mmn: homem pesquisandooferecer um serviço é bem diferente de vender um item físico.

">

Como facilitar o seu processo de venda de produtos com o marketing multinível?

Uma empresa que decida vender seus produtos tem à disposição uma série de possibilidades para fazer com que os itens cheguem ao consumidor final.

Uma empresa que decida vender seus produtos tem à disposição uma série de possibilidades para fazer com que os itens cheguem ao consumidor final.

Quanto mais complexa for a solução e quanto mais estrutura ela exigir, entretanto, menos lucrativa se torna a venda.

Pensando nisso, o marketing multinível surgiu como uma possibilidade de criar uma estrutura barata e eficiente para que a venda de produtos de uma empresa seja mais facilitada.

Muitas vezes confundido com esquemas de pirâmide, esse marketing na verdade é capaz de trazer benefícios para todas as partes envolvidas.

A seguir, descubra o que é marketing multinível e entenda mais sobre o seu funcionamento.

O que é MMN e para que serve?

O marketing multinível ou simplesmente MMN é uma estratégia de vendas que se baseia na construção de uma rede de contatos e de indicação.

Funciona assim: a empresa fabrica um determinado produto, que vai para os revendedores.

Esses revendedores passam a ter duas funções principais: a primeira é vender os produtos para as pessoas de maneira direta, como ao utilizar estratégias do tipo boca a boca.

A segunda função consiste em recrutar mais revendedores, os quais ficam responsáveis por vender e por recrutar novas pessoas.

O revendedor, portanto, passa a ganhar dinheiro baseado nas comissões de suas próprias vendas e também em relação aos revendedores que ele consegue recrutar.

Assim, quanto maior for a sua rede, maiores são os ganhos.

Qual a importância do MMN para a empresa?

Os benefícios do MMN são bem divulgados do ponto de vista do revendedor: liberdade, lucros escaláveis e facilidade de conseguir dinheiro são algumas das mais divulgadas.

Apesar disso, também há benefícios para a empresa, os quais justificam a utilização dessa estratégia.

No geral, a importância desse marketing para a empresa reside em questões como:

Aumenta a exposição de marca e de produtos

Quando os produtos são distribuídos por meio dessa rede, o que acontece é que eles ganham muito mais exposição.

Isso se dá ao fato de que quanto mais revendedores existem, mais pessoas eles são capazes de alcançar, levando consigo o produto.

Isso gera uma espécie de marketing espontâneo e, principalmente, gratuito para o negócio.

Com mais pessoas sendo expostas ao produto e à marca, maior é também o reconhecimento a respeito da empresa.

Sendo os produtos de qualidade, isso colabora para que a empresa se transforme em uma opção top of mind para os clientes.

Reduz os custos com a estrutura

Se a empresa decide vender seus produtos de maneira tradicional ela vai precisar contratar vendedores, montar uma estrutura e planejamento de vendas e arcar com diversos custos, que vão desde os salários ou comissões até as obrigações trabalhistas.

Mesmo quando a empresa opta por trabalhar com revendedores, ainda existe uma dificuldade em captar continuamente novas pessoas para levar os produtos até o público.

Com o MMN, por sua vez, a empresa cria uma engrenagem que funciona de maneira automática: uma vez que os primeiros recrutadores sejam captados, eles próprios serão responsáveis por atrair novos revendedores para a empresa.

Estimula a motivação e as vendas

A redução dos custos com estruturas permite que a comissão em um sistema MMN seja mais rentável para os revendedores.

Isso gera atratividade e, posteriormente, leva a mais motivação por parte dos revendedores já que seus lucros dependem apenas deles mesmos.

O resultado disso tudo é que com o MMN forma-se uma rede mais motivada e em busca de resultados melhores. Como resultado, há mais empenho, prospecção de clientes e mais vendas, gerando lucros para todas as partes.

Favorece o teste de adesão de produtos

Ao possuir uma rede sólida estruturada no MMN, uma empresa tem mais facilidade em lançar produtos e fazer testes de adesão em relação ao seu mercado.

Em vez de precisar ter custos excessivos com logística, distribuição e promoção, a empresa pode simplesmente produzir um lote limitado e colocá-lo à disposição dos revendedores.

Dependendo da saída e da taxa de conversão é possível entender melhor quais as necessidades do público da rede, o que estimula o lançamento cada vez mais assertivo de produtos.

Como funciona o MMN no Brasil?

O MMN no Brasil funciona basicamente na forma de venda direta.

Grandes expoentes desse tipo de marketing no mercado brasileiro são a Natura, a Mary Kay, a Herbalife e, mais recentemente, a Jequiti.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVED), em julho de 2016 mais de 4 milhões de pessoas trabalhavam com a revenda direta no Brasil.

O número de novas vagas ocupadas ultrapassou os 50 mil para o período, sendo maior do que as vagas formais criadas pelo comércio.

A Herbalife, por exemplo, experimentou um crescimento de 11% ainda que a economia brasileira esteja em forte recessão desde 2015.

Em relação ao resto do mundo, o Brasil representa hoje 5% de todas as vendas mundiais no mundo, sendo o sexto maior mercado do mundo.

Isso só é possível devido à utilização consistente do marketing MMN por grandes empresas, que investem nessa alternativa como forma de expandirem seus negócios de maneira eficiente e sustentável.

Com a indústria global movimentando anualmente cerca de 180 bilhões de dólares, o esperado é que o MMN continue a crescer em terras brasileiras — e não apenas devido à crise.

Com mais gente querendo complementar a renda ou mesmo atrás de mais autonomia, o esperado é que o mercado se expanda no país.

O diferencia o MMN da pirâmide financeira?

Quando se fala em MMN muitas pessoas têm uma visão incorreta sobre o que é, de fato, trabalhar com essa abordagem.

Isso se deve principalmente à existência das pirâmides financeiras, esquemas proibidos no Brasil e que já fizeram com que muita gente perdesse dinheiro e desacreditasse desse tipo de negócio.

O ponto principal da questão consiste em entender quais são as principais diferenças entre o MMN e a pirâmide financeira.

Em linhas gerais, as diferenças são:

Entrada no negócio

Em um esquema fraudulento de pirâmide financeira, frequentemente o revendedor precisa pagar para entrar no negócio.

Inclusive muitas vezes são oferecidos planos com preços diversos, com promessas de mais lucratividade quanto maior for o investimento.

No caso do marketing multinível, por outro lado, a entrada no negócio acontece geralmente de maneira gratuita.

Quando muito, pode ser exigida a compra de um kit inicial para venda, cuja comissão continua indo para o bolso de quem revende.

Assim, o dinheiro não é pago para entrar no negócio em si e apenas corresponde a uma aquisição justa de produtos.

Remuneração

Outra questão importante diz respeito justamente à remuneração.

A pirâmide financeira cobra essa taxa de entrada no negócio porque é ela quem sustenta toda a pirâmide.

Como esse dinheiro não é utilizado inteiramente para adquirir produtos, por exemplo, ele serve é de remuneração para os recrutadores.

Isso é muito diferente de um sistema MMN, já que a remuneração vem predominantemente da venda de produtos.

Embora o recrutador ganhe, sim, dinheiro quando novos revendedores começam a fechar vendas, o rendimento principal é baseado tão somente em quanto ele é capaz de revender para os clientes do negócio.

Formação da rede

Essa característica da remuneração leva a um fator importante a respeito da formação da rede.

Com o MMN, a equação é simples: quanto mais revendedores há, mais vendas acontecem.

Com mais vendas, há mais lucros que são distribuídos adequadamente entre revendedores, recrutadores e a própria empresa.

No caso de uma pirâmide financeira, quanto mais revendedores fazem parte da rede, mais custosa ela se torna.

Sem retorno financeiro por parte da venda dos produtos, a rede passa a exigir cada vez mais pessoas recrutadas, sem que haja uma forma de tornar todo esse processo viável — afinal, os recursos não são obtidos externamente de maneira majoritária.

Sustentabilidade

Todos esses fatores em conjunto têm influência direta na sustentabilidade da rede em si.

O MMN é altamente sustentável porque se apoia no que os clientes compram e, portanto, depende de recursos externos que podem ser gerenciados.

Se a empresa está experimentando uma redução nas vendas, por exemplo, pode realizar campanhas e adotar estratégias que faça tudo voltar a funcionar novamente.

Por outro lado, a pirâmide financeira é um esquema absolutamente insustentável.

O seu crescimento gera, sim, mais entrada de dinheiro devido à taxa de adesão inicial, mas ao mesmo tempo gera mais necessidade de saída.

Como o crescimento da rede depende do próprio crescimento da rede, eventualmente o esquema não tem mais onde se apoiar devido à saturação de recursos, o que faz com que a maioria dos participantes saia com prejuízos.

O marketing multinível é uma forma de fazer venda direta de produtos com a atuação de revendedores que formam uma rede responsável por recrutar novos revendedores.

Diferentemente de uma pirâmide, sua remuneração é fortemente baseada na venda de itens e ela é consideravelmente mais sustentável.

Para a empresa, os benefícios de exposição, alcance e conversão em vendas se destacam como justificativas para adotar essa estratégia.

Se você vai abrir uma empresa agora, é conveniente pensar na forma de venda e em outras questões. Por isso, veja nesse post 8 dicas práticas para abrir o seu negócio.