empresa que realiza a gestão de pessoas

Gestão de pessoas: Potencialize o desempenho da sua equipe

A equipe de colaboradores é considerado o maior tesouro de um empreendimento na busca pelo sucesso. Por isso, confira nosso post sobre gestão de pessoas!

Engana-se quem acredita que apenas preocupações com o produto, clientes, fornecedores e vendas são os principais desafios dos empreendedores. Uma empresa é feita de pessoas. Saber gerenciá-las e extrair o seu melhor é fundamental para o sucesso de um negócio.

Neste post, iremos abordar o assunto gestão de pessoas. Mas o que ela representa?

Gestão de pessoas pode ser entendido como as estratégias tomadas pela empresa com a finalidade de atrair, manter, administrar e potencializar seus funcionários. A equipe de colaboradores é considerado hoje o maior tesouro de um empreendimento na busca pelo sucesso.

Investir na gestão de pessoas é fundamental no mercado atual. E, por meio dela que é possível capacitar as equipes profissionais, fazê-las se sentirem parte de um propósito, mantê-las motivadas, para que assim, os resultados esperados levem o negócio para outros patamares.

Os especialistas dividem a gestão de pessoas em 5 pilares: motivação, comunicação, conhecimento e competências, trabalho em equipe e capacitação. Dividindo este importante conceito em partes, fica mais fácil entender sua importância e o porquê que empreendedores, cada vez mais, investem neste ponto.

1. Motivação

O que mantém um empreendedor no sonho de abrir seu próprio negócio, com certeza, é sua motivação acima da média. Porém, sua motivação deve ser espalhada e absorvida pelos funcionários da empresa.

Todas as empresas dependem do comprometimento de seus funcionários. Comprometimento não significa necessariamente trabalhar mais ou fazer horas extras. Neste caso, cabe ao empreendedor despertar nos seus liderados sua motivação interna.

O grande desafio está em  encontrar o motivador de cada um, pois cada pessoa reage de uma forma diferente.

A seguir seguem alguns exemplos de ações que favorecem a motivação:

  • traçar metas individuais e coletivas para a equipe;
  • desenvolver um plano de carreira;
  • salários justos e compatíveis com o mercado;
  • manter práticas de confraternização e comemoração de objetivos atingidos;
  • saber reconhecer e incentivar o bom trabalho realizado.

2. Comunicação

Para que a corporação funcione, a comunicação interna deve obrigatoriamente estar alinhada. Tanto em termos técnicos de funcionamento, quanto na parte de clima e atmosfera para se trabalhar, é a comunicação que vai garantir que os colaboradores trabalhem de forma produtiva e de acordo com os objetivos da empresa.

Uma boa comunicação faz com que os funcionários se sintam pertencentes à empresa, aumentando assim seu desempenho.

A comunicação deve ser incentivada pelos gestores em todos os níveis. Barreiras hierárquicas devem ser quebradas para favores a troca de informação. Assim, evitam problemas de comunicação, perda de tempo com retrabalhos e a resolução ágil de problemas técnicos e de relacionamento pessoal. Algumas ferramentas e ações podem facilitar a comunicação no trabalho:

  • aplicar ferramentas e softwares como o Slack e CRM;
  • praticar frequentemente o feedback.

3. Conhecimento e competências

Para que a empresa funcione de forma eficiente, as pessoas certas devem estar desempenhando as atividades certas. Sendo assim, cabe aos gestores entender as capacidades de seus funcionários e ter conhecimento profundo do que é preciso ser realizado por eles.

Esta ação é conhecida como prática de gestão por competências, onde é função do gestor identificar os pontos fortes e as oportunidades de melhoria dos seus profissionais.

É papel da gestão de pessoas buscar montar a melhor equipe de trabalho possível. Isso envolve acompanhamento desde o processo seletivo — e deve ser mantido no dia a dia da empresa. O objetivo é procurar criar um ambiente favorável para todos os colaboradores da empresa.

Um funcionário desempenhando tarefas que não domina rende muito menos. Além disso, estará sempre pronto para sair na primeira oportunidade que encontrar. Alguns pontos para ajudar na gestão de conhecimento e competências:

  • realizar um processo seletivo rigoroso e transparente;
  • alinhar expectativas quanto aos resultados esperados do funcionário;
  • priorizar a meritocracia  no trabalho e nas promoções.

4. Trabalho em equipe

Não é novidade a importância do trabalho em equipe. Afinal, duas ou mais cabeças pensam melhor que uma. Porém, muitos colaboradores estão trabalhando em grupo e não em equipe. A maioria age como se fosse apenas uma engrenagem em uma máquina, onde cada trabalho é individual e cada um se preocupa em realizar apenas sua tarefa.

No trabalho em equipe de verdade, cada pessoa ou setor sabe o que os outros estão fazendo e sua importância para o desenvolvimento global da organização. Cabe à gestão de pessoas desconstruir este conceito individual e mostrar que todos têm objetivos comuns em prol da empresa. Algumas ações podem favorecer uma melhora do trabalho em equipe:

  • criar equipes de trabalho com pessoas com perfis diferentes;
  • incentivar pausas para conversas entre os funcionários durante o dia;
  • disponibilizar áreas comuns para momentos de descontração;
  • praticar dinâmicas de trabalho em equipe.

5. Capacitação

Muitas vezes selecionar profissionais competentes e comprometidos é uma tarefa difícil. Investir no treinamento e desenvolvimento técnico dos colaboradores representa uma excelente alternativa para lidar com esse problema.

Com uma equipe mais qualificada e em crescimento constante, a empresa certamente alcançará melhores resultados, garantindo mais competitividade para a organização no mercado. Isso acontece porque, a partir dos treinamentos de capacitação, os funcionários adquirem novas habilidades teóricas e técnicas imprescindíveis para sua atividade profissional.

Funcionários que sabem que a empresa investe em seu conhecimento, dificilmente procuram por outra oportunidade. Algumas dicas de como trabalhar o tema da capacitação dos colaboradores:

  • discutir e abrir oportunidades do próprio funcionário sugerir cursos de seu interesse;
  • propor o financiamento (ou parte) da capacitação por parte da empresa;
  • valorizar e reconhecer o esforço do empregado com políticas de premiação.

Em resumo, é possível afirmar que um dos principais pontos para medir o rendimento e sucesso de uma empresa no cenário atual está relacionado à uma gestão de pessoas eficiente. Valorizar o funcionário é fundamental em qualquer organização, pois sua satisfação profissional e pessoal é o maior motivo de se manter em um trabalho. Muitas vezes, funcionários priorizam a satisfação do que o valor do seu salário.

Empresas já compreenderam a importância de investir na gestão de pessoas. Aquelas que não se mobilizarem ficarão para trás e não poderão usufruir de resultados como qualidade, comprometimento, organização, crescimento acelerado, satisfação.

Se ainda tem dúvidas sobre o assunto, acesse este post  e confira 4 dicas para gerenciar seus funcionários no dia a dia.