5 Maneiras Contra Intuitivas de Ser Mais Produtivo

5 Maneiras Contra Intuitivas de Ser Mais Produtivo

1908
0
SHARE
maneiras de ser produtivo -

Esse artigo foi escrito pelo Leonardo Puchetti Polak, editor do blog LP Produtividade, especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

Conforme os anos passam, mais e mais pessoas estão voltando os olhos para estratégias e técnicas de produtividade pessoal.

Aumentaram a procura por aplicativos que otimizam processos, a procura por computadores mais rápidos, e por tecnologias de comunicação remota, que permitem que deixamos de “perder tempo” e passemos mais tempo produzindo e progredindo no escritório.

Todos nós buscamos fazer o máximo com o tempo que possuímos.

Afinal de contas, esse é um dos poucos recursos que nunca recuperamos.

Se perdemos dinheiro, podemos recuperar, se perdemos saúde, podemos recuperar, mas se perdemos tempo, aí não há solução.

Nessa tentativa de otimizarmos cada vez mais a utilização do nosso tempo, acabamos desenvolvendo alguns hábitos que muitas vezes fazem justamente o oposto.

Fazem com que acabemos menos produtivos.

Portanto, aqui estão cinco maneiras contra intuitivas de como levar uma vida mais produtiva.

Procrastine Mais

O fato é, nós não somos capazes de trabalhar de maneira produtiva por 8 horas consecutivas, todos os dias da semana.

Em alguns dias, dependendo da pressão que está enfrentando no trabalho, ou da sua capacidade de entrar em estados mentais de alta concentração, você até pode conseguir um ou dois dias por semana com 8 horas altamente produtivas.

Em contraposto, na maior parte dos dias, sua cabeça vai precisar de algumas folgas, algumas pausas para aliviar a pressão e pensar com mais clareza sobre os problemas que está passando.

Infelizmente, algumas pessoas não consideram essa necessidade fisiológica que temos de espairecer a cabeça, de darmos um tempo para nossos pensamentos se organizarem, e para planejarmos com mais maturidade as nossas ideias.

Essas pessoas agendam tarefas e compromissos no seu calendário como se tudo fosse urgente.

Passam o tempo de forma reacionária, buscando apenas eliminar o maior número de tarefas da sua lista de afazeres.

Em decorrência disso, deixam de lado tarefas genuinamente importantes, apenas porque essas não possuem um prazo, ou uma data limite.

Meu conselho é então para que largue a cultura imediatista e dê permissão para você mesmo para tirar o tempo o apropriado para concluir suas tarefas.

Se não temos tempo nem mesmo para pensar e planejar adequadamente sobre a próxima tarefa, como faremos para nos sentir realizados com o nosso trabalho.

Como diz Tony Robbins: “Sucesso sem realização pessoal é o maior dos fracassos”.

Expanda a sua visão, e agende compromissos no seu calendário para datas mais longas, talvez meses ou até mesmo anos no futuro.

Tenho certeza que assim você se sentirá muito mais feliz com seu trabalho e terá mais tempo para cuidar da sua saúde, tanto física, quanto mental.

Artigo Relacionado: “Como se tornar um procrastinador eficiente”.

Aceite que Menos é Mais

Seguindo a mesma linha de pensamento, quando estamos apenas riscando o maior número de tarefas da nossa lista de afazeres, podemos até mesmo nos sentir produtivos, entretanto, produtividade não é relativa a fazer muito em pouco tempo, mas a fazer muito das coisas certas, em pouco tempo.

Quando não paramos para planejar, e ganhar perspectiva do que estamos fazendo, não conseguimos saber quais são as tarefas que mais contribuem para o nosso desenvolvimento pessoal, ou para o desenvolvimento do nosso negócio.

Como dita o Princípio de Paretto: “20% dos seus esforços resultam em 80% dos seus resultados”.

Aprenda, portanto, a priorizar as tarefas que lhe trazem os maiores resultados, e perceba que apenas “fazer mais em menos tempo” não é a melhor forma de medir a sua produtividade.

Artigo Relacionado: “Por que menos é mais? O Poder do Essencial”.

Permita-se ter alguns pequenos vícios

Para esclarecer, quando eu falo de vícios, eu estou falando de assistir vídeos no YouTube, ou jogar vídeo game, ou passar um tempo nas redes sociais.

Quando você dita para você mesmo que não pode fazer essas coisas, a resposta natural do cérebro é querer fazê-las ainda mais, o que geralmente acontece em momentos inoportunos do dia.

Com isso, é natural desenvolver a tendência de passar ainda mais tempo do que realmente seria necessário nessas atividades, e acabar se arrependendo.

Seja honesto com você mesmo.

Se você gosta de realizar essas atividades, reserve um horário no dia para dedicar a elas.

Como resultado, você provavelmente aliviará a vontade de realizar essas tarefas durante seu trabalho, e conseguirá aproveitar muito mais esses pequenos vícios que você possui.

Tire uma soneca na metade do dia

Você sabia que empresas como a Nike, Google, Pizza Hut, entre outras disponibilizam salas para que seus colaboradores tirem um cochilo no meio do dia?

Isso acontece porque alguns estudos indicam que um sono leve no final da manhã, ou no início da tarde, pode aumentar muito a sua produtividade.

Esses estudos mostram que 20 minutos de sono já são o suficiente para aumentar os níveis de performance, vigília, e autoconfiança dos indivíduos, para que assim executem de maneira mais eficiente as demais tarefas do seu dia.

Dessa forma, caso esteja se sentindo cansado, ou tenha aquela sensação de cabeça cheia na metade do dia, considere ir até algum lugar onde não possa ser interrompido, coloque 20 minutos em um cronometro, feche os olhos e relaxe seus músculos.

Deixe a cabeça divagar, e mesmo que você não durma exatamente, tenho certeza que sua energia e motivação para prosseguir com as obrigações do dia ficarão muito maiores.

Artigo Relacionado: “Power Nap: Como um cochilo no meio do dia pode aumentar sua produtividade”.

Evite Multitarefar

Você provavelmente já leu, ou ouviu isso em algum lugar, que “multitarefa”, ou realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, é um mito.

Nossa cabeça é incapaz de prestar atenção em duas ou mais tarefas ao mesmo tempo.

O melhor que podemos fazer é alternar rapidamente entre uma tarefa e outra, entretanto isso possui o desagradável ônus de nos deixar menos produtivos.

Ao alternar entre tarefas, nosso cérebro precisa de um intervalo de tempo para começar a pensar e operar com facilidade sobre aquela tarefa, sendo um desperdício de tempo e energia.

Dessa forma, embora possa parecer tanto para você, quando para os outros, que realizar diversas tarefas ao mesmo tempo otimiza a utilização do seu tempo, lembre-se que diversos estudos já provaram o contrário.

Ao executar uma tarefa com foco total, você permite que a tarefa seja concluída rapidamente, e cria uma motivação a mais para fazer a próxima tarefa, e também concluí-la.

Portanto, para um dia mais produtivo, ao invés de focar no número de tarefas que estão sendo feitas, preste mais atenção no número de tarefas que estão sendo finalizadas.

Sejamos honestos

É uma tendência natural querermos multitarefar quando estamos muito apurados, querer aproveitar todos os minutos do dia, e não fornecer um tempo necessário para nosso descanso, e querer completar a maior quantidade de tarefas possível, mesmo sem planejamento.

Ainda assim, esses tipos de atitude são prejudiciais a longo prazo, e fazemos bem em criar hábitos que sejam mais condizentes com o que nossa cabeça realmente está programada para fazer.

Dessa forma, aceite que sua cabeça precisa de tempo para espairecer, que precisa de tempo para descansar, que possui alguns vícios, e que nem sempre isso é ruim para você.

Além disso, de uma vez por todas, aceite que sua cabeça apenas consegue focar em uma tarefa de cada vez, e que trabalha melhor dessa forma.

Mime-se um pouco mais, e aproveite melhor o seu tempo!

“O tempo não possui um propósito por si só, a não ser que nós escolhamos dar a ele um significado. ” – Leo Buscaglia