marketing pessoal

As 10 formas incríveis de revolucionar sua carreira com o marketing pessoal

Quantas vezes você já fez algo digno de um elogio, mas as pessoas sequer notaram?

Quantas vezes você já fez algo digno de um elogio, mas as pessoas sequer notaram?

E quantas vezes você já tentou fazer com que as pessoas soubessem o que você fez, de uma forma natural e certeira?

A resposta da maioria de nós a essas duas perguntas é:

1. Muitas vezes

2. Nunca

Se você está neste grupo de pessoas que gosta de realizar, mas não sabe como dar notoriedade aos feitos, está precisando de uma boa dose de marketing pessoal.

Não se trata de exibição ou de se gabar para os outros.

É apenas uma forma de você construir uma imagem positiva para sua audiência.

O que é marketing pessoal?

Muitas pessoas confundem marketing pessoal com autopromoção.

A autopromoção é quando você faz algo e comunica aos demais com insistência, para que as pessoas notem sua presença.

Geralmente, ela é reflexo de pessoas com ego elevado, que precisam ser o centro das atenções, o que deixa as demais pouco confortáveis.

Em contrapartida, o marketing pessoal é o uso de técnicas, ferramentas e estratégias de marketing para criar uma percepção positiva sobre você.

Como estratégia, ele pressupõe que você tenha um objetivo em mente, como ser reconhecido no seu meio profissional, por exemplo.

Pode parecer um pouco frio, mas pense em você como uma marca, um produto ou serviço a ser vendido.

A partir daí, reflita sobre algumas questões:

– Que atributos você tem que te destacam das demais pessoas?

– Quais são seus pontos fortes? E suas fraquezas?

– Quais empresas ou pessoas você já ajudou e como?

– Que resultados você já trouxe para as empresas nas quais trabalhou ou para os clientes os quais atendeu?

Liste tudo o que for relevante para construir sua imagem com solidez.

No início, pode parecer difícil porque raramente conseguimos identificar nossas qualidades, mas este exercício te ajudará a entender como você pode ser importante para determinado público-alvo.

Por que o marketing pessoal é importante para você?

Outra dúvida que paira na mente de quem ainda não faz marketing pessoal é: por que fazer?

Mais uma vez, pense em si mesmo como uma marca. Por que as marcas se utilizam de estratégias de marketing?

Para serem conhecidas pelo público que pretendem atingir.

Se você trabalha em uma empresa, pode usar o marketing pessoal para mostrar ao seu chefe o quanto tem contribuído para os resultados do negócio.

Se é empreendedor, pode querer construir sua reputação no mercado e, com isso, conquistar uma audiência fiel.

Se está querendo impressionar alguém por quem você tem interesse, pode usar o marketing pessoal para ser visto e admirado.

Resumindo, marketing pessoal é comunicar a forma com que você quer que as pessoas te vejam.

É destacar seus diferenciais usando-se de estratégias consagradas e que já levaram muitas pessoas e empresas ao sucesso.

Como revolucionar sua carreira com marketing pessoal?

Sem mais demora, vamos listar algumas formas de alavancar sua carreira usando o marketing pessoal.

Você verá que a maioria delas é bem acessível para qualquer profissional que deseja se destacar no mercado.

Apresentação pessoal

O modo com que você se veste, se arruma, penteia o cabelo e faz as unhas diz muito sobre quem você é.

Imagine uma mulher que deseja passar a imagem de boa executiva com as unhas com esmalte descascando.

Ou um homem que deseja passar a imagem de profissionalismo e competência com a barba malfeita.

O efeito visual que esse tipo de descuido proporciona pode afetar a imagem que as pessoas têm de você e, com isso, prejudicar sua carreira.

Sendo assim, observe alguém que você admira e como essa pessoa atua com relação à apresentação pessoal.

Confiança

Em todo lugar, encontramos dois tipos de pessoas: aquelas que são confiantes, que tomam a frente e se arriscam; e aquelas que esperam para ver e, se houver uma chance, tentam se posicionar.

Para que as pessoas notem você, admirem você, lembrem-se que é necessário ter atitude.

Atitude não é arrogância, mas sim a certeza de que você é capaz de fazer determinada coisa.

Imagine um vendedor que tem medo de entrar em contato com um novo cliente só porque é a maior empresa do mercado.

Ele pode estar perdendo um grande contrato, uma ótima comissão e, é claro, o reconhecimento do empregador.

Tenha a convicção de que o “não” você já tem e, por isso, é preciso correr atrás do “sim”.

Liderança

Pense rapidamente em um líder mundial que você admira.

O que fez dele uma figura tão reconhecida? Sua ousadia? O poder de atuar sozinho? Ou a capacidade de fazer com que outras pessoas o seguissem?

Líderes são aqueles que não têm medo de enfrentar as barreiras com seus liderados, que tomam a frente nas batalhas e correm os riscos junto com seus times.

Para ser um líder, você não precisa de nenhuma fórmula mágica; precisa de determinação, ousadia e uma boa comunicação.

Comunicação

Fazer marketing pessoal sem saber se comunicar é um pouco difícil, não acha?

Não se trata apenas de entender de estratégias de marketing, como ter um site ou um blog, por exemplo.

Trata-se de conhecer seu público, saber com quem você está falando e como deve falar para que as pessoas o entendam.

Busque cursos de oratória, treine em frente ao espelho para uma apresentação, coloque seus parentes para ouvir seu discurso e depois verifique se eles entenderam sua mensagem.

Quando for se expressar por escrito, tome cuidado com o linguajar, revise seu texto para corrigir possíveis erros de ortografia e evite a repetição.

Qualificação

Buscar se qualificar constantemente também contribui para o seu marketing pessoal, pois as pessoas reconhecem o esforço de quem está sempre em busca de novos conhecimentos para aplicar no trabalho.

Sem contar que você tem um assunto a mais para tratar com seus pares, comentando sobre a qualidade do curso ou seu aproveitamento de determinado conteúdo.

Tenha cuidado para não entrar na autopromoção quando for falar da sua qualificação.

Comente quando for conveniente, nos momentos em que alguém entrar no assunto ou lhe perguntar algo sobre o tema.

Cartões de visita

Passando das competências comportamentais para algumas estratégias de marketing pessoal, vamos falar do cartão de visitas.

Ele é a sua maior arma para ampliar conexões e redes de contato.

Tenha sempre consigo um cartão de visitas para entregar às pessoas e cuide para que ele tenha um design apropriado, que transmita a imagem que você deseja passar a elas.

Um tatuador, por exemplo, deve ter um cartão de visitas com belas imagens, algo que provoque nas pessoas a curiosidade pelo seu serviço.

Já um executivo deve ter um cartão mais formal, que passe as informações da empresa com seriedade.

Site ou blog

Fazer marketing pessoal na internet se tornou a maneira mais fácil de alcançar um público seleto e que aprecia o que você tem a compartilhar.

Você pode optar por criar um site, caso seja dono de um e-commerce, ou um blog, caso seja um jornalista buscando audiência.

Lembre-se que este tipo de canal de comunicação deve ser alimentado com frequência para que você não perca a relevância nos mecanismos de busca e espante seus seguidores.

Mantenha-se fiel à sua proposta de valor, traga sempre coisas novas e procure responder às dúvidas dos seus visitantes.

Redes sociais

As redes sociais servem para atrair uma audiência fiel para você e propagar sua mensagem pela internet.

Cada vez mais pessoas apostam em páginas profissionais no Facebook, no LinkedIn e no Twitter, por exemplo, para compartilhar conhecimento e gerar autoridade no mercado em que atuam.

Entretanto, muito cuidado ao criar seus perfis profissionais.

Se você quer fazer um bom marketing pessoal, tenha um perfil para trocar ideias com a família e com os amigos, com as devidas configurações de privacidade, e outro para o lado profissional.

Muitas pessoas misturam as estações e acabam perdendo credibilidade junto a clientes e empregadores pela falta de seletividade ao compartilhar determinados conteúdos.

E-mail

O e-mail é uma poderosa ferramenta de relacionamento.

Com ele, você é capaz de atingir uma grande quantidade de pessoas de maneira segmentada e bastante pessoal.

Comece por ter um e-mail com extensão própria, isto é, [email protected], pois confere maior profissionalismo e peso na hora do seu destinatário abri-lo.

Selecione cuidadosamente o conteúdo que você vai enviar, confira se sua assinatura está correta e os demais dados de contato.

Se tiver um site, um blog ou perfis nas redes sociais, aproveite para deixar o link para cada um deles.

Eventos

A participação em eventos, seja como ouvinte, palestrante ou expositor, traz boas oportunidades de conhecer pessoas interessantes e que possam vir a se tornar elos na sua carreira.

Não esqueça de entregar seu cartão de visitas e pedir que as pessoas façam o mesmo, para que você possa entrar em contato com elas.

Apresente-se de maneira adequada, converse com cordialidade e peça permissão para enviar um e-mail ou adicionar esses contatos às suas redes sociais, como o LinkedIn.

Quando enviar a primeira mensagem, não deixe de mencionar a ocasião em que se conheceram e o objetivo do seu contato.

Seu marketing pessoal já está ok, mas você precisa fazer seu novo empreendimento decolar?

Então, conheça 12 dicas de marketing digital para pequenas empresas e alavanque de uma vez por todas seus resultados!