora tão difícil assim.

Voltando a usar os games como referência, os jogadores mais espertos não gostam de perder tempo tentando descobrir como fazer as coisas. Eles preferem perguntar para quem já jogou. Assim, a experiência dos outros os ajuda a evitar erros, e isso poupa tempo e energia, ajudando-os a vencer de forma mais rápida.

Agora é hora de mostrar quais são os erros mais comuns, cometidos pelos diferentes níveis de empreendedor.

Níveis de empreendedor: iniciante

Nesse nível o empreendedor está tão empolgado quanto uma criança abrindo seu presente na manhã de Natal. Ele quer tudo, e quer agora. O problema é: ele não sabe como.

A falta de conhecimento é o que coloca em risco o objetivo de empreender. A grande causa da mortalidade de algumas empresas ocorre porque muitos empresários — sobretudo nas pequenas empresas — não se preocupam em adquirir conhecimentos básicos, como saber a importância de um fluxo de caixa.

Quando o empreendedor iniciante percebe que sabe pouco sobre o assunto, ele se pega diante de um momento que definirá seu futuro no jogo do empreendimento: ou ele vai à luta, ou desiste.

O medo pode ser paralisante nessa fase. Todos os termos parecem incompreensíveis, mas com um pouco de disposição tudo começa a fazer sentido.

Vencer o medo é o desafio da primeira fase dos níveis de empreendedor. Quando questionado por um: “você sabe fazer isso?” Ele estufa o peito e responde: “Não, mas não há nada que não possa ser aprendido”.

O empreendedor que está nessa fase precisa ser dedicado. Reconhecer que uma limitação não é o mesmo que fraqueza, mas sim algo que o levará à melhores decisões estratégicas.

O empreendedor iniciante começa sua empresa sem arriscar sua vida financeira, por isso, é normal que enquanto ele desenvolva sua ideia ainda esteja envolvido com outra atividade remunerada.

Em outros casos, ele percebe que a única forma de entender determinado segmento é trabalhando por um tempo na área. Por isso, alguns empreendedores aceitam prestar serviços para empresas, com o único objetivo de aprender sobre o mercado.

Níveis de empreendedor: intermediário

Após superar as dificuldades iniciais — principalmente a falta de conhecimento sobre o universo empreendedor — o empresário que se encontra no estágio médio dos níveis de empreendedor tem novos desafios. O principal deles é pensar no seu produto.

No primeiro dos níveis de empreendedor, o pensamento está em um mercado. Abrir um restaurante, por exemplo. Agora o empresário começa a pensar no cardápio desse restaurante, e, principalmente, o porquê da escolha de cada prato.

O empreendedor já tem ideia do quanto será necessário para investir em seu negócio. Tem um planejamento de todos os gastos fixos e variáveis. Por isso, ele sabe que a escolha de seu produto deve, antes de tudo, atender a uma demanda existente.

Ainda que seu sonho fosse ser dono de um restaurante cinco estrelas, ele percebeu que insistir nessa ideia seria jogar dinheiro fora. Por outro lado, existe um público interessado em pratos populares, com preços acessíveis.

Essa não era a ideia inicial, mas nessa fase do jogo o empresário já sabe que a opinião mais importante é a do cliente. Afinal, ninguém começa a jogar para perder, não é mesmo?

A teimosia pode ser o grande vilão dessa fase do jogo. O empresário precisa saber ceder quando necessário. Dividir tarefas com outros profissionais, confiar em sua equipe e adaptar sua empresa para atender às demandas do mercado são conceitos básicos, que devem ser respeitados.

A dedicação total ao negócio varia de caso a caso. Em algumas situações o empresário começa a se desligar de outras atividades, para se dedicar exclusivamente à empresa recém-criada. Essa migração de atividade precisa ser planejada para não colocar em risco à saúde financeira do mesmo. É altamente recomendável a criação de um fundo de emergência.

Por outro lado, o empresário também pode adiar a exclusividade à empresa, comportando-se como um investidor e contando com a ajuda de sócio.

Estratégias de Marketing são fundamentais nessa fase do jogo. O planejamento feito na primeira fase será posto à prova nesse momento. Pesquisa de mercado, análise de concorrência, pesquisa de ponto comercial e plano de negócio ajudará o empresário a melhorar o planejamento de sua empresa.

Níveis de empreendedor: avançado

A empresa já está operando e os resultados apresentados norteiam as decisões do empreendedor. Para chegar nessa fase ele fez diversos investimentos, por isso espera retorno.

O empresário já sabe que está criando algo maior do que uma empresa, mas sim uma marca, cujo objetivo é se tornar referência do produto/serviço comercializado para seus clientes.

O empresário começa a analisar os resultados da empresa com o objetivo de torná-la cada vez mais eficiente. Essa é a motivação nessa fase do jogo: a busca constante por eficiência.

Para conseguir alcançar essa meta o empreendedor identificará e analisará todos os processos envolvidos no desenvolvimento de sua atividade empreendedora. Desse modo ele consegue perceber se tudo está indo bem.

Para ficar mais claro vamos voltar ao exemplo do restaurante. A empresa está dando lucro, mas analisando os resultados do setor de compras o empreendedor percebe que é possível mudar o distribuidor de alimentos, gerando uma economia, sem prejudicar a qualidade de seus pratos.

O empresário também perceberá o quão importante é investir na qualidade do trabalho de seus colaboradores, por isso, dedicar tempo aos processos de contratação se mostrará uma necessidade.

Assim como nas fases finais de um jogo de videogame os últimos níveis de empreendedor também reservam surpresas. Vamos supor que um funcionário destrate um cliente, essa atitude cria um embaraço tão grande que pode colocar em risco a empresa.

Existe um termo técnico para isso, chama-se “crise de imagem”. Hoje em dia, com as redes sociais, um comentário de um cliente insatisfeito pode ter um peso muito alto no futuro dos negócios.

Por isso, o empresário não pode dar chances ao azar. Independentemente do segmento no qual está inserido ele deve questionar-se sobre o fato de estar preparado para incidentes que coloquem em risco o nome da sua empresa.

Mas empreender é um jogo que não termina nunca. O empreendedor deve se preparar para momentos ruins. Um novo concorrente pode fazer com que seus negócios apresentem queda. Um momento econômico ruim pode diminuir seu lucro. Por isso, é importante fazer reservas capazes de custear a empresa em situações difíceis.

Claro que, nem todas as decisões devem ter como motivação cenários negativos. Ampliações também são bem-vindas. Quando o empresário adquire experiência suficiente para comportar-se como um investidor — o que de fato ele é — ele consegue criar planos para acompanhar o crescimento do mercado.

Aproveite cada um dos níveis de empreendedor

É importante entender que essas fases existem e devem ser aproveitadas para contribuir com o amadurecimento profissional e emocional do empreendedor. Identifique em qual nível você está e verifique se está planejando-se para superar, com sucesso, cada desafio apresentado.

É normal que o entusiasmo dê lugar ao medo nas primeiras jogadas, afinal, pouco se sabe sobre o jogo. Empreender não é uma atividade nova, pelo contrário, tudo o que consumimos, todas as soluções para os problemas que encontramos são resultados do trabalho de empreendedores.

Por isso, ainda que não seja um jogo tão fácil, empreender é uma tarefa estimulante e necessária. Aliás, não existe nada mais chato do que um jogo muito fácil, não é mesmo?

Bem, se você chegou até aqui é porque está motivado em ter sucesso com seu negócio. Uma estratégia que tem trazido excelentes resultados para as empresas é o Marketing de Conteúdo.

Com ele seu negócio se apresenta ao leitor como uma referência sobre o mercado no qual atual, e, isso se reflete nas vendas. Se você ainda tem dúvidas sobre essa modalidade não se preocupe, este artigo traz um panorama completo sobre o tema. Vale muito a pena a leitura.

  • Acho que um dos maiores problemas de empreender é a incerteza de retorno de um negócio e o medo do tempo perdido. Afinal de contas no tempo que leva para aprender, investir, as contas não param de chegar. Muito legal o artigo.

    • Letícia Abrantes

      Ei, Thalyta! Ótima colocação. Empreender é sem dúvida correr riscos, mas acreditamos que sempre há uma maneira de colher frutos de boas ideias 🙂 Obrigada pelo feedback!