As 12 habilidades fundamentais de um vendedor

As 12 habilidades fundamentais de um vendedor

11896
8
SHARE
Habilidades de um vendedor

A dica de hoje foi mandada por nossa leitora Graça Guerra, consultora em gestão de pessoas e liderança

Minha experiência diz que formar uma equipe eficiente e motivada é um dos maiores desafios para lojistas e gerentes. A maioria não faz a mínima ideia de como ou onde procurar as pessoas que irão formar suas equipes.

A maior dificuldade, acredito, é o fato de que muitos vendedores não SÃO vendedores, ESTÃO vendedores. Poucas pessoas planejam para si uma carreira de vendedor, entram na área por contingências e vão ficando. Muitos sonham a vida toda em atuar em outras áreas. Outros descobrem o enorme potencial de realização financeira e pessoal que a profissão pode possibilitar e buscam se desenvolver.

Mas, quais são as habilidades que o vendedor precisa ter para ser competente, fazer parte de sua equipe e encantar o seu cliente? Aqui vão algumas dicas:

  1. Evidentemente a primeira dica para lidar bem com o cliente é GOSTAR de conviver, de atender, de servir, de prestar serviço;
  2. A mais importante é: saber ouvir. Depois, saber ouvir, complementando com saber ouvir e terminando por OUVIR!
  3. Saber colocar-se no lugar do cliente = EMPATIA… Essencial!
  4. Conhecer a empresa em que trabalha e suas regras, conhecer profundamente o produto que vende e conhecer os concorrentes;
  5. A quinta dica é consequência da quarta. Passar confiança/segurança para o cliente. Comunicar-se bem ajuda;
  6. Utilizar conhecimentos e técnicas adequadas para demonstrar vantagens e benefícios de seu produto/empresa de forma honesta;
  7. Demonstrar de forma inequívoca MOTIVAÇÃO/ENTUSIASMO, vontade de servir, satisfação em estar ali fazendo o que está fazendo;
  8. Saber funcionar em equipe e atrair apoio e colaboração dos colegas. Eles podem socorrê-lo em momentos de sufoco;
  9. Ter foco. Checar a necessidade do cliente, atendê-la e só depois pensar em ampliar a venda. Nada de empurroterapia!
  10. A décima dica é ATENÇÃO. O seu cliente quer atenção. Aliás, ele quer atenção, atenção e atenção… Dê atenção SEMPRE!
  11. Jamais, Jamais minta para seu cliente. Lembre-se: você quer o cliente muitas vezes e uma negociação só é boa se for boa para as duas partes;
  12. Seja capaz de surpreender. Prometa menos e entregue Mais. Essa é a fórmula do encantamento.

Lojistas e gerentes andam loucos à caça de profissionais que possuam essas habilidades. Você as tem? Mostre-se, apresente-se, habilite-se!

E boas vendas.

Sem quiser entrar em contato com a Graça, confira seu perfil no Empreendemia:

Dica extra sugerida por nosso leitor Nei Duclós:

Saber o momento certo de fechar o negócio. Não adianta ser gentil atencioso, bom ouvinte e preocupado em “atender a necessidade do cliente” se não fechar a venda. Empresa não é Rotary Club.

P.S: Créditos da imagem Shutterstock

  • Nei Duclós

    Faltou dizer o principal: saber o momento certo de fechar o negócio. Não adianta ser gentil atencioso, bom ouvinte e preocupado em “atender a necessidade do cliente” se não fechar a venda. Empresa não é Rotary Club.

  • Marcia Pereira

    São dicas importantes, as vezes óbvias, mas que nem todos aplicam. Por isso é bom sempre estar atento à lista acima e superar sempre.

  • http://www.saiadolugar.com.br Millor Machado

    Valeu Nei!

    Dica adicionada ao post.

    Abração

  • http://www.saiadolugar.com.br Millor Machado

    Pois é Marcia, muitas pessoas acham que pelo fato de algumas coisas serem
    óbvias elas não são importantes.

    Mas o problema é justamente que a maioria das pessoas e empresas deixa de
    fazer o óbvio, comprometendo suas vendas.

    Por outro lado a vantagem é que sabemos que ao fazer bem o óbvio conseguimos
    nos diferenciar da concorrência de maneira razoavelmente fácil.

    Abraços!

    • Marco Caldeira

      Olá,
      Estou lendo um artigo de cinco anos atrás porém atual. Descordo com o colega Nei, pois quando há paixão em vender e servir ao seu cliente você tenta alerta lo de suas necessidades, pois está e’ minha função e quando dentro de sua necessidade eu realmente puder oferecer a solução, não vai ser o momento de fechar a venda, vai ser o momento da compra, pois o mesmo se convenceu que precisa do meu produto. Quando realmente gostamos de vender e servir nossos clientes nem sempre e’ a venda que nos trará satisfação mais naquele momento ajudar identificar sua necessidade, mesmo que naquela situação não seja meu produto que venha atender suas necessidades.

      Aos Colegas.

      Marco Caldeira

    • http://saiadolugar.com.br Millor Machado

      Oi Marco, tudo bem?

      Concordo com você. Sem dúvidas precisamos ter paixão em vender e entregar o valor para o cliente.

      No caso, acho que a questão do fechamento tem justamente a ver com isso. Se de fato a solução for útil ao cliente, vale a pena auxiliá-lo no processo, inclusive no fechamento.

      Muitas vezes o cliente acaba se perdendo no seu dia a dia e esquece de algo que pode lhe ajudar, por isso a importância do vendedor estar ali para dar um empurrãozinho no processo.

      Grande abraço!

  • Marina Oliveira

    Poxa que legal ! Parabéns pelas dicas, adorei !
    Sou revendedora Casa Vip Enxovais, os produtos deles são ótimos e agora com essas dicas não tem como eu não faturar bastante!
    Obrigada !

  • TAU

    Boa, sou representante de vendas da MuroBrasil e ou aplicar muito coisa deste post. Abraços!!!