Entrevista: Como delegar tarefas no dia-a-dia

Entrevista: Como delegar tarefas no dia-a-dia

Entrevista com Alexandre Borin, fundador e CEO da Prestus, sobre como delegar tarefas e aproveitar melhor o tempo do empreendedor

Alexandre-borinAlexandre Borin é fundador e CEO da Prestus, primeira empresa de assistentes virtuais do Brasil, fundada em 2009 e que tem como carro chefe o Número Mágico, que é um número de telefone exclusivo, para você direcionar as chamadas que não pode atender do seu celular ou fixo

1. Como surgiu a ideia de criar a Prestus? Você, como executivo de uma grande empresa, sentia dificuldades na hora de delegar tarefas?
Eu atuava como diretor em uma grande multinacional, cuidava de três áreas diferentes e compartilhava a secretária do meu chefe com mais de 150 pessoas.

Foi do mal uso do meu próprio tempo, que surgiu a idéia de um serviço que pudesse me ajudar 24h por dia, na rua, no trânsito, e nas mais diversas tarefas que consumiam o meu tempo, por um preço acessível.

2. Para as pessoas que querem delegar, mas não sabem por onde começar. O que você recomenda? 
Existem diversas dicas bacanas, mas em síntese o mais importante é cada empreendedor se auto-observar durante o dia.

Estou focado nas coisas certas e que fazem a diferença para o meu negócio? Se a resposta for negativa, na maior parte do tempo, é hora de começar a delegar mais tarefas.

O empreendedor precisa ter foco no negócio e se dedicar a fazer as coisas que só ele pode fazer. Todo o resto pode e deve ser delegado.

Isto se faz desenvolvendo as pessoas e lançando mão de tudo o que estiver ao seu alcance, incluindo o uso de assistentes virtuais remotas.

3. Quais tipos de “tarefas chatas” que o empreendedor consegue evitar ao contratar um serviço de assistentes virtuais? 
Nos produtos mais simples, já se inclui a retaguarda completa de um time todo de secretárias que operam em turnos. O cliente liga para a Prestus e, pelo seu número de telefone, já identificamos e o atendemos, na hora.

As solicitações mais comuns são:

  1. Informações, 24h por dia: esteja na rua ou no trânsito, conseguimos a informação certa, na hora que você precisa, seja um endereço, uma loja nas proximidades ou mesmo uma rota para fugir do trânsito;
  2. Ligar para call-centers, resolver problemas e tomar providências, em seu nome;
  3. Atender o seu celular remotamente, nos momentos que você perderia a chamada (e o cliente);
  4. Atender clientes, inclusive 24h por dia, através de um número exclusivo para a sua empresa (o Número Mágico), tomando pedidos e solicitações e repassando para você ou para o departamento responsável.

4. Uma ideia muito comum é que ter secretárias ou assistentes é “coisa de rico”. Você poderia passar uma ordem de grandeza dos valores de um serviço que livre o empreendedor de dores de cabeça comuns do dia-a-dia? 
Uma secretária custa, a qualquer empresa: R$ 1200 (salário inicial, via sindicato) mais R$ 860,00 (encargos, transporte e pequeno vale alimentação), totalizando R$ 2060,00/mês (2013), para 8h/dia. Por outro lado, um Número Mágico 24h (nosso serviço) custa R$ 350,00/mês.

Quando criamos este serviço, lá em 2009, a intenção que tínhamos em mente era criar algo que fosse extremamente acessível, para qualquer profissional, fosse ele empregado ou empreendedor. Que o profissional pudesse ter sempre um assistente ao seu alcance e à sua disposição, para ser o mais produtivo possível, por 15% ou 20% deste custo, e ainda 24h por dia.

Nestes 4 anos, temos histórias incríveis de nossos clientes, que tem a “vida” salva por assistentes que estavam disponíveis, sempre que preciso.

5. Para finalizar, qual sua mensagem para o empreendedor que acredita no “Se você quer algo bem feito, faça você mesmo”?  
Ser empreendedor no Brasil tem um quê de ser “super-homem”. Temos que estar muito atentos com a tendência que temos de querer fazer tudo sozinho. Digo sempre nas palestras que dou: “Se quer bem feito 50 vezes, ensine 10 vezes, se for necessário!”.

Na Era da Colaboração, temos que atuar bem “em equipe”, e isto se faz através da confiança e do desenvolvimento de pessoas.

A tecnologia nos traz a sensação de que podemos e devemos resolver tudo sozinhos, mas a melhor tecnologia é o que faz o contrário: a que aumenta a colaboração entre as pessoas, e permite que fiquemos focados no que fazemos melhor e deleguemos o restante para o time.

Nota do editor: Se você se interessou pela ideia de assistentes virtuais, conseguimos em parceria com a Prestus (empresa do Alexandre), um pacote de degustação do produto Número Mágico, exclusivo para leitores do Saia do Lugar. Dessa forma você consegue experimentar o serviço e ver o impacto gerado na sua empresa.

A degustação inclui 10 atendimentos gratuitos sem compromisso. Se gostar, você pode adquirir um Número Mágico por apenas R$250 mensais. Já pensou que bacana seria ter uma secretária só por esse preço?

Se você quer que seu cliente nunca mais caia na caixa postal, veja mais informações aqui.