empreender sem dinheiro

Empreender sem dinheiro: Quais são as reais chances de dar certo?

Todo início de negócio pode ser um período muito complicado. É preciso ter certeza que a sua ideia é promissora, além de ter uma grana para fazer todo investimento inicial.

Todo início de negócio pode ser um período muito complicado. É preciso ter certeza que a sua ideia é promissora, além de ter uma grana para fazer todo investimento inicial.

Se você tem:

  • a mente empreendedora;
  • a vontade de fazer a sua ideia de negócio dar certo;
  • gente que apoia a sua ideia;

E ainda sim não está empreendendo, provavelmente você está perdendo tempo, mesmo não tendo o capital inicial.

Neste artigo, nós vamos ajudar você — que quer começar a empreender sem dinheiro — com dicas para conseguir abrir o seu próprio negócio e saber quais são as reais chances de tudo isso dar certo.

Antes de empreender sem dinheiro, é preciso planejamento!

Começar o seu próprio negócio do zero e sem nenhum planejamento pode complicar ainda mais toda essa nova etapa na vida de um empreendedor.

Quais são os principais pontos que exigem planejamento para começar a empreender sem dinheiro? Acompanhe a seguir.

Tenha um Plano de negócio

Nem só de boas ideias se sustenta um empreendimento de sucesso. Antes de tudo, você precisa elaborar um plano de negócio.

O seu objetivo principal é ganhar dinheiro não é mesmo? E por isso, é preciso estruturar todo o seu “passo-a-passo”. Um bom plano, precisa responder diversas questões, entre elas:

  • Qual será o público alvo?
  • Quais são seus principais concorrentes?
  • Qual é o capital inicial preciso?
  • Qual será o custo de produção por produto?
  • Qual será o preço final do seu produto/serviço?
  • Qual é o seu objetivo com o negócio?

Este momento pode ser decisivo para a decisão de continuar levando a sua ideia adiante ou perceber que ela não trará bons frutos. E por isso é um passo imprescindível antes de correr atrás de alguém que financie o seu sonho de empreender.

Analise a concorrência e faça testes de mercado

Depois do plano de negócio, o próximo passo é saber tudo o que for possível dos seus concorrentes. O Benchmarking pode te ajudar muito!

Tenha o seu concorrente como referência, aplique em seu negócio aquilo que deu certo, tenha a oportunidade de fazer diferente e gerar valor, e ainda aprenda com os erros dele.

Você precisa ser o diferencial do mercado e por isso entender o seu concorrente é tão importante.

Quanto aos testes de mercado, eles servem para que você entenda a dimensão que o seu negócio pode tomar. Neste período é importante trabalhar com o improviso e com o que você tem. Por exemplo: a sua garagem pode virar seu depósito ou sua oficina.

O começo é cheio de descobertas e por isso os testes são necessários. Eles vão te ajudar a descobrir quem é de fato o seu público-alvo, o que eles esperam do seu empreendimento, quanto eles estão dispostos a gastar e com qual frequência.

Não estoque as coisas nessa fase de teste! Se você for vender peças de roupas online por exemplo, compre ou produza a sua mercadoria de acordo com os pedidos. Mas lembre-se que o produto deve manter a fidelidade com aquilo que o seu cliente escolheu na hora da compra.

Com o tempo você descobrirá todas as informações para escalonar o seu negócio, ter previsibilidade e obter o sucesso.

Saiba quantos profissionais você precisará no seu time

A próxima etapa é estruturar o seu time no papel. No início, é preciso deixar bem claro que seus futuros funcionários terão cargos de multitarefa, pois uma equipe enxuta é fundamental neste início de uma empresa.

Encontre pessoas que acreditam na sua ideia e que vistam a camisa do time! Seus futuros funcionários precisam estar dispostos a “remar o barco” junto com você.

Lembre-se que funcionários exigem muitos gastos com a parte de legalização — salários, INSS, benefícios, etc. — e por isso exige um planejamento prévio.

Mantenha o seu emprego atual durante todo o planejamento

Talvez este seja o ponto mais difícil: conciliar o seu tempo entre o emprego atual e os seu novo empreendimento.

Como você deseja empreender sem dinheiro, manter o seu emprego pode ajudar e muito nos custos que você terá para erguer a sua nova empresa.

Montar um plano de negócio e começar a executá-lo demanda tempo. Aproveite este tempo e faça o seu “pé-de-meia”, destinando parte do seu salário para o seu novo negócio.

Tomar a decisão de abandonar o seu emprego cedo demais pode deixar a sua situação financeira ainda mais complicada e desmotivar os seus planos.

O modelo de negócios também é importante!

Depois de viabilizar as coisas com o plano de negócios, chegou a hora de saber como, para quem e por quanto serão vendidos os seus produtos ou serviços.

O modelo de negócio é algo bem mais simples, apesar de ser confundido com o plano de negócios. É preciso entender como a sua empresa cria os produtos, como ela entrega para os clientes e como ela vai fidelizá-los.

O próximo passo é encontrar alguém que acredita na sua ideia

Depois de fazer todo o seu plano de negócio, de testar a sua ideia e fazer a sua projeção de equipe, chegou a hora de encontrar algum investidor que esteja disposto a investir no seu empreendimento. Alguém que não só invista dinheiro, mas alguém que acredite de fato na sua ideia.

Neste primeiro momento procure amigos ou familiares que tenham condições de te ajudar. Combine uma forma de pagamento ou então proponha uma sociedade, algo muito comum nestes casos.

Ter um sócio na sua empresa não significa que ambos entram com o trabalho. Um sócio pode entrar com o capital inicial enquanto outra pessoa entra com a execução.

Procure alguém que tenha um bom relacionamento com você e que esteja disposto a caminhar junto durante todo esse processo de descobertas de um novo negócio.

Dê preferência àquela pessoa que acredita na sua capacidade e confia na sua inteligência como empreendedor.

Outra saída, é encontrar um investidor anjo, quer saber mais sobre ele? Leia o nosso post e descubra tudo o que você precisa saber para encontrar o seu.

Faça um empréstimo oficial

Suponhamos que você tenha conseguido com algum amigo ou parente próximo o investimento que você tanto precisava para dar início a sua ideia de negócio.

Sabemos que esse é só o início e por isso se preparar para fazer um empréstimo com um banco ou empresas especializadas é o próximo passo.

Como você começou a empreender sem dinheiro, tenha consciência de que será preciso um constante investimento no seu negócio para conseguir crescer — como aumentar o número de funcionários, melhorias no espaço físico, adquirir novas tecnologias, entre outras coisas — e será através de mais capital que tudo isso acontecerá.

Existe a possibilidade de encontrar investidores para o seu negócio que, além de ajudar com a estrutura financeira, terão muito o que ensinar como empreendedores.

5 dicas rápidas para se manter na fase inicial do seu novo negócio

Sabemos que o início é cheio de altos e baixos e por isso exige muita calma e perseverança para continuar colocando em prática estratégias que vão levar a ascensão do seu negócio.

Acompanhe agora as 5 dicas que podem fazer a diferença na sua vida de empreendedor:

Divulgue o seu negócio

Para recuperar rapidamente o que foi investido no seu negócio, é preciso fazer com que ele se torne conhecido.

Use as mídias a seu favor! Saiba onde o seu público-alvo se encontra. Use todos os artifícios das redes sociais e estratégias de marketing para se promover.

Cliente em primeiro lugar

O cliente é a razão da existência do seu negócio e por isso certifique-se que você está cumprindo as expectativas dos consumidores em relação a qualidade do seu produto ou serviço, em relação ao preço e até mesmo sobre a forma como eles são atendidos.

Antes de querer recuperar o capital investido, mantenha seu foco sempre no seu cliente e busque inovar para tentar superar suas expectativas.

Tenha cuidado com os contratos, fornecedores e parcerias

De fato, no início do seu negócio você não terá toda técnica e nem vivência para evitar entrar em algumas “roubadas” e por isso deve ter atenção redobrada antes de assinar algum contrato, antes de fechar com algum fornecedor ou antes de firmar uma parceria.

Todo cuidado é pouco. O início de um negócio é muito frágil, e os erros por mais que aconteçam, devem ser evitados.

Procure conversar com empreendedores mais experientes e aos poucos você vai aprendendo as técnicas e ganhando a “maldade” para evitar entrar em situações complicadas.

Crie soluções que exijam baixo capital de giro

Use toda a sua criatividade para propor resoluções de baixo custo para todos os problemas que estão por vir.

Com o planejamento financeiro e um plano de negócio bem estruturado cresce a sua possibilidade de ter um recurso financeiro para propor soluções de maiores proporções.

Caso o contrário, lembre-se de nunca se endividar logo no início do seu negócio. Não dê passos maiores do que a sua perna.

Aprenda a negociar

Técnicas de negociação serão algo que você vai adquirir com o tempo. O mais importante é você estar disposto a aprender desde o início.

Com o passar do tempo você ficará bom nisso, mas até lá, você ainda pode fechar negócios que não são lá grandes coisas.

O importante aqui é conseguir o melhor preço na hora de contratar algum funcionário, na hora de comprar algum equipamento ou fechar com um fornecedor. Assuma os riscos de negociar, afinal, o máximo que pode acontecer é você ouvir um “NÃO”.

Conclusão

Se você é uma pessoa organizada e se planejou antes de ir em frente na hora de empreender sem dinheiro, o seu negócio tem chances reais de dar certo, desde que você encontre alguém que esteja disposto a investir na sua ideia.

Não serão dias fáceis e por isso o mais importante, além da disposição em aprender, é acreditar em sua ideia e manter vivo o seu sonho de empreender.

Esteja disposto a estudar e aprender a teoria de estratégias, métodos e ferramentas que podem ser úteis durante a prática no dia a dia.

Aqui no Saia do Lugar, nós podemos te ajudar nessa etapa. Que tal aprender mais sobre começar o seu sonho de abrir o seu próprio negócio? Baixe agora o nosso ebook: Viva Seu Sonho.