10 questionamentos para o futuro empreendedor

10 questionamentos para o futuro empreendedor

729
3
SHARE

Este texto faz parte da coluna da Plataforma Brasil feito especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

Tornar-se dono do próprio negócio é o sonho de muita gente. Muitos planejam atingir esse objetivo ao longo de anos de carreira corporativa, loucos para se livrar das amarras do escritório, da imposição de chefes, das intermináveis reuniões que muitas vezes não levam a lugar algum.

Porém (e sempre existirá um porém),  ser empreendedor não é necessariamente um passeio pelo bosque encantado. Trata-se, antes de tudo, de uma atividade que envolve risco, perseverança, demandando coragem, disciplina e, sobretudo, uma atitude de vida profissional absolutamente distinta daquela exigida para um emprego comum.

To be or not to be?

 

Cientes disso, elaboramos dez autoquestionamentos para que o futuro empresário possa confrontar seus sonhos com a concreta realidade.
Vamos lá:

1º Questionamento: Estou preparado para assumir integralmente a responsabilidade pela minha geração de renda e sustento, como resultante daquilo que é gerado pelo meu próprio negócio?

2º Questionamento: Estarei satisfeito e realizado ao abdicar do status que a minha posição corporativa garantia?

3º Questionamento: Estou preparado para viver rigorosamente dentro da minha realidade econômica, construindo um colchão de segurança financeira a partir da contenção das despesas pessoais e da redução do consumo habitual?

4º Questionamento: Tenho paciência para enfrentar uma jornada de médio a longo prazo de trabalho duro e convivência com riscos, antes de atingir solidez econômica e satisfação financeira?

5º Questionamento: Conseguirei conviver com serenidade longe do “glamour”  corporativo e dos jogos de poder travados nos corredores e salas de reunião?

6º Questionamento: Estou preparado para enfrentar uma jornada diária de trabalho sem horários definidos para seu início ou término?

7º Questionamento: Estou emocionalmente maduro para pensar e decidir por conta própria, sem o apoio de chefes, colegas e consultores motivacionais?

8º Questionamento: Pretendo me tornar empreendedor pelo desejo de tornar-me rico ou pelo anseio de realizar e assumir o controle do meu próprio destino?

9º Questionamento: Serei feliz na solidão que envolve controlar o próprio destino e ser o centro das decisões vitais da minha vida empresarial?

10º Questionamento: Estou preparado para trabalhar com a mínima estrutura de suporte, assumindo com tranquilidade as tarefas que antes eram delegadas para secretárias, assistentes ou estagiários?

Gustavo Chierighini, da Plataforma Brasil

Para ler outros textos da coluna da Plataforma Brasil no Saia do Lugar, clique aqui.

  • http://twitter.com/imprendo2012 IMPRENDO

    esse é um daqueles Post que balançam..hehehhe
    nos ultimos meses passei pela analise de cada um dos 10 pontos.. fortunadamente encontrei sempre uma resposta afirmativa para cada um ehhhee por isso ainda nao desisti antes de começar e o planejamento ta seguindo em dia..
    interessante como os pontos 2 e 5 nesse momento andam badalando dentro da minha cabeça…
    um abraço a todos.

  • http://twitter.com/imprendo2012 IMPRENDO

    esse é um daqueles Post que balançam..hehehhe
    nos ultimos meses passei pela analise de cada um dos 10 pontos.. fortunadamente encontrei sempre uma resposta afirmativa para cada um ehhhee por isso ainda nao desisti antes de começar e o planejamento ta seguindo em dia..
    interessante como os pontos 2 e 5 nesse momento andam badalando dentro da minha cabeça…
    um abraço a todos.

  • Pedro Ferreira

    Glamour corporativo?? Não sei qual glamour um pau mandado pode ter.
    Jogos de poder??? Eu sou o chefe e vc meu subordinado: Me obedeça ou rua!
    O grande problema do Brasil é a mentalidade e valores medíocres da maioria da população