Marketing de conteúdo500 milhões de downloads em 2016?

">

Saiba como alavancar o sucesso da sua empresa com o marketing de conteúdo!

Você sabia que o Adblock – um aplicativo para navegador que bloqueia publicidade online – atingiu a marca de 500 milhões de downloads em 2016?

Você sabia que o Adblock – um aplicativo para navegador que bloqueia publicidade online – atingiu a marca de 500 milhões de downloads em 2016?

O marketing convencional sofre com as novas demandas dos públicos, que não aceitam mais tão bem ter sua atenção interrompida para receber uma mensagem publicitária.

“Então como eu posso promover a minha marca?” Essa é uma das principais perguntas que qualquer empreendedor faz a si mesmo nesse contexto e uma das melhores soluções encontradas é o Marketing de Conteúdo!

Provavelmente você já sabe o que é Marketing de Conteúdo, certo? Muito mais que apenas criar conteúdo relevante, o Marketing de Conteúdo visa resultados, através de processos estratégicos e a criação de um conteúdo adequado para cada objetivo.

Além de construir relacionamentos, essa forma de conversar com os seu público-alvo é uma ótima alternativa para vencer a resistência ao marketing tradicional, gerando assim muito mais negócios e relações duradouras.

Mais de 70% das empresas, segundo a pesquisa Content Trends 2016, utilizam estratégias de Marketing de Conteúdo, sendo que 50% aumentaram seus investimentos nessa área de 2015 para 2016 e 67% afirmam que vão aumentar ainda mais no ano que vem.

Apesar de ser relativamente nova, podemos ver que essa alternativa não é uma tendência passageira, mas sim uma técnica consolidada que traz resultados concretos.

As empresas que adotam Marketing de Conteúdo geram 5x mais leads em comparação às que ainda não utilizam.

Você deve estar pensando “ok, já sei que Marketing de Conteúdo é incrível, como posso começar?”.

E é para responder essa pergunta que preparamos esse post com as estratégias de Marketing de Conteúdo que você precisa conhecer e colocar em prática hoje mesmo!

Vamos lá?

Aqui você vai aprender:

  • Como funciona o Marketing de Conteúdo;
  • Como planejar, executar e mesurar resultados de uma estratégia de Marketing de Conteúdo;
  • Técnicas de produção de conteúdo;

Antes de tudo: que é Marketing de Conteúdo?

Aqui na Rock nós gostamos da seguinte definição “Marketing de conteúdo é uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais vendas.”

O que isso quer dizer?

Ao invés de interromper a atenção do consumidor para vender o produto ou serviço, produzimos conteúdo relevante e o o otimizamos para que ele seja encontrado por quem quer aquele conteúdo, na hora em que mais precisa.

Se trata de uma maneira muito mais respeitosa de fazer o marketing, criando engajamento e um relacionamento duradouro com o público, o educando e guiando através de sua jornada de compra, o empoderando com informações relevantes sobre o produto ou serviço.

Dessa forma, ao invés de você ir até o consumidor, ele vai até você quando estiver pronto para a compra.

Não é ótimo? Isso gera vendas melhores, economiza o tempo dos vendedores e faz clientes muito mais satisfeitos (e lucrativos!), além de uma série de resultados positivos para a imagem da sua marca.

E como isso é feito?

Através da criação de conteúdo estratégico, pensado para as necessidades do seu possível cliente.

A estratégia de Marketing de Conteúdo deve funcionar em três etapas: planejamento, execução e mesuração.

Vamos ensinar agora como fazer cada uma dessas etapas detalhadamente.

Planejamento

Nada em uma estratégia de Marketing de Conteúdo deve ser feito por acaso, cada passo deve obedecer a um planejamento cuidadoso e tudo deve ser documentado.

Ainda de acordo com a edição de 2016 da Content Trends, empresas que documentam sua estratégia se consideram 50% mais bem-sucedidas, pois são capazes de replicar o que deu certo e não repetir erros.

Planejar bem antes de começar garante que nem tempo nem dinheiro sejam gastos em uma estratégia que não dê resultados.

Defina objetivos

Antes de mais nada, é preciso definir o que você quer conseguir com a sua estratégia.

Os objetivos variam de empresa para empresa, mas os três principais são:

  • Brand Awareness:

Ter uma marca conhecida gera mais negócios, pois as pessoas compram de quem conhecem.

Esse objetivo, portanto, visa ter sua marca conhecida pelo mercado, criando familiaridade do público com seus produtos e serviços;

  • Educar o mercado:

Essa meta geralmente é a de empresas que trazem soluções inovadoras e ainda desconhecidas, sendo necessário educar o mercado à respeito das demandas e problemas que podem ser solucionados pelo produto ou serviço.

  • Engajamento com a marca:

É muito mais fácil vender para um cliente fidelizado do que abrir uma nova venda com um cliente totalmente novo, não é mesmo?

E é aí que entra esse objetivo em uma estratégia de Marketing de Conteúdo: fidelizar clientes, engajar fãs da marca e gerar um relacionamento duradouro.

  • Gerar mais vendas:

Através da oferta de materiais ricos – como ebooks, guias e whitepapers – é possível aumentar sua base de contatos com as pessoas interessadas em seus produtos e serviços.

É possível também levantar informações sobre cada um deles, guiá-los pela jornada de compra através de conteúdos relevantes, aumentando assim suas vendas – e a qualidade delas.

Esses são quatro dos principais objetivos das marcas que fazem Marketing de Conteúdo.

É importante para você perceber o que é mais relevante para a sua empresa e que passo você quer dar com sua estratégia, para que aí você possa começar.

Defina os KPIs

Depois de descobrir o objetivo para a sua estratégia, é hora de saber com quais métricas você vai monitorar os resultados.

O monitoramento deve ser feito através de KPIs, ou índices chave de performance, alinhados ao objetivo escolhido no passo anterior.

Seguem alguns exemplos de KPI de acordo com os objetivos que demonstramos:

  • Brand Awareness: curtidas na página do Facebook, número de seguidores no Twitter e no Instagram, número de visitas no site ou blog;
  • Educar o mercado: crescimento da base de assinantes da sua newsletter, número de páginas visitadas no site/blog;
  • Engajamento com a marca: compartilhamentos, retweets e comentários em redes sociais, número de páginas acessadas no site/blog, número de conversões;
  • Gerar mais vendas: taxa de conversão de visitantes em leads, número de conversões, crescimento da base de contatos, número de vendas, taxa de conversão de leads em clientes, ticket médio;

Defina a persona

Agora que você sabe o seu objetivo e os KPIs que você precisa monitorar para saber se está chegando lá, é hora de traçar a persona, ou seja, para quem a sua estratégia se direciona.

Atenção! Não confunda persona com público-alvo.

Público-alvo é uma das partes da construção da persona, pois traz informações gerais sobre quem você quer atingir com a sua estratégia. Porém a persona vai muito além disso.

A persona é uma personagem criada para ajudar a sua empresa a compreender melhor quem é o cliente, qual linguagem usar para atingí-lo, quais são os seus comportamentos de compra e do que ele precisa.

Parece complicado?

Criamos aqui na Rock uma ferramenta para ajudar você, confira o Gerador de Personas e mire de forma certeira a sua estratégia de marketing!

Escolha os canais

Twitter, Facebook, Google+, Instagram, Snapchat, Linkedin… São tantas redes sociais que às vezes pode parecer um desafio saber em qual investir na hora de conversar com a sua persona, não é verdade?

Mas antes de mais nada, é importante criar um blog, que vai centralizar o seu conteúdo e fazer com que ele seja facilmente encontrado através do Google.

Independente da sua persona, a principal forma que as pessoas procuram informações ainda é através dos mecanismos de busca.

As redes socais são um complemento importante para atingir os seus possíveis clientes, tanto divulgando os artigos do seu blog quanto postando os conteúdos feitos especialmente na lógica dessas plataformas.

Use o conhecimento que você tem a respeito de sua persona para saber onde ela procura conteúdo e quais redes sociais utiliza, dessa forma fica fácil escolher em qual investir.

Outra ferramenta que não pode ser deixada de lado é o e-mail, pois é através dele que você pode entrar em contato direto com o seu lead e criar um fluxo de nutrição que garante um relacionamento mais próximo e com mais chances de conversão.

Agora que você tem o seu blog e o planejamento, é hora de botar a mão na massa e começar a produzir conteúdo!

Execução

A execução de uma estratégia de conteúdo varia de acordo com a empresa, os objetivos e as características únicas de cada persona.

Mas um dos pontos em comum é a produção de conteúdo, e vamos contar para você o passo a passo da criação de um artigo para blog!

Escolha a palavra-chave

As palavras-chave são necessidades transformadas em buscas no Google.

A maioria das pessoas ao procurar por uma solução para um problema ou dúvida, geralmente usa mecanismos de busca, e é seu trabalho saber quais palavras a sua persona utiliza quando procura conteúdo relacionado a solução que você oferece.

Para descobrir, primeiro conheça a linguagem que sua persona utiliza e como ela vê o seu produto.

Uma boa forma de conseguir insights é através de entrevistas com clientes e da pesquisa de palavras-chave usando ferramentas como Google Keyword Planner ou o SEMRush.

A partir da definição da melhor palavra-chave, construa um conteúdo relevante e informativo, pensando nas necessidades da sua persona e no que poderia ajudá-la a resolver suas dores.

Não se esqueça de que a hora de falar de sua marca não é agora! Ninguém gosta de ler propaganda quando está procurando a solução para um problema, não é mesmo?

Definida a palavra chave, é hora de criar o conteúdo, tendo sempre em mente otimizar o SEO do seu artigo.

Fique atento ao SEO

Quando você busca algo no Google, raramente passa da primeira página de resultados, certo? E você não é o único.

O SEO é uma estratégia de marketing digital que visa construir conteúdos e páginas otimizados para conquistar uma boa posição no rankeamento do Google e atrair tráfego orgânico para o seu artigo e consequentemente vizibilidade para a sua empresa.

Basicamente, essa técnica é necessária para atrair mais pessoas para o seu site e conseguir criar um relacionamento com quem ainda nem conhece a sua marca, pois quanto mais alto o seu conteúdo aparecer no rankeamento, mais chances ele tem de ser clicado.

Separamos algumas boas práticas em SEO para você ficar atento:

  • Utilize a palavra-chave:

Ao construir seu conteúdo, utilize a palavra-chave do artigo no título, no primeiro parágrafo e pelo menos em um dos intertítulos.

Dessa forma você estará mostrando para o Google que o conteúdo fala exatamente sobre a palavra-chave, ganhando pontos de rankeamento.

  • Produza conteúdo valioso:

Não saia inserindo as palavras-chaves ao texto de qualquer maneira, sem a preocupação com o contexto da frase e com a qualidade de conteúdo.

Além de ser penalizado pelo Google, essa tática pode fazer com que você perca a confiança daquele cliente que chegou na sua página procurando informações relevantes.

Então concentre-se em fazer o melhor conteúdo possível sobre o assunto.

  • Use referências:

Além de enriquecer a leitura da sua persona, ao inserir referências você fortalece o SEO do seu artigo, pois o algorítimo do Google lê com bons olhos um site que fundamenta suas informações.

Use links externos e internos, e aproveite para levar sua persona para outros conteúdos do seu site!

Escreva pensando na escaneabilidade

Um dos segredos de se produzir um conteúdo realmente adaptado às novas formas que consumimos mídia, é facilitar ao máximo a experiência do leitor. Isso se chama escaneabilidade.

E como fazer isso?

Através da utilização de intertítulos, parágrafos curtos e uma linguagem clara, que mostre ao leitor exatamente a informação que ele precisa de maneira fácil.

A maioria de nós não tem mais tempo ou paciência de consumir conteúdos densos e pouco objetivos, e construir um texto pensando nisso vai dar à sua persona uma ótima experiência com a sua marca.

Propague o seu conteúdo

Uma vez que foi postado, é hora de divulgar o seu artigo pelas redes sociais e e-mail!

Conforme as características de sua persona, faça o perfil na principal rede social em que ela se encontra, e garanta que todo conteúdo do blog seja compartilhado.

Isso ajuda tanto a conseguir mais cliques em seu conteúdo (o que melhora o seu rankeamento no Google!) quanto a engajar o público e aprofundar relações com quem já conhece sua empresa e acompanha a sua marca.

Mesuração

Com o seu blog no ar e conteúdos novos sendo postados regularmente, é hora de analisar se a estratégia tem dado resultados.

Lembra dos KPIs que falamos na etapa de planejamento?

Acompanhe-os e tente isolar o que deu certo para repetir, quais foram os melhores artigos, quais não performaram tão bem e prepare-se para a produção de novos conteúdos.

Essa é uma das belezas do Marketing de Conteúdo: como tudo é mesurado, toda estratégia é como um organismo vivo, que se adapta e modifica com as novas informações sobre a persona e a maneira que ela interage com o seu conteúdo.

Bonito, não?

Pronto! Agora que você já sabe as principais técnicas de Marketing de Conteúdo, que tal começar a gerar resultados?

E para se aprofundar ainda mais no assunto, não deixe de conferir a nossa Enciclopédia de Marketing de Conteúdo!