mulher abrindo uma loja representando mães empreendedoras

">

Aumenta cada vez mais o número de mulheres e mães empreendedoras

As mulheres passaram a ver que existe um mercado a ser ocupado e que muitos problemas ainda precisam de solução. Pensando nisso, confira nosso post sobre mães empreendedoras!

(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post! Deixe nos comentários o que achou.)

Aquela ideia de que mulher tem que ser dona de casa e ficar cuidando dos filhos, já não condiz com a realidade. No mundo atual, as mães trabalham fora e, muitas vezes, abrem o próprio negócio para ter mais liberdade.

Isso vem mudando ao longo dos anos, pois as mulheres passaram a ver que existe um mercado a ser ocupado e que muitos problemas ainda precisam de solução.

Para se ter uma ideia, já são mais de 7,3 milhões de mulheres que empreendem no Brasil, segundo dados do Sebrae. Mais de 70% são mães e encontram, nos seus negócios, uma maneira de conciliar família com trabalho. Esse crescimento fica nítido, sendo que há 10 anos esse número era 21% menor.

Uma pesquisa realizada pelas escritoras Patrícia Travassos e Ana Cláudia Konichi permite ter um melhor conhecimento sobre o negócio.

  • Cerca de 67% das mulheres começaram o seu negócio, após se tornarem mães;
  • 41% das mulheres transformaram um hobby em negócio;
  • Até R$ 5 mil foi o investimento de 64% das mulheres pesquisadas;
  • 36% apontam que o rendimento caiu em relação ao período, antes de ter o próprio negócio;
  • 75% apontam satisfação profissional;
  • 74% dizem que conseguem passar mais tempo com os filhos;
  • 58% trabalham na modalidade home office;
  • 75% delas se sentem menos culpadas por ser mãe e trabalhar;
  • 73% possuem ensino superior;
  • 81% são casadas;
  • 41% possuem apenas 1 filho;
  • 28% tem entre 31 e 35 anos;
  • 22% tem entre 36 e 40 anos.

Isso permite ter um panorama da real situação das mulheres empreendedoras no país, porém, ainda está distante de muitos países do mundo.

Exemplos de mulheres empreendedoras

O negócio pode ser bastante variado e as empresas as quais mães empreendedoras abrem, atendem a diversos ramos. Algumas permitem realizar o trabalho por meio do home office, deixando mais tempo para a família. Outras, possuem escritório e, muitas vezes, os filhos estão presentes o tempo todo.

Conheça alguns negócios que estão dando certo:

Franquia da Gigatron

Andreia, de 46 anos, em 2014 resolveu abrir o próprio negócio. Ela optou por uma franquia, o que permitiria ficar mais próxima dos filhos — um de 15 e outro de 8 anos. Uma das coisas que a fez optar por esse modelo de negócio, foi que 90% do tempo ela consegue trabalhar de casa e, caso precise, também possui uma sala em um prédio comercial.

Outra facilidade é que pode atuar até mesmo à distância, assim, se estiver viajando consegue dar atenção aos clientes.

Franquia da Container Segurança

Lucinha escolheu abrir um negócio com o marido na área de construção civil. Ela optou por um segmento que seria fácil de administrar e que havia demanda na sua região.

Ela informa que, mesmo tendo uma rotina bastante intensa, hoje consegue sentir prazer no seu trabalho. Ser dona do próprio negócio a permite cuidar ainda de dois filhos.

Mães Empreendedoras

Maria Cristina, de 34 anos, decidiu ajudar outras mulheres que desejam empreender e não sabiam como. Ela criou o projeto “Mães Empreendedoras” para ajudar a conciliar a vida pessoa com a profissional.

Hoje ela realiza palestras, cria conteúdos e presta consultoria para outras mulheres que desejam ter o seu próprio negócio. Dessa forma, ela ainda consegue cuidar do filho e se sentir satisfeita profissionalmente.

Não há desculpas. Existe ainda a opção de conseguir um empréstimo para MEI e abrir seu negócio pequeno até resolver expandir seu negócio.

Dicas para ser mãe e empreendedora

Empreender não é uma tarefa fácil e, muitas vezes, exige um pouco do esforço. Por isso, não pense que tudo será uma maravilha. Mas, tenha em mente que tem sido uma maneira de muitas mulheres se realizarem e conseguirem conciliar a vida pessoal com a profissional.

Para alcançar o sucesso nos negócios e, ao mesmo tempo, dar atenção à família, existem algumas dicas que mulheres empreendedoras dão. Confira algumas delas.

  • Durante o caminho serão cometidos erros. Não se deve ter medo de fracassar ou errar, porque isso faz parte do processo de aprendizagem. Depois dos tropeços, surgem as melhorias.
  • É preciso ter paciência. As coisas nem sempre acontecem rápido como se espera, porém, se deve ter perseverança. É preciso se dedicar ao trabalho para conquistar os objetivos desejados.
  • Escolha algo que tem afinidade. O amor e o trabalho podem caminhar juntos e quando se escolhe algo com que se tem afinidade, tudo fica mais fácil. Isso ajuda a manter a motivação, porém, mesmo assim, haverá muito trabalho a ser feito.
  • Observe as oportunidades. Para começar um negócio é preciso observar as oportunidades que estão ao redor. Veja quais são elas e o que realmente gosta de fazer para conciliar as duas coisas e busque oferecer um diferencial.
  • Dinheiro não é tudo. O dinheiro é importante, porém, não tem grande valor quando não se ama o que faz. Não importa qual o tipo de trabalho, é preciso se encontrar nele.
  • Não espere as coisas acontecerem. Se não for atrás, as coisas não acontecem, é preciso se preparar, se informar e então aproveitar os frutos. Vá atrás de investimentos para começar seu negócio.
  • Tenha habilidades diferentes. Quem empreende acaba fazendo tudo dentro da própria empresa como estabelecer preços e entrar em contato com os clientes. É preciso ser um profissional multitarefa para dar conta de tudo.
  • Ajude os outros. Ser empreendedor é ajudar no crescimento dos outros, seja funcionários, seja parceiros de negócio. Isso é o que fará com que a empresa cresça.
  • Use a tecnologia a seu favor. As mães empreendedoras costumam ser multitarefas e, por isso, contam com a ajuda da tecnologia que nunca é demais. Aplicativos de comunicação e agendas devem fazer parte do cotidiano.

Com essas dicas, cada vez mais mulheres estão conseguindo atingir a sua realização profissional ao mesmo tempo em que acompanham o crescimento dos filhos. Hoje, empreender tem sido a forma encontrada de se manter ativa no mercado de trabalho, conquistar sua independência financeira e realização pessoal.

Basta escolher o negócio ideal, fazer um bom planejamento e saber organizar as finanças da empresa — lembrando de separá-la sempre das pessoais.

Existem muitos exemplos de mulheres bem-sucedidas e que com uma ideia — às vezes simples— conseguiu mudar o seu estilo de vida por completo. Muitas delas são inspiradoras, o que tem feito que outras mães queiram seguir pelo mesmo caminho.

Gostou do artigo e quer continuar aprendendo? Entenda os 9 tipos de sociedade empresarial que existem no Brasil

Conteúdo produzido por Jeniffer Elaina, redatora do Emprestimo.org