empreendedor digitalO Brasil já tem mais de 45 milhões de empreendedores, de acordo com o estudo da Global Entrepreneurship Monitor feito em 2014.

">

8 coisas que você deve saber antes de virar um empreendedor digital

O Brasil já tem mais de 45 milhões de empreendedores, de acordo com o estudo da Global Entrepreneurship Monitor feito em 2014.

O Brasil já tem mais de 45 milhões de empreendedores, de acordo com o estudo da Global Entrepreneurship Monitor feito em 2014.

Hoje, com todas as oportunidades trazidas pela internet, o crescimento das redes sociais e as possibilidades de abrir canais de comunicação acessíveis fizeram com que o empreendedorismo digital se expandisse com sucesso em nosso país.

Se você enxergou uma necessidade a ser solucionada e deseja usar as possibilidades do mundo digital para isto, preparamos este pequeno guia para você!

Já adiantamos: ser um empreendedor digital exige disposição para aprender e bons mentores pelo caminho.

Nós cuidamos da segunda parte! Papel e caneta na mão? Acompanhe!

Oportunidades do Mercado Digital

Segundo a pesquisa da GEM (Global Entrepreneurship Monitor), 4 entre 10 brasileiros adultos têm seu próprio negócio ou estão envolvidos na criação de uma empresa.  

A mesma pesquisa afirma que a taxa de empreendedorismo no Brasil em 2015 foi a maior em 14 anos.

Já de acordo com dados do Ibope, o Brasil já com mais de 62 milhões de usuários de internet. O número ultrapassou a população de diversos países, como França (61,9 milhões) e Reino Unido (61 milhões).

As terras tupiniquins também estão entre as primeiras posições no mercado mundial de internet em número de internautas. Em 2009, éramos o sétimo da lista, segundo o E-marketeer.

Ainda assim, segundo o mesmo ranking, o Brasil era apenas o décimo quinto em publicidade online naquele ano.

O que nos mostra que, apesar de termos um público ávido por novidades (criadores de redes sociais nos amam!), ainda temos muito o que percorrer para alcançarmos o público certo em nossas estratégias de negócio.

Como se tornar um empreendedor digital?

Antes de iniciarmos nossa lição sobre o empreendedorismo digital, é necessário traçar uma diferença entre a oportunidade de negócio e uma ideia na cabeça.

Para isto, você precisa responder às seguintes questões:

  • Existe alguém disposto a pagar por seu serviço ou produto?
  • As vendas serão suficientes para que você tenha lucro e compense o seu esforço?

Caso a resposta das suas questões seja “sim”, você tem uma oportunidade de negócio em mãos.

Caso sua resposta tenha sido “não” para alguma das questões, é possível que sua ideia não tenha apelo comercial no momento, e seja interessante você repensar e pesquisar um pouco mais para inovar dentro de sua área.

Porém, não basta encontrar a oportunidade.

É preciso aprender sobre ela: afinal, é impossível definir uma estratégia diferenciada, bem como um plano de ação, sem ter bons conhecimentos sobre a área em que você pretende atuar.

Desta forma, você poderá definir o que fazer, quando, como, com quais sócios, quanto precisará ser investido, formas de rentabilizar a sua ideia, bem como o que observar em seus potenciais concorrentes.

Palavra de ordem: Planejamento

Grande parte das pesquisas sobre empreendedorismo mostram que a falta de planejamento é uma das maiores causas para o fracasso da maioria dos negócios.

Além de uma boa organização financeira, é preciso pensar bem na logística do empreendimento, nos horários, local de produção, dentre muitos outros aspectos.

Procura praticidade? Nós te indicamos a ferramenta Guru PME.

O plano de negócios é essencial: monte já o seu!

Mesmo que você já tenha experiência no mercado, vale a pena fazer um plano de negócios antes de iniciar um novo projeto.

Entenda os riscos de seu negócio e defina suas metas de maneira honesta, verificando seus recursos e fazendo reservas para eventuais empecilhos.

O plano de negócios irá orientar você na busca por mais informações sobre o ramo, passando pela análise de concorrência e fornecedores até o plano de execução.

Nos momentos de dificuldade, o plano de negócios é que irá guiar você na viabilização do negócio. Basicamente, o plano de negócios é composto pelos seguintes itens:

  • Sumário do executivo:

Aqui, você irá fazer uma breve descrição da empresa.

O sumário executivo permite uma avaliação rápida de sua empresa e conduz ao entendimento do que o leitor encontrará no plano de negócios.

Pense que você está explicando o funcionamento de seu negócio para um grande investidor ou um sócio de potencial.

Essencialmente, ele deve conter: uma descrição do posicionamento de sua empresa, de seus produtos e o seu diferencial no mercado; sua equipe; fonte de recursos e resumo de indicadores financeiros; metas de longo prazo; e, finalmente, um gráfico financeiro, mostrando seu caminho em relação às suas metas.

Você pode encontrar alguns modelos aqui. Vale o lembrete: o sumário executivo precisa ser simples e objetivo, com até 3 páginas.

  • Análise de Mercado:

Esta análise irá ajudar você a compreender o mercado onde vai atuar.

Ela é fundamental para que você e os demais interessados conheçam seus clientes, concorrentes e fornecedores.

  • Estudo da concorrência:

Neste item, você irá verificar a sua posição no mercado e, em seguida, observar as estratégias de seus concorrentes.

Busque identificar e estudar seus concorrentes, listando pontos positivos e negativos.

  • Plano de produção:

Neste item, você deve explicar os aspectos técnicos e organizacionais envolvidos na fabricação dos produtos comercializados ou dos serviços prestados por sua empresa.

Mantenha o entusiasmo

Administrar um negócio, qualquer que seja, pode ser desgastante no início.

Algumas pessoas perdem o entusiasmo com muita rapidez ao enfrentar responsabilidades e os primeiros obstáculos.

Assegure-se de boas companhias e conte com muita motivação.

O impacto entre a família e os amigos

Os primeiros anos de um negócio digital podem ser bastante difíceis para a sua vida social.

Converse francamente com os seus amigos e familiares para que eles possam oferecer apoio durante as etapas iniciais e enfrentar a situação.

Você também poderá enfrentar dificuldades financeiras até que seu negócio seja rentável.

Novamente, planejamento é uma palavra de ordem, não só para viabilizar o negócio como também para manter as mentes de seus administradores sãs e salvas.

Desenvolvendo qualidades de empreendedor

Você já se perguntou sobre o que é um perfil empreendedor e se você possui essas qualidades?

Nós explicamos. Um empreendedor de sucesso é inquieto e curioso, embora isto nem sempre esteja aparente.

Ele está sempre em busca de informações ou refletindo em um problema e sabe identificar oportunidades.  

Proatividade, dinamismo e persistência são qualidades preciosas e que devem ser desenvolvidas.

Afinal, muitas responsabilidades recairão sobre você, e será preciso organizar o seu tempo para se atentar aos detalhes e fazer acontecer.

E então? Tem uma destas qualidades? Algumas perguntas podem guiar você nesta busca:

  • Você sabe tomar decisões?

Donos de negócios digitais precisam tomar decisões instantâneas sem poder consultar outros pessoas, muitas vezes sob pressão.

  • Você se dá bem com diferentes tipos de pessoas?

Empreendedores precisam estabelecer relações de trabalho com diversos tipos de públicos, incluindo fornecedores, advogados, contadores, bancos e clientes.

Se você não se sente capacitado para lidar com este público, a hora para aprender é agora.

Frequente aulas de teatro, faça terapias e procure a ajuda de um coaching para melhorar a sua inteligência emocional.

  • Sabe administrar seu tempo e seu dinheiro?

Para muitas pessoas, é difícil perder o foco em meio à rotina de  gestão do negócio.

Siga suas metas atentamente e elabore estratégias de ação junto de sua equipe!

Garanta energia física e emocional

Você vive se jogando em fast-foods, o único esporte que pratica é o sedentarismo e/ou possui algum desequilíbrio emocional? É hora de procurar treinamentos e terapias.

Ser dono de um negócio virtual exige muito trabalho. É possível que nas primeiras etapas, você trabalhe até 12 horas por dias durante até sete dias da semana.

Lembre-se que o empreendedorismo exige energia para aprender. O que você ainda não tem como ponto forte pode ser desenvolvido.

Busque feedbacks e outras técnicas para refletir sobre o seu próprio desenvolvimento, como a meditação e sessões de coaching.

Desenvolva visão de futuro

Esteja atento às soluções que já existem no mercado e verifique as tendências.

Sua solução será capaz de resolver o problema e suas consequências no futuro?

Você terá recursos suficientes para acompanhar o mercado e continuar atraindo atenção de investidores e consumidores?

Acostume-se a acompanhar as tendências de sua área através de eventos, relatórios e notícias. Esteja sempre antenado!

Elabore uma estratégia de marketing

Somente no Brasil, já são mais de 110 milhões de usuários na internet.

Ter poucos recursos já não é uma desculpa para não investir em uma estratégia de marketing. Em tempos de maior acessibilidade à internet, ideias criativas não faltam para promover o seu negócio.

Você pode começar pelas redes sociais, caprichando na qualidade das imagens  e textos, e investir em uma boa estratégia de conteúdo em um blog corporativo.

Como dissemos, a internet está cada vez mais acessível, e consequentemente mais pessoas têm facilidades para encontrar as informações que precisam.

Neste contexto, surge um novo perfil de consumidor, mais exigente e ativo no processo de compra.

Ele não é tão susceptível aos estímulos da publicidade tradicional, e sabe que pode simplesmente buscar outras formas de entretenimento e outros canais quando a sua atenção não for despertada.

Novas formas de fazer marketing surgiram: elas voltam-se para a atração espontânea de potenciais clientes através da oferta de conteúdos relevantes, sendo também conhecidas como Inbound Marketing.

O maior aliado deste novo ramo é o Marketing de Conteúdo.

Se no Outbound Marketing as empresas faziam imposições ao consumidor, o Inbound Marketing busca oferecer um serviço ao consumidor, satisfazendo suas necessidade e atraindo-os de maneira orgânica.

Veja neste post algumas dicas preciosas para a produção de marketing de conteúdo para e-commerce!

O primeiro passo para uma estratégia de conteúdo de sucesso é conhecer profundamente o seu público, começando por seus interesses e necessidades, e indo até o seu perfil de consumo e demográfico.

Entenda quais são as prioridades do seu público-alvo, de forma que o seu conteúdo, seus produtos e serviços possam ser úteis para ele.

Para estudar quais são os canais mais apropriados para divulgação, verifique os dados apurados em sua pesquisa de público para estruturação do plano de negócios.

Clientes corporativos costumam ser contemplados pelo LinkedIn.

Já os clientes mais ligados a aspectos visuais, como o público de moda e decoração de interiores, por exemplo, costumam encontrar ótimas referências no Instagram.

Agora que você já definiu seus canais de comunicação, você deve criar um plano de ação que elabore estratégias para cada fase de seu funil de vendas.

Invista em técnicas de SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca) e crie materiais ricos que convertam seus visitantes em novos leads.

Por fim, acompanhe seus resultados através de métricas pré-estabelecidas, como o número de visitantes únicos em seu site, o número de páginas acessadas, a fonte do tráfego, dentre outras.

Elas guiarão você para a elaboração e otimização de suas estratégias!

Tenha um diferencial no mercado

Não basta atuar na área com a qual você tem maior afinidade. É preciso ter diferencial para inovação e mostrar competitividade no mercado.

E pode ser que uma tecnologia de ponta não seja o item primordial para isso.

Por vezes, um serviço de qualidade e um atendimento premium são capazes de fidelizar e conquistar novos clientes para seu negócio.

Esteja disposto para estudar constantemente o seu mercado e identificar os vazios ainda não preenchidos por seus potenciais concorrentes.

Foque em seu produto antes de cogitar investimentos

Construa um mínimo produto viável (ou MVP) eficiente antes de focar em investimentos.

Desta forma, você terá mais segurança para negociar termos e saberá, na prática, se o seu negócio online irá funcionar.

Caso você ainda não tenha programadores consigo, busque a consultoria de um para a construção de alguns protótipos.

Verifique a viabilidade de seu negócio com pessoas experientes e busque participar de eventos na área para aumentar a sua rede de contatos.

Outra dica importante é não ficar esperando pela plataforma perfeita.

Muitas vezes, você precisa lançar o que estiver ao seu alcance naquele momento para que, continuamente, possa implementar melhorias.

Um bom começo é o lançamento de uma ferramenta grátis. Se as pessoas gostarem e aderirem, profissionalize!

Teste seu modelo de negócios continuamente

Como já dissemos, um empreendedor se caracteriza por sua inquietude e vontade de aprender.

E uma das melhores formas de inovar no mercado e manter o crescimento é testar, continuamente, o seu modelo de negócios.

Ouça críticas de diversas partes e faça testes. Colha feedbacks e desenvolva produtos e serviços a partir dos dados colhidos.

Ufa! Ser um empreendedor digital exige preparo, mas pode ser definitivamente recompensador.

Se você gostou de nossas dicas, deseja investir em uma boa ideia e já está estudando como divulgar o seu negócio de maneira acessível, cogite uma estratégia de marketing de conteúdo.

Tem o Sonho de virar empreendedor e não sabe por onde começar? Com este eBook vamos ajudar você a viver o seu Sonho! Mãos à obra!