inovação social

Uma nova forma de solucionar os problemas da sua empresa chamada Inovação social

Todos nós somos responsáveis por um mundo melhor, certo? E se dissermos que sua empresa pode melhorar o mundo, aumentar os lucros, construir uma boa reputação e ainda dar uma forcinha para a economia local, tornando as coisas melhores para as suas vendas daqui a alguns anos? Parece muito? Mas saiba que esse é o conceito de inovação social.

Todos nós somos responsáveis por um mundo melhor, certo? E se dissermos que sua empresa pode melhorar o mundo, aumentar os lucros, construir uma boa reputação e ainda dar uma forcinha para a economia local, tornando as coisas melhores para as suas vendas daqui a alguns anos? Parece muito? Mas saiba que esse é o conceito de inovação social.

Não é novidade para ninguém que o modelo de desenvolvimento que foi utilizado até hoje deu lucro e gerou renda, mas também criou desigualdades e destruiu o meio ambiente. E é exatamente para te ensinar como fazer diferente que criamos este texto.

Nele, vamos te ensinar como prosperar valorizando os aspectos humanos e criando soluções para problemas sociais. Quer lucrar fazendo o bem? Acompanhe:

O que é inovação social

Talvez tenha demorado um pouco, mas a constatação veio: é preciso mudar a forma de pensar os negócios, se quisermos uma economia e um mundo melhores.

Falando assim, parece que esse é um assunto distante dos pequenos empreendedores, mas não é.

A responsabilidade por essas melhorias é de todos e inclui ações como dar um destino correto ao lixo que a sua empresa produz, utilizar material reciclável, energia renovável ou qualquer outra coisa que permita ter os mesmos resultados que você já tem — ou melhores — utilizando menos recursos, poluindo menos e sem gerar danos sociais.

Claro, para isso, inovação é essencial. E é justamente o que fortalece a imagem da sua empresa: a ideia de que você usou a inventividade a serviço do bem de todos.

E o principal: pensar assim não é apenas ser mais bondoso ou altruísta, mas estabelecer uma conexão com o futuro do empreendedorismo. Afinal, empresas de todos os portes já começaram a colocar essa ideia em prática há algum tempo.

Mas, antes de colocar a mão na massa, você vai precisar entender como esse conceito pode ser aplicado à sua realidade, certo? Vamos entender isso melhor.

Como praticar a inovação social no dia a dia de um negócio

Vamos supor que você seja o proprietário de uma empresa pequena, no bairro onde mora. Como é possível praticar a inovação social se seu orçamento é limitado e o seu serviço ou produto circula apenas na sua região?

Pois saiba que o conceito de inovação social não exclui ações locais. A ideia aqui é que cada um faça a sua parte e que as pequenas ações, somadas, gerem algo maior.

Por exemplo: imagine um comerciante que tem uma pequena loja de roupas e sapatos. Por conta da situação econômica instável que o país atravessa, ele vê suas vendas diminuírem.

A solução mais óbvia seria baixar os preços ou dar descontos. Digamos que uns 5% é o máximo que ele consegue.

Nada de novo até aí e, com certeza, essas medidas não vão fazer suas vendas aumentarem substancialmente, concorda?

Agora, imagine que ele resolve fazer uma campanha: quem doar um item antigo ao comprar um novo — por exemplo, você compra um sapato novo e doa o velho que não vai usar mais — recebe os mesmos 5% de desconto.

Ao final do mês, todos os itens recebidos serão doados para famílias carentes: sapatos, casacos, calças e tudo o mais.

Uma ação como essa tem chances muito maiores de aumentar as vendas desse comerciante, simplesmente porque reúne várias coisas que agradam seus clientes: oportunidade de ajudar o próximo, desconto numa compra e uma chance de evitar o desperdício, doando algo que não vai usar mais.

Entendeu como é simples?

Agora, pense como a imagem dessa loja de roupas e sapatos melhora no bairro. Se você morasse lá perto não faria de tudo para apoiar essa ideia? As pessoas premiam a inovação social, pois ela reúne boas intenções e inteligência, qualidades que todos admiram.

Por que sua empresa deve aderir a ela

A única desvantagem da inovação social que podemos citar é que algumas pessoas a encaram como uma espécie de “modismo” e não como uma tendência real para os próximos anos.

No entanto, já faz um tempo que ela deixou de ser um tipo de iniciativa de algumas pequenas empresas isoladas para fazer parte da prática também de grandes companhias, como é o caso da Natura, só pra citar um exemplo.

Conheça outras vantagens da inovação social:

Ela te permite alcançar público novo

Acredite: não falta gente por aí que busca o tempo todo apoiar iniciativas socialmente inovadoras. Ao investir nesse ideia, prepare-se para ser visitado por um público diferente que virá de longe para comprar um produto ou contratar um serviço comprometido com um bem maior.

Se você acha que não há tanta gente assim buscando isso, saiba que, não faz muito tempo, o Brasil foi considerado uma referência mundial em inovação social. Nós temos muitos empreendedores engajados nessa ideia e também um público específico para ela.

Além desses, não se pode ignorar que os descontos que esse comerciante deu permitiram que pessoas com poder aquisitivo mais baixo comprassem seus produtos. Se eles gostarem, a nossa loja de roupas e sapatos acabou de aumentar sua base de clientes.

Melhora a imagem da empresa

Ainda que esta não seja a ideia principal, a inovação social acaba funcionando como uma ação de marketing com alto retorno sobre investimento. Isso porque, em geral, ela custa pouco e gera um impacto positivo muito grande.

Melhora a economia local a médio prazo

Vamos pensar no impacto que aquela pequena loja pode gerar na economia local: se o bairro onde fica tem um centro comercial e a ideia inovadora do empreendedor dessa loja trouxe novos clientes, é possível que eles consumam outros produtos ali perto.

Não importa que seja tomando um sorvete do outro lado da rua, uma cerveja num bar próximo ou mesmo fazendo um lanche na padaria, a iniciativa de inovação social pode transformar a economia daquele bairro a médio prazo, quem sabe até transformando-o em uma referência comercial naquela cidade.

Essa chance aumenta muito se o dono da loja conseguir convencer outros comerciantes locais a também investirem na inovação social, aliás.

Algumas atitudes de inovação social

No nosso exemplo, citamos uma boa ideia que pode aumentar os lucros, melhorar a imagem de uma empresa e até transformar o bairro onde ela está.

Uma ação como essa, no entanto, nasce de uma boa ideia e precisa de planejamento para ser bem sucedida.

Mas há outras pequenas atitudes de inovação social muito mais simples de colocar em prática na sua empresa e também práticas de outras empresas maiores das quais a sua pode se beneficiar.

Vamos conhecer algumas:

Microcrédito

É um tipo de serviço financeiro de empréstimo com juros muito baixos, concedido a uma parcela da população que não teria acesso a ele em situações normais.

O microcrédito gera lucro para as instituições financeiras que o concedem e ajuda milhares de Microempreendedores Individuais (MEI) no Brasil todos os anos.

Se você utilizou ou pretende utilizar algum tipo de microcrédito para abrir sua empresa, saiba que, naquele momento, você se beneficiou de um tipo muito comum de inovação social.

E não são só os empreendedores que fazem uso dele: muitas pessoas pegaram empréstimos para realizar o sonho da casa própria ou comprar um veículo para trabalhar, por exemplo.

Projetos de revitalização comunitária

Não são poucas as praças, escolas e áreas comunitárias que foram reformadas por meio do empreendedorismo e força de vontade dos moradores.

Muitas vezes, a iniciativa pode partir de comerciantes locais, que querem aliar seu interesse de dar uma aparência melhor ao local onde seu comércio está instalado ao dos moradores de ter uma área de lazer para seus filhos.

Financiamento colaborativo

Na Holanda, uma passarela foi construída com a doação voluntária de dinheiro e serviços de alguns moradores.

Essa é a ideia do financiamento colaborativo: várias pessoas se unem, cada uma doando o que pode, para resolver algum problema ou realizar um sonho.

Sustentabilidade

As ações de sustentabilidade talvez sejam as formas mais comuns de praticar inovação social nos dias de hoje. Empresas de todos os portes demonstram preocupação com as questões ambientais.

No Brasil, as leis têm ficado mais rígidas a esse respeito e, em empresas grandes, já é comum encontrar não apenas um profissional, mas uma equipe inteira responsável por adequar cada pequeno processo industrial a essas leis.

Reciclar lixo e utilizar material reciclável na produção, evitar emitir gases que poluam o ar, conscientizar funcionários para que eles evitem o desperdício… todas essas ações podem ser praticadas por você também, certo? E o melhor momento de começar é agora!

Com alguma criatividade, empreendedorismo e boas intenções, é possível tornar o local onde você mora um lugar melhor, criar uma boa imagem da sua empresa e ainda obter lucro.

Além disso, como você pôde notar com o nosso exemplo da loja de roupas e calçados, muitos problemas econômicos que a sua empresa enfrenta em época de crise podem ser solucionados por meio de ações de inovação social.

Abrace essa tendência e torne-se uma referência de inovação nas proximidades do seu local de trabalho. Afinal, isso é ser empreendedor, não é mesmo?

E já que falamos de economia, inovação e criatividade, chegou a hora de você saber como empreender na área da economia criativa. Uma coisa é fato: nunca se premiou tanto a inventividade como nos dias de hoje!