hacks de produtividade

Hacks de produtividade: Quais são as melhores práticas para ajudar a aumentar a sua produção?

Sabe o que tem em comum entre aquela inscrição da academia que você nunca está no clima para fazer, a tarefa simples do final do dia que sempre é entregue as pressas e seu projeto que nunca sai da gaveta?

Sabe o que tem em comum entre aquela inscrição da academia que você nunca está no clima para fazer, a tarefa simples do final do dia que sempre é entregue as pressas e seu projeto que nunca sai da gaveta?

Tudo isso é impactado diretamente pela nossa procrastinação, aquilo que segundo um estudo da associação de psicologia norte-americana afeta por volta de 80% dos adolescentes e 20% dos adultos.

No entanto, se por um lado a procrastinação pode atrapalhar nosso dia a dia e nosso engajamento, ela também pode ser combatida com ajuda desses hacks de produtividade que iremos listar por aqui para você.

Quer saber quais são eles? Então confira!

Crie uma agenda de tarefas

Essa dica pode até parecer simples, no entanto, nem todo mundo consegue colocar em prática (mas deveria).

Ao criar uma agenda de tarefas com o que deve ser feito ao longo da semana é possível ver com antemão o que deve ser priorizado, entender quando é possível pegar um trabalho a mais para fazer e até mesmo arrumar um tempinho para ler um livro ou tirar aquele tal projeto da gaveta.

Acha complicado criar uma agenda realmente eficiente? Não tem problema, com ajuda do método GTD é possível resolver isso.

Conheça o método GTD

Lançado em 2001, o livro Produtividade Pessoal – A arte da produtividade sem stress, do consultor David Allen, fez um baita sucesso no mundo todo ao apresentar um modelo de gerenciamento de ações chamado GTD (sigla para Getting Things Done, ou algo como “fazendo as coisas acontecerem”).

Nele a pessoa pode, através de 5 passos bem simples, aprender a coletar tudo o que precisa ser feito, separar o que pode daquilo que não pode ser executado agora, organizar as demandas por categorias, refletir sobre o que é preciso para realizar tudo aquilo e por fim botar as mãos na massa.

Ou seja: é um método que pode ser muito interessante para quem tem problemas para definir e agendar tarefas. Se interessou, leia um sumário com os conceitos chave deste livro no 12minutos!

Durma bem

Muitas pessoas atualmente acreditam que serem taxados como workaholics é algum tipo de elogio. Que trabalhar até as 3 da manhã para acordar as 7 seja um exemplo para a sociedade. No entanto não é bem isso que diz a ciência.

No livro A Bigger Prize: How We Can Do Better Than the Competition, a autora Margaret Heffernan chega a dizer, por exemplo, que não ter uma boa noite de sono é o equivalente cognitivo a ter bebido uns copos de cerveja a mais.

E isso sem a parte divertida de sair para beber. Logo, não faça com que o trabalho até altas horas seja um hábito.

Se exercite pela manhã

Todo mundo sabe que praticar exercícios pode trazer uma infinidade de benefícios para a saúde física e mental. E o que não falta por aí são pesquisas que comprovam isso.

Agora, o que pouca gente entende é que até uma simples caminhada pela manhã pode ser interessante não apenas para a saúde como também a produtividade no trabalho.

Isso acontece porque os exercícios matinais:

  • Diminuem o nível de stress
  • Ajudam a energizar o cérebro
  • Melhoram o nosso sono
  • Aumentam a nossa criatividade

Hidrate-se

Um dos motivos da falta de foco durante o trabalho pode ser a simples má hidratação do cérebro.

Quando nosso corpo não está bem hidratado acontece uma falta de oxigenação que acaba causando fadiga e cansaço. E aí não tem xícara de café que resolva: lá para as 14 horas sua produtividade já estará em declínio.

Portanto, nada não se esqueça de ter sempre um copo ou garrafa d’água bem ao seu lado.

Coloque em prática o cálculo de (10+2)*5

Em 2005 o autor Merlin Mann publicou um artigo em seu site pessoal onde explicava a técnica/cálculo de (10+2)*5.

A ideia aqui era a seguinte: a cada 10 minutos de trabalho a pessoa deveria fazer um intervalo de outros 2 minutos totalizando 1 hora de trabalho dividida em 5 ciclos.

Desse jeito você cria uma rotina repleta de trabalhos, mas com as devidas pausas entre um e outro.

Desative os alertas

Avisos da caixa de e-mail, notificações do Whatsapp, comentários do Facebook, telefone tocando, tudo isso costuma tirar (e muito) a atenção dos trabalhos. E para voltar a ter essa atenção depois é bem complicado.

Estima-se que para retornar ao foco anterior do trabalho uma pessoa pode levar de 10 a 20 minutos quando retirada bruscamente dali!

Por isso um dos melhores hacks de produtividade é desligar todos esses alertas durante o período em que você estiver focado em alguma atividade. Essa é, inclusive uma das melhores dicas do Hackeando Tudo, livro do Raiam Santos.

Crie seu “kit de hacks de produtividade” com alguns apps

Segundo uma notícia publicada no caderno Link, do Estadão, hoje o Brasil já conta com uma base de 168 milhões de smartphones em uso em todo o país. É muita coisa!

E já que o aparelho hoje é a principal porta de entrada da internet para muita gente, nada melhor do que usá-lo também como ferramenta produtiva com ajuda de um pequeno “kit de produtividade” composto por 3 aplicativos, que também podem ser usados nos computadores.

Rescue Time

Você sabe quanto tempo passa, durante o trabalho, olhando as planilhas de cliente ou a timeline do Facebook? Pois com o Rescue Time é possível saber isso.

Ao instalar esse app (no celular ou no desktop), ele monitora cada janela aberta e o tempo passado por ali, classificando o período gasto em “trabalho”, “comunicação” ou “entretenimento”.

Dai ao longo do dia ele vai gerando uma planilha que aponta onde você ficou focado por mais horas.

Toggl

Quer saber quanto tempo está gastando em uma determinada tarefa – e com isso até o dinheiro gasto ou ganho com ela? Então instale o Toggl, um aplicativo que serve como uma espécie de cronometro que inicia e termina de acordo com suas demandas.

Trello

Se você precisa cuidar de várias tarefas ao longo do dia e ainda lidar com outras equipes, nada melhor do que usar o Trello para gerenciar tudo isso.

Anote!

Nós acabamos de passar algumas dicas de aplicativos que podem te ajudar bastante a dar um gás na produtividade.

Porém, escrever algumas tarefas com as próprias mãos também pode ser incrivelmente benéfico nesse ponto.

Isso acontece porque, ao utilizar esse método mais simples você:

  • Aumenta a sua capacidade de memória
  • Acaba usando os dois lados do cérebro – principalmente para quem escreve com letras cursivas
  • Ativa mais áreas do cérebro do que se escrevesse com ajuda do teclado

Com isso em mente, uma boa dica é ter um quadro de tarefas onde você pode escrever por ali (até com ajuda de post-its) as tarefas que precisam ser completadas.

Não tente ser multitarefas

Assim como existem várias pessoas que adoram dizer que são workaholics, também existem aquelas se gabam por ser multitarefas. Só que não existe nada de bom nisso.

Estima-se que profissionais que tenta realizar tarefas simultâneas tendem a ter uma queda de 40% em sua produtividade geral.

Por isso, além de seguir a nossa dica para silenciar os alertas enquanto trabalha, focar em um tarefa por vez também pode ajudar bastante no seu desempenho.

Invista em um bom equipamento

Você não precisa pagar R$ 20.000 por um computador mega potente ou R$ 5.000 numa cadeira para ver a sua produtividade ser ampliada.

No entanto, sim, é preciso investir algum dinheiro para se ter bons equipamentos que possam te trazer ótimos resultados.

Agora, se tudo isso não depender de você e sim do seu chefe, a melhor pedida é bater um papo com ele e dizer o que é poderia trazer melhores condições para o seu desempenho.

Capriche na decoração

Se você tem seu escritório ou trabalha no modelo home office, é possível decorar o ambiente de maneira com que ele não cause muitas interferências no seu trabalho e ao mesmo tempo ative a sua criatividade.

Já para quem trabalha fora, a dica é deixar a mesa sempre limpa, mas com alguns detalhes que possam criar momentos de alivio – como ter uma foto ou objeto que tire a sua atenção, por um momento, daquele local.

Analise (friamente) seus próprios resultados

Outro bom hack de produtividade é a análise fria dos seus próprios resultados, algo que pode ser visto através de ferramentas que listamos anteriormente por aqui ou até mesmo pelo feedback de clientes e parceiros de trabalho.

Ao entender exatamente onde é possível melhorar e onde você está mandando bem, é possível desempenhar as funções de uma maneira ainda melhor, aprimorando a sua produtividade.

Desligue um pouco do mundo

Já falamos por aqui sobre a importância do ócio para o sucesso, mas quando o assunto são hacks de produtividade, não custa repetir: passar algum tempo desconectado, ocioso, pode fazer muito bem para você.

De acordo com o best-seller Pense Como Um Freak, dos autores Steven Levitt e Stephen Dubner (os mesmos do sucesso Freakonomics), quando estamos no nosso momento ocioso costumamos pensar em saídas mais criativas para problemas já que é nesse período em que o cérebro consegue de fato de tempo para arranjar as ideias.

Por isso, por mais estranho que pareça, um dos melhores hacks de produtividade é justamente encontrar um momento para não ser produtivo. Em nada.

Pronto, agora que você já conferiu toda a nossa lista com hacks de produtividade, que tal tirar a procrastinação da frente e aquelas ideias da gaveta?

Se quiser aprender mais dicas para aumentar a sua produtividade, leia esse post.

Aproveite também para conferir o nosso artigo com 9 passos para sair do lugar agora!