dicas de vendas

Dicas de vendas: 8 maneiras de vender mais em menos tempo!

Resolvemos reunir uma série de dicas de vendas que irão fazer você vender mais e em menos tempo. Quer saber como? Leia o texto e descubra agora mesmo!

Caro empreendedor, seja qual for o tamanho do seu negócio, uma coisa é certa: dicas de vendas são sempre bem-vindas, não é mesmo? Afinal, qual empresa não deseja aprimorar seu processo de vendas e com isso aumentar seu faturamento?

Em tempos de alta concorrência, esse é um objetivo que exige muito estudo e a aplicação de estratégias adequadas, pois o consumidor está a cada dia mais seletivo e tal cenário exige do empresário muito jogo de cintura para lidar com os desafios do mercado e incentivar o consumo de seu produto/serviço.

Como estamos atentos a isso, resolvemos reunir uma série de dicas que irão fazer você vender mais e em menos tempo. Quer saber como? Continue lendo e descubra agora mesmo!

1. Dê o primeiro passo

Uma premissa importante para o universo corporativo é que quanto mais rápido você se aproximar de um consumidor em potencial, maior será a probabilidade de ele se tornar um cliente. Ou seja, é preciso dar o primeiro passo e tentar estabelecer um vínculo de maneira rápida e eficiente.

Nos dias de hoje, com tanta informação disponível, grandes empresas fazem altos investimentos em marketing, travando uma guerra pela atenção do consumidor. O que você precisa fazer para se destacar nesse cenário é ser mais ágil e estratégico.

Assim, se uma pessoa acessa o site de sua empresa ou vai até o estabelecimento, é preciso encontrar meios de prolongar o contato e tentar ajudá-lo a encontrar o que precisa. Conheça as suas necessidades e motivos para ter procurado seu negócio e assim, estabeleça um primeiro contato produtivo.

2. Aprenda a identificar o consumidor imediato e mediato

Sabe aquele consumidor que está realizando uma pesquisa nas empresas e que não tem muito interesse em fechar negócio nesse primeiro momento? É preciso saber identificá-lo e separá-lo do consumidor que já está pronto para a compra.

Obviamente, um não é mais importante que o outro, mas para poder converter as duas vendas você precisa adotar estratégias distintas. No caso do consumidor imediato — aquele que quer realizar uma compra — é preciso iniciar o contato o mais rápido possível e procurar criar um vínculo com sua empresa.

De outro modo, para o consumidor mediato — aquele que não vai realizar a compra nesse momento — é preciso adotar estratégias de marketing que visem fortalecer a imagem de seu negócio, para que no futuro ele saiba onde irá encontrar o que procura.

3. Seja curto e claro ao descrever o que sua empresa faz

Esse é um exercício que pode demandar certo treino e dedicação, caso você tenha o hábito de contar uma história para captar a atenção das pessoas. No entanto, é extremamente aconselhável ser rápido e claro em sua apresentação.

Na maioria das vezes, em meio a uma rotina atarefada, as pessoas não dispõem de muito tempo para longas conversas, elas procuram por uma informação rápida e completa, capaz de solucionar todas as suas dúvidas. Portanto, durante o processo de vendas, procure passar tudo o que for relevante da maneira mais rápida possível.

Seu cliente não precisa ouvir toda a história da empresa ao realizar uma compra, ele precisa ouvir de maneira impactante qual a sua atuação no mercado e como você pode ajudá-lo.

Portanto, deixe que o consumidor pergunte mais, e se isso acontecer é sinal de que ele tem realmente interesse em fechar negócio. Fazendo isso você não perde tempo e ainda não torna o contato chato e cansativo para o cliente.

4. Qualifique melhor seus leads

Nem sempre uma pessoa que te procura é um consumidor em potencial. Saber identificar isso é importante para evitar desperdício de tempo e a perda de uma oportunidade real. Afinal, enquanto você perde tempo tentando convencer alguém que não vai realizar a compra, um consumidor real pode passar despercebido.

Portanto, antes de iniciar todo o processo de vendas, procure qualificar melhor seus leads — pessoas interessadas em seu produto/serviço, que lhe fornece contatos — analisando algumas questões, como:

  • Orçamento: essa pessoa tem condições de arcar com os custos de seu produto/serviço?
  • Competência: essa pessoa tem competência e autoridade para tomar a decisão de compra?
  • Necessidade: Será que ela realmente necessita de seu produto/serviço ou precisa dele para solucionar um problema?
  • Cronograma: Há um período de tempo definido para a compra?

Tenha o hábito de se fazer essas e outras perguntas capazes de identificar se a pessoa que lhe procurou é um consumidor com chances reais de compra. A partir disso, você pode, por exemplo, identificar o melhor vendedor para o caso, de acordo com o perfil e necessidades do cliente.

5. Planeje o seu dia

Um dos maiores erros de um setor de vendas é, com certeza, não ter uma agenda pré-definida para o dia. Chegar à empresa e começar a planejar o dia é a maneira mais fácil de perder tempo e atrasar as negociações.

Desse modo, tenha uma relação completa e atualizada de todos os contatos que devem ser feitos durante a semana e tenha o hábito de ir registrando os avanços e êxitos nas vendas.

Uma dica valiosa é fazer uso de algum software de gestão; esses programas automatizam todo esse registro e, de maneira rápida e simplificada, otimizam o processo de vendas, tornando-o muito mais produtivo. É uma excelente contribuição da tecnologia com o universo corporativo.

6. Torne o contato mais pessoal e dinâmico

Uma grande característica de um bom vendedor é se atentar aos detalhes, pois eles fazem grande diferença na hora de formar a opinião do consumidor acerca da empresa e de seu produto/serviço. Assim, procure tornar o seu contato mais pessoal e interativo.

Se você percebe que há alguma situação que pode ser explorada em uma conversa inicial, faça isso tomando o cuidado de não ser inconveniente e invasivo. Por exemplo, se seu cliente acabou de ter filhos ou se casou recentemente, que tal iniciar a conversa falando um pouco sobre isso e só depois partir para os detalhes do negócio?

Essa interação permite que o clima se torne mais amistoso e você consiga realizar uma negociação mais vantajosa, pois foi estabelecido um vínculo de parceria e empatia entre o cliente e vendedor. Afinal, por mais que estejamos falando de uma relação profissional e mais formal, é importante romper essas barreiras iniciais e tornar a conversa mais dinâmica.

7. Promova o networking

Para vender mais, você precisa não apenas abordar e conquistar mais clientes. Já imaginou o quão produtivo pode ser para as suas vendas ajudar seus clientes a fecharem bons negócios? E como isso é possível, amigo empreendedor?

Ora, fortaleça o networking de seus clientes, promovendo o contato e interação entre eles. Muitas vezes determinado consumidor pode precisar exatamente de algo que seu outro cliente ofereça; fazendo essa aproximação você se torna o elo de ligação entre eles e fortalece a sua imagem.

Ademais, isso estimula a sua própria rede de contatos, pois cada envolvido traz para dentro dessa relação novos clientes. Assim, quando você ajuda seus parceiros a crescerem, em um movimento inverso eles o ajudarão, pois irão indicá-lo para mais consumidores em potencial.

Portanto, seja comprometido com o seu sucesso e o de seus clientes, fazendo de seus contatos uma rede de negócios poderosa. Essa é uma das maneiras mais eficientes de vender mais e fortalecer a marca em um mercado tão competitivo.

8. Conheça o novo perfil de consumidor: uma das maiores dicas de vendas

Deixamos por último essa dica extra, mas de grande importância nos dias atuais. Como já dissemos, nos últimos anos, a tecnologia e a globalização tem contribuído para uma revolução nos padrões de compra e comportamento dos consumidores.

A internet veio conferir um amplo acesso à informação, permitindo que pessoas do mundo inteiro se comuniquem de maneira rápida e fácil. Isso, obviamente, refletiu no comportamento do consumidor, que passou a pesquisar mais antes de concretizar uma compra.

Eles não só pesquisam preço, como estão mais atentos a questões como reputação da empresa e qualidade do produto/serviço ofertado. Sites de reclamação são constantemente consultados e dão a eles informações precisas sobre como a empresa trata seus clientes.

Ou seja, se você deseja aumentar suas vendas — e até mesmo, se manter no mercado —, é preciso se adaptar a essa nova realidade. O consumidor não é mais o mesmo, está mais exigente e seletivo. Não basta investir em campanhas de marketing, é preciso entregar um produto de qualidade e tornar a experiência de compra realmente diferenciada.

Tenha uma atenção especial com o mundo virtual e tome bastante cuidado com o seu pós-venda. Não abandone seu cliente depois de concretizar o negócio, esteja disponível e interessado em solucionar qualquer problema que possa surgir e, assim, conquiste a indicação deles e uma boa reputação.

Como você percebeu, vender mais é um processo que demanda muita estratégia por parte do empreendedor que deve se manter atento a diversos detalhes na hora de realizar um contato com seus clientes. No entanto, seguindo nossas dicas de vendas você irá otimizar seus resultados, conquistando mais rentabilidade e credibilidade entre sua clientela. Portanto, comece a colocar em prática agora mesmo os conhecimentos adquiridos.

Mas, antes disso, que tal aprender um pouco mais? Acompanhe 7 dicas para melhorar a sua comunicação com clientes!