Como fazer mediação de conflitos em reuniões

Todo gestor ou empresário deve saber mediar conflitos dos seus funcionários, objetivando otimizar o clima de trabalho e as relações internas. Para tanto, é importante aproveitar as reuniões, momento em que as partes interessadas estarão presentes.

A mediação de conflitos em reuniões demanda algumas práticas específicas, como: encontrar uma base comum para negociação, buscar entender a causa-raiz e estabelecer uma data para término do conflito. Dessa forma, é possível obter ótimos resultados.

Pensando nisso, elaboramos um artigo para você. Hoje, vai descobrir como fazer a mediação de conflitos em reuniões. Continue lendo e fique por dentro do assunto!

Reúna as partes interessadas para dialogar

Em primeiro lugar, é preciso agendar uma reunião para conversar com as partes conflitantes a fim de entender o problema. Não adianta apenas ouvir uma parte ou outra individualmente, é preciso confrontar as versões e chegar a uma base comum para se negociar.

Inicie a reunião explicando que conflitos não devem fazer parte da empresa e o porque disso. Depois, ofereça um tempo para que as partes contem suas versões do ocorrido, sem que sejam interrompidas. Só assim entenderá de forma sistêmica o que está acontecendo.

Encontre a verdadeira causa do problema

Nem tudo o que parece é, certo? É possível que dois funcionários discutam por conta de uma comissão, porém, o verdadeiro motivo seja muito mais profundo. Nesse caso, o gestor precisa “garimpar” o problema e entender sua causa-raiz.

Existem algumas ferramentas que podem ajudar, como o diagrama de Ishikawa. Ele estabelece as principais causas para a existência de um problema, que devem ser analisadas a fundo pelo gestor. No final, é possível entender o que de fato está acontecendo.

Busque uma base comum para negociar

A gestão de conflitos demanda uma negociação ganha-ganha, onde ambas as partes sintam-se satisfeitas e beneficiadas. Para tal fim, não adianta focar nas diferenças, é preciso buscar uma base comum para negociar e chegar a uma solução.

Sendo assim, o gestor deve encontrar um resultado que seja justo para todos, por mais difícil que isso possa parecer. Se apenas uma das partes sair beneficiada, é muito provável que o mesmo problema volta a surgir, afinal, não foi solucionado com eficácia.

Estabeleça um prazo o termino do conflito

Todas as tarefas e resultados desejados em uma empresa possuem prazos para início e fim, então por que a mediação de conflitos em reuniões seria diferente? Deve-se estabelecer de forma arbitrária uma data para término do conflito e repassar isso aos envolvidos.

Ao estabelecer uma data, as partes conflitantes sentem-se mais pressionadas a encontrar um fim para o problema. Tenha em mente que o tempo despendido no conflito será subtraído da produtividade, dificultando ainda mais o alcance das metas organizacionais.

Esses são alguns dos principais pontos para fazer a mediação de conflitos, garantindo um acordo ganha-ganha entre as partes envolvidas. Nunca deixe de extrair lições dos conflitos, eles ajudam a transformar o status quo e tocar em ideias tidas como tabus.

Entende como realizar a mediação de conflitos em reuniões, certo? Agora, continue aprendendo. Leia nosso post “Faça uma reunião produtiva com apenas 5 dicas”.

comments powered by Disqus