Pesquisa de mercado: como analisar os dados obtidos

Pesquisa de mercado: como analisar os dados obtidos

2282
1
SHARE
Como analisar os dados de uma pesquisa de mercado
"Hum... 27,39% das pessoas prefere azul"

O processo de pesquisa de mercado normalmente funciona assim: você lê num blog ou livro que é importante fazer uma pesquisa de mercado, monta um questionário com 317 perguntas, passa para o maior número possível de pessoas e no final fica com uma planilha cheia de respostas que te faz pensar “Hum… e agora?!?“.

Para te ajudar a criar uma estratégia a partir dessas respostas, seguem as principais lições que aprendi a ferro e fogo.

Como analisar os dados de uma pesquisa de mercado
"Hum... 27,39% das pessoas preferem azul"

Respostas úteis só aparecem para perguntas bem feitas
Você pode ser o melhor analista do mundo, mas se os dados não forem bem coletados vai ser muito difícil chegar a alguma conclusão.

Existem basicamente 2 tipos de pesquisa de mercado, as focadas em analisar a demanda por um novo produto e as que pretendem melhorar um produto existente. Fazer as perguntas certas é essencial pra quem quer chegar a alguma conclusão.

Confira melhor os 2 modelos de pesquisa de mercado:

Esqueça a média, foque nos extremos
A reação normal ao tratar os dados é tirar a média das respostas e ver as preferências. Porém, lembre-se que você não é a Unilever. Seu objetivo não é agradar as massas, é atender muito bem um nicho específico. Por isso, foque nos extremos.

Nossa “fórmula secreta” para avaliar a preferência do mercado é ver a quantidade de pessoas que demonstraram interesse acima de 8 (de 0 a 10) por um produto. Esse é o número que importa, pois te dá uma noção da capacidade do produto de conquistar entusiastas.

As pessoas pagariam pelo que elas preferem?
Normalmente os produtos com maior número de entusiastas têm a maior taxa de “Eu pagaria por isso“. Por via das dúvidas, é bom conferir se realmente há interesse em pagar por ele ou se é apenas algo “Ah, acho legal, mas não pagaria“.

Se não houver interesse das pessoas em pagar pelo produto favorito, faça a mesma análise para o 2o colocado e só pare quando achar algo que é comercialmente viável. Se não houver nenhum produto que as pessoas queiram pagar, é hora de reavaliar sua estratégia.

Conclusão: mãos à obra, vá vender!
Se você fez um bom trabalho no questionário da pesquisa de mercado, você pediu permissão para entrar em contato via e-mail ou telefone.

Ao filtrar os dados, você consegue uma lista de pessoas que falaram que gostam muito do que você vai oferecer e que pagariam por isso. Ou seja, você tem sua primeira lista de clientes em potencial, aproveite!

Abraços,
Millor Machado (o tratador de dados)

Além dessas dicas conceituais, temos diversas dicas práticas de como fazer uma boa pesquisa de mercado. Confira nossa sessão Pesquisa de mercado.