As maneiras corretas para começar uma empresa na internet

O artigo de hoje foi escrito pela autora convidada Bruna Rodrigues

Estar em qualquer lugar para vender seus produtos e investimentos consideravelmente menores do que um negócio físico. Estes são os principais atrativos que levam muitos empresários a optarem pela internet na hora de começar uma empresa. No entanto, de acordo com um estudo da Harvard Business Review, um empreendedor, em média, abre falência 2,8 vezes antes de ser bem-sucedido.

Algumas lições devem ser feitas à risca para que nada fracasse, muitas vezes, antes mesmo de começar a empreender. A primeira delas – e que talvez seja a mais importante, é o planejamento. Afinal, de que adianta ter a ideia e não desenhar detalhadamente todos os seus passos?

Não vale, por exemplo, ir jogando ou decidinho conforme o andar da carruagem, ou jogar com a sorte do “ver onde isso vai dar”. Assim, certamente a derrocada de seu negócio se torna mais provável.

Além de criar a marca, consolidá-la, verificar a disponibilidade do domínio na internet e fazer a análise completa do investimento necessário, do plano de negócio a ser seguido e planilhas detalhadas do que deve ser feito, é importante se espelhar em modelos de sucesso. O próximo passo pode envolver, por exemplo, estratégias de marketing digital bem formuladas, como SEO (Search Engine Optimization).

Um outro passo é avaliar em qual tipo a empresa se encaixará. Ficar atento às tributações (Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real) é também essencial. Tanto quanto descobrir o porte de seu empreendimento. Há custos previstos para qualquer tipo de empresa, mesmo que você seja o único dono. Vale ter a ajuda de um escritório de contabilidade confiável.

Nessa área, uma lida no Abra Sua PJ também pode ser de grande ajuda.

Ser profissional é também fundamental. E você tem que saber seguir todas as estratégias planejadas, sem jeitinho ou descaso. Além disso, investir em um bom parceiro tecnológico está entre o sucesso e o fracasso de seu negócio.

Não adianta usar um site feito por um conhecido, como um favor, de qualquer jeito. Principalmente no e-commerce, ter uma empresa consolidada para fazer o serviço, com garantias, suporte e capacidade correta de armazenamento e administração é um bom começo.

Aliás, estudar a logística de operações e mesmo de entrega de seus produtos tem que estar no planejamento. Lembre-se: para fazê-lo de forma correta, é preciso contemplar todas as operações (do estoque, armazenamento, sistema de compras, entrega etc.). Desta forma, com tudo estruturado e pessoas capacitadas como parceiros, dificilmente algo dará errado.

**Nota do editor: **Mesmo que sua empresa não seja 100% online, é inegável que a internet represente excelentes oportunidades de negócio para qualquer tipo de empresa.

Se quiser entender melhor como montar sua estratégia de marketing digital, confira o e-book gratuito 6 passos para vender mais pela internet.

Obs.: Créditos da imagem de negócios na internet Shutterstock

comments powered by Disqus