17 exercícios para ter ideias criativas

Foi Albert Einstein quem disse uma vez que “criatividade é inteligência, divertindo-se”. E quem somos nós para duvidar de uma das mentes mais imaginativas da humanidade, não é mesmo?

Perceba que ele usou o termo “inteligência”. Uma característica que pode ser adquirida e desenvolvida. Pois é, a criatividade não é um dom, um presente divino.** Ela pode e deve ser estimulada. **

Músicos, escritores, desenhistas… Muitas vezes a natureza criativa é atribuída a profissionais do meio artístico. Mas a verdade é que no mundo dos negócios, qualquer pessoa que deseje se destacar precisa utilizar a imaginação.

Pense nas soluções de embalagens criadas por Steve Jobs. Ou nas funcionalidades desenvolvidas por Mark Zuckerberg. Até mesmo processos, gestão de pessoas e logística são impactados regularmente pelas novas ideias.

Neste artigo você aprenderá 17 técnicas para estimular a criatividade. Continue a leitura e descubra, de uma vez por todas, como ter ideias criativas e revolucionar a sua área, seja qual o for o setor no qual você atua!

1. Saia da rotina

Nos dias de hoje, a maioria das pessoas possui uma rotina repetitiva. Vai ao trabalho, busca as crianças na escola, assiste ao jornal e dorme (ou algo parecido). No dia seguinte, o ciclo se repete. Mas e se você alterasse pequenos elementos do dia a dia? Um pequeno desvio de caminho, um programa diferente, uma mudança no cardápio.

Assim surgiu, por exemplo, o best seller Cem Anos de Solidão, de Gabriel Garcia Marquez. Sua grande inspiração ocorreu em uma viagem que, a propósito, ele não queria fazer.

2. Leia muito

Hoje somos rodeados por uma imensidão de conteúdos audiovisuais. Vídeos, séries, filmes, podcasts, programas de rádio… **Apesar disso, a leitura continua sendo o melhor exercício para a criatividade. **Afinal, sem o auxílio dos olhos, só nos resta a imaginação invisível. E isso é, sem dúvidas, um grande estímulo.

Neil Young, grande músico canadense, levava em suas viagens um exemplar do aclamado romance As Brumas de Avalon. Segundo ele, o livro o ajudou a entender o real sentido da vida, tema retratado em diversas de suas canções.

3. Observe o mundo

Em meio ao caos cotidiano, muitas vezes nos esquecemos de observar o que o mundo oferece. Ficamos presos em telas de computadores e smartphones e perdemos a oportunidade de criar novas ideias.

**Reparar em pequenas coisas é uma ótima fórmula para estimular a criatividade. **Foi o caso de George Orwell, que observou menino passando em uma carroça e pensou: “E se os animais descobrissem a força que têm?”. Dessa premissa, surgiu nada menos que A Revolução dos Bichos, um clássico da literatura

4. Concentre-se na resolução dos problemas

Você já parou para pensar no que o incomoda? Não apenas no trabalho, mas em casa, nas relações sociais, em qualquer circunstância. Pensar em soluções para essas questões é um ótimo exercício para exercitar a criatividade.

Foi assim que um jovem camelô que trabalhava em uma balsa identificou que o trajeto era demasiadamente silencioso. Então, ele sugeriu a inclusão de auto-falantes para entreter as pessoas que nela navegavam. Mais tarde, Silvio Santos tornaria-se o dono de um dos maiores canais de comunicação do Brasil, o SBT.

5. Conte histórias

Criar histórias, das mais críveis às fantásticas, é um dos melhores métodos para desenvolver a capacidade imaginativa.

Tolkien, autor de O Senhor dos Anéis, criou a história em sua mente para contá-la aos filhos. Mais tarde, o livro se tornaria um fenômeno de audiência, sendo um dos mais lidos da história da humanidade.

6. Relembre o passado

Recordar é viver. Muitas vezes, tudo que a nossa mente precisa é retornar para o passado para ter novas ideias. Fotos antigas, bate-papo com velhos amigos e retornar a localidades que geram nostalgia pode ser uma ótima ideia.

Washington Irving, por exemplo, teve a ideia do conto Rip van Winkle depois de conversar sobre histórias do passado com seu cunhado. Justamente em uma época em que ele sofria de bloqueio criativo.

7. Reflita

O silêncio pode ser o melhor amigo da criatividade. Isso porque pode representar um diálogo consigo mesmo. Quando foi a última vez que você deixou de lado os problemas do cotidiano e ouviu a sua própria voz?

Por algum motivo que somente a psicologia explica, grandes gênios precisam da solidão. Steve Wozniak, por exemplo, inventou o primeiro computador da Apple no cubículo onde trabalhava na Hewlett-Packard.

Banner de eBook para emrpeendedores viverem seu sonho.

8. Questione

Esqueça tudo que você aprendeu e comece a se perguntar: “por quê?”. Você foi criado em um mundo com significados que foram pré-moldados por outras pessoas. Mas e se elas estiverem erradas?

Quando Galileu Galilei sugeriu que a Terra não era o centro do universo, mas orbitava o Sol, acabou sendo condenado pela igreja. Mas hoje as coisas não são tão complicadas assim. Então, desafie as verdades que lhe foram contadas e não tenha medo de expô-las.

9. Brinque

Grandes ideias também são oriundas de brincadeiras. E não é por menos.** Quando você se diverte, consegue explorar o máximo potencial, já que a sua energia é utilizada com fluidez.**

Assim o garoto Doc Ball desmontou os patins da irmã e criou o primeiro skate. Brincando, ele acabou desenvolvendo o alicerce para um dos mais populares esportes radicais do mundo na atualidade.

10. Pratique a pirâmide inversa

As ideias não surgem a partir de um simples “Eureka!”. Isso quer dizer que é preciso um ponto de partida. Um bom método para desenvolver a criatividade é começar pelo lado oposto, partindo do resultado final e pensando nos processos que levaram à sua criação.

Às vezes, uma mudança simples pode mudar tudo. Assim foi inventado o picolé. Veja bem: Frank Epperson olhou para o produto pronto, que era o suco. E pensou: “E se em vez apenas resfriá-lo, eu o congelasse?”. O resultado do experimento todos nós aproveitamos até hoje nas tardes de domingo.

11. Elimine o medo de errar

Erros acontecem. E, mesmo que não resultem em nada, certamente você adquirirá conhecimento. Mas às vezes, até mesmo falhas podem resultar em sucesso.

Em 1984, dois irmãos deixaram ressecar a massa de trigo que faziam para a igreja. Nascia ali os flocos de milho. A dupla citada era composta por John e Will Kellogg, que mais tarde fundariam a maior empresa do ramo do mundo.

12. Interprete papéis

O RPG (role-playing game) é um jogo onde os participantes interpretam papéis. Pode parecer somente uma brincadeira, mas colocar-se na mente de um personagem (existente ou inédito) pode trazer grandes benefícios à criatividade.

Algumas das mentes mais imaginativas eram jogadores de RPG na infância, como George Martin (autor das Crônicas de Gelo e Fogo, que deram origem à série Game of Thrones) e Matt Groening (criador de Os Simpsons e Futurama).

13. Seja otimista

As suas ideias podem não ser tão bobas quanto parecem. Às vezes o sucesso vem de atitudes simples.

Se Charlie Ball pensasse assim, não teria criado o famoso smile, usado até hoje nos emoticons. Afinal, é apenas um rosto amarelo com um grande sorriso. E sabemos que hoje ela faz muito sucesso 🙂

14. Converse com as pessoas ao seu redor

O diálogo é uma fonte de criatividade infindável. **Você não precisa estar sozinho na tarefa de criar algo novo. **Externar suas ideias, obter o retorno, criar novos pensamentos a partir delas. Essa é a base da filosofia grega, responsável por diversos debates que geraram conhecimento.

O Facebook, por exemplo, surgiu da ideia de criar um website para avaliar fisicamente os alunos de Harvard. Depois que Mark Zuckerberg conversou com seus colegas de quarto, viu que aquilo poderia se tornar algo maior. E deu no que deu: a maior rede social do mundo.

15. Contemple imagens

Aqui cabe, também, o exercício da observação. Em vez de apenas “visualizar” uma imagem, tente concentrar-se em elementos que não chamam tanta a atenção em um primeiro olhar. E, quem sabe, você pode até testar seus dotes de desenhista, mesmo que não fiquem bonitos.

Robert Louis Stevenson estava entediado, então decidiu pintar um mapa durante suas férias na Escócia. Depois, ao observar a pintura, várias ideias brotaram em sua mente. Dali saiu o romance “A Ilha da Fantasia”.

16. Faça o teste dos 30 círculos

Esse é um exercício prático criado por Bob McKin, um famigerado palestrante do TED Talks. Consiste em desenhar 30 círculos em um pedaço de papel em branco. Então, é hora de ligar o cronômetro e, a partir deles, tentar criar 30 ilustrações diferentes em um minuto.

**Essa técnica é ótima para estimular a criatividade e pode ser um exercício diário. **Os resultados da pesquisa provam que crianças têm mais facilidade em realizá-lo por completo. Ou seja, em algum momento da sua vida, algo ceifou a sua imaginação. Vamos recuperá-la?

17. Escreva um diário

Por mais malucas que pareçam as suas ideias, colocá-las no papel pode ser um ótimo meio para resgatá-las mais tarde. E, como dito, elas podem gerar ótimos insights para serem utilizados posteriormente.

Guardá-las em um diário é uma ótima ideia justamente porque, ao consultá-las, você será uma pessoa diferente de quando as escreveu. E essa é a engrenagem da criatividade: mesmas ideias em contextos distintos.

Agora você já sabe como ter ideias criativas e conhece diversos métodos utilizados por alguns dos grandes artistas, cientistas e empreendedores. Hora de colocá-las em prática!

E se você gostou deste texto, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude outras pessoas a desenvolverem suas habilidades criativas!

comments powered by Disqus