erros de liderança

Os principais erros de liderança para você ficar de olho e não comete-los em 2017

Sempre falamos aqui no blog que ser empreendedor não é uma tarefa nada fácil. Realizar a gestão de pessoas e de um negócio exige muitas habilidades e organização.

Sempre falamos aqui no blog que ser empreendedor não é uma tarefa nada fácil. Realizar a gestão de pessoas e de um negócio exige muitas habilidades e organização.

A vida de um empreendedor é cheia de desafios e adaptações mas, principalmente, é cheia de aprendizado! Nunca é tarde para mudar algumas atitudes que podem prejudicar o seu negócio.

2017 começou e essa é chance de deixar alguns erros de liderança para trás.

Durante sua jornada empreendedora, falhas podem ser cometidas por você e, por isso, nesse artigo, nós vamos te ajudar a não cometer mais alguns deslizes que podem ser comuns na hora de administrar a sua equipe.

Quais são os principais erros de liderança?

Confira agora, quais são os 9 erros mais cometidos por empreendedores e gestores, e ainda como evitá-los!

Não dedicar o seu tempo para a sua equipe

Sendo empreendedor ou um gestor contratado, o seu tempo precisa ser dividido entre as diversas outras tarefas, além de escutar o que o restante da sua equipe tem a dizer.

Para garantir o sucesso do seu time é fundamental que você dê todo o suporte necessário para o desenvolvimento das habilidades e realizações das tarefas. Ou seja, é fundamental para o funcionamento da rotina de toda a equipe.

Dedicar o seu tempo para seus colaboradores significa escutar o que eles têm a te dizer para que juntos vocês encontrem as melhores soluções para o que for preciso.

Deixar de dar essa atenção é um dos maiores erros que um empreendedor pode cometer e é algo que pode acontecer facilmente. Lembre-se: estar presente na rotina de sua equipe também deve ser uma prioridade.

Criar uma espécie de personagem para lidar com os funcionários

Ser um grande líder não significa criar um personagem. Ninguém precisa ser uma espécie de “Ruth e Raquel” do mundo dos negócios.

Raquel e Ruth

Seja você mesmo, aja de acordo com os seus princípios e principalmente não crie uma máscara para lidar com sua equipe.

Assumir um papel do bonzinho ou do malvado da história não vai fazer com que a seu time entregue melhores resultados. Seja firme quando for preciso e se permita ceder quando puder. Mas acima de tudo seja justo.

É um erro comum acreditar que líderes mais duros e rígidos têm uma equipe mais eficiente, ou que será mais fácil lidar com seus funcionários sendo um líder flexível demais.

Seja você mesmo e saiba lidar adaptar sua postura de acordo com a necessidade do negócio, sem exageros ou fingimentos.

Não se adaptar às particularidades de cada integrante da equipe

Nenhum ser humano é igual ao outro e você precisa lidar com essas diferenças. Enxergar a sua equipe como se todos fossem iguais é deixar passar a oportunidade de extrair o que cada um tem de melhor para a equipe como um todo.

De início, pode parecer mais fácil enxergar sua equipe apenas como “resultado”. Mas é bom lembrar que existe sempre uma forma de impulsionar esses resultados quando você consegue entender as características de cada integrante.

Assim você coloca a pessoa certa para a tarefa certa.

Ser apenas um administrador de tarefas

Ser um líder é muito mais que delegar tarefas a pessoas. Um bom líder faz a gestão dessas pessoas, o que é muito mais difícil do que ser aquele apenas aquele que escolhe uma tarefa para ser realizada por um funcionário específico.

Esse é um erro comum, principalmente quando se trata de um empreendedor que assume o papel de líder da equipe.

Sabemos que o papel do empreendedor engloba muito além do que ser um bom líder e, por isso, a função de estar perto das pessoas e acompanhar de perto a execução das tarefas muitas vezes é deixada de lado.

Não dar feedback para a equipe ou ignorar os feedbacks recebidos

Por mais difícil que seja, os feedbacks honestos são importantes para o crescimento da sua equipe.

O ideal é que toda tarefa delegada por você a alguém seja acompanhada de um feedback, pelo menos na conclusão do trabalho.

É claro que, como líder, a sua intenção deve ser para ajudar o seu colaborador a crescer, se desenvolver e a melhorar os resultados entregues para a sua empresa.

O problema também pode estar na forma como o feedback é passado. Nunca fale algo com a intenção de diminuir alguém, mas sim com o intuito de ajudar o receptor a desempenhar cada vez melhor sua função.

Precisamos lembrar que você, como líder, não está imune de receber feedbacks. Faça com que eles sejam parte da cultura da sua empresa, estando presentes na rotina da sua equipe. Com certeza isso vai te ajudar a se tornar cada vez mais um líder de referência.

Deixar de intermediar os conflitos da equipe

Outra erro comum dentre os cometidos por uma liderança é deixar de intermediar conflitos que ocorrem dentro da sua equipe.

Independente de estar ligado ou não com assuntos do trabalho, esses conflitos afetam a produtividade e as entregas de resultados.

De forma alguma a sua função é tomar partido do conflito ou proteger algum lado da história. Se mantenha imparcial e tente intermediar da melhor maneira possível, trazendo de volta a harmonia entre os integrantes da sua equipe.

Não motivar os funcionários

A motivação não é tudo, mas pode tornar as coisas bem mais fáceis. Se alguém da sua equipe tiver alguma ideia que pode ajudar a impulsionar o resto do time ou impulsionar o seu negócio, incentive-o.

Um erro comum é não dar apoio aos colaboradores. Pense sempre que uma equipe motivada e feliz pode resultar em uma empresa com “melhores frutos.”

Motive sua equipe! Proponha novos desafios, estimule a busca de novos conhecimentos e tenha um time ainda mais especializado e produtivo.

Acabar realizando as tarefas delegadas para a equipe

Chega um momento em que a sua equipe cresce tanto que é hora de passar algumas funções que antes eram suas para algum outro funcionário.

Se prender a essas funções pode ser um grande erro. Fazendo isso você vai impedir que o seu time cresça e torne seus processos escaláveis, além de sobrecarregar a sua rotina.

Saiba o momento de passar a bola para outra pessoa e garanta que o seu crescimento seja constante e saudável.

Priorizar algum funcionário por ter uma relação mais próxima

Independente do seu grau de intimidade com os integrantes da equipe, é sempre importante manter a postura profissional diante deles.

É comum ver grandes líderes se perdendo no processo ou deixando de passar algum feedback construtivo para alguém da sua equipe por conta do seu grau de relacionamento.

Sendo parente, amigo ou até mesmo uma relação conjugal, é importante manter o pessoal e o profissional muito bem separados no ambiente de trabalho.

Lembre-se que as regras são para todos os membros da equipe e que todos os processos precisam ser muito bem alinhados para trazer bons resultados.

Conclusão

2017 começou e junto com ele vem a oportunidade de fazer diferente e deixar os erros de liderança para trás.

Busque sempre aprimorar a sua capacidade de gestão de pessoas e tenha uma equipe cada vez mais especializada e pronta para enfrentar os desafios.

Lembre-se que ser um grande líder é caminhar e crescer junto com o resto da sua equipe! Você não sabe a diferença entre ser líder ou ser um chefe? Este artigo pode te ajudar a nisso.