Não tenha medo do desconhecido ao empreender

Não tenha medo do desconhecido ao empreender

Gerenciar um negócio, especialmente nos primeiros anos, pode ser uma experiência estressante e exigente. Pensando nisso, preparamos este post com algumas dicas para você não ter medo do desconhecido.

Como diz o ditado: “nenhum homem é uma ilha”. Essa frase fará ainda mais sentido quando você abrir seu próprio negócio. Alguns vêem o fato de perguntar ou pedir ajuda como um sinal de fraqueza, mas não é. Estar consciente das suas fraquezas é extremamente importante para tomar atitudes a respeito, procurando apoio e orientação.

Gerenciar um negócio, especialmente nos primeiros anos, pode ser uma experiência estressante e exigente, principalmente quando os tempos são difíceis ou se nada for planejado. Por isso, conversar com outros empreendedores que já estiveram em situações similares pode ser um aprendizado inestimável, não somente isso, você verá que muitos ficarão contentes em ajudar a sanar suas dúvidas. Afinal, todos já estiveram ou estão no mesmo barco.

Perguntas são infinitas

O fluxo infinito de perguntas impede muitas pessoas de entrar no mundo do empreendedorismo, ficando sobrecarregados com suas próprias perguntas. Não deixe que isso aconteça com você. Se você pensar sobre a quantidade de perguntas a responder ao iniciar um negócio, você nunca vai começar a procurar as respostas ou a dar início ao seu negócio.

Ninguém fará todas as perguntas certas ou terá todas as respostas na mão. Será necessário aprender ao longo da jornada. E acredite: você irá cometer erros. Mas não se preocupe, pois isso também faz parte. Por isso, mesmo que você ache que as suas perguntas são muito óbvias: faça-as!

Não tenha medo do desconhecido

Ninguém gosta de deixar as perguntas sem respostas. Perguntas sem resposta tornam-se “desconhecidas” e deixam a maioria de nós um tanto quanto desconfortáveis. Isso acontece quando somos empurrados para fora da nossa zona de conforto. Uma situação nova pode ser intimidante, assim como abrir um novo negócio pela primeira vez.

Não deixe o medo do desconhecido assustá-lo. Sempre teremos incógnitas na vida para enfrentar. Além disso, quem tiver respondido a primeira grande pergunta “Por quê quero ser um empreendedor?” e seguido em frente, aprenderá a navegar nas águas desconhecidas do empreendedorismo. No fim, o processo de abrir um novo negócio não é estudo científico, e sim, tentativa e erro.

Abraçar a ideia de tentativa e erro é uma habilidade de negócio importante a desenvolver. Você ficará mais confortável com o desconhecido e verá que cometer erros não é o fim do mundo. Na verdade, são os erros que fazem você descobrir maneiras de melhorar o seu negócio.

Portanto, saiba o que pode ser feito para que você se livre do medo de empreender e não tenha tantas dúvidas ao longo dessa jornada.

Aumente seu networking

Tente ao máximo participar de eventos relevantes em seu setor ou área – você poderá conhecer pessoas de diferentes indústrias, mas, o fato de estar no mesmo evento já mostra que existe um interesse em comum.

Algumas das melhores ideias ou respostas ao longo da carreira poderão surgir como resultado de conversas casuais com outros empreendedores. Não tenha receio em se aproximar e perguntar, pois as dicas de quem já está no mercado por mais tempo podem ser extremamente valiosas.

Em qualquer negócio, preencher lacunas de conhecimento é importante. A melhor maneira de fazer isso é contratando funcionários com experiência na área necessária, porém nem sempre é possível, principalmente quando você está iniciando o seu negócio. Portanto, não tenha receio em se aproximar e perguntar, aprender e reaprender. Junte-se, por exemplo, em grupos de empreendedores da mesma área que você. Seja em encontros mensais ou pelas redes sociais. Lá você terá uma maior liberdade para perguntar e expandir ainda mais o seu conhecimento.

Tenha mentores

Não subestime a importância de uma boa orientação. Essa é uma das ferramentas mais importantes e que qualquer empresário pode ter acesso – alguém experiente e imparcial para poder recorrer e ter apoio. Existem diversos tipos de mentores, por exemplo:

  • Professores
  • CEOs com longo tempo de experiência
  • Algum familiar que trabalha na mesma área
  • Investidores com interesse em comum

O bom mentor não é aquele que concorda com você ou vice-versa. Ele mostra caminhos com os quais você pode ou não concordar. Com o mentor, você deve ouvir mais e falar menos.

Importante lembrar que a motivação de um mentor não deve ser dinheiro ou participação no negócio. Mentores remunerados não são mentores, são consultores. A mentoria é uma iniciativa de doação, de transmissão para outras gerações do seu aprendizado e legado intelectual.

Faça uma estratégia

Como uma startup ou como microempreendedor, você precisa se concentrar em diversas coisas ao mesmo tempo, seja o fluxo de caixa, marketing, recrutamento ou as vendas. Muitas vezes você fica preso nas operações diárias e perde o foco na sua estratégia e objetivo. Por isso, não pense apenas em sobreviver na semana atual. Pense em onde você quer estar dentro de seis meses, um ou três anos. Tenha uma estratégia clara e bem feita.

Tenha um bom planejamento

Um bom planejamento garantirá mais controle e menos dúvidas, desde o início do seu empreendimento. Com um plano de negócios ou uma tabela Canvas, é possível resolver algumas questões essenciais que podem surgir no começo:

  • Como faço para iniciar minha empresa?
  • Será que essa ideia será rentável?
  • Quanto de capital é necessário?

Quanto mais você pensa sobre começar um negócio, mais perguntas você terá:

  • O quão inteligente uma pessoa tem que ser para alcançar o sucesso? Sou esperto o suficiente?
  • O que eu preciso saber?
  • Existem sinais que prevejam se vou ou não ter sucesso?
  • Existe uma fórmula que eu preciso seguir para ser bem sucedido?

Vá em frente!

Uma vez que você iniciar o seu negócio, as perguntas não irão nunca parar, mas não tenha medo do desconhecido. Você estará constantemente tentando descobrir maneiras melhores de executar suas atividades diárias.

Além disso, novas questões e oportunidades surgirão constantemente . É importante, então, tentar entender sobre tudo que tiver ao seu alcance. Se informando, por exemplo, sobre como fazer a folha de pagamento, pagar impostos, gerenciar inventário, fazer um lucro ou contratar funcionários.

Lembre-se que é uma boa base inicial o planejamento, estratégias e se cercar de pessoas que poderão oferecer auxílio quando você precisar. Essas atitudes eliminará muito o medo do desconhecido do empreendedorismo.

Não deixe que as perguntas te estacione. Use-as como propulsoras para novos caminhos e ideias!

Então leitos, gostou do conteúdo? Então não deixe de conferir nosso post sobre “Os 34 melhores resumos de livros de negócios!”

Artigo produzido pela equipe Smart BusinessPlan