Investir em startups, vale a pena essa aventura?

Investir em startups, vale a pena essa aventura?

1263
0
SHARE
homem sentado com mãos cruzadas

De uns anos para cá, o mercado se desenvolveu e as startups se tornaram mais uma opção de negócio para pessoas que desejam se aventurar pelo mundo do empreendedorismo.

Inovação e criatividade são as bases para esse modelo de negócio que conquistou espaço no mundo todo e atrai desde empresários experientes até empreendedores jovens, sem nenhum background anterior.

Apesar do crescimento das startups e do potencial inegável desse mercado, a pergunta que não quer calar é: vale a pena investir nesta aventura? É seguro? É adequado para você?

Neste post, você conhecerá as vantagens e desvantagens de apostar nesse modelo de negócio e terá mais informações para decidir se esta realmente é a melhor opção para seu futuro.

Vamos lá?

Perfil de empreendedor e/ou investidor

O primeiro passo para decidir se apostar em uma startup é uma boa opção para você é refletir sobre o seu perfil de empreendedor e/ou investidor.

Embarcar nessa aventura requer uma boa dose de coragem.

Afinal, antes de tudo, investir em uma startup é apostar seu dinheiro em uma boa ideia e nos empreendedores e na equipe que estão por trás dela.

Pessoas que precisam de segurança e prezam pelo conservadorismo em seus investimentos podem não se sentir confiantes para colocar seus recursos financeiros em um empreendimento que não oferece garantia de retorno.

Antes de embarcar nesse negócio, reflita sobre a trajetória da empresa e leia tudo o que puder sobre esse tipo de mercado.

Assim, terá mais informações sobre a área antes de tomar a sua decisão.

Familiaridade com o segmento pode fazer a diferença

Empreendedores que têm familiaridade com determinado mercado podem se sentir mais seguros para investir em uma startup que atua naquele segmento.

Afinal, já conhecem as empresas concorrentes, têm domínio dos principais processos e práticas, sabem quais são as deficiências do mercado e o que os clientes daquela área necessitam.

Caso você já tenha atuado como empresário ou funcionário de uma empresa de varejo, por exemplo, ao investir em uma startup desse mesmo segmento, irá trabalhar com algo que já conhece e poderá, então, analisar se o modelo de negócios e a ideia de determinada startup realmente vale a pena.

Assim, o risco do investimento diminui substancialmente.

Indo além da ideia

É comum que o empreendedor decida se vale a pena ou não investir em uma startup considerando apenas a ideia central da empresa na hora de analisar o processo.

Uma das vantagens de investir em um negócio do tipo, por outro lado, é a possibilidade de ir além da ideia e apostar também nos empreendedores que estão por trás dela.

Por isso, antes de embarcar no investimento em uma startup, analise a trajetória dos empresários que lideram a empreitada.

Eles são resilientes e comprometidos? Você sente confiança no que eles falam e no modelo de negócio que apresentam?

As respostas destas perguntas podem ajudar a decidir se realmente vale a pena fazer um aporte no negócio ou procurar uma opção mais segura.

Não ter retorno do investimento é uma opção possível

Verdade seja dita: por mais inovadora e interessante que seja uma startup é, sim, possível que o negócio não dê certo e que a empresa tenha que fechar as portas.

Na verdade, nove de dez startups dão errado.

Por isso, antes de investir em uma empresa do tipo, é importante prestar atenção às finanças.

Investidores sérios e experientes esperam, pelo menos, um retorno de 10 vezes o investimento realizado em cinco anos.

Procure por exemplos de startups similares e analise o retorno que os investidores delas tiveram.

Vale a pena ou não?

Dinheiro não é tudo

É claro que o retorno do investimento feito em uma startup é um fator importante, no entanto, ao apostar nesse tipo de negócio, você embarcará em uma aventura que vai muito além do aspecto financeiro.

O dinheiro é só um dos apoios que você dará aos empreendedores e equipe.

Investir em uma startup é comprar uma ideia e tudo o que vem junto com ela: time de profissionais que trabalha na empresa, mercado em que a startup atua, plano de negócios etc.

Mais do que patrocinadores, os investidores que decidem apostar em uma startup devem ter em mente que vão vestir a camisa do negócio.

Está preparado para isso?

O mercado existe?

Muitas pessoas têm vontade de investir em uma startup, mas, na hora de pesquisar uma empresa para chamar de sua, se deparam com uma série de negócios que tem boas ideias, mas reconhecem que simplesmente não há mercado para elas.

Se você pensa em investir em uma startup, é importante se certificar que, além da ideia ser interessante, há mercado e consumidores interessados em consumir tal produto ou serviço.

Uma das desvantagens das startups é que há muitos empreendedores de olho no futuro e esquecendo do presente.

Não caia nessa armadilha.

É importante escolher uma empresa que possa se desenvolver aqui e agora.

Apenas desta forma o retorno do investimento realmente irá aparecer.

Assim como todo modelo de negócios, as startups apresentam vantagens e desvantagens para quem deseja apostar nessa aventura.

Se, por um lado, esse tipo de empresa não é o investimento mais seguro do mundo – seja por oscilações do mercado, por ter uma ideia fraca ou por simples falta de planejamento – por outro, apostar em uma empresa do tipo é acreditar em uma ideia e no time por trás dela.

Se você busca algo que vá além do simples retorno financeiro (que, claro, também é relevante), pode ser uma boa opção.

Diminua o risco do investimento analisando com cuidado quem são os empreendedores por trás da startup, qual é o modelo de negócios, se ele é validado e se há mercado disponível para abraçar aquela ideia.

Não esqueça ainda dos aspectos financeiros do negócio, contemplando faturamento, margem e saídas futuras.

Planejamento e pesquisa são as palavras de ordem e são eles que vão garantir a sua segurança caso decida embarcar nesta aventura.

O retorno pode surpreender!

Não deixe de ler também sobre as características de um “não empreendedor”.