Brian Requarth, fundador do VivaReal.com.br

Entrevista: Como usar a internet para gerar negócios no mundo real

Brian Requarth, fundador do VivaReal.com.br

Brian Requarth, CEO do portal VivaReal, possui 10 anos de experiência em Marketing na Internet, principalmente focado no mercado imobiliário

1. O que é o VivaReal e como usa a internet para acelerar negócios no “mundo real”?
O VivaReal.com.br é um portal imobiliário, que nasceu no Vale do Silício como um negócio online. Somos filhos da internet.

Depois de três anos de existência já contamos com a oferta de 500 mil imóveis para compra, venda e aluguel no mundo e em todo o Brasil, com unidades comerciais em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Curitiba, Salvador, Porto Alegre e Florianópolis. Contamos ainda com a visita mensal de 2 milhões de usuários e um volume de clientes em busca de imóveis no portal que cresce de 10% a 20% ao mês.

Nosso desenvolvimento segue a filosofia da startup, fazer- aprender-corrigir-crescer.  O tempo é uma ferramenta estratégica que deve ser administrada com competência. Com essa metodologia unimos o conhecimento que adquirimos sobre a internet, o mercado imobiliário e a cultura latino-americana e criamos a unidade de tecnologia na Colômbia já com objetivos de expandir para outros países.

O Brasil reunia as condições necessárias para implantar o negócio: crescimento econômico, mais de 80 milhões de usuários de internet, setor imobiliário em expansão, enfim, encantamentos que nos permitiu desenhar um projeto e conquistar investidores e conselheiros como Simon Baker, fundador do Propery Portal Watch e ex-CEO de REA Group (portal imobiliário líder mundial), Greg Waldorf, ex-CEO do eHarmony e investidor de Trulia (portal líder nos EUA), Nicolas Szekasy, diretor Financeiro do Mercado Livre, entre outros.

Chegamos até aqui para construir um portal para anunciar imóveis, a partir de um sentimento vivido por mim e por um dos meus sócios quando precisamos encontrar um imóvel para morar na América Latina. A nossa dificuldade nos levou a pensar em ajudar o consumidor a buscar a sua casa sem sofrimento.

2. Por um lado, o brasileiro é conhecido por ser um usuário bem forte de internet. Por outro, muita gente ainda tem medo de fazer transações comerciais online. Como você enxerga esse comportamento do consumidor brasileiro em relação a outros países em que o Viva Real está presente?
O VivaReal não efetiva a venda; anuncia exclusivamente imóveis para o consumidor que busca sua moradia, quando encontra, ele fecha o negócio diretamente com o anunciante. As transações comerciais não acontecem no nosso portal.

Mas de um modo geral, o Brasil é um dos mercados que possui mais rápido crescimento do mercado online. Segundo uma pesquisa da Fecomércio, divulgada recentemente, 62,71% de internautas consultados em São Paulo compram pela internet, o que representa um crescimento de 11,21% em relação a 2011. O aumento justificou-se pela variedade de produtos e pelo marketing como vantagens. Ainda identificou-se que o usuário está mais seguro em relação a esse hábito de compra.  Obviamente a compra de um imóvel é uma transação diferente. Isso não acontece na internet.

3. Imagino que o mercado imobiliário não seja um setor muito fácil de levar para o mundo online. Quais estratégias vocês utilizaram para trazer esse público para a internet?
Nosso papel é facilitar cada vez mais o processo de busca do consumidor com uma boa oferta de imóveis disponível em regiões, bairros, estados de todo o Pais e de vários tipos, para atender perfis variados de público.

Historicamente, os brasileiros procuravam imóveis somente em jornais e revistas ou caminhando pela vizinhança. Agora há numa única base na internet milhares de imóveis onde o consumidor pode filtrar seus resultados com base em localização, número de quartos, de banheiros, metragem, entre outras possibilidades tornando o processo muito mais eficaz. Além disso, quem está buscando imóveis consegue obter um panorama completo do que está disponível no mercado.

A localização ainda é um dos fatores mais importantes do processo de busca por imóvel. Por exemplo, ter a possibilidade de encontrar um apartamento na Vila Mariana ou imóveis na Barra da Tijuca, especificando o número de quartos, o preço e a área do imóvel podem ser extremamente úteis e ajudam as pessoas a poupar tempo.

Esse compromisso depende de boas ofertas e bons clientes, que, por sua vez, fazemos questão de personalizar, fidelizar com planos de anúncios sem burocracia e multa contratual, com exposição local, nacional, internacional. Além disso, utilizamos estratégia agressiva de marketing digital para aumentar a visualização das ofertas  e atrair mais usuários.

4. Apesar de a internet estar crescendo muito rápido, boa parte dos negócios ainda é feita no “mundo real”. Qual sua visão sobre como as pessoas utilizarão a internet para conseguir novos negócios?
Isso depende da indústria. Para imóveis, nós não percebemos uma mudança dos negócios para TOTALMENTE online no futuro próximo.

Comprar uma casa é uma transação complexa, que ainda não pode ser feita somente pela internet. No entanto, nós percebemos que praticamente há um movimento para o mundo online.

Acreditamos que estamos vivendo um dos primeiros estágios da internet e durante a próxima década algumas inovações surpreendentes trarão mais pessoas e negócios para o online. 

5. Qual sua dica para empreendedores que queiram usar a internet para acelerar suas vendas?
Eu diria para focar no consumidor, em realizar seus desejos.

Eu sei que isso parece muito simples, mas somente escutando e entendendo as necessidades dos consumidores é possível entregar o que procuram. No caso do VivaReal, nós tentamos constantemente ouvir os visitantes do nosso site, aproveitar os feedbacks e melhorar o portal.

Por último, eu diria que é importante ser paciente. Para criar uma empresa na internet é preciso trabalhar bastante. Mas em comparação a outros negócios é de longe o canal mais barato para atingir novos consumidores.

Nota do editor: Se além de se interessar pela história do VIvaReal, você está pensando em buscar um imóvel, confira as ofertas do portal por aqui.

Para se aprofundar no tema, também recomendo a entrevista com Derek Sivers sobre como criar uma empresa online bem sucedida.