aperto de mão entre empreendedor e investidor anjoVocê acredita que, nos tempos atuais, uma empresa pode se manter competitiva no mercado investindo somente em marketing tradicional?

">

Investidor anjo: Saiba com encontrar o seu

Investidor anjo é empreendedor mais experiente que possui capital suficiente para investir em ideias nas quais ele acredita.

Começar uma empresa traz diversos desafios. É preciso ter disposição, vontade de aprender, ser um bom líder e, principalmente, ter as pessoas certas ao seu lado.

Quando se tem uma boa ideia, o primeiro passo é validar se o mercado está pronto para acolher o seu novo negócio. E depois disso?

Encontrar um investidor anjo é o seu próximo passo e um dos mais importantes!

Quem é o investidor anjo?

Investidor anjo é empreendedor mais experiente que possui capital suficiente para investir em ideias nas quais ele acredita.

Geralmente um investidor anjo é um profissional muito experiente, a ponto de identificar se a sua ideia tem um bom potencial de mercado ou não.

Ele normalmente participa de forma minoritária nos lucros da sua empresa e sempre será o seu oráculo – ou seja, o seu guia. Estará sempre ao seu lado para compartilhar a experiência de mercado e aconselhar nas tomadas de decisões.

Vale lembrar que, na maioria dos casos, um investidor anjo não ocupa nenhum cargo executivo dentro da empresa que ele investiu. Porém, tudo dependerá do acordo feito entre ambas as partes.

Por que ele é importante?

Um investidor anjo é a pessoa que realmente acredita no seu potencial e na sua ideia – depois de você, claro.

Ele é quem dará a chance de você viver um negócio que você idealizou e por isso eles são tão importantes.

Empreendedores experientes como são, os “angels” além de investirem o capital em sonhos, também fazem a ponte de contatos entre você e outras pessoas que farão a diferença na sua jornada.

Já imaginou o quanto isso pode potencializar o seu sucesso? Ter as pessoas certas no seu caminho – ou seja, ter um bom guia para te aconselhar mais o capital investido por ele – além da sua vontade de mudar o mercado pode ser uma boa receita para o sucesso.

Fundo de investimento x Investidor anjo

O investidor anjo é aquele que te dá a chance de dar um ‘pontapé’ inicial, enquanto o fundo de investimento procura empresas que já estão com os pés mais firmes no chão. Eles se fazem presentes em momentos distintos da existência de um negócio.

Os dois são de extrema importância. Enquanto o fundo de investimento escolhe empresas que já estão em atuação e de certa forma são consolidadas, o investidor anjo investe em uma ideia de negócio que tem potencial de ganhar o mercado.

Resumindo, um é responsável pelo nascimento e o outro por manter a sua empresa viva.

Como encontrar um investidor anjo?

Podemos dizer que a forma mais simples e que funciona para encontrar um bom investidor para o seu plano de negócio é conversar com equipes de empresas que também possuem este investimento anjo.

Procure por canais que possam te ajudar a encontrar alguns contatos como o LinkedIn e portais especializados no assunto como a “Anjos Brasil”.

Lembre-se que você deve convencer os empreendedores experientes que a sua ideia é promissora e, para isso:

Acredite, você terá concorrentes!

É muito comum que ao elaborar um plano de negócio totalmente inovador, você acabe acreditando que não haverá concorrentes.

E isso é um engano, sempre haverá concorrentes para todos os segmentos de mercado, mesmo que não sejam diretos.

Na hora de apresentar a ideia para um investidor, é legal lembrar que falar que a sua ideia é tão boa e inovadora e por isso não haverá concorrentes, pode fazer com que ele sinta um certo despreparo seu.

Isso dá a entender que você não sabe o suficiente do mercado no qual você deseja entrar.

Não se gabar por algo que ainda não aconteceu!

Outro erro comum é querer passar uma imagem que ainda não pode ser confirmada.

Afirmar que a sua empresa vale milhões ou bilhões é uma grande mentira, já que ela ainda nem começou a faturar.

Mesmo que o mercado que você deseja inserir seja de alto valor de giro, foque em falar sobre o seu diferencial e o seu potencial. Isso sim convence um empreendedor a investir na sua empresa.

Foque em uma ideia de cada vez!

É claro que quando se tem uma boa ideia, existe toda uma empolgação para tirá-la do papel. Mesmo que você tenha algumas variações de estratégias de venda, por exemplo, foque em apenas uma.

Assim você faz com que o investidor sinta que você está seguro com o modelo de negócio que foi idealizado por você e sabe que ele pode funcionar muito bem.

Se você está disposto a empreender é necessário dedicação integral para o projeto. Investidores não querem pessoas que se dediquem por metade em seus investimentos.

Como diria o ditado popular: não tente dar um passo maior do que as suas pernas.

Para te ajudar a fazer a escolha de qual ideia apostar, leia esse post.

Não comece algo pensando no fim

Se você já começou o seu empreendimento pensando em vendê-lo, não se dê ao trabalho de continuar.

Os investidores não vão perder o tempo deles caso o seu propósito seja fundar uma empresa para vender para uma outra maior depois.

Você deve começar um negócio pensando como aquilo poderá mudar a vida das pessoas. Faça o investimento valer a pena.

Dicas de como apresentar a sua ideia

Este é o momento mais importante do processo. Nessa fase você está prestes a concretizar um sonho de um modelo de negócio que você idealizou.

Um experiente do mercado não vai investir naquilo que ele não acredita e não enxerga um futuro potencial. Veja nossas dicas para fazer uma apresentação impecável:

Tudo começa pelo pitch!

O pitch será o primeiro contato de fato que o investidor terá com a sua ideia. Normalmente ele é feito de forma verbal podendo contar com o apoio de alguns slides, por exemplo.

Ele te ajudará a enxergar o seu negócio com os olhos de um investidor. Provavelmente durante o processo de construção de um pitch você encontrará alguns erros de modelo de negócio.

Fale sobre o seu público-alvo, qual é a necessidade que este mercado tem e a forma que o seu negócio irá combater essa necessidade do seu público.

Para fazer um bom plano de negócios é preciso apresentar todas as informações possíveis para que os investidores analisem a possibilidade de sucesso da sua ideia. Veja alguns tópicos que nós recomendamos:

  • Faça um breve resumo da sua empresa. Fale sobre a história de como surgiu a sua ideia, apresente o seu diferencial e as características.
  • Demonstre brevemente qual é o seu propósito de equipe, o que você espera de seus futuros funcionários, dos seus conselheiros e dos próprios investidores.
  • Aponte a sua oportunidade. Qual é a fraqueza que foi identificada no seu público-alvo que a sua empresa vai tratar?
  • Apontar só a fraqueza do seu público não é o suficiente. Mostre para o seu investidor a forma como essa necessidade será suprida.
  • Fale sobre a forma como o seu negócio irá faturar e sobre a forma de contribuição do investidor – ou seja, fale sobre a sua estratégia competitiva.

Investimento anjo no Brasil

Com o passar dos anos, o empreendedorismo no nosso país tem se popularizado cada vez mais e com isso houve um aumento de investidores anjo.

Hoje já são mais de 7.200 investidores anjos no Brasil e, de acordo com uma pesquisa feita pelo “Anjos do Brasil”, eles pretendem investir em média de R$1,7 bilhões de reais nos próximos dois anos.

É claro que ao comparar com países de potência como os EUA, por exemplo, o Brasil ainda é bem atrasado nesse quesito, porém as coisas tendem a mudar aos poucos.

É um mercado relativamente novo por aqui e ainda tem muito o que ser explorado. Algumas peculiaridades do nosso país, como as taxas e juros, é um dos fatores que dá uma desaquecida neste tipo de parceria.

Temos uma geração cada vez mais empreendedora ou interessada por esse mundo. Se houver um incentivo fiscal, podemos tirar grande proveito dessa geração de ideias brilhantes.

Na mesma pesquisa, é constatado que 52% de todo investimento feito no Brasil é direcionado para empresas do segmento de tecnologia. Se quiser saber mais sobre startups, leia esse post.

Conclusão

Ainda que seja uma área pouco explorada por aqui, encontrar o “anjo da guarda” da sua empresa pode parecer uma tarefa um pouco difícil, mas a partir do momento que você se dispõe a viver o seu sonho de empreendedor as coisas se tornaram mais prazerosas.

Conheça novas pessoas, mesmo que seja de segmentos distintos do seu. Cada um tem um pouco a colaborar com a sua nova jornada.

Se você não conhece o poder do networking este é o momento. Leia o nosso post sobre o assunto e entenda como ter bons contatos pode te ajudar em todos os momentos da sua empresa, inclusive na hora de encontrar pessoas dispostas a investir capital na sua ideia.

Espero que com este post você tenha se animado para tirar de vez as suas ideias do papel e procurar alguns grandes companheiros para essa aventura!

Baixe agora o nosso Ebook Viva Seu Sonho e aprenda um pouco mais sobre o mundo empreendedor antes de começar a viver o seu!