Entenda o que é uma landing page e por que ela é...

Entenda o que é uma landing page e por que ela é essencial para seu negócio

1111
0
SHARE
homem diagramando uma landing page

Landing page? Quase ninguém sabia o que era isso lá em 1996, quando a internet contava com pouco mais de 70 milhões de usuários.

Hoje a coisa é bem diferente: com mais de 3,3 bilhões de pessoas conectadas e milhões de empresas lutando diariamente para conquistar a atenção do público, ter uma boa página desse estilo pode ser um fator decisivo para o sucesso ou o fracasso de um negócio na web.

Ficou interessado em saber o que, afinal, é uma landing page?

Quer entender como ela funciona e qual sua importância para as empresas?

Então pode deixar que vamos te explicar tudo neste post.

O que é uma landing page

Se traduzirmos ao pé da letra, o termo landing page em português significaria algo como “página de aterrissagem”.

Ou seja: qualquer página do seu site poderia ser uma landing page já que ela receberia essa “aterrissagem” de qualquer visitante.

No entanto, como seu significado vai além dessa tradução direta, as landing pages são páginas produzidas fora do mapa do site para ajudarem nas campanhas específicas de um determinado negócio.

De maneira geral, essas campanhas podem ser de dois tipos:

Geração de cliques

É um tipo bastante usado por sites que gostam de dar algum tipo de “boas-vindas” para o usuário ou que precisam de algum dado antecipado para fornecer o acesso, como os de bebidas alcoólicas.

Ou seja, a landing page fornece apenas algum tipo de publicidade ou conteúdo de baixa relevância, fazendo com que o usuário tenha que clicar em algum botão de ação para ir para outra tela.

Geração de leads

Esse é o tipo que fornece o melhor retorno tanto para a empresa quanto para o usuário.

Nele o visitante encontra uma boa quantidade de conteúdo (em texto ou vídeo) e, na maioria das vezes, um formulário em que ele pode deixar seus dados em troca de alguma coisa: como baixar um e-book, ouvir podcasts ou receber videoaulas e notificações sobre o lançamento de algum produto.

Quando o visitante faz essa troca com a sua marca, ele deixa de ser um mero usuário para se tornar uma lead.

A importância da geração de leads

Bastante usado no meio do marketing digital, o termo lead é usado para definir aquela pessoa que já demonstrou interesse em algum produto ou serviço da sua empresa e aí, por causa disso, se torna um potencial cliente — ao qual é importante ficar de olho e dar mais atenção.

Como o seu negócio pode faturar com a criação de uma landing page

Como você viu, existem dois tipos bastante comuns de landing pages sendo usados por aí na internet, no entanto, vamos focar apenas no segundo tipo — o de geração de leads — por ser a melhor pedida para o seu negócio, já que é nele que ocorrem as conversões.

Conversões

Por ser uma página com o layout bastante específico, direcionado apenas para um fim (como vamos te mostrar daqui a pouquinho), as landing pages são excelentes ferramentas para capturar a atenção do seu visitante para o que importa ao seu negócio naquele momento.

Seja para a compra de um produto, o pedido de um orçamento ou o simples download de um e-book.

No entanto, por trás dessa página existem vários mecanismos que podem, retornar os pedidos desses usuários e até mesmo estudar porque alguém deixou de preencher um formulário, de onde ela veio na web, em qual lugar ela clicou ou por quanto tempo permaneceu naquela tela.

Informações que são bastante úteis para entender o comportamento de quem visita seu site e interage com sua marca na web.

Por isso, o retorno de uma landing page pode ir além de apenas obter o contato de uma pessoa: ela pode apontar em que ponto a sua estratégia digital está dando certo — ou falhando.

Mas, claro, tudo isso depende da maneira como essa página foi previamente planejada.

A anatomia de uma landing page

Menu, conteúdo, título… Tudo isso funciona de maneira diferente dentro de uma landing page.

E não é à toa, afinal, aqui todo o esforço de design, conteúdo e programação é direcionado apenas para a conversão do usuário.

Por isso, antes de criar a sua primeira landing page, é importante entender como é a anatomia ideal desse tipo de página.

Título

Ninguém chega até uma landing page sem querer. Isso é um fato.

Portanto, não perca tempo inventando títulos rebuscados: vá direto ao ponto!

Se for uma página de contato, deixe isso estampado logo de cara.

Se for uma página para o download de um e-book, avise isso para o usuário bem no topo.

O importante aqui é não fazer com que uma pessoa perca tempo pensando sobre a ação que ela deve ou não tomar naquela tela.

Conteúdo

Nem muito, nem pouco. A quantidade de conteúdo de uma landing page deve ser o suficiente para incentivar o leitor a tomar a ação necessária ali dentro.

E se você estiver gastando mais de 300 palavras para incentivá-lo a isso, provavelmente é porque tem algo de errado.

O ideal é que o tempo de leitura de uma landing page seja de menos de 30 segundos, contando da hora que o usuário aterrissa ali até o momento em que resolve fazer um cadastro.

Call to Action

É aqui que a “magia” acontece na landing page.

Importantíssimo para a conversão dos usuários, o botão de call to action (CTA) é, como diz o nome, o responsável por chamar aquela pessoa para a ação, como um preenchimento de formulário.

Por ser tão importante, vale dizer que é preciso tomar muito cuidado na hora de desenvolver esse botão. Veja algumas dicas:

  • Deixe o call to action com visual distinto do restante da página, pense no contraste;
  • Crie um texto interessante e direto para ele. Não faça as pessoas pensarem;
  • Se você tiver outros botões na página, lembre-se de dar destaque para o mais importante da tela;
  • Se a sua landing page tiver rolagem, repita o call to action a cada scroll;

A propósito, se quiser uma ajudinha nessa área, veja como criar chamadas que convertem com seu CTA.

Menu

Essa é uma parte bem interessante a respeito do visual de uma landing page.

Como o foco deve ser a conversão máxima dos usuários, ter um menu igual ao do restante do site não é interessante por aqui.

Ou seja: quando for planejar uma landing page, evite usar menus que tirem o visitante da tela.

Portanto, foque a saída do usuário apenas no call to action.

Resposta

A pessoa preencheu o formulário e enviou? Ótimo!

Então não se esqueça de fazer uma tela de agradecimento, avisando que tudo deu certo e indicando as redes sociais do seu negócio — ou até algumas promoções de produtos.

Tenha em mente a importância de sempre dar um feedback para as ações dos usuários em seu site.

Bem, já que agora você sabe como é a anatomia de uma landing page, que tal entender quando é o melhor momento para usar esse tipo de página como estratégia de marketing?

Quando usar esse tipo de página

Em termos gerais, uma landing page pode ser sempre usada por uma empresa para várias ações, desde o anúncio de novos produtos até a captação de novos assinantes.

No entanto, podemos frisar aqui pelo menos 3 momentos em que o uso desse tipo de página se torna mais eficaz.

Confira!

Ofertas direcionadas

Por não ser uma página de fácil acesso — e ficar fora do mapa do seu site —, a landing page pode ser utilizada como acesso a promoções para um determinado tipo de cliente.

Por exemplo: você quer dar um desconto especial apenas para quem já se cadastrou em sua loja virtual?

Então envie o link da landing page para a base de e-mails cadastrados e assim só eles terão acessos aos descontos.

Venda de produtos por meio de banners promocionais

Se você está investindo em posts patrocinados no Facebook ou em campanhas de adwords para anunciar um determinado produto ou serviço, enviar os cliques desses anúncios para uma landing page pode ser algo mais eficaz do que enviá-los para uma página comum do seu site.

Pense bem: quando o usuário entra na sua página por uma campanha de adwords, por exemplo, corre o risco de ser levado para fora da tela do produto por outras promoções ou até mesmo pelas opções do menu.

Portanto, deixá-lo em uma tela em que é possível ver apenas as informações do produto e o botão de compra pode ser algo muito mais eficaz.

Análise de resultados

Apesar de ser possível mensurar os acessos do seu site com ferramentas como o Google Analytics, com certeza fica mais fácil analisá-los quando os usuários só têm uma decisão a ser tomada na tela.

Dessa forma, você pode entender melhor se os acessos das redes sociais são mais eficazes do que os dos anúncios do Google, por exemplo.

Capaz de converter usuários em leads e de apresentar dados relevantes sobre o desempenho do seu negócio na internet, a landing page é uma excelente ferramenta para qualquer negócio que esteja interessado em se dar bem.

E como a web de hoje é bem mais competitiva do que aquela de 20 anos atrás, nada melhor do que apostar suas fichas naquilo que já tem dado certo por aí, não é mesmo?

Gostou das nossas dicas? Então aqui vai outra para você: confira o nosso post em que explicamos o que é uma Fan Page no Facebook e como ela pode gerar resultados incríveis para sua marca!