EAD: tire todas as suas dúvidas sobre Ensino a Distância e aprenda algo novo já

A educação é considerada uma das principais ferramentas para a mudança do país. Mas quem disse que há uma só forma de aprender e ensinar?

Nos últimos anos, surgiram vários modelos alternativos de aprendizado que estão rompendo com o ensino tradicional, além de facilitar o acesso ao conhecimento. Um deles é o EAD — ensino a distância.

Nesse sentido, percebe-se que a educação possui uma grande sinergia com o empreendedorismo. Ambos são vistos como um motor para as mudanças que o Brasil precisa.

Portanto, aliar esses dois mundos é uma excelente proposta para a jornada de qualquer empreendedor.

O fato é que buscar conhecimento nunca é demais. O aprendizado é um dos grandes pilares para que o empreendedor possa ser bem sucedido. Porém, nem sempre é possível dedicar-se em tempo integral a educação formal. Muitas vezes por questão de tempo e dinheiro.

Por esse motivo, trazemos nesse post mais informações sobre como o EAD funciona.** Descubra como pode ser uma excelente forma de capacitação, potencializando a sua jornada empreendedora com uma boa dose de conhecimento!**

Ficou interessado? Então, continue acompanhando o post conosco!

O que é o EAD?

EAD é a sigla para “Ensino a Distância”, uma metodologia de ensino que oferece cursos e formações a partir de plataformas digitais. A partir de vídeos, textos, eBooks e suporte de professores e moderadores, novos aprendizados podem ser adquiridos de qualquer lugar.

Essa modalidade de ensino tem  ótima adesão, pois demonstrou ser uma alternativa mais viável para que alguém consiga ter acesso ao diploma ou fazer um curso rápido. Além de conquistar oportunidades maiores em sua carreira.

Mais do que isso, o Ensino a Distância pode ser considerado algo muito maior, pois é uma excelente estratégia educativa. O seu pilar principal é promover o ensino-aprendizagem por meio da tecnologia sem limitações, tal como horário, lugar, ocupação ou até mesmo a idade das pessoas.

Portanto, o EAD é um grande construtor de conhecimento em que, mesmo separados fisicamente, alunos e professores podem trocar informações e criar uma ótima experiência de aprendizagem.

Hoje essa modalidade não está mais ligada somente ao ensino superior, mas sim a qualquer tipo de curso que faça sentido ser ministrado dessa forma.

Como o EAD funciona?

Tendo em vista que agora você já sabe sobre o conceito do Ensino a Distância, vamos explicar o funcionamento de forma prática. O único pré-requisito para o ingresso em um curso nessa modalidade é ter um computador com acesso à internet e  conhecimentos básicos de informática.

Cumprindo isso, é preciso que o aluno escolha a escola e o curso que deseja fazer. É importante verificar se há a necessidade de ser aprovado em um processo seletivo.

Depois da matrícula, o aluno já tem acesso ao ambiente de aprendizado. Esse ambiente depende da solução adotada pela escola que oferece o curso. O que você precisa ter em mente, é que uma boa plataforma oferece o mínimo de ferramentas para que a experiência do aluno seja a melhor possível.

Exemplos dessas ferramentas são: áreas para as vídeo-aulas, área do aluno, conteúdo de apoio, calendário com datas e prazos para as atividades e provas. Além de um fórum com o objetivo de fortalecer a troca de conhecimento, debates e também sanar dúvidas gerais.

Muitas vezes a comunicação com os professores é via email ou grupos em redes sociais. Alguns cursos exigem que ocorram alguns encontros presenciais ao longo do tempo.

Entenda que em situações normais o aluno que termina o curso de forma saudável é aquele que colocou uma boa dose de dedicação, disciplina e determinação durante esse aprendizado.

Quais são os tipos de EAD?

Desde que surgiu no Brasil, o EAD já evoluiu bastante em vários sentidos. Se antes ele era focado somente no ensino formal e superior, hoje esse modelo se expandiu para outras frentes e possibilidades de cursos.

Para ter uma ideia, trazemos aqui o dado do** Censo EAD Brasil 2014/2015,**** que mostrou a existência de mais de 1.800 cursos regulamentados no Brasil, com mais de 500 mil alunos ativos.**

Esse dado também aponta que há a tendência dessa modalidade receber uma maior atenção e investimento financeiro pelas instituições. Sendo assim, vamos detalhar mais cada uma dessas frentes. Veja:

Ensino formal

Quando surge o tema do EAD no ensino formal, estamos falando dos cursos de graduação, pós-graduação, cursos técnicos e MBA — Master of Business Administration. Para que esses cursos tenham validade, ou seja, tenham o diploma validado, precisam ser devidamente regulamentados pelo MEC.

Um fato interessante é que o MEC avalia os cursos a distância da mesma maneira que os presenciais, ou seja, se aprovado, o diploma no formato de EAD possuirá a mesma validade que um curso presencial.

Tudo isso contribui para que o aluno consiga construir o aprendizado no seu próprio ritmo, se encaixando em sua rotina da melhor forma possível. Esses pontos exigem muita dedicação e disciplina, o que faz do aluno EAD ser valorizado por ter essas e outras habilidades.

Formações livres

Ainda levando em consideração** os dados do Censo EAD Brasil 2014/2015: as formações livres ou cursos livres correspondiam a quase 80% dos EADs no Brasil. **Quase chegando na casa de 20 mil cursos.

Vendo esses números, percebe-se como o ensino a distância ganhou asas no Brasil. Falando especificamente dessas formações livres, a modalidade ganhou apoio desse recurso para conseguir ganhar escala.

Estamos falando de cursos e conteúdos que não estão necessariamente atrelados a uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC, mas que não deixam de serem válidos.

Exemplos de temas ministrados por esses cursos são: produtividade, metodologias ágeis, marketing digital, vendas, marketing de conteúdo, dentre outros.Universidade Rock Content.

Antes do EAD, esses cursos dependiam da formação de turmas presenciais para acontecer. Sem contar que isso gerava um custo elevado para a empresa ou pessoa que o oferecia, obrigando a ter que cobrar um preço alto para que ele pudesse acontecer.

Para que você possa entender na prática de que cursos estamos falando, dá uma olhada na página da Universidade Rock Content.

**Saiba que essas formações podem ser transformadoras na vida do empreendedor. **O EAD pode levar conhecimento para a sua rotina com uma boa flexibilidade, sem necessariamente prender-se a uma formação ou altos custos.

Quais as vantagens do EAD?

Agora que você já sabe mais sobre o funcionamento do EAD, bem como está a par do crescimento dessa ferramenta no contexto do Brasil e da educação, vamos finalizar esse post elencando quais são as suas principais vantagens, para não haver dúvidas sobre a importância dessa ferramenta. Confira conosco:

1. Flexibilidade

Você já deve ter notado que a flexibilidade é uma das principais vantagens que um curso EAD pode oferecer, certo?

Reforçando esse ponto, fazer qualquer curso ou formação à distância poderá lhe proporcionar toda a liberdade para encaixar as aulas e as atividades no dia a dia. Não há a obrigatoriedade de assistir a aula X no horário Y.

Dependendo do curso, basta apenas cumprir a carga horária das aulas, realizar as atividades e as provas em um tempo determinado para ter o certificado.

2. Autonomia

Junto com a flexibilidade também vem a autonomia. Ou seja, fazendo um curso a distância, o aluno poderá usufruir dessa ferramenta quando e onde quiser. Mais importante que isso, ele será o principal responsável pelo seu processo de aprendizado.

Isso é algo que torna a aquisição de conhecimento mais leve e fluída.  Muitas vezes, até mais divertida, pois o aluno se sente no controle, o que é muito valorizado nas novas metodologias de educação.

3. Apoio profissional

O fato do curso ser a distância não significa que o acompanhamento ao aluno será algo precário, muito pelo contrário. Muitos dos cursos oferecem um apoio profissional bem completo, em que há uma presença marcante do professor no acompanhamento do aluno.

Em alguns casos esse processo é baseado na tutoria, o que fortalece o relacionamento e o acompanhamento e torna o aprendizado mais efetivo. Além disso, ele poderá contar com materiais e conteúdos de ponta.

Resumindo: não é porque há o distanciamento físico que o aluno será esquecido.

4. Fortalecimento do networking

Fazer um curso EAD pode ser uma ótima maneira de fortalecer o seu networking. Com a possibilidade de formar uma rede de contatos sólida via plataformas, é possível trocar experiências com outros alunos e professores.

Afinal, muitas formações estão baseadas em um ambiente de aprendizado que possibilita a interação com os outros alunos, além dos professores.

5. Economia

Por fim, não podíamos deixar de falar que o ensino a distância é bem mais barato que o presencial. Uma grandes responsáveis por isso é tecnologia, que também ajuda a aumentar o seu potencial de escala.

Ou seja, no geral as opções EADs são mais em conta e muitas vezes o conteúdo é o mesmo que uma formação presencial.

**Agora que você já leu esse post, o que acha de conhecer os **cursos da Universidade Rock Content?

comments powered by Disqus