Investir Dinheiro, homem deposita moeda no cofreTodo mundo tem um sonho que quer realizar, mas acaba deixando em stand by por falta de dinheiro.

">

7 dicas para investir melhor seu dinheiro

Todo mundo tem um sonho que quer realizar, mas acaba deixando em stand by por falta de dinheiro.

Todo mundo tem um sonho que quer realizar, mas acaba deixando em stand by por falta de dinheiro.

Seja uma viagem para fora do país ou uma pós-graduação em uma instituição renomada, a grande maioria das pessoas precisa se planejar bastante para conseguir o que quer.

O dinheiro não traz felicidade, mas certamente pode abrir portas para gente voar mais longe.

Contudo, muitas pessoas ainda incorrem no erro de gerenciar mal o próprio dinheiro.

A falta de planejamento e disciplina são alguns dos motivos que fazem o carro dos sonhos ou a vontade de ser empreendedor parecerem algo muito difícil de alcançar.

Às vezes, até sobra dinheiro no fim do mês e acabamos deixando-o na poupança por pura comodidade.

Mas essa forma de investimento vem perdendo cada vez mais adeptos, já que a alta inflação prejudica o rendimento.

E verdade seja dita: ninguém gosta de perder dinheiro.

É por isso que criamos uma lista com dicas excelentes de como investir melhor seu dinheiro.

Confira agora as principais atitudes de um investidor de sucesso e potencialize sua renda!

1. Estude bastante

Ninguém resolve construir um prédio sem entender nada de construção civil, não é mesmo?

Muito menos decide pilotar um avião sem ter horas de voo.

Se alguém fizer isso, há o risco de acontecer uma catástrofe.

Por que, então, muitas pessoas decidem investir dinheiro sem entender quase nada sobre o assunto?

A primeira orientação é estudar bastante sobre o mercado financeiro.

Entender suas peculiaridades é uma forma de compreender quais as melhores possibilidades para investir.

No início tudo pode parecer muito complicado, mas com empenho você verá que a questão é bem mais fácil do que imagina.

Portanto, estude, leia publicações voltadas para o mercado, faça cursos presenciais ou online.

Mas, se mesmo depois de aprender bastante, você ainda se sentir inseguro para decidir sobre a aplicação de seus recursos, peça ajuda especializada.

Não há vergonha em pedir assistência nessas horas.

Afinal, quem entende mais do assunto pode esclarecer várias dúvidas.

Detalhe importante: procure alguém de confiança e que sabe mesmo o que está fazendo!

2. Defina uma estratégia

Outra dica importante é a definição de sua estratégia.

Quais são seus objetivos?

Qual o tempo que você tem disponível para se dedicar a seus investimentos?

Qual o prazo que você dispõe para aguardar os rendimentos?

Essas perguntas são extremamente importantes para quem quer investir.

Você também deve buscar entender qual seu perfil de investidor.

Não quer correr muitos riscos e prefere segurança à alta rentabilidade?

Você provavelmente é conservador.

Se tolera riscos, mas ainda fica com um pé atrás, você pode ter um perfil moderado.

Agora, se você busca maximizar seus ganhos mesmo que isso implique exposição a riscos calculados, seu perfil pode se enquadrar em arrojado.

Fazendo essa avaliação, é possível entender onde quer chegar e qual o investimento mais adequado para alcançar esse objetivo.

Com visão estratégica, fica mais fácil manter-se focado e evitar erros na hora de aplicar seu dinheiro.

3. Tenha disciplina

Ganhar dinheiro não é tarefa fácil.

E muita gente se esquece dessa premissa na hora de gerenciar seus investimentos.

Ninguém gosta de perder dinheiro, mas para ter bons ganhos também precisamos aprender a perder.

Isso significa que às vezes o cenário econômico não vai colaborar.

Ou, pior, pode acontecer uma tragédia e fazer as ações da empresa que você investiu despencar.

É nessas horas que descobrimos quem são os verdadeiros investidores!

Quem conhece o mercado sabe que a movimentação é extremamente dinâmica.

Por isso, é muito importante ter disciplina e saber persistir nos momentos de dificuldade.

Afinal, da mesma forma que as ações perdem valor, elas podem voltar a se valorizar.

E você quer estar lá quando isso acontecer, não é?

Então, lembre-se sempre: os bons resultados vêm com disciplina e paciência.

Esqueça os golpes de sorte e as ideias geniais!

Entenda que seu caminho de sucesso no mercado ações terá alguns percalços, mas com persistência você pode chegar lá.

4. Perca o medo da Bolsa de Valores

Quem acha que a Bolsa de Valores é só para milionários, está muito enganado!

Hoje em dia não é preciso muito dinheiro para poder comprar e vender ações.

A conexão com a bolsa também está muito mais acessível.

Você pode fazer operações direto do sofá da sua casa!

Além disso, existem modalidades de investimento no mercado de ações que te permitem investir até 8 vezes o dinheiro.

Outras ainda te possibilitam ter lucros com a compra e venda de ações alugadas.

Também dá para comprar títulos públicos e usá-los como margem de garantia para operar na bolsa.

Dessa forma, você pode fazer seu dinheiro render duas vezes!

O mais importante na hora de lidar com a Bolsa de Valores é planejamento e persistência.

Isto é, fazer um plano de investimento que leve em consideração a oscilação do mercado e utilizar ferramentas como Manejo de Risco e Stop Loss, e assim manter o controle de toda a situação mesmo em cenários adversos.

5. Diversifique seus investimentos

Na vida a gente aprende que quanto maior a aposta, maior o risco e o retorno.

No mercado de ações isso também é verdade.

Se você investe todo o seu dinheiro em apenas uma empresa, o risco de sofrer prejuízos é maior.

Já pensou se a empresa pede falência? Você poderá perder grande parte do que tinha.

A melhor estratégia nesses casos é diversificar seus investimentos.

Isso significa que você deve aplicar dinheiro em diferentes empresas e até variar as modalidades de investimento.

Dessa forma, o risco de ficar exposto a uma eventualidade do mercado é menor.

6. Utilize a tecnologia a seu favor

Sabe aquela cena clássica de um amontoado de gente gritando ordens pelo telefone?

Isso não existe mais.

Agora, tudo é feito virtualmente.

Você pode comprar e vender ações com poucos cliques!

A tecnologia que permite isso se chama Home Broker.

É uma interface online que facilita e agiliza as operações na Bolsa de Valores.

Existem também aplicativos para celular, assim você pode ficar atento à movimentação do mercado de onde estiver.

Outra vantagem das inovações tecnológicas são os aplicativos para controle financeiro pessoal.

Com eles, o usuário sabe onde e quando passou o cartão e até pode definir metas de gastos para categorias como vestuário e alimentação, por exemplo.

Assim, você fica de olho nos gastos e consegue poupar dinheiro para poder investir!

7. Esteja sempre bem informado

Por último, mais uma dica vencedora: fique muito atento às notícias!

Leia e se informe sobre o que acontece no Brasil e ao redor do mundo.

A China parece longe da nossa realidade?

Saiba que se a economia chinesa desacelerar, podemos sentir os efeitos no preço da gasolina ou na conta do supermercado, por exemplo.

Para investidores, é importante estar muito bem informado.

Você não quer apostar suas fichas em investimentos ruins nem em empresas sem boas perspectivas de crescimento, não é?

Por isso, lembre-se: os melhores investidores são aqueles que sabem o que está acontecendo!

Mas saiba exitem ferramentas como a Análise Técnica de ações, que permitem que você possa identificar excelentes oportunidades de investimentos e se antecipar as notícias.

Lendo assim parece fácil demais.

E é! Muitas pessoas se esquecem desses princípios básicos e acabam se colocando em situações desagradáveis.

Investir dinheiro não é um bicho de sete cabeças. Inclusive, é possível investir em momentos de crise!

Com conhecimento, disciplina e foco em seus objetivos você terá a capacidade de identificar as melhores oportunidades de investimentos para o seu perfil.

Gostou das dicas? Se ficou alguma dúvida, pode perguntar nos comentários. Ficarei feliz em te ajudar!

Márcio Placedino atua no mercado de ações há 8 anos e é membro da equipe do Toro Radar desde 2010, onde atua como consultor e analista. É administrador de empresas no IBMEC de Minas Gerais e Advogado formado na Universidade Federal de Minas Gerais. Possui a certificação de Planejador Financeiro CFP® – Certified Financial Planner, é Consultor de Valores Mobiliários registrado na CVM e Analista CNPI-T registrado na APIMEC.