Dica ao empreendedor: Como dar nome a uma empresa

A dica de hoje foi dada por Guy Kawasaki, em seu post The Name Game, em seu blog How to Change the World.

Sua empresa será para seus clientes o que seu nome diz.

Aqui vão 6 dicas (e mais um bônus) que podem te ajudar a encontrar um bom nome:

Comece com uma letra do início do alfabeto: sua empresa ou produto estará listada em guias de exposições, sites na internet e planilhas, todas elas geralmente ordenadas em ordem alfabética. Você prefere aparecer no começo ou no final da lista?

**Evite usar X e Z (esta dica é mais aplicável à língua inglesa): **além de estarem no final do alfabeto, são difíceis de soletrar e pronunciar. A própria Xerox (um caso a parte), que abrasileirado virou “cheroquis”, na verdade se lê como se fosse com “Z” (zer0x).

Potencial de cair na boca do povo: as pessoas começaram a tirar Xerox ao invés de cópia, a comprar Maizena ao invés de amido de milho e Gillete ao invés de lâmina de barbear. Já se fala também em “googlar”, “orkutar” e “photoshopar”. Nomes pequenos facilitam a “verbalização”. Seu nome tem esse potencial?

Soe diferente: a Google conseguiu ser diferente em sua época, mas o que aparecer agora como Zoogle, Mingle, Bing, dificilmente conseguirá distaque

**Tenha lógica: **se uma fábrica se chama Sapataria Monte Azul, ela provavelmente produz sapatos e não sorvete.

**Cuidado com tendências: **elas são perigosas. Hoje uma tendência tem um significado, amanhã significa algo totalmente diferente. E nem toda tendência funciona para todo tipo de empresa ou produto (é o mesmo problema que encontramos na criação de logotipos).

Bônus – Pense no logotipo (dica adicionada por Mauro): um nome sonoramente agradável não significa necessariamente que ele é visualmente bonito. Escreva o nome num papel e imagine as possibilidades do logotipo. O nome da sua empresa não será apenas ouvido, mas também lido e mentalizado.

inbound marketing ebook

comments powered by Disqus