Jornada empreendedora

Não vá sozinho na sua jornada empreendedora

Excelente análise sobre a importância de ter companheiros na sua jornada empreendedora

O artigo de hoje foi escrito por Richard Branson no portal Entrepreneur.com

Adoro conhecer novas pessoas e descobrir no que elas estão trabalhando, você nunca sabe quem irá encontrar.

Esses encontros podem ter grande valor. Se você parar pra pensar, boa parte das relações mais importantes (parceiros de negócios, sua esposa, amigos, mentores, etc.) começaram com encontros ao acaso.

Minha curiosidade sobre os outros e habilidade de me conectar com pessoas me ajudou a ter sucesso. Afinal, se as pessoas não sabem quem você é, elas não farão negócios com você.

Muitas pessoas acham que um empreendedor é um cara que opera sozinho, superando desafios e trazendo ideias para o mercado através da força da sua personalidade. Essa ideia é muito errada.

Quase nenhum empreendedor alcançou algo relevante sem ajuda. Para ser bem sucedido, você precisa se conectar, colaborar e delegar.

Encontrar maneiras de conhecer pessoas no mundo real e criar relacionamentos está ficando ainda mais importante nessa era digital. Enquanto em alguns setores é possível que funcionários limitem sua comunicação a e-mail, isso não é possível para empreendedores, já que relacionamentos baseados em confiança são vitais para fazer negócios.

Alguns eventos que vou tratam de diversos assuntos, de saúde a viagens especiais. Tão importante quanto isso foram as conversas aleatórias nos corredores.

Steve Jobs, o empreendedor que mais admiro, é lembrado como um gênio solitário, mas isso não é verdade. O co-fundador da Apple transformou sua visão pessoal em realidade através da ajuda de equipes muito talentosas e em que ele confiava.

Como ele e seu time tiveram ideias que resolveram problemas técnicos e de design nos produtos da Apple? Passando tempo juntos!

Como Steve falou ao seu biógrafo Walter Isaacson “Criatividade vem de encontros espontâneos, discussões aleatórias. Você encontra com alguém, pergunta o que ele está fazendo e então diz ‘Uou!’ e rapidamente estão cultivando diversos tipos de ideias”.

Essa é parte dos motivos de comunidades de empreendedores gerarem tanta criatividade. Olhe para o Vale do Silício na Califórnia, BoxPark em Londres e outra área em que pessoas se reúnem. Tecnologia permite que nos conectemos ao clique de um botão, mas empresas ainda pagam caro para estar fisicamente perto de concorrentes e outras empresas do setor.

Quando estiver pensando em começar sua empresa, se estabelecer em um centro criativo do seu setor pode ser uma ótima opção.

Se você é um executivo ou empreendedor e seu time trabalha principalmente de casa ou remoto, preste atenção para ver se eles estão colaborando. Sua equipe não pode ser simplesmente uma lista de e-mails ou grupo de WhatsApp.

Se você precisa retomar a união do tipo, eventos como maratona de desenvolvimento de produtos, eventos e festas podem ajudar as pessoas a se conhecerem e encontrarem soluções criativas para problemas.

Para atingir seus objetivos, você precisa sempre buscar a oportunidade criar novas conexões, onde quer que vá. Aprecie encontros inesperados e oportunidades de traçar novas planos.

A pessoa que tenha o perfil necessário para tirar sua ideia de negócios do papel pode ser estar sentada na mesa ao lado no café. Vá lá e diga “Oi!”.

Nota do editor: Sempre fazemos questão de enfatizar uma boa rede de contatos como um dos principais fatores na jornada empreendedora. Para se aprofundar no tema, recomendo o artigo Networking: Como expandir sua rede de contatos.

P.S.: Créditos da imagem trabalho em equipe Shutterstock