Como resolver brigas entre sócios

Como resolver brigas entre sócios

752
4
SHARE

A dica de hoje foi enviada pelo blog Mundo Sebrae.

Uma empresa é somente um organismo que “capta recursos” e “aplica recursos” para gerar “resultados”. Estes resultados levam o retorno do investimento aos sócios. E os riscos são sempre relacionados às decisões de caráter financeiro.

Pois bem, sócios com problemas devem recuperar o propósito de geração de resultados e definir quais dos sócios contribuirá realmente para a geração de resultados, com a “captação e aplicação de recursos” .

Pois sócio não ganha por trabalhar na empresa. Se o fizer, exercerá o papel de “empregado da empresa” com direito a pró-labore que remunera justamente o trabalho realizado. Sócio deve focar o resultado, o retorno do investimento.

Assim, a solução para as brigas entre sócios é descobrir qual a melhor forma de captação de recurso, a melhor forma de aplicação de recursos que levarão aos melhores resultados. Parece incrível, eu sei, mas o individuo com atitude de sócio deve tão somente controlar as condições para gerar os melhores retornos. Proteger seu investimento. Mesmo não participando da operação ou gestão da empresa. Já o sócio que trabalhar na empresa, precisa se comportar e ter atitude de funcionário da empresa, seja em nível operacional, seja em nível de decisão, mas sempre devendo satisfação aos sócios e a si mesmo, quando vestir o chapéu de sócio.

Briga entre sócios não é o fim, tem solução, basta definir adequadamente os papéis, as responsabilidades e os instrumentos de gerenciamento do investimento. Operar a empresa é papel para quem vestir o chapéu de Diretor ou ficar no comando, com delegação clara e devendo responsabilidades aos sócios. Não pode ser ao acaso.

Falando em conflitos, você já viu nosso post sobre como contratar e demitir pessoas?

Se quiser receber dicas diárias sobre como lidar com seus sócios e funcionários, assine nosso RSS ou siga-nos no Twitter @empreendemia.

  • albertojunior1

    Vale a pena ler

  • http://www.twitter.com/cristianosilver @CristianoSilver

    Uma solução mais rápida e que já funcionou comigo foi a retirada desse sócio do quadro social da empresa. As pessoas têm que entender: a empresa é um organismo maior que a pessoa. É o conjunto de pessoas, processos, planejamento e resultado. Se uma pessoa vai contra o princípio e regras da empresa e ainda por cima não gera resultados… sinto muito, mas já deveria ter saído!
    Inovadores geralmente contestam alguns processos da empresa, mas mostram resultados depois. Se não trazer resultado, é interessante que procure outro ambiente para ficar.

  • luizpiovesana

    Olá Cristiano, tudo bem?

    Essa é uma solução que deve sim ser usada, mas também com cuidado. Lembre-se
    que um sócio, ainda mais se for fundador, já investiu tempo e dinheiro na
    empresa quando ela não era nada, então isso deve ser valorizado.

    Claro, tudo tem seu limite e esse valor não é eterno.
    Falamos um pouco sobre isso nesse post sobre contratar e demitir pessoas:
    http://saiadolugar.com.br/2009/02/12/pessoa

    Abraços,
    Luiz

    • Luciani Garcia

      Luiz vc tem  blog, Face ou twiter? vou add vc!!  Posta materias???