Dia-a-dia


produtividade

25 dicas de como ser mais produtivo no trabalho

Em uma escala de 1 a 10, como você avaliaria a sua própria produtividade no trabalho?

Em uma escala de 1 a 10, como você avaliaria a sua própria produtividade no trabalho?

Lembre-se que não importa o quão produtivo você possa ser, haverá sempre oportunidades para melhorar e aumentar o seu nível de produção.

O primeiro passo é ser uma pessoa orientada para os resultados. O restante será pensamentos, atitudes e estratégias que ajudarão a manter o foco e alcançar resultados mais elevados.

O experimento faz parte da vida de quem deseja aumentar a produtividade. Diferentes métodos e sistemas são testados para verificar se devem ser adotados ou descartados, dependendo da eficácia que eles proporcionam.

Para a sua sorte, já utilizamos muitas técnicas eficientes e compartilharemos com você nesse post como poderá colocá-las em prática para produzir mais em menos tempo e com melhor qualidade. Confira!

1. Planeje o seu dia na noite anterior

Antes de dormir, gaste apenas cinco minutos para planejar o dia seguinte.

Liste todas as coisas que você deseja e o que precisará fazer. Coloque as tarefas em ordem de prioridade.

Dessa forma, você poderá dormir mais tranquilo, sem se preocupar em lembrar o que terá que fazer no dia seguinte. Além disso, terá maior foco ao acordar desperdiçando menos tempo do seu dia.

2. Liste as tarefas mais difíceis em primeiro lugar

Além de ordenar as tarefas por prioridade, procure posicionar as mais difíceis de serem realizadas no topo da sua lista.

À medida que o dia vai passando e as atividades mais desafiadoras vão sendo eliminadas, o dia vai melhorando com uma agenda mais leve.

3. Identifique seus períodos de produtividade

Todos nós temos um período do dia em que somos mais produtivos.

Algumas pessoas produzem mais pela manhã, outros a tarde e outros ainda durante a noite e madrugada.

Identifique estes períodos e programe as tarefas mais difíceis para serem realizadas neles.

Assim, no restante do dia, poderá executar atividades mais leves.

4. Faça uma coisa de cada vez

Se você possui tarefas que exijam um alto nível de concentração, mantenha o foco em realizá-las uma de cada vez.

Não tente ser multitarefas nesses casos, pois o trabalho pode até ser rapidamente concluído, mas poderá perder a qualidade e ter ocorrências de falhas no processo.

Na verdade, se você fizer uma coisa de cada vez, o foco em cada tarefa poderá ser maior aumentando a qualidade dos resultados e reduzindo o tempo necessário para realizá-las.

5. Priorize o que deve ser feito

Tarefas que não possuem urgência em serem realizadas e estão na lista somente por serem agradáveis ou por desejo de fazer precisam ser removidas por completo.

Por que desperdiçar o seu tempo fazendo algo que não é importante? Avalie constantemente as coisas que você faz refletindo sobre a sua real importância naquele momento.

Muitas vezes, descobrirá um monte de atividades que, além de tomar o seu tempo, não estão levando a lugar algum.

Corte ou adie essas tarefas da lista e dos seus hábitos diários para focar no que realmente importa.

Existe uma regra chamada 80/20 que se refere ao fenômeno em que 20% das ações levam a 80% dos resultados. Então, identifique quais são esses 20% e concentre-se nas tarefas que geram os 80% dos resultados.

Veja 12 hábitos que podem estar matando sua produtividade clicando aqui!

6. Faça da sua lista um hábito de controle

Uma lista de coisas a fazer permite identificar rapidamente todas as tarefas que precisam ser feitas no seu dia reduzindo o esforço mental para se lembrar delas.

Porém, algumas atividades urgentes acabam aparecendo. Adicione-as na lista do lado ou abaixo da tarefa que está realizando para não esquecer.

Caso não seja tão urgente ou importante pode ser adicionada na lista do dia seguinte.

Quando tiver o hábito de usar a lista, poderá melhorar a sua organização e eficiência. Sendo assim, faça uma lista adaptável para adicionar as tarefas que surgirem e tiverem menor importância para serem realizadas mais tarde.

Durante todo o dia, haverá muitas coisas que exijam a sua atenção e, para não perder o foco, vá adicionando essas atividades menos urgentes.

Geralmente são pequenos trabalhos que não levam muito tempo, mas podem ser muito importantes.

7. Não adie as suas tarefas

O pensamento de deixar para depois o que precisa ou pode ser feito agora representa um grande gastador de tempo e leva a grandes acúmulos de tarefas.

Para ajudar a mudar esse pensamento, sempre que pensar em adiar uma tarefa por indisposição, preguiça ou dificuldade, lembre-se de quantas coisas que poderia ter realizado se nunca deixasse nada para depois.

Essa prática com o tempo se tornará hábito e a sua produtividade pessoal aumentará espantosamente.

8. Use ferramentas de produtividade

Existem ferramentas, softwares e hardwares, que nos ajudam a ser mais produtivos e você deve utilizá-las.

O Google Now, por exemplo, é um aplicativo que poder ser utilizado em smartphones, tablets e notebooks e serve como um assistente pessoal.

Com ele você pode criar listas de tarefas, fazer pesquisas na internet, mandar mensagens, realizar chamadas, fazer anotações e muito mais apenas utilizando o comando de voz.

Ou seja, você não precisa mais parar o que está fazendo para realizar essas tarefas. Basta dizer o comando e o aplicativo faz o trabalho para você.

O Google Now é apenas um exemplo. Faça uma pesquisa na internet e descobrirá uma infinidade de recursos, gratuitos ou não, que podem tornar-se aliados da sua produtividade.

Para economizar seu tempo, Clique aqui e conheça 6 ferramentas online que descobrimos para aumentar sua produtividade.

9. Pratique a meditação

produtividade

A meditação ajuda a limpar a mente, acalma a ansiedade, faz a sua consciência despertar para as prioridades e ajuda você a se concentrar no trabalho.

Quanto maior for a sua clareza mental, mais poderá se concentrar nas tarefas, e a produtividade será elevada com qualidade.

Reserve trinta minutos do seu dia em um local silencioso e com boa vista, ouça os sons da natureza ou escute músicas tranquilas. Sente-se ou deite-se para ficar confortável.

Feche os olhos e reflita sobre o mundo a sua volta e como você interage como ele. Os resultados podem ser fantásticos.

10. Durma bem

Um bom sono pode aumentar consideravelmente os níveis de produtividade.

Lembre-se que não é só a quantidade de horas dormidas que importa, mas a qualidade do sono.

A lista de tarefas já elimina boa parte das preocupações em lembrar o que será feito no dia seguinte. Então, antes de dormir, tente relaxar.

Afaste-se da televisão, computadores, telefones e qualquer outro dispositivo que tome a sua atenção.

Você pode utilizar esse momento para praticar a meditação e limpar a desordem mental. Verá como consegue dormir melhor.

11. Acorde mais cedo

A vida profissional é uma verdadeira competição. Por isso, comece o seu dia à frente dos outros.

Acordar cinco ou dez minutos antes pode ser o suficiente para adiantar muitas coisas e deixar você ainda mais motivado para se manter na liderança.

O dia ficará um pouco mais longo dando tempo para realizar mais tarefas do que o habitual.

12. Seja organizado

Manter tudo de forma organizada faz com que as tarefas sejam mais fáceis de serem identificadas e realizadas.

Tenha um bom sistema de arquivamento para os seus documentos (tanto para as cópias digitais quanto para as impressas) para que você possa acessar o que quiser com facilidade e rapidez. Essa é apenas uma dica.

Você deve analisar o nível de organização física e digital que possui e tentar melhorá-lo da forma como puder.

O ISO 9000 pode ser uma boa tática para sua organização, para saber mais, clique aqui.

13. Elimine suas distrações

Durante o dia, muitas distrações podem afetar o nosso desempenho no trabalho.

Páginas de redes sociais, televisão, rádio, telefone, conversas paralelas e outros desperdiçadores de tempo devem ser removidos antes mesmo de começar a trabalhar.

Se você não precisa da internet para executar certas tarefas, corte o acesso por completo.

Você vai perceber que, naturalmente, começará a fazer o seu trabalho no devido tempo.

14. Divirta-se trabalhando

Encontre uma maneira mais agradável e divertida de se fazer as coisas e verá como o trabalho ficará mais empolgante.

Esse método é um dos melhores e mais utilizados para elevar os níveis de produtividade.

Dedique um tempo para pensar como pode fazer as tarefas mais complexas serem divertidas e motivadoras e surpreenda-se com os resultados.

Você pode brincar de desafiar a si mesmo cronometrando o tempo que leva para realizar certas tarefas e sempre buscar quebrar um novo recorde.

15. Aprenda com os melhores

Identifique os profissionais que são os melhores no que você faz. Siga-os, aprenda com eles, entenda as melhores práticas utilizadas, adote e molde-as aos seus comportamentos.

Isto influenciará na sua curva de aprendizagem, o tornará um profissional mais completo, atualizado e eficiente aumentando as chances de sucesso na carreira.

16. Delegue tarefas

Muitas tarefas que você executa podem ser realizadas por outras pessoas. Talvez até melhor do que você mesmo.

Avalie o que você faz para descobrir se alguma atividade pode ser transferida para alguém com mais tempo disponível e/ou com maiores habilidades para realizá-las.

Tire o máximo proveito do tempo que você tem delegando essas tarefas.

17. Terceirize a produção

Se você paga alguém para realizar os trabalhos, pode utilizar a internet para contratar um profissional freelancer sem qualquer vínculo empregatício.

Devido à concorrência, é possível encontrar profissionais dispostos a realizarem um trabalho de ótima qualidade com preços bastante atraentes.

18. Recompense a si mesmo

Um incentivo pode animar as coisas. Estabeleça pequenas recompensas por suas metas alcançadas diariamente, mensalmente e anualmente.

As recompensas devem ter a importância do esforço dedicado e boa relevância para você.

Por exemplo: uma boa recompensa diária seria realizar uma atividade prazerosa com o tempo que sobra no fim do dia.

Na sexta-feira ou sábado, um happy hour com amigos pode servir como uma recompensa semanal.

Caso bata a meta anual, presenteie-se com uma viagem de férias. A final, você merece.

19. Aprenda a dizer não

Muita gente tem dificuldades em dizer não, mas às vezes é preciso.

Dizer sim para todas as pessoas e coisas que você não quer fazer, tarefas que não são importantes, e as atividades que não estão relacionadas com os seus objetivos, impedirá o progresso do que realmente importa ou do que você realmente deseja fazer.

Se você quer fazer tudo conforme o planejado, significa que terá de levantar e dizer não para outras pessoas e coisas que possam te desviar do objetivo traçado.

20. Crie um ambiente propício

Seu ambiente de trabalho tem um papel fundamental no quesito desempenho.

Certifique-se de que você está trabalhando em um espaço pessoal e que te motiva.

Prepare um ambiente organizado, limpo, confortável, silencioso ou com sons ambientes estimulantes da concentração e relaxamento.

Use odores agradáveis, iluminação na medida certa e incentivos visuais para motivá-lo a alcançar as metas pessoais e profissionais.

21. Melhore a sua postura

produtividade

Talvez você não saiba, mas a postura pode afetar a sua produtividade.

Procure sentar de forma confortável, mas mantenha a postura correta.

Uma boa postura contribui para diminuir o cansaço gerado e impede o surgimento de dores na coluna vertebral e músculos.

Além disso, quanto mais confortável estiver, mais tempo terá a sua capacidade de atenção e produtividade focada no trabalho.

22. Limite os seus pensamentos

Não se preocupe com cenários hipotéticos e que ainda não ocorreram.

Muitos pensamentos e sentimentos negativos são gerados por essas preocupações desnecessariamente, uma vez que muitas dessas situações nunca ocorrerão.

Evite viver em uma bolha com esses pensamentos. Ao contrário, foque em soluções para cada situação, caso venham a acontecer no futuro.

Assim você se sentirá mais seguro e confiante.

23. Aproveite melhor o tempo no transporte

O transporte pode representar grande parte do seu dia. Por isso, tente reduzir o tempo do trajeto traçando rotas mais curtas, pegando um táxi, pegando uma carona do trabalho para casa, etc.

Se tudo isso não for possível, encontre maneiras de aproveitar melhor o tempo no ônibus, metrô ou táxi para ser produtivo.

Realize tarefas mais simples e que exijam menos concentração durante o trajeto.

Com ferramentas como o Google Now, citada anteriormente, até mesmo dirigindo você pode fazer do seu tempo de viagem mais produtivo.

24. Defina uma meta

Um alvo ou uma meta lhe dará algo para se apegar.

É a motivação que você precisa para melhorar a produtividade. Melhor ainda. É um desafio que deve ser superado por você.

As metas devem ser divididas por etapas de curto, médio e longo prazo para ajudar a manter o foco e serem alcançáveis para não gerar frustrações.

Para saber como definir metas totalmente alcançáveis, clique aqui.

25. Tire férias

produtividade

Depois de um ano colocando todas essas dicas em prática, é normal ficar cansado fisicamente e mentalmente.

Chega uma hora em que o desempenho fica seriamente comprometido. Por isso, tire férias.

Essa será uma boa recompensa por todo o esforço dedicado no trabalho. Quando voltar, comece tudo de novo e supere a si mesmo.

As dicas entregues nesse post somente trarão resultados reais se forem colocadas em prática.

Caso contrário, não passarão de teorias. Para aumentar a produtividade no trabalho e ter sucesso na carreira dependerá de sua própria vontade e dedicação.

Então, arregace as mangas e bom trabalho!

Agora que você já sabe como aumentar a sua produtividade no trabalho, clique aqui e assista 10 vídeos que motivarão você!

ferramentas para redes sociaisVocê sabia que de cada 10 brasileiros que acessam a internet, 8 possuem uma conta no Facebook?

">

As 18 melhores ferramentas para redes sociais

Você sabia que de cada 10 brasileiros que acessam a internet, 8 possuem uma conta no Facebook?

Você sabia que de cada 10 brasileiros que acessam a internet, 8 possuem uma conta no Facebook?

Sabia, também, que o Brasil é responsável por um décimo de todo o tempo gasto em redes sociais no mundo?

As redes sociais estão em forte tendência por aqui, e existem diversas justificativas para gastar algum tempo e recursos promovendo seu conteúdo nas mídias.

Entretanto, é impossível obter resultados relevantes a custos razoáveis sem uma estratégia.

Investir em social media pode ser arriscado e, sem direcionamento, infrutífero.

Uma boa estratégia deve conter conhecimento sobre o público, objetivos claros, geração de valor ao consumidor e possuir formas de monitoramento dos resultados.

Em matéria de redes sociais, o retorno é real quando a equação entre investimentos e resultados se resolve de maneira econômica, enxuta.

Neste post iremos analisar 18 ferramentas que certamente podem te ajudar a aumentar a eficiência nas redes sociais.

Pesquisa de público e conteúdo

1. Social Rank

Social Rank é a melhor solução para gerenciar seguidores no Twitter e no Instagram.

Com uma análise pré-definida sobre valor dos perfis, engajamento e qualidade dos seguidores.

Com filtros baseados em palavras-chave, interesses, atividades e localização geográfica, pode ser uma ferramenta poderosa para monitorar quem está promovendo o seu conteúdo e observando os concorrentes.

2. Nuzzel

Este programa busca e organiza informações sobre compartilhamentos de suas redes no Twitter e no Facebook.

O Nuzzel realiza um compilado sobre o histórico dos seus amigos, e também dos contatos de graus subsequentes (amigos de amigos).

Para quem deseja entender com profundidade os as preferências da audiência, há a opção de destacar pessoas que geram influência sobre a difusão do seu conteúdo.

Destaque para a interface de usuário simples e de fácil assimilação.

3. Meltwater

É uma plataforma de inteligência em marketing digital.

Possui uma série de produtos, dos quais a ferramenta de descoberta de audiência nas redes sociais promete uma grande experiência.

Com uma interface drag-and-drop, o Meltwater agiliza buscas sobre prospects, clientes, concorrentes, influenciadores do seu nicho e outros tópicos.

A ideia é fornecer com rapidez o máximo de informações relevantes sobre sua rede de contatos.

4. Marketing Grader

Este é um software grátis disponibilizado pelo HubSpot.

Com métricas pré-definidas para todos os momentos de seu funil, o Grader atribui notas ao seu desempenho em relação aos posts em blogs, redes sociais, conversão de leads, entre outros.

Ideal para quem não pode pagar por um aplicativo de gestão de redes sociais ou deseja fazer alguns testes antes de estudar uma aquisição, o Marketing Grader possui o selo de qualidade do HubSpot, que é referência no mercado de inbound marketing.

5. PeopleBrowsr

O PeopleBrowsr é um compilado de ferramentas para gestão de redes sociais, um centro de comando constantemente atualizado para pesquisa em tempo real.

Com um algoritmo completo para a busca de menções, ele fornece informações precisas para a pesquisa de termos, pessoas e menções, antes e depois da sua campanha.

Dê um giro completo pelo seu setor, seu público ou concorrentes!

6. Hootsuite

Ainda que pareça, o Hootsuite não é somente mais um painel de controle para social media.

Com um modelo freemium, o software também se destaca por assinaturas profissionais a partir de R$35,90 ao mês.

A plataforma oferece funcionalidades interessantes, menos triviais. O sistema de respostas com um clique e as respostas pré-formatadas agilizam o processo de contato com os prospects, gerando economia na jornada de compra e reputação para sua empresa nas redes.

7. Facebook Insights

Insights é uma ferramenta nativa do Facebook para medir a performance de sua página.

Conhecido por ser a primeira ferramenta utilizada por profissionais de social media, o Insights oferece funcionalidades básicas porém eficientes para todos os estágios da sua estratégia.

Com métricas padronizadas, observe dentro da própria plataforma do Facebook relatórios sobre curtidas, usuários ativos, referências externas e mais.

Dentro do programa você pode realizar integração com o Google Analytics, tornando sua pesquisa ainda mais versátil e data driven.

Posts que geram valor

8. Canva

Canva é um super software para criação de imagens, focado em oferecer versatilidade: além de aplicativos para web e iPad, são disponibilizados filtros, templates, fontes e um extenso banco de imagens.

Se você investe em posts visuais, o Canva promete gráficos profissionais com um trabalho de poucos minutos.

9. Trakto

Após sucessivas atualizações, o Trakto é uma poderosa ferramenta para criação de documentos, ideal para quem precisa integrar a estratégia de marketing de social media com outras mídias digitais.

Além de uma coletânea profissional de artes para posts, a ferramenta também realiza monitoramento da popularidade e captura leads nas redes.

Há também outras funcionalidades para marketing digital em geral, como plataforma de pagamentos, construção de e-books, contratos e propostas comerciais.

10. Buffer

Com esta ferramenta você pode gerenciar posts em todas as redes sociais ao mesmo tempo.

Além de possuir um mecanismo de agendamento de posts alinhado com os hábitos da audiência, basta criar uma seleção para disparar posts personalizados ou em massa.

Resumidamente, com o Buffer é possível agendar, construir posts notáveis e analisar os resultados, tudo em uma só plataforma.

11. Bundlepost

Mais uma opção para agendamento de posts, o Bundlepost se propõe a resolver a rotina de 3 a 5 dias de postagens em apenas 20 minutos de trabalho.

Ideal para quem deseja incrementar o tráfego e engajamento, o software gerencia diversas fontes de conteúdo e descobre de forma eficiente os segmentos da sua audiência.

12. Everypost

Everypost se destaca pela interface extremamente simples. Não tem erro: de um lado o acesso às contas de quaisquer redes sociais que você possua um perfil.

Do outro, uma estrutura que te permite gerar conteúdo para redes específicas ou várias ao mesmo tempo.

A simplicidade do painel de controle facilita o fluxo de trabalho e gera economia para a execução da estratégia através da interface do usuário.

13. Sprout Social

O Sprout Social tem uma proposta diferente.

Em meio à estratégia convencional das ferramentas para redes sociais — a de empurrar o conteúdo de maneira eficiente — este software busca gerar engajamento através de um fluxo mais aberto e atencioso com o cliente.

O sistema de gerenciamento da caixa de entrada pode ser feito de maneira colaborativa, com funcionalidades que permitem criar tarefas rapidamente, a um clique de distância.

Apesar de cobrir apenas Facebook, Twitter, Google Plus e LinkedIn, o Sprout Social aposta na colaboração da equipe para gerenciar seus posts, responder a audiência e acabar com o retrabalho.

Análise e monitoramento

14. Social Mention

Possivelmente uma das melhores ferramentas gratuitas para monitoramento das redes.

Com cobertura em mais de 100 plataformas de social media, o software é rápido e objetivo: com uma linha de informação você obtém medições sobre a força, o sentimento, a paixão e o alcance dos dados pesquisados.

Ele permite que você rastreie rapidamente informações sobre produtos, empresas e tópicos diversos em tempo real.

Além disso há funcionalidades simpáticas, como alertas diários e integração com API.

15. SecureMySocial

Você monitora redes sociais, mas deseja expandir os limites do monitoramento para além da simples audiência?

Você já considerou uma busca sobre o que o seus concorrentes e colaboradores têm dito sobre sua empresa ou produto?

O SecureMySocial é uma solução focada em rastrear violações de políticas de uso, privacidade e compartilhamento de informações.

Ideal para quem possui contratos de sigilo, direitos de imagem, proteção intelectual e políticas sobre privacidade.

16. Cyfe

Um painel de controle completo que analisa cada dado que circula na sua rede e possui uma interface customizável, com addons para plataformas como Google e Salesforce.

Com o Cyfe é possível rastrear KPIs,  gerenciar projetos, vendas e SEO.

Trata-se de um software multipropósito, que talvez possa resolver muitas dores que surgem durante a execução da estratégia.

17. Talkwalker

Com uma grande quantidade de funcionalidades, o Talkwalker impressiona também pelo volume de informação e a robustez do sistema.

São mais de 1500 servidores rodando a plataforma.

Com um pano de fundo global, o software é traduzido para centenas de idiomas e possui integração com diversos CRMs, soluções para engajamento, inteligência de mercado, broadcasts e TV!

É uma plataforma notável, mas que requer atenção acerca dos limites e definição da estratégia.

18. PinAlerts

O PinAlerts é focado no monitoramento do Pinterest. Com ele você pode receber notificações em tempo real dos pins no seu site.

Além disso ele fornece um atalho direto para a conversação com pessoas na plataforma do Pinterest.

Assim você pode iniciar a desenvolver relações com quem compartilhar seus pins, em tempo real!

O sucesso utilizando ferramentas para redes sociais

Existem diferentes demandas entre pessoas que fazem marketing em redes sociais.

Para cada caso, uma solução diferente. Por isso listamos tantas ferramentas neste post.

É essencial que, ao tomar decisões estratégicas, sejam considerados pontos essenciais, como descrito no início do texto.

O estabelecimento de objetivos precisos é que dirá se você precisa de uma solução para a criação de posts incríveis, engajamento dos usuários ou monitoramento de múltiplas plataformas.

Felizmente é possível que, dentre as soluções listadas acima, pelo menos uma seja ideal para você!

Após entender como realizar uma estratégia matadora, é hora de escolher as ferramentas que melhor auxiliam na conquista dos resultados.

Utilizando-as corretamente você se tornará onipotente no marketing em redes sociais!

Gostou deste artigo? Veja as maiores as melhores dicas para alcançar sucesso com Marketing nas Redes Sociais.

sistema de gestão, pessoas trabalhandoVocê sabia que de cada 10 brasileiros que acessam a internet, 8 possuem uma conta no Facebook?

">

Sistema de gestão: o que é e quais são os melhores no mercado?

Quando falamos de sistemas de gestão, nos deparamos com diversas conceituações abordadas por diferentes autores.

Quando falamos de sistemas de gestão, nos deparamos com diversas conceituações abordadas por diferentes autores.

Porém, é possível perceber características nas definições que se convergem e contribuem para o entendimento do conceito.

Para a FQN, Fundação Nacional da Qualidade, um Sistema de Gestão é um conjugado de práticas com determinado padrão que interagem entre si com o objetivo de gerir um negócio e produzir resultados positivos não somente de caráter financeiro.

As melhorias podem aparecer nos indicadores de qualidade, na redução de riscos para o trabalhador, redução de impacto ao meio ambiente e, consequentemente, o uso dos recursos naturais com mais eficiência.

Mas qual a necessidade e os benefícios da utilização de um sistema de gestão em um negócio?

Saiba mais a partir destas reflexões e tire suas próprias conclusões!

Impacto em toda a cadeia

As melhorias advindas da implantação do sistema de gestão podem impactar diferentes pontos da cadeia.

Desde o cliente final perceber as diferenças no preço e no produto, até a satisfação do público interno em relação à melhoria de qualidade de vida e diminuição de riscos de acidentes de trabalho.

Sem contar a reação positiva da comunidade em relação à diminuição dos prejuízos ao meio ambiente, causando um bem-estar coletivo na região da empresa.

Percebe a importância de usar ferramentas de gestão em diferentes áreas da sua empresa?

Esses exemplos ilustram brevemente a relevância da busca da melhoria contínua para o negócio, baseada em indicadores que contemplem qualidade, meio ambiente, saúde e segurança do funcionário.

Mensurar cada indicador e seus avanços permite acompanhar de perto o desempenho do negócio e melhorar a sua performance.

Vantagens da implantação

É possível destacar alguns principais benefícios da implantação de um sistema de gestão em seu negócio.

1. Ajuda a empresa a obter um diferencial competitivo no mercado;

2. Facilita o fortalecimento da imagem da empresa perante seus diferentes públicos — tanto interno quanto externo;

3. Permite padronizar processos de acordo com padrões aceitos internacionalmente, buscando a excelência gerencial;

4. Contribui para uma melhoria no clima organizacional;

5. Possibilita a diminuição de danos ao meio ambiente;

6. Proporciona um ambiente corporativo melhor, com funcionários mais capacitados e mais seguros;

7. Permite mais transparência nos processos e redução de burocracia.

A fim de conseguir mensurar se houve de fato o desenvolvimento de tais melhorias/benefícios no negócio, é necessário delimitar alguns indicadores para subsidiar essa análise.

Exemplos de indicadores

Qualidade

Pode-se medir o número de produtos com defeitos, a quantidade de matéria-prima desperdiçada no processo de produção, as reclamações do consumidor em relação ao padrão esperado do produto, as horas perdidas em razão de ter que parar a produção, etc.

Meio ambiente

É possível estabelecer métricas pela quantidade de consumo de água no processo de produção, a quantidade de resíduos gerados, os destinos que são dados a esses resíduos (podem ser encaminhados às empresas que se utilizam daquela matéria para produção de um novo produto), etc.

Saúde

É importante medir o número de acidentes de trabalho, o número de faltas com e sem justificativa, o número de entrega de atestados médicos, campanhas em prol da saúde e da segurança, horas de treinamento oferecidas.

Com a implantação de um sistema de gestão, a empresa pode atender às exigências de padrão de uma só vez.

Como outros sistemas, há a necessidade de um aperfeiçoamento contínuo, por isso, há um calendário de auditorias, normas e procedimentos a serem seguidos.

Modelo PDCA

Esse modelo bastante utilizado em práticas de gestão tem o objetivo de controlar e otimizar os processos colaborando com o alcance de metas e proporcionando mecanismos para uma melhoria contínua.

Tal método considera os seguintes passos:

Planejar (Plan)

É no momento em que são definidos os objetivos e os caminhos que precisam ser percorridos para alcançá-los;

Fazer (Do)

Quando são enumeradas as ações planejadas para serem colocadas em práticas. Nessa etapa também são avaliados os recursos humanos e materiais necessários que devem ser treinados e/ou adquiridos.

Verificar (Check)

Nessa hora são verificadas se as ações foram executadas conforme planejado, se deram os resultados esperados ao longo do processo.

Atuar (Act)

Aqui são revisados os processos realizados a fim de estabelecer pontos de mudanças e iniciar todo o processo novamente.

Além desse modelo de gestão, há algumas certificações padronizadas em âmbito nacional e internacional.

Elas contribuem para a implantação de um padrão de processos nas empresas e são acompanhadas mediante auditorias periódicas.

A seguir, vamos citar as certificações mais reconhecidas atualmente que podem auxiliar seu negócio no início da implementação de um sistema de gestão.

ISO 9001

Qual organização não quer melhorar o jeito que opera, melhorar sua competitividade no mercado, reduzir custos e melhorar o nível de satisfação de seus clientes?

Um sistema de gestão oferece procedimentos padronizados necessários para o monitoramento e aperfeiçoamento do desempenho de diversas áreas do seu negócio.

A ISO 9001 é uma certificação que pode ser aplicada a qualquer negócio que busque otimizar a forma que é gerida.

Ela pode ser implementada em empresas de diferentes portes e setores, porém, é possível observar impactos maiores nas organizações que têm preparo para aplicá-la em todas as áreas e não somente em determinado setor.

Junto da ISO 9001, outras normas de sistema de gestão foram desenvolvidas e podem ser encaradas como complemento umas das outras em busca de um Sistema de Gestão Integrado (SGI).

As diferentes normas atuando juntas podem agregar um retorno significativo para o investimento na aplicação dessas ferramentas.

ISO 14001

Essa norma é internacionalmente reconhecida e está direcionada no sentido de estabelecer um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) eficiente na organização.

O principal objetivo é gerar o equilíbrio entre o alto desempenho da produção e a redução do impacto ambiental.

Para que isso seja efetivo de fato, tem que haver a criação de uma série de estratégias que contribuam para os indicadores de mensuração criados anteriormente, como você já aprendeu aqui em nosso texto.

OHSAS 18001

Para complementar as especificações já citadas, há o Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional (SGSSO) que busca promover um ambiente de trabalho mais seguro aos funcionários, além de prezar pela saúde e bem-estar deles.

Nesse sistema, há uma estrutura que permite identificar e controlar os riscos que afetam a saúde e a segurança do trabalhador, reduzindo o índice de acidentes, proporcionando ambientes mais agradáveis, que contribuem para o bem-estar, e, por fim, potencializando a performance dos trabalhadores e da produção.

Para alcançar os resultados eficientes nessa norma, muitas empresas criam campanhas que incentivam os cuidados com a saúde, tais como: campanhas de vacinação, prevenção da diabetes e obesidade, incentivo à prática de atividades físicas, etc.

Além disso, a grande preocupação das empresas está na segurança, tanto do produto quanto do trabalhador.

Por isso, é possível encontrar ações que falam sobre os dispositivos de segurança necessários para fazer manutenções nas máquinas de produção, alertas sobre cuidados para evitar acidentes de trajeto casa-trabalho-casa, entre outros.

São diversos exemplos presentes nessa temática, porém cada empresa precisa adequar as necessidades do seu negócio ao que a norma espera de resultado para impactar a eficiência do indicador.

Implantando o SGI na sua empresa

Sugerimos algumas etapas que podem ser determinantes para a implantação de um sistema de gestão em seu negócio:

1. Tire uma foto atual do negócio: levante e analise todos os processos e procedimentos nas diversas áreas existentes na sua empresa.

O foco é padronizá-los e formalizá-los em processos escritos a fim de poderem ser utilizados por colaboradores de diversos setores em diferentes momentos. Aqui, preza-se também pela gestão do conhecimento;

2. Divulgue os novos passos: a política da empresa deve estar alinhada aos padrões SGI;

3. Prepare seus aliados: é importante que a equipe esteja sensibilizada e engajada com o novo processo;

4. Atue como facilitador das mudanças: contribua na identificação e solução de problemas das outras áreas, facilitando a mudança de comportamentos no dia a dia da empresa;

5. Acompanhe as auditorias: esteja atento às recomendações feitas nas áreas auditadas e acompanhe as ações que devem ser adotadas para corrigir erros apontados;

6. Avalie sempre: perceba as mudanças que estão sendo feitas, dê feedbacks aos envolvidos, oriente aqueles que ainda estão com processos que precisam ser melhorados.

Lembrando que essas são algumas dicas para te encorajar a iniciar esse processo!

Convoque sua equipe de gestão para pensarem juntos em estratégias que permitam uma evolução mais eficaz nesse processo.

É muito importante que todos os níveis da empresa estejam engajados com a mudança.

É comum os colaboradores se acomodarem com o status quo e negarem a mudança de comportamento em prol de mudanças que vão impactar tanto os resultados da empresa quanto seus resultados individuais.

Por isso, aja como líder e envolva seu time em direção a esse objetivo comum para o sucesso da empresa e de todos os envolvidos — inspire-se nos casos da Copobras e da Portonave!

Lembre-se sempre: “não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, não há sucesso no que não se gerencia”. William Edwards Deming

Aproveite para saber mais e veja 4 áreas em que você pode aplicar boas ferramentas de gestão!

A Crise das Organizações - formigas em trabalho coletivo

A Crise das Organizações: a Internet e as Redes Colaborativas

Para facilitar o entendimento sobre a tal “Crise das Organizações”, vou começar esse post contando uma ultra resumida história sobre os táxis.

Para facilitar o entendimento sobre a tal “Crise das Organizações”, vou começar esse post contando uma ultra resumida história sobre os táxis.

Afinal, o serviço de transportar qualquer pessoa em uma grande cidade é quase tão antigo quanto a própria civilização.

Ascensão e declínio (?) dos táxis

Dos riquixás asiáticos às liteiras romanas e carruagens londrinas, o serviço teve seu ápice no final do século XIX, com o aparecimento dos primeiros táxis motorizados e a criação e popularização do taxímetro — será que houve revolta dos donos dos riquixás, liteiras e carruagens? O fato é que o táxi tornou-se popular e a profissão foi regulamentada.

Com o crescimento do serviço, aumento de usuários e complexidade das cidades, os taxistas foram se organizando em forma de Cooperativas, a fim de facilitar a ponte com os consumidores. Desde então as alterações foram poucas, adicionando-se aos carros melhorias como rádio e ar-condicionado.

Até que a tecnologia evoluiu, e com ela vieram a Internet, o GPS, os smartphones e os aplicativos. Taxistas que antes se viam “presos” às Cooperativas, seus contratos e privilégios duvidosos ficaram extasiados com as novas possibilidades. E as Cooperativas foram à loucura!

Agora os taxistas estavam livres, não precisavam mais pagar comissões abusivas às Cooperativas, estavam mais próximos do consumidor, podiam oferecer um serviço muito mais eficiente — já que os passageiros passaram a esperar menos tempo até a chegada do veículo e a avaliar os motoristas a cada viagem. O que gerou uma inteligência coletiva sobre bons e maus profissionais.

Ou seja, agora, com aplicativos como o Taxibeat, Easy Taxi e 99Taxis, por exemplo, o motorista depende apenas dele para fazer um bom trabalho e aumentar seus lucros. Era quase um sonho, até que surgiu um novo aplicativo chamado Uber. E aí foi a vez dos taxistas irem à loucura!

A Crise das Organizações- Uber
Com o Uber, qualquer interessado pode se cadastrar para utilizar o seu próprio carro para atender solicitações de corridas. Já o passageiro tem a possibilidade de dividir o trajeto e a conta com outros passageiros que pretendem seguir o mesmo caminho.

Uma completa heresia na visão dos taxistas. Mas será que, como eu disse lá em cima, houve revolta dos donos dos riquixás, liteiras e carruagens quando os taxistas começaram a “roubar” os seus clientes?

As Revoluções Cognitivas Intermediadoras

Há alguns meses, durante uma aula no MBA, minha turma se deparou com um professor chamado Carlos Nepomuceno, que prometia nos fazer enxergar, ao final da aula, o futuro através de uma análise do passado. Não sei quantas pessoas aquele discurso atingiu, mas me acertou em cheio.

Em busca de mais informações sobre o tema, li rapidamente o livro que ele lançou em 2013, mas que se mantém cada vez mais atual: “Gestão 3.0: a Crise das Organizações“. É esse livro que me traz aqui hoje.

O autor compara a atual revolução (a da Internet) às revoluções causadas pela fala, pela escrita e pela prensa. Denominadas Revoluções Cognitivas Intermediadoras, são aquelas que expandem nosso cérebro e tem o poder de descentralizar as ideias. Segundo Nepomuceno, “não se trata de um processo evolucionista, mas de um processo ‘demograficionista’. Quanto mais somos no planeta, mais problemas teremos, cada vez mais complexos e, por sua vez, mais tecnológicos teremos que ser”.

O que ele quer dizer é que, à medida que a população cresce, surge a necessidade de nos reinventarmos para reequilibrar a sociedade.

A evolução

Através da fala, conseguimos criar as primeiras aldeias e sair das cavernas; com a escrita conseguimos organizar e armazenar regras e conceitos necessários ao desenvolvimento das cidades; e com o computador e a Internet temos uma perspectiva de melhor administrar nossas megalópoles.

Ou seja, quanto mais complexos forem os problemas da sociedade (entendendo que é o aumento populacional que gera esses problemas), mais a produção e a comunicação/informação evoluirão para atender às novas complexidades.

Num mundo de enormes burocracias administrativas, tanto públicas como privadas, buscar um novo caminho pode parecer estar à espera de um milagre. Na verdade, para as empresas triunfarem precisaremos de centenas, até de milhares. Isso seria deprimente, não fosse um fato crucial: os seres humanos se distinguem das demais espécies pela capacidade de operar milagres. Chamamos esses milagres de tecnologia. – Peter Thiel

A prensa foi responsável pela difusão do conhecimento, gerando descontrole das ideias que culminaram nas revoluções Americana e Francesa, instituindo um novo modelo de gestão da espécie: a República.

Quando o ambiente cognitivo está defasado, são as organizações que controlam as ideias, não a sociedade. E era o que acontecia no final da Idade Média, época do ambiente cognitivo manuscrito.

As organizações estavam obsoletas uma vez que a sociedade não tinha as ferramentas necessárias para construir uma alternativa, até que surgiu o papel impresso e permitiu a revolução.

Cada tecnologia que vem ao mundo, muitas vezes sem a intenção consciente do desenvolvedor, expande nossos limites e abre um novo mundo de possibilidades, tornando possível o que antes era impossível. – Carlos Nepomuceno

A Internet

Ou seja, para um planeta com 1 bilhão de habitantes, como aquele do final da Idade Média (1800), o papel impresso foi crucial na disseminação e recontrole das ideias pela sociedade.

Hoje, com 7 bilhões de habitantes, o modelo de gestão da espécie criado para 1 bilhão de habitantes começa a apresentar problemas. Eis que surge a Internet, com sua característica disruptiva para, novamente, descentralizar as ideias a fim de repensar a melhor maneira de gerirmos um mundo 7 vezes maior do que aquele da Idade Média (e crescendo…).

A Crise das Organizações - Evolução da população mundial
Com uma população deste tamanho e as novas ferramentas web que dão cada vez mais voz a qualquer usuário que dela faça parte, as pessoas andam cada vez mais exigentes e imediatistas.

Se olharmos para trás e analisarmos as transações comerciais, podemos ver como mudamos nossa forma de fazer negócios em vista do crescimento populacional, e como a internet vem alterando ainda mais esse cenário.

Antigamente, os negócios eram feitos presencialmente, conhecíamos o dono da mercearia e ele nos conhecia. Com uso massivo dos meios de comunicação vieram, então, as grandes marcas, buscando criar reconhecimento e identificação de pessoas fora da região base das empresas.

Com a Internet, não precisamos nem mesmo sair de casa para realizar a maioria dessas compras. E tem mais: nós mesmos criamos referências automáticas para futuros compradores.

Na época dos pequenos comerciantes, os conhecíamos praticamente da infância; na época das grandes marcas, aprendemos a confiar nelas; na época da Internet deixamos rastros para futuros compradores através do simples ato de comprar e qualificar. Tudo está conectado, e isso faz uma enorme diferença…

Na Internet, as pessoas querem pagar por aquilo que é relevante, exclusivo e que economiza tempo. – Chris Anderson

Os Formigueiros e as Redes Colaborativas

Segundo Nepomuceno, essas novas ferramentas têm o poder de reintermediar a forma como gerimos a nossa espécie, tirando o poder de decisão dos líderes-alfa. Criando assim uma gestão mais parecida com a das formigas, descentralizada, mais dinâmica, meritocrática e democrática, além de autoreguladora.

O Mercado Livre é um exemplo desse tipo de gestão. Os comerciantes que vendem qualquer produto no site precisam manter sua reputação em alta para atrair novos clientes. Dessa forma, precisam oferecer o melhor serviço possível para gerar/impulsionar o rastro (curtidas, recomendações, carma digital), o que acaba “eliminando as práticas que vão contra o coletivo e enaltecendo as que colaboram a seu favor”.

Nesse novo tipo de gestão da espécie, o “problema de escala” joga a nosso favor, pois quanto mais gente mais a plataforma e os usuários aprendem. E fica cada vez melhor, ao contrário do modelo anterior, que só se torna mais e mais lento e burocrático à medida que a demanda aumenta.

Esse novo modelo nos permite, então, solucionar de forma simples o problema do aumento vertical da demanda.

Com a Internet, estamos começando s experimentar o modelo inspirado nas formigas, da comunicação química, que, tecnologicamente, se traduz nos rastros e no carma digital para procurar viver com mais qualidade nas megalópoles. – Carlos Nepomuceno

Esse modelo de avaliação — esses rastros digitais, como as ações dar estrelas, curtir e/ou recomendar —, é tão simples que maioria acaba colaborando, e é a chave da nova Gestão da Espécie 3.0.

Essas ações que criam o que chamamos de rastro podem ser vistas (e são a grande justificativa para o sucesso) em empresas como a Amazon, Google, Facebook, YouTube, Mercado Livre e o próprio Uber, além de inúmeras outras.
É um novo horizonte, que, segundo o autor, “serve para denunciar em praça digital que ‘o rei está nu’ e sugere uma nova roupa”.

A Crise das Organizações

Há um espaço gigantesco entre a capacidade de diálogo das organizações (públicas e privadas), seus entraves para mudanças e tomadas de decisões e a nova e crescente demanda por diálogo introduzida pela Internet. Não dá para ignorar esse gigante (internet) e ficar de fora.

A Internet abriu o diálogo e expandiu os processos de comunicação, sem dúvida, mas vale frisar que o processo aqui discutido não é um processo comunicacional apenas, e sim produtivo. Visa reduzir custos e aumentar benefícios para a sociedade, através de maior eficiência, produtividade e meritocracia nas organizações. É preciso otimizar através da inovação.

Nas palavras de Manuel Castells, “a nova economia se funda num potencial sem precedentes de crescimento da produtividade em decorrência dos usos da Internet por todo tipo de empresa em todo tipo de operação”.

Volto ao início desse artigo para falar novamente dos táxis. Será que as Cooperativas fizeram algum tipo de esforço para fazer parte da revolução ou acharam que era algo ainda muito distante e apenas viram o trem atropelá-las?

E o que falar da indústria da música, que teve que se reinventar na marra; do mercado editorial, que vem sendo assombrado pela Amazon; da Kodak, que inventou a câmera digital mas engavetou o projeto com medo de que a invenção concorresse com seu principal mercado (o de filmes fotográficos)? No caso da Kodak, não só concorreu como praticamente destruiu o mercado e a empresa ficou de fora sobrevivendo das patentes da nova invenção.

É crítico, não dá para não perder tempo pensando nisso. As organizações e/ou setores que não buscarem se reinventar podem acabar sendo reinventados por terceiros, e aí pode ser tarde demais para planejar.

A maior vantagem competitiva de uma organização é a sua visão do futuro. – Hamel e Prahalad
Veja também como nesse mundo atual, a cada dia, surgem mais e mais empreendedores. Entenda esse conceito e veja o que é realmente ser um empreendedor.

Esse artigo foi produzido Lorran Feital.

homem rindoAprender inglês – assim como qualquer outra língua – do zero não é nada fácil e requer uma boa dose de dedicação, paciência e persistência. Mas, por que será que para algumas pessoas aprender inglês acaba se tornando um processo tão doloroso a ponto de fazer com que ela desista de ir em frente? O fato é que até para o ato de aprender deve-se haver um bom planejamento para não colocar tudo a perder no primeiro obstáculo que surgir. Muita gente passa por transtornos desnecessários porque está estudando de forma incerta, o que reflete em seu processo de estudos e desacelera o aprendizado da língua. Se você estuda inglês já há algum tempo, viu que não está produzindo e começou a ficar preocupado com seu desempenho, dê uma olhada nas dicas que separamos e veja se não está falhando em algum dos pontos.

">

Inglês: por que você não consegue atingir a fluência?

Aprender inglês – assim como qualquer outra língua – do zero não é nada fácil e requer uma boa dose de dedicação, paciência e persistência. Mas, por que será que para algumas pessoas aprender inglês acaba se tornando um processo tão doloroso a ponto de fazer com que ela desista de ir em frente? O fato é que até para o ato de aprender deve-se haver um bom planejamento para não colocar tudo a perder no primeiro obstáculo que surgir. Muita gente passa por transtornos desnecessários porque está estudando de forma incerta, o que reflete em seu processo de estudos e desacelera o aprendizado da língua. Se você estuda inglês já há algum tempo, viu que não está produzindo e começou a ficar preocupado com seu desempenho, dê uma olhada nas dicas que separamos e veja se não está falhando em algum dos pontos.

Aprender inglês – assim como qualquer outra língua – do zero não é nada fácil e requer uma boa dose de dedicação, paciência e persistência. Mas, por que será que para algumas pessoas aprender inglês acaba se tornando um processo tão doloroso a ponto de fazer com que ela desista de ir em frente? O fato é que até para o ato de aprender deve-se haver um bom planejamento para não colocar tudo a perder no primeiro obstáculo que surgir. Muita gente passa por transtornos desnecessários porque está estudando de forma incerta, o que reflete em seu processo de estudos e desacelera o aprendizado da língua. Se você estuda inglês já há algum tempo, viu que não está produzindo e começou a ficar preocupado com seu desempenho, dê uma olhada nas dicas que separamos e veja se não está falhando em algum dos pontos.

1.      Estudar de forma compulsiva

Existem muitos estudantes que são iludidos por propagandas enganosas – sim, aquelas que prometem a fluência em algumas semanas ou meses – e acabam caindo no conto do vigário, achando que vão sair falando fluentemente depois de um ou dois meses de estudos. Reconhecemos que sempre há uma empolgação inicial no aprendizado de qualquer coisa, mas muitos estudantes acham que se trata de um processo rápido e sem sacrifício. Quem chega em um nível que já consegue viajar para fora do Brasil ou passar em entrevistas de emprego já passou horas e mais horas sentado estudando. Não existe método fácil, ainda mais se tratando de um idioma, visto que o cérebro leva tempo para absorver e assimilar cada conteúdo.

2.      Beber apenas de uma fonte

Se você só estuda através de um meio, o aprendizado não será produtivo. Vamos pegar o português como exemplo: imagine se você só pudesse aprender a língua com uma única pessoa ou estudando um só livro. Será que seria produtivo? Com certeza, não. Quem está preocupado com seu dinamismo na língua aprende com bons profissionais, mas aposta também em outras fontes para enriquecer, flexibilizar e fixar seus conhecimentos, seja por meio de aplicativos, jogos ou filmes. Hoje, existe ainda a possibilidade de estudar através de plataformas como a Preply, por exemplo, que disponibiliza professor particular de inglês – preply – e de muitas outras línguas à distância, com professores capacitados não só do Brasil, mas do mundo inteiro.

3.      Dar passos maiores que as pernas

Se você está vendo que ainda não fixou os níveis mais básicos de uma língua, para que dar um passo à frente e começar a aprender vocabulário de um nível acima? O ideal é não forçar a barra. Quem realmente quer aprender uma língua e alcançar a fluência está muito mais preocupado com o estudo em si do que com a rapidez com a qual aprende a língua. Isso também torna o processos de aprendizagem muito mais exaustivo e o estudante tende a desacelerar mais para frente. Por isso, faça sempre uma avaliação sincera e invista tempo, esforço e dinheiro em algo que, no momento, é uma de suas prioridades. Ninguém aprende inglês do dia para a noite e é necessário programar-se para estudar diariamente, nem que seja por 30 minutos.

152 melhores frases de empreendedorismo para inspirar seu negócio

152 melhores frases de empreendedorismo para inspirar seu negócio

Aprender com os próprios erros é sempre uma excelente forma de se aprender, mas é sempre um bom atalho aprender com pessoas que erraram antes da gente e descobriram caminhos para o sucesso!

Aprender com os próprios erros é sempre uma excelente forma de se aprender, mas é sempre um bom atalho aprender com pessoas que erraram antes da gente e descobriram caminhos para o sucesso!

No post de hoje, nós compilamos as 152 melhores frases de empreendedorismo para você se inspirar e inspirar as pessoas que trabalham com você (e mais 1 reflexão bônus, para você levar para a vida inteira)!

Confira:

1. “Uma pessoa que nunca cometeu erros nunca tentou algo novo” – Albert Einstein

2. “Seu tempo é limitado, então não perca tempo vivendo a vida de outra pessoa” – Steve Jobs

3. “Você não falhará se não subir a montanha. Mas não tem graça nenhuma viver sempre com o pé no chão” – autor desconhecido

4. “Um plano razoável executado hoje é melhor que um plano perfeito que sempre fica para a semana que vem” – George Patton

5. “Mantenha seus medos consigo mesmo, mas compartilhe sua coragem com todo mundo” – Robert Louis Stevenson

6. “Eu não sou um produto de minhas circunstâncias. Eu sou um produto de minhas decisões” – Stephen Covey

7. “Cada criança é um artista. O problema é permanecer um artista depois que crescemos” – Pablo Picasso

8. “Ditadores montam em tigres dos quais eles não têm coragem de desmontar. E os tigres estão ficando com fome.” Winston Churchill, ex-primeiro-ministro do Reino Unido

9. “Contrate caráter, treine habilidades.” –  Peter Schutz, empreendedor

10. “Líderes pensam e falam sobre soluções. Seguidores pensam e falam sobre problemas.” – Brian Tracy, empreendedor

11. “A liderança é a potente combinação entre estratégia e caráter. E se quiser escolher um valor, fique com o segundo” – Norman Schwarzkopf

12. “Grandes líderes são quase sempre grandes simplificadores, que cortam argumentos, debates e dúvidas para oferecer uma solução que todos podem entender” – Colin Powell

13. “Nossas vidas começam a terminar no dia em que nos calamos sobre as coisas que importam” – Martin Luther King Jr.

14. “Se você faz o que sempre fez, vai ter o que sempre teve” – Tony Robbins

15. “Sonhar, afinal, é uma forma de planejamento” – Gloria Steinem

16. “Temos que ajustar nosso caminho rumo às estrelas, não para as luzes de todo navio que passa no mar” – Omar Bradley

17. “A disciplina é a alma de um exército. Ela faz grupos pequenos parecerem formidáveis, ajuda os mais fracos a obter o sucesso e traz autoestima para todos” – George Washington

18. “Um líder é um vendedor de esperança” – Napoleão Bonaparte

19. “Minha definição de liderança é a seguinte: a capacidade e o desejo de guiar, com caráter, homens e mulheres rumo a um objetivo”  – Bernard Montgomery

20. “O melhor líder não é necessariamente aquele que faz as melhores coisas. Ele é aquele que faz com que pessoas realizem as melhores coisas.” –  Ronald Reagan, ex-presidente americano

21. “Se você não pode fazer grandes coisas, faça pequenas coisas em grande estilo” – Napoleon Hill

22. “Não se preocupe em falhar. Preocupe-se com as chances que você perde ao não mesmo tentar” – Jack Canfield

23. “A questão não é quem vai me deixar; mas sim, quem vai me impedir” – Ayn Rand

24. “Quando tudo parece estar indo contra você, lembre-se que o avião decola contra o vento, não a favor dele” – Henry Ford

25. “Não são os anos de sua vida que contam. É a vida em seus anos” – Abraham Lincoln

26. “As batalhas que contam não são apenas as medalhas de ouro. As lutas dentro de si, as batalhas invisíveis dentro de todos nós, é o que vale a pena”- Jesse Owens

27. “A educação custa dinheiro. Mas, em seguida, o mesmo acontece com a ignorância” – Sir Claus Moser

28. “Tenho aprendido ao longo dos anos que, quando a mente está pronta, isso diminui o medo” – Rosa Parks

29. “Algum dia’ não é um dia da semana” – Denise Brennan-Nelson

30. “Chegou a hora de viver a vida que você sempre imaginou que teria” – Henry James

31. “A melhor vingança é um sucesso retumbante” – Frank Sinatra

32. “O melhor executivo é aquele que sabe escolher os melhores homens para uma missão e tem autocontrole suficiente para não se intrometer enquanto eles resolvem o problema” – Theodore Roosevelt

33. “Um líder de verdade tem confiança para ficar sozinho, coragem para tomar decisões difíceis e compaixão para escutar a necessidade dos outros” – Douglas MacArthur

34. “Se todo mundo está pensando igual, então tem gente que não está pensando em nada” – Patton

35. “Dados são mais importantes que julgamentos para líderes de sucesso” – Powell

36. “Pode parecer estranho, mas grandes líderes ganham autoridade ao deixar a disciplina de lado” – James Stockdale

37. “Um homem é só um líder quando tem um seguidor atrás de si.” – Mark Brouwer, consultor

38. “A arte de liderar é o ato de dizer ‘não’, e não dizer ‘sim’. É muito fácil dizer ‘sim’.” – Tony Blair, ex-primeiro-ministro do Reino Unido

39. “Um líder leva pessoas para onde elas querem ir. Um grande líder leva pessoas aos lugares em que elas não necessariamente querem ir, mas deveriam ir.” – Rosalynn Carter, ex-primeira-dama americana

40. “Se tudo parece sob controle, você não está indo rápido o suficiente.” – Mario Andretti, piloto automobilístico

41. “Há uma diferença entre ser um líder e ser um chefe. Os dois são baseados em autoridade. Um chefe demanda obediência cega; um líder conquista sua autoridade por meio da compreensão e confiança.” – Klaus Balkenhol, cavaleiro alemão

42. “O melhor líder é aquele que tem senso suficiente para pegar homens bons para fazer o que ele quer e o autocontrole para não se intrometer enquanto eles o fazem.” – Theodore Roosevelt, ex-presidente americano

43. “Se você pode sonhar, você pode conseguir” – Zig Ziglar

44. “Faça de todos os seus dias uma obra de arte” – John Wooden

45. “Os seus sonhos são a prévia do que acontecerá na sua vida” – Albert Einstein

46. “Lembre-se que ninguém pode fazer você se sentir inferior sem o seu consentimento” – Eleanor Roosevelt

47. “A vida é o que fazemos dela, sempre foi, e sempre será” – Moisés

48. “Mude seus pensamentos e você muda seu mundo” – Norman Vicent Peale

49. “Escreva algo que valha a pena ler, ou faça alguma coisa que valha a pena escrever” – Benjamin Franklin

50. “Se você pode olhar para o que tem na vida, você sempre vai ter mais. Se você olhar para o que não tem, nunca terá o suficiente” – Oprah Winfrey

51. “Lembre-se que não conseguir o que você quer é algumas vezes um lance de sorte” – Dalai Lama

52. “Você não pode deixar de usar a criatividade. Quanto mais você usa, mais você tem” – Maya Angelou

53. “Não é o que você faz para os seus filhos, mas o que você os ensinou a fazer por si mesmos, que irá torna-los serem humanos bem sucedidos” – Ann Landers

54. “Se você deseja que seus filhos acabem bem, gaste o dobro de tempo com eles, e metade do dinheiro” – Abigail Van Buren

55. “Construa seus próprios sonhos, ou alguém vai contratá-lo para construir os seus” – Farrah Gray

56. “Você se torna o que você acredita” – Oprah Winfrey

57. “Eu preferiria morrer de paixão do que de tédio” – Vincent Van Gogh

58. “Um homem verdadeiramente rico é aquele cujos filhos correm para seus braços quando suas mãos estão vazias”- Autor desconhecido

59. “Para ter sucesso, o seu desejo de sucesso deve ser maior do que o seu medo do fracasso” – Bill Cosby

60. “A pessoa que diz que não pode ser feito não deve interromper a pessoa que está fazendo” – Provérbio chinês

61. “Se você quiser se levantar, levante outra pessoa” – Booker T. Washington

62. “Acredite que você pode e você vai chegar lá” – Theodore Roosevelt

63. “Fiquei impressionado com a urgência de fazer. Saber não é suficiente; devemos aplicar. Estar disposto não é o suficiente; devemos fazer” – Leonardo Da Vinci

64. “Limitações vivem apenas em nossas mentes. Mas se usarmos nossa imaginação, nossas possibilidades tornam-se ilimitadas” – Jamie Paolinetti

65. “Em primeiro lugar, tenha um ideal prático e definitivo; uma meta, um objetivo. Em segundo lugar, disponha dos meios necessários para atingir os seus fins; sabedoria, dinheiro, materiais e métodos. Em terceiro lugar, ajuste todos os seus meios para esse fim” – Aristóteles

66. “Se os ventos não vão servir, leve os remos” – Provérbio americano

67. “Você não pode cair se não subir. Mas não há nenhuma alegria em viver toda a sua vida na terra” – Desconhecido

68. “Sempre lembre que você é mais corajoso do que pensa, mais forte do que parece e mais esperto do que acredita” – Christopher Robin

69. “Ok, você é inseguro. Mas adivinhe? O resto do mundo também é. Não superestime a concorrência e subestime você. Você é melhor do que acredita” – T. Harv Eker

70. “Nada pode parar alguém com a atitude ideal a conquistar sua meta; nada na Terra pode ajudar alguém sem comprometimento” – Thomas Jefferson

71. “Líderes incríveis saem da sua rotina para melhorar a autoestima de sua equipe. Se as pessoas acreditam nelas, é incrível o que elas podem conquistar.” – Sam Walton, empreendedor

72. “Uma boa liderança é sobre experiências humanas. Não é uma fórmula ou programa, é uma atividade humana que vem do coração e leva em consideração os corações de outras pessoas. É uma atitude, não uma rotina.” – Lance Secretan, professor e especialista em liderança

73. “A felicidade não é algo pronto. Ela vem de suas próprias ações” – Dalai Lama

74. “Devemos crer que somos dotados de alguma coisa, e que essa coisa, deve ser atingida a qualquer custo” – Marie Curie

75. “Muitos de nós não estamos vivendo nossos sonhos porque estamos vivendo nossos medos”- Les Brown

76. “Os desafios são o que tornam a vida interessante e superá-los é o que dá sentido à vida” – Joshua J. Marinho

77. “Ganhar não é tudo, mas querer ganhar é” – Vince Lombardi

78. “Você nunca pode atravessar o oceano até que você tenha coragem de perder de vista a costa” – Cristóvão Colombo

79. “Eu aprendi que as pessoas vão esquecer o que você disse, as pessoas vão esquecer o que você fez, mas as pessoas nunca esquecerão como você as fez sentir” – Maya Angelou

80. “Ou você corre do dia, ou durante o dia você corre” – Jim Rohn

81. “Se você pensa que pode, ou que não pode, você está certo” – Henry Ford

82. “Peça, e lhes será dado; procure e encontrará; bata, e a porta será aberta para você” – Jesus

83. “A única pessoa que você está destinado a se tornar é a pessoa que você decide ser” – Ralph Waldo Emerson

84. “Vá na direção de seus sonhos. Viva a vida que você imaginou” – Henry David Thoreau

85. “Poucas coisas podem ajudar mais um indivíduo do que colocar a responsabilidade em cima dele, e deixa-lo saber que você confia nele” – Booker T. Washington

86. “Determinadas coisas capturam o seu olho, mas leve a cabo apenas aquelas que capturam seu coração” – Provérbio indiano

87. “Não há engarrafamentos ao longo da milha extra” – Roger Staubach

88. “Nunca é tarde demais para ser o que você poderia ter sido” – George Eliot

89. “Nenhum homem será um grande líder se quiser fazer tudo sozinho ou se quiser levar todo o crédito por fazer isso.” – Andrew Carnegie, empreendedor

90. “Se você está atravessando o inferno, bem, continue atravessando” – Winston Churchill

91. “Não importa o quão rápido você anda, mas a força de vontade para nunca parar” – Confúcio

92. “Há apenas uma maneira de evitar críticas: não fazer, não falar e não ser nada” – Aristóteles

“80% do que leva as pessoas ao sucesso é se mostrar para o mundo” – Woody Allen

93. “Grandes líderes quase sempre são grandes simplificadores, que conseguem passar por discussões, debates e dúvida para oferecer uma solução que todos possam entender.” – Colin Powell, secretário de estado norte-americano

94. “A confiança não vem do ato de estar sempre certo, mas de não ter medo de estar errado” – Peter T. McIntire

95. “Na vida, cada um tem dois caminhos a seguir: esperar pelo melhor dia da vida ou comemorar cada um deles como algo inesquecível” – Rasheed Ogunlaru

96. “Faça o que você puder, onde você está e com o que você tem” – Theodore Roosevelt

97. “Muitas empresas acreditam que pessoas podem ser trocadas entre si. Pessoas realmente talentosas nunca são. Elas têm habilidades únicas. Pessoas assim não podem ser forçadas em posições na quais não se encaixam, e nem deveriam. Líderes eficientes permitem grandes pessoas fazerem o trabalho para o qual nasceram para fazer.” – Warren G. Bennis, professor

98. “A coisa mais difícil é a decisão de agir, o resto é apenas tenacidade” – Amelia Earhart

99. “Todo srike me aproxima do próximo home run” – Babe Ruth

100. “Seja o que a sua mente pode conceber e acreditar, ela pode conseguir” – Napoleon Hill

101. “Esforce-se para não ser um sucesso, mas sim para ser valioso” – Albert Einstein

102. “Nós nos tornamos aquilo que pensamos” – Earl Nightingale

103. “A vida é 10% do que acontece comigo e 90% de como eu reajo a isso” – Charles Swindoll

104. “A forma mais comum com que as pessoas exercem o seu poder é pensar que eles não têm poder” – Alice Walker

105. “Definir um objetivo é o ponto de partida de toda a realizaçãoo” – W. Clement Stone

106. “A vida não é sobre ter, e sobre dar e ser” – Kevin Kruse

107. “A vida é o que acontece com você enquanto você está ocupado fazendo planos” – John Lennon

108. “A mente é tudo. Você se torna aquilo que você pensa” – Buddha

109. “Caia 7 vezes. Levante-se 8” – Provérbio japonês

110. “Como é maravilhoso que ninguém precise esperar um momento antes de começar a melhorar o mundo” – Anne Frank

111. “Quando eu deixar de ser o que sou, eu irei me tornar o que poderia ser” – Lao Tzu

112. “A vida não é medida pelo número de respirações que damos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração” – Maya Angelou

113. “Eu atribuo o meu sucesso a isso: eu nunca dei ou tomei qualquer desculpa” – Florence Nightingale

114. “Você perde 100% dos tiros que não dá”- Wayne Gretzky

115. “Eu perdi mais de 9 mil tiros livres em minha carreira. Eu perdi quase 300 jogos. Em 26 vezes e tive a bola do jogo e perdi. Eu falhei uma e outra vez em minha vida. E é por isso que eu consegui” – Michael Jordan

116. “Quando a porta da felicidade se fecha, outra se abre, mas muitas vezes olhamos tanto tempo para a porta fechada que não vemos que outra foi aberta para nós” – Helen Keller

117. “Tudo tem beleza. Mas nem todos podem ver” – Confúcio

118. “A melhor época para plantar uma árvore foi há 20 anos. A segunda melhor é agora” – Provérbio Chinês

119. “Eu não falhei no teste. Eu só encontrei 100 maneiras de fazer errado” – Benjamin Franklin

120. “Sonhe grande e se atreva a falhar” – Norman Vaughan

121. “Nunca dê uma ordem que não pode ser executada” – MacArthur

122. “A liderança é a arte de fazer uma pessoa querer fazer algo que, na verdade, vai ajudar você” – Dwight Eisenhower

123. “Não se lidera acertando a cabeça das pessoas. O nome disso não é liderança; é violência” – Eisenhower

124. “É o seu lugar no mundo; é a sua vida. Vá em frente e faça tudo o que puder com ela, e torne-a a vida que você quer viver” – Mae Jemison

125. “Você pode ficar desapontado se falhar, mas você está condenado se não tentar” – Beverly Sills

126. “Nada é impossível, a própria palavra diz ‘eu sou possível” (Impossible=I’m possible) – Audrey Hepburn

127. “A única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz” – Steve Jobs

128. “Uma vida não examinada, não vale a pena ser vivida” – Sócrates.

129. “Prepare-se para tomar decisões. Essa é a qualidade mais importante em um bom líder” – George Patton

130. “Um líder é alguém que adapta princípios de acordo com as circunstâncias que aparecem” – Patton

131. “Líderes são visionários com um senso pobremente desenvolvido sobre medo e nenhuma ideia sobre as probabilidades contra eles.” – Robert Jarvik, cientista e pesquisador

132. “Os dias mais importantes na sua vida são o dia em que você nasce, e o dia em que você descobre o porquê” – Mark Twain

133. “Tudo que você pode fazer, ou sonha que pode, comece. Ousadia tem genialidade, poder e magia” – Johann Wolfgang von Goethe

134. “Duas estradas divergiam em uma bifurcação, e eu peguei a menos percorrida. E isso fez toda a diferença” – Robert Frost

135. “A melhor vingança é o sucesso maciço” – Frank Sinatra

136. “As pessoas costumam dizer que a motivação não dura. Bem, nem o banho. É por isso que recomendamos isso diariamente” – Zig Ziglar

137. “Você toma sua vida em suas próprias mãos e o que acontece? Uma coisa terrível, ninguém para colocar a culpa” – Erica Jong

138. “O que é o dinheiro? Um homem de sucesso levanta pela manhã e vai para cama à noite. E no meio, faz o que quer fazer” – Bob Dylan

139. “A diferença entre o ordinário e o extraordinário é exatamente essa: o extra” – Jimmy Johnson

140. “Todos os seus sonhos podem virar verdade, caso você tenha a coragem de persegui-los” – Walt Disney

141. “Tempos difíceis passam rápido. Pessoas difíceis não” – Robert Schuller

142. “O que você faz chega aos meus ouvidos tão alto que eu não escuto o que você diz” – Ralph Waldo Emerson

143. “Daqui a um ano você pode se arrepender de não ter começado algo hoje” – Karen Lamb

145. “Liderar é a arte de motivar alguém a fazer algo que você quer feito, porque essa pessoa que fazê-lo.” – Dwight D. Eisenhower, ex-presidente americano

146. “Você sabe que um dos grandes problemas do nosso tempo é que somos governados por pessoas que ligam mais sobre sentimentos do que sobre pensamentos e ideias?” – Margaret Thatcher, ex-primeira-ministra do Reino Unido

147. “A vida encolhe ou expande em proporção com a sua coragem” – Anais Nin

148. “Se você ouve uma voz dentro de você dizendo ‘você não pode pintar’, então pinte e essa voz será silenciada” – Vincent Van Gogh

149. “Não perca tempo tentando mudar a opinião dos outros. Faça seu trabalho e não ligue para o que pensam” – Tina Fey

150. “Tudo o que você sempre quis está do outro ado do seu medo” – George Addair

151. “Nós podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a tragédia real da vida é quando os homens têm medo da luz” – Platão

152. “Comece onde você está. Use o que você tem. Faça o que puder” – Arthur Ashe

E agora, a nossa reflexão bônus, para você nunca se esquecer daquilo que realmente é importante:

“Quando eu tinha 5 anos de idade, minha mãe me disse que a felicidade era a chave para a vida. Quando eu fui para a escola, eles me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse. Eu escrevi ‘feliz’. Eles me disseram que eu não entendi a tarefa, e eu disse a eles que eles não entendiam a vida” – John Lennon.

Sim, de nada adianta ser um líder inspirador, um empreendedor nato e um colaborador exemplar, se você não fizer o que faz para trazer a felicidade para si e para as pessoas ao seu redor. Leia, neste artigo, 3 dias para construir uma vida ideal e feliz!

Mulher em destaque no meio da multidãoImagine a seguinte situação: você desenvolve um blog, contrata o melhor designer do mercado, escolhe o melhor produtor de conteúdo para fazer parte da sua equipe, pensa em diversas estratégias para otimizar o seu site e, mesmo assim, não consegue atingir o seu público. Uma situação chata, não é mesmo?

">

Como criar uma persona para sua empresa?

Imagine a seguinte situação: você desenvolve um blog, contrata o melhor designer do mercado, escolhe o melhor produtor de conteúdo para fazer parte da sua equipe, pensa em diversas estratégias para otimizar o seu site e, mesmo assim, não consegue atingir o seu público. Uma situação chata, não é mesmo?

Imagine a seguinte situação: você desenvolve um blog, contrata o melhor designer do mercado, escolhe o melhor produtor de conteúdo para fazer parte da sua equipe, pensa em diversas estratégias para otimizar o seu site e, mesmo assim, não consegue atingir o seu público. Uma situação chata, não é mesmo?

A boa notícia é que esse cenário caótico pode mudar. Mas, para isso, é necessário que você conheça as Buyer Personas.

Calma! Elas não são um bicho de sete cabeças!

Buyer personas são representações fictícias dos seus clientes ideais. Elas são baseadas em dados reais sobre as características demográficas e comportamento dos seus clientes, assim como uma criação de suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Entenda o que são Buyer personas

Não seria exagero dizer que as buyer personas têm muitos poderes, assim como  um famoso super-herói. Podemos citar vários. Confira abaixo!

  • Ajudam a definir qual o tipo de conteúdo que o seu blog precisa desenvolver para alcançar os seus objetivos.
  • Fazem você entender melhor o tom e estilo da linguagem que deve adotar para conversar com o seu público.
  • Fazem você descobrir os assuntos de interesses do seu público e as suas dores.
  • Entende de que forma os clientes buscam informações e como ele pretende consumir mais conteúdos.

O resultado que você conseguirá com essas informações  é surpreendente. Você terá em mãos dados qualitativos e quantitativos para desenvolver a imagem do seu cliente ideal e conquistar a tão sonhada meta que definiu lá no começo do seu blog.

Criando uma buyer persona

Engana-se quem pensa que as buyer personas surgem em uma bola de cristal ou podem ser criadas através de ideias que já temos do nosso negócio.

Claro! Isso ajuda muito. Porém, não é o suficiente.

Para definir as suas buyer personas é fundamental realizar pesquisas, entrevistas e coletar dados de potenciais clientes.

Uma metodologia interessante é fazer uma série de perguntas para o seu cliente. Os resultados serão surpreendentes se você já conhecer muitas informações sobre a pessoa que pretende entrevistar.

Se você tem um público variado, é possível criar mais de uma persona, todavia, não há dúvidas: foque naquela que você deseja ter todos os dias em sua empresa.

Para descobrir a melhor persona para o seu negócio, o ideal é que você conheça as informações mais importantes sobre o seu cliente e, de preferência, quais são os hábitos de compra que eles possuem.

22 perguntas para descobrir a persona ideal do seu negócio

Entrevistar os clientes e prospectos de sua empresa é um ótimo recurso para garantir as melhores informações. Para isso, não é necessário ser um grande jornalista.

Para facilitar o seu trabalho, separamos aqui algumas perguntas para você abordar com o seu público alvo.

Resolvemos separar as perguntas por várias categorias, pois irão te ajudar a identificar comportamentos e hábitos que serão determinantes na hora de definir a persona.

Lembre-se: quanto mais informações você conseguir, mais completas são as personas do seu negócio. Portanto, capriche!

Trabalho

1. Qual é a sua especialidade?

2. Quais são as tarefas que você executa?

3. Como o seu trabalho é analisado?

4. Quais são os pré-requisitos para desenvolver suas tarefas?

5. Quais são as ferramentas que você usa para o seu trabalho?

Empresa

6. Qual é a área de atuação da sua empresa?

7. Quantos funcionários têm em sua empresa?

Pretensões

8. Quais são os seus principais objetivos?

9. Como você se imagina daqui 10 anos?

10. Para você, o que uma pessoa precisa fazer para ter sucesso?

Dificuldades

11. Quais são as maiores dificuldades que você enfrenta em seu trabalho?

12. Como você faz para superar os seus desafios?

Informação e conteúdo

13. Para você, qual é a melhor rede social? Por quê?

14. Quais são os blogs e sites que você acessa para adquirir informações?

15. Quais são os cursos que você já fez?

Informações pessoais

16. Faça um pequeno resumo sobre a sua vida. Vale destacar: idade, nacionalidade, família, estado civil, filhos, entre outros.

17. Descreva sobre seu histórico educacional.

18. Descreva brevemente como foi a sua trajetória profissional.

Hábitos de compra

19. Ao fazer compras, você usa loja física ou virtual?

20. Você tem o hábito de fazer compras online?

21. Como você define em qual loja irá fazer as suas compras?

22. Como foi a sua última compra? Faça um breve resumo desde quando você conheceu o produto até efetuar a compra.

Agrupando os dados

Agora, que você está com várias informações em mãos, não precisa se desesperar!

Analise as características que são mais comuns entre os clientes como, por exemplo: os seus desejos, problemas, dores pessoais, dores profissionais, aspirações, entre outros.

Depois, agrupe os dados mais importante que você conseguiu, busque criar poucas personas.

Não existe uma quantidade ideal, porém, quanto menos, melhor, afinal, você terá informações mais completas sobre um grupo específico.

Estruturando as informações das personas

Após reunir os dados, organize as suas informações. Documente tudo que você conseguiu sobre a sua persona.

Descreva, por exemplo, nome, idade, profissão e até como é o dia a dia dela. Hábitos diários, profissionais e pessoais também são bem-vindos.

A regra é clara: não separe os dados e guarde na gaveta do seu escritório. Pense na persona como um cliente real da sua empresa.

Ela vai ler todo o conteúdo da sua empresa e vai interagir com o seu produto.

Se possível, desenhe a sua persona. Coloque-a em um quadro na sala de reunião. Isso vai lembrá-lo que todos os esforços diários são desenvolvidos somente para agradá-la.

Apresente as buyer personas para os outros colabores da sua empresa. Isso é muito importante porque até o time de vendas pode conseguir benefícios com essas informações.

Os erros mais comuns ao criar buyer personas

Durante a criação de personas, muitos erros podem aparecer. Isso é comum. Portanto, basta manter a calma.

Para que você possa enfrentá-los com mais cuidado, separamos aqui alguns que consideramos essenciais.

Preparados?

Menos é mais

Criar muitas personas não é o mais indicado. Gasta tempo, dinheiro e atrapalha outros processos da sua empresa. Nesse caso, se puder, evite! Até porque, dificilmente, todas as personas ficarão completas.

Portanto, menos é mais. Quanto menos personas, melhor será o resultado da sua estratégia, pois você terá capacidade para desenvolver materiais mais completos para um determinado grupo de pessoas.

Diga não ao “achismo”

Personas são fundamentais para o marketing de conteúdo do seu blog, principalmente porque possuem informações claras sobre o público alvo da sua empresa.

No entanto, engane-se quem pensa que esse trabalho pode ser definido pelo famoso “achismo”.

A criação de uma persona deve ser concluída com base em fatos e dados. Palpites aqui devem ser descartados.

Lembra do trabalho que você teve para construir seu blog? Você não pretende perder o mesmo tempo com personas erradas, certo? Portanto, tenha certeza daquilo que está produzindo.

Acreditamos que, nesta altura do campeonato, você já possui excelentes dados para criar um perfil semificcional. Então, use e a abuse desses dados.

Foque no assunto mais importante

Personas são criadas para diminuir tempo e dinheiro. Imagine desenvolver conteúdos durante muito tempo para públicos totalmente diferentes daquele que sempre pensamos?

Complicado!

Então foque em discussões relevantes sobre detalhes que vão agregar no futuro.  

Se você tem um blog de consórcio de carro, por exemplo, fale sobre cuidados com pneus, como escolher o carro certo para viagens, como dirigir em dias de chuvas, como escolher o melhor consórcio, entre outros assuntos.

Lembre-se: ao desenvolver conteúdos para personas pense também no funil de vendas, pois ele irá auxiliá-lo para qual etapa um post é mais indicado.  

Não há dúvidas! Buyer persona é uma ferramenta que pode melhorar os resultados da sua empresa, afinal, você terá possibilidade de produzir materiais ricos que ajudam a resolver os problemas da sua audiência.

Então, não perca mais tempo. Comece a criar personas e procure manter uma amizade fiel com ela.

Antes de produzir qualquer conteúdo, pense na reação da persona, ou seja, se ela terá interesse em ler o material ou responder uma ação do CTA.

Uma dica importante é fazer vários testes. Embora você tenha um mundo de informações em mãos, é normal não acertar de primeira. Portanto, teste, teste e teste.

Depois que chegar ao resultado desejado, foque e otimize os processos do seu blog e da sua estratégia de marketing.

Pronto! Você está preparado para começar!

Compartilhe suas experiências nos comentários abaixo e mostre como está sendo o seu resultado.

Quer criar sua persona? Confira essa ferramenta de geração de personas incrível!

Tenho várias ideias de negócios, qual devo levar adiante?Imagine a seguinte situação: você desenvolve um blog, contrata o melhor designer do mercado, escolhe o melhor produtor de conteúdo para fazer parte da sua equipe, pensa em diversas estratégias para otimizar o seu site e, mesmo assim, não consegue atingir o seu público. Uma situação chata, não é mesmo?

">

Tenho várias ideias de negócios, qual devo levar adiante?

 

 

Por Felipe Byrro, fundador do Melhor Plano.

Você é daqueles que tem muitas ideias de negócios? A todo momento tem alguma ideia de como criar um negócio que poderia dar certo? Com frequência tem um momento “Eureca!” no banho?

Se o problema é não conseguir dar o primeiro passo para tirar elas do papel, esse post é para você.

A primeira notícia que tenho é que sua ideia não vale nada se não for bem executada. Então não se sinta o máximo se você teve uma ideia brilhante ou centenas delas. Suas ideias não valem absolutamente nada se não forem colocadas em prática.

Anote todas suas ideias em algum lugar. Muitas delas se perdem porque apenas não as anotamos e acabamos esquecendo depois. É melhor você usar seu cérebro para pensar em novas ideias do que para lembrar das que já teve.

Você também pode ir evoluindo e amadurecendo sua ideia ao longo do tempo. Também ficará mais fácil comparar suas ideias de forma mais objetiva.

Agora pegue sua lista de ideias! Pode ser que ela tenha 3,10, ou até mesmo 50 ideias, quanto mais você conseguiu melhor. Agora você tem um novo problema, como escolher as melhores para trabalhar?

Não se preocupe! Vamos começar agora a lapidar sua lista para você validar e começar a trabalhar.

Siga os passos abaixo para chegar nas melhores ideias.

1. Revise a lista

Essa etapa é fundamental para avaliar quais das suas idéias são viáveis e quais estão fora da realidade. Para isso siga os passos a seguir:

Garanta que as ideias estão claras

Se tiver trabalhando em grupo, tenha certeza que todos entenderam tudo o que será proposto. Se precisar acrescente palavras para deixar a descrição ainda mais clara.

Combine ideias similares

Se notar que algumas são muito parecidas trabalhe-as de maneira conjunta. Duas delas combinadas podem se tornar um plano ainda maior e mais ambicioso.

Liste novas ideias

Pode ser que você ou seu grupo tenha algum novo insight nesse processo. Coloque na lista e siga em frente.

2. Estabeleça critérios.

Um dos pontos mais importantes para essa fase é estabelecer critérios para julgar cada ideia.

Invista algum tempo nisso e você conseguirá selecionar não a ideia mais legal, mas sim a melhor para você.

Então vamos lá!

Decida qual é sua motivação e objetivos pessoais.

Existem vários tipos de negócios. Entenda qual o seu perfil empreendedor antes de tomar qualquer decisão, desta forma não terá problemas futuros.

Fica muito mais fácil quando o seu negócio está alinhado com seus objetivos de vida. Cada um tem seus prós e contras.

Alguns tipos de negócios comuns:

  • Business por hobby: Aquele que você gosta tanto do que faz, que faz por diversão.
  • Part-time business que poderia virar full-time: Aquele projeto paralelo que você quer tocar.
  • Startup com a ambição de ser adquirida daqui um tempo: O objetivo aqui é reinvestir o que ganha para poder ganhar uma bolada mais para frente.
  • Negócio gerador de caixa: Aquele que você consegue tirar um lucro no final do mês.
  • Negócio para ganhar credibilidade e networking com ganhos financeiros: Criar por exemplo, workshops, consultorias ou livros.
  • Sem fins lucrativos: Aqueles que visam outro objetivo e não o lucro financeiro. Outros….

Um bom exercício para saber o que você realmente quer é identificar o seu propósito:

ideia

Gostar do que faz é um dos grandes fatores para se alcançar uma alta performance e ter persistência para nunca desistir dos seus planos, mesmo em meio às adversidades.

Isso não é bobagem. A ciência tem boas explicações sobre isso. Se está em dúvida veja este vídeo do famoso professor de Havard, Shawn Achor.

Mas muitas pessoas têm dificuldade de encontrar pelo quê elas realmente são apaixonadas. E por outro lado nem todas as empresas de sucesso começaram com os fundadores apaixonados pela ideia que tinham.

Se esse é o seu caso, uma sugestão é começar pelo interesse, ou seja, encontrar problemas que você tem interesse em resolver ou que te deixe super animado em resolver. Quem sabe no futuro você se apaixone por aquilo.

Outros critérios também relevantes são:

Sua experiência e conexões

Você tem experiência nessa industria ou em projetos similares? Consegue executar essa ideia? É a pessoa certa para resolver esse problema?

Você deve ter algumas vantagens que outros provavelmente não têm, como conexões, acessos ou alguma informação privilegiada. O networking é fundamental nesse aspecto, para você ter um suporte quando não tiver tanta experiência naquela área.

Oportunidade de mercado

Existe uma oportunidade de mercado para sua inovação? Alguma tendência? É a hora certa?

Outros critérios

Defina alguns critérios relevantes para você também. Seja criativo!

3. Priorize baseado nos critérios

Uma boa forma de fazer isso é dar uma nota para cada ideia em cada critério. Por exemplo, você pode dar uma nota de 1 a 3 para alguns critérios como abaixo:

Tamanho do mercado1 se são centenas, 2 se são dezenas de milhares e 3 se são milhões

Acesso aos clientes1 se consegue conectar com clientes em semanas ou meses, 2 se consegue conectar em dias e 3 se consegue acessar em horas.

Facilidade de venda1 cliente não sofre do problema e não tem dinheiro, 2 sofre do problema e não tem dinheiro, 3 sofre do problema e tem dinheiro.

Concorrência: 1 Oceano vermelho, 2 Tem algumas empresas fazendo isso mas posso fazer melhor, 3 Oceano azul. Vou ser o primeiro.

Multiplique as notas de cada critério e veja quais são as ideias com as maiores notas.

4. Verifique novamente seus critérios

Veja se suas ideias realmente encaixam nos critérios estabelecidos e se você tem interesse em resolver o tipo de problema proposto.

Não quer dizer que se uma ideia teve uma nota alta ela deve ser escolhida. Esse exercício apenas ajuda você a decidir por qual ideia começar.

Agora sabemos quais são as POSSÍVEIS melhores ideias para você.

POSSÍVEIS porque são apenas suposições. Você, como empreendedor, tem um trabalho pela frente para validar se realmente são boas ideias.

Lembrando que sua ideia ainda não é nada. Não se preocupe tanto com ela agora. Segundo Noam Wasserman no livro, The Founder’s Dilemma –  65% das startups falham por causa de problemas relacionados ao time executor e não por causa de uma má ideia.

Felipe Byrro, Melhor Plano, Co-Funder

Felipe Byrro é fundador do Melhor Plano, site que ajuda pessoas a escolherem planos de telefonia. Começou sua carreira empreendedora ainda no curso de Engenharia de Produção na UFMG e deixou uma carreira na Ambev para empreender. Participou como empreendedor de duas aceleradoras renomadas e foi por dois anos diretor de uma aceleradora em Minas Gerais.

Homem fiscalizando armazém

O que é logística?

Muito se engana quem pensa que a logística se relaciona apenas ao transporte de mercadorias. A palavra vem do idioma grego, e significa habilidades de raciocínio lógico e cálculo.

Muito se engana quem pensa que a logística se relaciona apenas ao transporte de mercadorias. A palavra vem do idioma grego, e significa habilidades de raciocínio lógico e cálculo.

A logística empresarial foi inspirada em táticas usadas nos campos de batalha durante a Segunda Guerra Mundial.

Para vencer as batalhas, generais montavam esquemas complexos para transportar e armazenas armas e suprimentos.

Quando a guerra terminou, havia uma acirrada disputa no mercado por mercadorias e formas mais eficientes de distribuí-las.

E foi através destas táticas de batalha que as empresas se organizaram para esquematizar o que hoje conhecemos como logística.

Em geral, somente a logística representa 10% do custo do produto. Para os clientes, ela é fundamental para a atribuição de valor da mercadoria.

Somado a isto, temos ainda os fenômenos da globalização e do comércio eletrônico, que elevaram a importância da logística para o sucesso de um empreendimento.

Se você está procurando gerenciar o fluxo dos seus produtos ao menor custo possível e se destacar no mercado, está no lugar certo!

O que é logística?

A logística pode ser definida como o processo de planejar, executar e controlar de forma eficiente o transporte, a movimentação e o armazenamento de mercadorias dentro e fora das empresas. O que garante que o ciclo ocorra de maneira íntegra e os prazos de entrega sejam cumpridos.

Se estiver fazendo tudo certo (e vamos garantir que esteja!), depois de passar pela fase de decolagem, sua empresa provavelmente começará a crescer, e junto dela, os desafios operacionais também crescerão.

Desta forma, aparecem mais desafios: como produzir em um tempo menor? Como fazer entregas mais rápidas? Como surpreender positivamente a sua rede de fornecedores e seus clientes?

Um bom empreendedor entende que seu papel também é fazer mais com menos. Para isso, é preciso investir em uma boa operação logística.

Para avaliar as possibilidade de promover melhorias em toda a cadeia logística, é preciso mensurar bem os custos logísticos. Eles podem ser classificados em:

  • Produtos, armazenagem e transporte;
  • Capital;
  • Coordenação do processo, que vai desde a fabricação até a disponibilização da mercadoria no ponto de venda (PDV);
  • Variações entre o previsto e o real, gerados pela complexidade e sua gestão.

A necessidade de melhorar a qualidade da operação, pensando na experiência do cliente e na redução de custos, deu origem à logística empresarial.

Afinal, é a logística que será a responsável pela maior eficiência em seu negócio, ajudando a trazer aquele destaque no mercado!

Tenha em mente que, quanto maior for a complexidade da atividade de sua empresa, maiores serão as necessidades de coordenar, de maneira sistêmica, os aspectos envolvidos no processo de produção.

A logística empresarial, portanto, torna-se ainda mais importante.

Coordenando a gestão de estoque, o transporte, a distribuição, os fornecedores e todos as demais fases de seu processo produtivo. Assim a logística empresarial irá propor caminho para organizar melhor os processos de produção da sua empresa.

Há três elementos essenciais para uma logística bem sucedida:

  • Investimento em comunicação eficiente para a sua equipe: quanto melhor a comunicação entre os diversos membros da cadeia logística, melhores as chances de melhoria de desempenho e de fluidez da operação. Antes de implementar processos, consulte seus funcionários para verificar quais seriam os melhores mecanismos e como melhorar os processos.
  • Um plano B: problemas podem acontecer, e uma série deles não podem ser controlados. Assegure-se de ter alternativas e garantir os bons resultados.
  • Controle do processo: a troca de informações e uma boa comunicação são essenciais para este item. É preciso que você esteja bem inteirado de tudo: meça resultados, entenda possíveis problemas e faça registro de seus resultados para acompanhá-los em seu cotidiano. Procure verificar o que a sua empresa está acertando e o que ela está acertando, buscando soluções pra otimizar o processo produtivo.

O que é Supply Chain?

O supply chain pode ser definido como um processo que engloba todos os estágios e profissionais envolvidos direta ou indiretamente no atendimento de um pedido, incluindo fabricantes, distribuidores, fornecedores, lojistas e clientes.

Pelo fato da participação destes profissionais no processo de produção estarem encadeadas, denominamos este ciclo como “cadeia de suprimento”, ou “supply chain”.

Este processo é essencial para gerenciar bem uma boa logística.

Isto envolve estruturar bem as decisões no campo estratégico, operacional e de planejamento, coordenando decisões relacionadas aos estoques, estratégias de vendas, negociação e distribuição, bem como o controle dos fluxos de informações.

Lembre-se: melhorar a forma como produzimos algo faz com que economizemos e melhora a entrega para o cliente.

A grande diferença entre os conceitos de supply chain e logística é que a primeira engloba a segunda. A logística trata da movimentação e armazenagem de produtos, apenas uma das atividades da gestão da cadeia de suprimentos.

Os 3 A’s do supply chain: agilidade, adaptabilidade e alinhamento

Há três conceitos fundamentais para o supply chain: agilidade, adaptabilidade e alinhamento. Veja como aplicá-los e construir o sucesso de sua cadeia de suprimentos a seguir:

Agilidade: você precisa estar preparado para cancelamentos repentinos, acidentes e tudo o que possa atrasar a entrega das mercadorias. Como dissemos, conte com o seu plano B e encontre uma saída eficiente.

Alinhamento: garanta que informações profissionais sejam compartilhadas entre parceiros  fornecedores.

Bons canais de comunicação e o estabelecimento de relações de confiança, bem como o alinhamento de objetivos, faz com que os seus funcionários, terceirizados ou não, ajudem a traçar estratégias para melhorias no processo.

Adaptabilidade: seu supply chain precisa acompanhar os avanços tecnológicos, de modo a se adaptar às tendências da sociedade e mudanças de contexto.

Esta é uma das melhores formas de manter a sua competitividade no mercado!

Mas como gerir o supply chain mantendo estes três pilares, mesmo em grandes produções?

Dicas infalíveis para cuidar do supply chain!

Mapeie processos: a única forma de controlar a produção por inteiro e identificar fragilidades da caior é o mapeamento dos processos.

Compartilhe sistemas de cadeia de suprimentos com seus fornecedores: alinhamento é uma palavra essencial para o supply chain, como já vimos.

Garanta que seus processos estejam bem conectados.

Faça previsões de demanda: é melhor prevenir do que remediar, certo?

Integre suas equipes: garanta que suas equipes trabalhem em sinergia para alcançar os melhores resultados.

Invista em um bom sistema de TI: um sistema completo, que integre as equipes, pode ser um diferencial para a agilidade e eficiência de seus processos.

Acompanhe o desempenho de seus fornecedores: se um fornecedor não entrega o prometido, sua produção é prejudicada.

Tenha uma cartela de fornecedores bem-recomendados e acompanhe o desempenho deles em seu processo!

E a logística para o e-commerce?

Independente de seu tamanho, a logística pode gerar alguns empecilhos.

O relacionamento com o cliente enfraquece consideravelmente caso um pedido não seja entregue no prazo estipulado ou haja o envio errado.

E ninguém quer clientes insatisfeitos, não é verdade? Por isso, antes de criar um comércio eletrônico, é de suma importância garantir que haja estrutura empresarial e planejamento logístico.

Estes dois pilares do e-commerce têm algumas peculiaridades em relação às suas versões no comércio tradicional.

Veja a seguir as principais etapas do processo de vendas em plataformas virtuais e prepare-se para organizar a sua estrutura de logística e estoque para garantir o sucesso de seu empreendimento!

1. Preparo do pedido: nesta etapa, o comprador tem de localizar e identificar o produto pedido pelo cliente. Depois, levantar as informações necessárias para fechar a compra, autorizar a transação financeira e transmitir o pedido ao site.

2. Processamento do pedido: após efetuar o pedido do cliente, o site e as entidades inseridas no processo de compra (tais como empresas anti-fraude e administradoras de cartão de crédito, por exemplo) devem analisar, processar e validar os dados do pedido. Esta etapa busca garantir que a transação ocorra sem riscos de fraudes.

3. Confirmação do pedido: aqui, ocorre a confirmação da transação financeira. Separa-se a mercadoria (ou a encomenda) e após ser bem embalada, é emitida a documentação fiscal do pedido e o produto é entregue ao transportador. A partir deste momento, inicia-se a contagem regressiva para a chegada do pedido!

4. Entrega: embora os compradores possam rastrear o caminho dos produtos a partir da entrega deles ao transportador, tudo o que o cliente deseja é ver a sua caixinha chegando intacta e com os produtos que ele pediu.

Atenção aos pequenos detalhes: bilhetes de agradecimento, produtos bem protegidos e outros “mimos” fazem a diferença neste momento! Afinal, a chegada da caixa é o primeiro contato que o consumidor tem com o seu produto fora do ambiente virtual.

É dono de um e-commerce? Tenha uma forte equipe de retaguarda!

A sua equipe de back office, ou retaguarda, é aquela formada por profissionais que irão garantir a gestão interna de uma operação de e-commerce.

Esta equipe é essencial para a estrutura de um comércio eletrônico, já que eles garantem a encomenda dos pedidos, a entrega ágil, o pós-venda, dentre outros procedimentos.

Vamos revisar as etapas da gestão de entrega de uma mercadoria para ver onde eles estão?

Abaixo, todas as etapas do processo de logística gerenciadas pela retaguarda foram marcadas com a expressão “atrás do balcão”:

1.Escolha do produto: frente do balcão

2. Pedido de compra: frente do balcão

3. Recepção do pedido: atrás do balcão

4. Financeiro: atrás do balcão

5. Validação do pedido: atrás do balcão

6. Cliente recebe validação: frente do balcão

7. Estoque/compra: atrás do balcão

8. Expedição: atrás do balcão

9. Transportadora: atrás do balcão

10. Cliente recebe o produto: frente do balcão

11. Pós-venda: atrás do balcão

Como dissemos, garanta que seus colaboradores tenham mecanismos eficientes de comunicação entre si e que estejam todo alinhados em relação às metas de sua empresa. Assim, você assegura a sinergia de sua equipe!

E a logística reversa?

Desde a aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, empresas brasileiras estão se adaptando para lidar com os próprios resíduos que produz.

Para isso, a logística reversa busca planejar, operar e controlar o fluxo e as informações relativas aos bens produzidos após a venda da mercadoria.

Cuidar do processo de logística reversa pode ser um diferencial para a sua empresa, posicionando-a no mercado com os ideais de sustentabilidade e melhorando os preços para o consumidor.

Está esperando o que para começar já este processo em sua organização?

Gostou de nossas dicas sobre logística? Mensurar bem os resultados em todos os processos para preparação e entrega de suas mercadorias é essencial para o crescimento bem-sucedido de um negócio.

Mas será que você está definindo as metas certas para seu empreendimento?

Veja aqui algumas dicas para definir metas alcançáveis e saia do lugar!

mulher com franquias de sucessoPor: Gustavo Chierighini, publisher da Plataforma Brasil Editorial.

">

As 29 maiores franquias de sucesso

Franquias são uma boa alternativa de investimento para empreendedores que sonham em abrir o próprio negócio. Geralmente, são negócio que já deram certo e as empresas buscam expansão através de franqueados.

Franquias são uma boa alternativa de investimento para empreendedores que sonham em abrir o próprio negócio. Geralmente, são negócio que já deram certo e as empresas buscam expansão através de franqueados.

O empreendedor, por outro lado, encontra maior segurança recebendo todo o apoio necessário (infraestrutura, treinamento, marketing, suporte de gestão, etc.) para se enquadrar ao padrão da empresa e também alcançar esse sucesso.

O número de franquias vem crescendo no país e a oportunidade é atrativa tanto para o franqueador (crescimento do negócio), quanto para o franqueado (realiza o sonho de ter o próprio negócio), comunidade (geração de empregos) e governo (aumento de receitas com impostos).

Pensando nisso, desenvolvemos esse post para você conhecer as 29 franquias de sucesso existentes no Brasil e no exterior com atuação no país. Venha descobrir!

As 29 franquias de sucesso no Brasil:

1. O Boticário

A rede de franquias O Boticário foi nomeada como a maior do segmento de perfumes e cosméticos no Brasil. A empresa conta com mais de 3.700 lojas sendo que, aproximadamente 950 pontos de vendas são franqueados.

Segundo os gestores, o motivo que trouxe sucesso a estratégia de franquias foi o maior engajamento com os franqueados através da política de transparência, participação dos empreendedores em todos os projetos e treinamentos constantes.

2. Lacqua di Fiori

A Lacqua di Fiori conta com uma rede de franquias com mais de mil pontos de vendas espalhados por todo o país e por mais de trinta anos vem trabalhando para construir o sucesso da marca.

Com foco direcionado para o segmento de perfumes, os gestores atrelam o sucesso das franquias à criação de produtos com qualidade superior aos concorrentes e alinhados com as tendências mundiais.

3. Adcos

Com mais de 80 pontos de vendas, em sua maioria lojas franqueadas, a Adcos atua fortemente no segmento de produtos de beleza.

Para os gestores da empresa, o sucesso das franquias se deve ao fato da maior aproximação com os empreendedores e apoio gerencial e operacional concedido.

4. Alphagrafics

Atuante no segmento de impressão e design, a rede de franquias Alphagrafics tem apresentado números expressivos que representam o crescimento do setor.

Há um consenso entre os gestores da marca quando o assunto é o sucesso das franquias. Segundo eles, fatores como engajamento e a busca constante por inovações tem contribuído para a atratividade do negócio.

5. Apolar Imóveis

Há mais de 45 anos, a empresa Apolar Imóveis deu início as suas operações no estado do Paraná.

Com foco e visão direcionados para o mercado imobiliário, os gestores encontraram nas franquias uma solução de crescimento para o negócio e tiveram sucesso com a estratégia.

As franquias recebem treinamentos periódicos, garantias de redução de riscos e um alto nível de know how transferido.

6. Casa do Construtor

Atuante no segmento de gestão participativa, a Casa do Construtor possui uma rede de franquias direcionada para atender as necessidades da construção civil alugando equipamentos para as construtoras.

Entre os fatores que contribuem para o sucesso dos franqueados estão a participação deles nas reuniões e comitês do conselho de gestão da empresa e o suporte remoto oferecido para solucionar problemas operacionais e gerenciais.

7. Limpidus

A Limpidus atua no segmento de limpeza corporativa e com mais de 35 anos em atividade já conta com aproximadamente cem lojas franqueadas.

A demanda cada vez maior e o suporte gerencial e operacional concedido aos franqueados são os fatores que contribuíram para as franquias de sucesso.

8. First Class

A rede de franquias First Class é destaque no segmento de cama, mesa e banho e já conta com quase 150 lojas franqueadas em todo o Brasil.

Atualmente, a marca vive uma expansão do negócio e possui lojas também na Angola (África).

O sucesso das franquias, segundo os gestores, veio após a implantação de uma política de transparência rigorosa com os empreendedores e a adoção de ferramentas que impulsionassem o crescimento deles junto com a empresa.

9. China in Box

A China in Box atua no segmento de alimentação (fast food) e recentemente foca seus esforços para marcar presença em todos os grandes shoppings centers do Brasil.

Atualmente, a China in Box é a maior empresa de comida oriental com serviço delivery (entrega) no Brasil.

O sucesso das franquias se deve ao apoio técnico e estratégico oferecido em larga escala aos empreendedores interessados.

10. Domino’s Pizza

Em atividade desde a década de 1960, a rede de franquias Domino’s Pizza alcançou a marca de 12 mil pontos de vendas e mais de 80 países atendidos.

O seu maior diferencial é o serviço delivery oferecido.

Segundo os gestores da empresa, o apoio estratégico e as ações de marketing inteligente concedidos diretamente da matriz, nos Estados Unidos, contribuíram para o sucesso atual.

11. Giraffas

O Giraffas é uma rede de franquias de restaurante. O foco é oferecer opções de pratos prontos ou montados pelo cliente, além de oferecer opções de fast food (hamburguers).

Com mais de 400 lojas franqueadas, o acompanhamento do negócio com maior proximidade do franqueado tem contribuído para o sucesso da estratégia.

12. Griletto

Atuante no segmento de alimentação, a Griletto possui uma rede de franquias dedicada a oferecer os melhores grelhados do Brasil.

Já são aproximadamente 170 lojas franqueadas espalhadas por todo o país e o sucesso, segundo os gestores da marca, se deve ao fato dos investimentos constantes em ações de marketing, treinamento e apoio operacional e gerencial aos franqueados.

13. Rei do Mate

O Rei do Mate possui mais de 330 pontos de vendas espalhados por todo o Brasil e conta com franqueados motivados com as vendas de vários tipos de chás, sucos, doces e salgados.

Segundo a empresa, o sucesso das franquias melhorou depois que foi aberto um canal de comunicação mais eficiente entre a empresa e franqueados.

14. Cia dos Espetinhos

Especializada na venda de espetinhos de churrasco com sabores únicos, a Cia dos Espetinhos foca seus esforços em superar as expectativas dos clientes no quesito rapidez e qualidade.

A maioria das franquias se concentra em quiosques presentes em grandes centros comerciais com alto fluxo de circulação de pessoas. A relação investimento x retorno é um das maiores razões para o sucesso.

15. Chocolate Brasil Cacau

Fundada em 2009 pelo grupo detentor das marcas Kopenkagen e Dan Top, a Chocolate Brasil Cacau se destaca entre as opções de franquias que possuem a melhor relação investimento x retorno.

A alta taxa de rentabilidade atrai empreendedores que sonham em lucrar com as altas vendas de chocolates em períodos de Páscoa, dia dos namorados, dia das mães e outros feriados presenteáveis.

16. Havaianas

Famosa pelas sandálias coloridas e descoladas, as Havaianas podem ser usadas em qualquer época do ano que estará na moda. Isso influenciou a abertura de aproximadamente 400 lojas franqueadas em todo o Brasil.

A troca de informações estratégicas e utilização das boas práticas de mercado resultaram no sucesso atual.

17. Chilli Beans

A Marca Chilli Beans ganhou o posto de referência em vendas no segmento de óculos e acessórios no Brasil.

Com uma proposta jovem e descolada, a rede de franquias possui lojas com designs que atraem os amantes de óculos. A maior aproximação dos gestores com os franqueados tem contribuído para o sucesso das franquias.

18. Hering Store

A Hering atua com destaque no segmento de vestuário. Mais especificamente, roupas leves. Já são mais 650 lojas franqueadas espalhadas por todo o país e exterior.

O contato mais próximo com os empreendedores e o foco em ajudá-los a crescer são os fatores que mais contribuíram para o sucesso da rede de franquias da marca.

19. Outlet Lingerie

Com foco no segmento de roupas íntimas, a Outlet Lingerie investe na gestão participativa para engajar os franqueados.

Com voz ativa nas reuniões, os empreendedores ajudam a empresa a tomar decisões estratégicas de crescimento no mercado.

20. Morana

A rede de franquias Morana foca em vendas de bijuterias e acessórios.

O sucesso, segundo os gestores da marca, é o suporte técnico oferecido aos fraqueados nas áreas operacionais e gerencias do negócio para um bom desempenho.

21. Number One

Com mais de 130 pontos de atendimento em todo o Brasil, a rede de franquias Number One atua no segmento de educação oferecendo cursos de Inglês e se destaca pelo apoio oferecido no desenvolvimento e aplicação do planejamento estratégico das franquias.

22. CNA

Também focada no segmento educacional, a rede de franquias CNA oferece cursos de inglês e já conta mais de 600 pontos de atendimento espalhados pelo país.

O sucesso é atrelado à competição saudável entre os franqueados pela conquista de premiações e reconhecimento das unidades com melhor desempenho.

23. UpTime

O UpTime também é uma rede de franquia voltada para o ensino da língua inglesa. Atualmente, conta com mais de 200 escolas e o suporte oferecido aos franqueados é o motivo do sucesso.

24. Minds

Entre as franquias de sucesso no segmento educacional, não poderíamos deixar de mencionar a Minds. Com um diferencial no método de ensino para o idioma inglês (memotécnica) a empresa alcançou grande sucesso devido aos bons resultados de aprendizados gerados.

A gestão participativa também abre portas para sugestões e ideias inovadoraa para o negócio.

25. Cebrac

Desde a década de 1990, o Cebrac (Centro Brasileiro de Cursos) atua com foco mais específico e oferece cursos de capacitação profissional e qualificação para o mercado de trabalho.

Já são mais de 150 franquias e o sucesso se deve ao fato de incluir os empreendedores nas decisões estratégicas da empresa.

26. On Byte

Com foco no ensino de idiomas e informática, a On Byte é uma rede de franquias destaque no segmento de cursos profissionalizantes.

Segundo os gestores, o baixo investimento necessário e o rápido retorno contribuíram para tornar o negócio mais atrativo financeiramente.

27. Ortodontic Center

Atuante no segmento de clínicas odontológicas, a rede de franquias Ortodontic Center possui mais 170 pontos de atendimento.

O suporte oferecido, treinamentos constantes e o monitoramento de resultados dos franqueados são alguns dos motivos que levaram aos bons resultados.

28. Sorridents

A rede de franquias Sorridents é voltada para o mercado de clínicas odontológicas e também possui mais de 170 unidades de atendimento espalhadas pelo país.

Os franqueados recebem todo o suporte e recursos necessários para o alcance das metas.

29. Clube Turismo

Fundada em 2003, a agência de viagens Clube Turismo deu tão certo que em 2008 entrou para o segmento de franquias. Hoje, são 68 unidades físicas e aproximadamente 400 franqueados home office.

O suporte operacional e estratégico oferecido e o forte crescimento do mercado são alguns dos fatores que contribuíram para o sucesso das franquias.

O alinhamento de objetivos entre franqueadores e franqueados tem sido cada vez maior demonstrando total interesse por parte dos gestores em contribuir para o sucesso dos empreendedores que investem o seu suado dinheiro na empresa deles.

Como consequência, todos se beneficiam com maiores rentabilidades. Existem muitas franquias de sucesso espalhadas por diversos segmentos em todo o Brasil.

Ficou interessado em alguma delas? Aproveite as dicas, e sucesso no seu empreendimento!

Aproveite para conhecer também o setor de empreendedorismo social!