logística de e-commerce

Logística de E-commerce: A importância de fazer a gestão da loja online

Modernamente, as lojas virtuais invadiram o mercado e alcançaram mesmo a preferência de muitos consumidores, principalmente os mais jovens, que fazem suas compras através da internet, enquanto usam o computador ou notebook ou mesmo andando pelas ruas e acessando através de aplicativos móveis.

Modernamente, as lojas virtuais invadiram o mercado e alcançaram mesmo a preferência de muitos consumidores, principalmente os mais jovens, que fazem suas compras através da internet, enquanto usam o computador ou notebook ou mesmo andando pelas ruas e acessando através de aplicativos móveis.

A logística é um tema de muita importância a ser tratado no e-commerce, considerando que não existe uma loja física, mas ainda é necessário armazenar e transportar mercadorias.

Leia o post e saiba um pouco mais sobre logística de ecommerce e sua importância!

O que é logística de ecommerce?

A logística do comércio eletrônico é chamada, apropriadamente, de e-logística. Trata-se de um conjunto de atividades que integram a cadeia logística do negócio e envolvem:

  • Recebimento e conferência dos produtos ou insumos;
  • Estocagem;
  • Movimentação dos produtos para a preparação do pedido (picking);
  • Atuação das transportadoras, empresas que se responsabilizam pelas entregas;
  • Rastreamento dos pedidos enviados;
  • Gerenciamento das entregas.

A e-logística se encarrega do planejamento e controle do armazém e do fluxo das mercadorias, bem como gerencia todas as informações relacionadas a elas, desde o ponto de partida até o ponto de destino. Através do rastreamento dos pedidos, o próprio cliente pode acompanhar a jornada de sua encomenda.

Por que ter uma logística?

O e-commerce precisa investir em logística para assegurar o crescimento de sua loja, a captação e, acima de tudo, a fidelização de clientes – a fidelização tem sido um dos principais objetivos dos empreendedores na atualidade, considerando a crise econômica e a necessidade cada vez maior de reduzir custos.

Para o consumidor, o prazo de entrega e o preço do frete são fatores relevantes no momento de escolher uma loja virtual.

Assim, a e-logística bem estruturada transforma-se em um diferencial valioso para qualquer empresa virtual.

O empreendedor deve ter produtos estocados suficientes para atender a demanda dos clientes que acessam seu site e prover a entrega dentro do prazo, buscando sempre alternativas para reduzir esse tempo.

Além disso, conseguir que o cliente pague menos pelo frete é uma estratégia que certamente vai atrair mais clientes e manter aqueles que já fizeram alguma compra na loja.

O valor do preço é um elemento do e-commerce que ainda representa desvantagem em relação ao comércio tradicional. Comprar um produto cujo valor do frete seja muito caro só é realmente vantajoso quando esse produto não existe na cidade do consumidor.

O gestor deve, portanto, considerar a e-logística como fundamental para seu negócio e não deixar para tratar dos assuntos que a envolvem somente no último momento.

É preciso fazer um planejamento eficiente, ou seja, desenvolver operações logísticas que satisfaçam as necessidades de sua loja virtual.

Terceirizar a logística vale a pena?

A princípio, a própria loja poderá gerenciar a e-logística, já que a quantidade de pedidos será relativamente baixa.

A gestão interna não será tão sobrecarregada com a organização e a estruturação dos processos já citados, como recebimento, estocagem, controle dos pedidos, processo de entregas.

Mas, à medida que seu comércio for crescendo, talvez terceirizar as operações logísticas seja a melhor opção para evitar erros e desperdícios, reduzir custos, garantir o cumprimento dos prazos de entrega e, finalmente, deixar o cliente satisfeito.

Veja os benefícios da terceirização:

  • Interface de gestão da plataforma logística, ou seja, qualquer pedido feito no site de sua loja será considerado;
  • Depois de enviado o pedido, tanto o cliente quanto a loja poderão rastrear o produto;
  • A logística se encarregará do recebimento, estocagem e controle das mercadorias, realizando ainda o empacotamento e envio das encomendas;
  • A logística reversa será efetuada com mais eficiência, ou seja, cada mercadoria devolvida será reintegrada ao estoque ou será descartada caso não possa ser reintegrada;
  • Variedade nas opções de entrega, como Econômica, Expressa e outras, pois haverá maiores chances de serem feitas parcerias vantajosas com as transportadoras, garantindo melhores valores de fretes para o cliente.

Quais são os fatores que envolvem a gestão de logística de ecommerce?

O gerenciamento da logística em um comércio virtual pode sair muito caro para a empresa.  Por isso, o empreendedor não pode vacilar quanto a isso, incluindo os valores relacionados a ela nos custos totais do negócio.

Necessariamente, a e-logística deve estar integrada ao processo de tomada de decisões.

Com o avanço dos recursos digitais, a logística tornou-se dependente deles para ser dinâmica e eficaz. Há muitas soluções tecnológicas que podem te ajudar a gerenciar com sucesso a logística de sua loja virtual.

Entre essas ferramentas, podemos citar softwares para gestão de estoque, que facilitam o controle de entrada e saída de pedidos conforme as compras realizadas e os despachos.

Recomenda-se o uso de uma metodologia de identificação de produtos mais modernizada, como a identificação por ondas de rádio. Mas a maneira mais tradicional do código de barras ainda se mostra eficiente para a maioria das lojas.

Enviar o código de rastreamento para o cliente faz parte do processo de gerenciamento e é fundamental. O cliente sente-se mais seguro e confiante que seu produto chegará em suas mãos.

Certifique-se de contar com os serviços de uma boa transportadora, capaz de atender as necessidades de seu e-commerce e as exigências de seus clientes.

Para entregas próximas, pode manter um veículo menor, assegurando que no mesmo dia a mercadoria chegará à casa do cliente – e, sempre que possível, dispense o custo com transporte da conta dele.

A opção de retirada no local é outra estratégia usada por lojas virtuais para satisfazer o consumidor, evitando custos com veículo e sendo uma opção para as pessoas que saem muito, atrapalhando a entrega a domicílio.

A terceirização pode ser uma boa opção para agilizar as atividades logísticas de sua empresa e aumentar a eficiência de todas as operações.

No entanto, independentemente de você optar pela gestão através de uma plataforma interna ou pela terceirização, a e-logística será um diferencial positivo para sua loja virtual.

Conclusão

Enfim, se você possui uma loja virtual e ainda não está se organizando devidamente para os fluxos logísticos, é hora de mudar.

A e-logística envolve custos, sem dúvida; mas, a médio e a longo prazo, você vai perceber que investir nela vai resultar em crescimento e economia para a empresa.

Somente assim, sua loja terá condições de permanecer ativa, competindo em um segmento especial que não para de crescer e que vem complementando e substituindo o comércio tradicional: o comércio eletrônico.

Aproveite para ler o post “O que é e-commerce? Vale a pena ter uma loja virtual?