Frente de caixa: Meios de pagamento x DescontosExame. O conteúdo exibido aqui não é de nossa autoria. 

">

Frente de caixa: Meios de pagamento x Descontos

Quais são os tipos de pagamento para o varejo e como combinar isso com desconto e parcelamento?

Um dos diferenciais competitivos no pequeno varejo é oferecer as melhores formas de pagamento junto ao seu cliente e assim criar diferenciais de seus concorrentes.

Algumas das formas existentes são:

  • Dinheiro
  • Cheque
  • Cartão de Crédito ou Débito (para esses recomendamos os serviços da Cielo)
  • DOC – Documento de Ordem de Crédito
  • TED – Transferência Eletrônica Disponível
  • Boleto Bancário
  • Transferência Bancária
  • Deposito Bancário

Estes meios básicos podem ser cruzados, ampliados ou modificados criando situações diferenciadas como, por exemplo, o parcelamento maior para cartões específicos ou pagamentos mistos com dinheiro e cartões de crédito. Vale ressaltar que pelo código de defesa do consumidor os pagamentos por cartões de crédito ou débito são considerados à vista.

Um dos pontos mais interessantes no mercado é o cruzamento de alguns meios de pagamento a um desconto específico. Podemos citar como exemplo o desconto de 5% no pagamento a vista em dinheiro. Apesar desta prática comum pelos lojistas, antes de decidir dar descontos, deve-se avaliar os custos financeiros destes descontos e a estratégia de posicionamento da empresa.

Podemos citar alguns exemplos de modelos de cruzamento de descontos e meios de pagamento :

  • Lojista que dá desconto fixo ou negociável em dinheiro, que é uma ótima situação para se capitalizar com rapidez reduzindo a demanda de capital de giro.
  • Lojistas que não dão desconto em nenhuma hipótese, mas oferta pagamentos em diversas parcelas. Neste caso o foco principal é a parcela caber no bolso do cliente e o custo da operação deve estar dentro do custo da mercadoria.
  • Lojistas que não dá desconto à vista, pois trabalham com produtos de baixo valor e a maioria dos clientes paga em dinheiro.
  • Lojistas que informam ofertas com descontos pré-estabelecidos dentro da loja independente da forma de pagamento.

O importante é que o gestor do negócio amplie as formas de pagamento de maneira a atender seu público alvo e avalie as possíveis regras de desconto para se manter competitivo e com um negócio saudável.

Por isso, por mais que algumas soluções (como cartões, por exemplo) pareçam mais custosas pensando diretamente no dinheiro imediato, com certeza a economia de tempo e dores de cabeça não só paga fácil essa diferença, como deixa o seu negócio mais rentável e você menos estressado.

Caso você ache que aceitar cartões possa ajudar o seu negócio, recomendamos que você procure a Cielo, com certeza eles poderão te ajudar nesse processo.

Veja mais sobre ela aqui.

Abraços,
Maurício Camacho (por empresas que conseguem as melhores condições para seus  seus clientes)

FanPage do Maurício no Facebook

Veja mais artigos da seção Dicas para Pequeno Varejo.

  • Erick Costa

    ótimo artigo, realmente é algo bem corriqueiro no dia-a-dia do empreendedor e é muito bom que todos tenham um estudo sobre o assunto. Parabéns