desenvolvimento pessoal

Desenvolvimento pessoal: o guia completo para o sucesso

Talvez a primeira novidade já tenha aparecido no próprio título deste guia: a expressão “desenvolvimento pessoal” e a palavra “sucesso” quase lado a lado. Isso não é à toa.

Talvez a primeira novidade já tenha aparecido no próprio título deste guia: a expressão “desenvolvimento pessoal” e a palavra “sucesso” quase lado a lado. Isso não é à toa.

Empreendimentos de sucesso demandam uma série de ações e qualidades de quem está no comando: tomada de decisão, autoconhecimento e autoconfiança são alguns exemplos.

Ora, essas qualidades não vão aparecer em você todos os dias às 8 da manhã quando você pisar na empresa. Elas têm que fazer parte de quem você é, não é verdade?

Por isso, preparamos este guia de desenvolvimento pessoal, onde explicamos o que é desenvolvimento pessoal e a sua importância para o sucesso como pessoa e empreendedor.

Nele, você vai saber também os erros mais comuns que podem ser cometidos no caminho, dicas para atingir esse objetivo e algumas ferramentas que vão ajudar.

Gostou da ideia de crescer como empreendedor melhorando como pessoa? Nada mal matar dois coelhos com uma cajadada só, não é mesmo? Então boa leitura e mãos à obra:

O que é desenvolvimento pessoal?

Todo mundo quer evoluir no campo pessoal. Mas o que exatamente significa isso?

Muita gente, ao ouvir falar a respeito, pensa logo em autoajuda e naqueles livros que dão uma motivada e levantam o astral, mas não passam muito disso.

Não precisa desanimar: não é disso que vamos falar aqui.

Desenvolver-se pessoalmente é lidar com as coisas que você quer fazer e as que você tem que fazer de forma saudável, pragmática e adulta. Vamos entender melhor:

O que você quer fazer

Boa pergunta: o que você quer fazer? Algumas pessoas querem ter sucesso, outras precisam de muito dinheiro, todo mundo busca a felicidade.

Sabe o que há em comum entre todas elas? Elas são muito vagas nos seus objetivos.

Ora, cada um tem uma ideia do que seja sucesso e o que parece muito dinheiro para uns pode ser uma micharia para outros. A felicidade então, talvez seja o objetivo mais vago de todos.

Há pessoas que têm muito dinheiro e não são felizes, há quem viva muito bem com pouco.

Quando se perguntar “o que eu quero fazer”, não confunda essa pergunta com “o que eu quero ter”, mas pense em onde você quer chegar.

Isso mesmo. Para o desenvolvimento pessoal, é muito importante saber que você realiza seus objetivos. E, se você não tiver objetivos claros, nunca vai saber se realizou.

Um exemplo de objetivo claro: “quero ser proprietário ou proprietária de uma empresa da área de marketing com um faturamento anual de 100 mil reais até o fim de 2018”.

Você não só definiu um objetivo para os seus próximos dois anos e meio como explicou para você mesmo o que considera sucesso.

O mesmo vale para dinheiro: de quanto dinheiro estamos falando? E a felicidade? Você não é feliz? Se a resposta é não, o que te tornaria feliz?

O que você tem que fazer

Pode parecer que estamos confundindo o pessoal com o profissional, já que a conversa é sobre desenvolvimento pessoal e já começamos dando um exemplo fictício de uma empresa de marketing.

Mas, uma vez que você tenha uma meta profissional, ela implica ajustes na sua vida pessoal. Se alguém for colocar essa meta em prática, algumas concessões terão que ser feitas.

Por exemplo: é possível ter dois filhos até 2018? Provavelmente não, já que a paternidade ou a maternidade demandam tempo, dinheiro e responsabilidades e você já se colocou um objetivo que vai deixá-lo ocupado.

Resumindo: toda meta objetiva que você se coloca no campo profissional, implica em escolhas e elimina algumas opções na sua vida pessoal.

E vice-versa: se o se objetivo fosse ter dois filhos, a sua empresa de marketing estaria automaticamente excluída, ao menos até 2018.

Desenvolvimento pessoal é melhorar-se como pessoa, colocando-se objetivos e entendendo que é possível se tornar mais produtivo na vida pessoal para conquistá-los, mas que também toda escolha elimina outras opções.

Entendeu agora porque nem todo mundo que quer ter sucesso profissional, dinheiro ou felicidade consegue logo de cara?

Os maiores erros e desafios do desenvolvimento pessoal

Para tornar sua busca pelo desenvolvimento pessoal mais fácil, listamos abaixo alguns erros que você não deve cometer se quiser chegar lá. Acompanhe:

Falta de metas

Isso é mais ou menos o que viemos falando até aqui.

Vamos apenas acrescentar mais uma coisa: tenha metas desafiadoras, mas condizentes com a sua realidade.

Desafiadoras porque você precisa de mudanças para sentir que tem se desenvolvido como pessoa. E condizentes com a sua realidade porque, se suas metas forem inalcançáveis, você certamente vai se frustrar e desistir.

Falta de tempo

Hoje em dia, tempo e dinheiro talvez sejam os maiores problemas de todo mundo que busca o desenvolvimento pessoal. Ao contrário do dinheiro, porém, o tempo não pode ser recuperado.

Mas você pode otimizar a forma como gasta suas horas, não é mesmo?

Um bom jeito de começar é pensar se não está se doando demais.

Algumas pessoas são naturalmente generosas e, acredite, não falta gente que queira se beneficiar da generosidade dos outros.

Nada de mal nisso, mas é você quem deve estabelecer esse limite. Lembre-se do clichê de que “para ajudar os outros é preciso, primeiro, ajudar a si mesmo”.

Essa frase é repetida demais por aí, mas não deixa de ser verdade por isso.

Tenha também uma ordem de prioridades, mas não vá cair na tentação de trabalhar o tempo todo nos seus objetivos e achar que isso resolve o problema da falta de tempo.

Divida sua vida entre trabalho e lazer e evite perder tempo no futuro, cuidando de doenças causadas pelo estresse.

Falta de dinheiro

É claro que alguém que viva em situação de pobreza extrema não pode mesmo desenvolver seu potencial.

Mas esse não é o caso da maioria de nós, não é mesmo? Bote na cabeça que o desenvolvimento pessoal se dá com aquilo que você tem.

É possível viver bem com pouco, o que também não significa renunciar aos prazeres do consumo, não é mesmo?

Se você fizer um planejamento financeiro — tiver controle real de quanto ganha, quanto gasta, se o que gasta é realmente necessário e, claro, quanto deve — vai descobrir muita coisa sobre o seu dinheiro.

Será que você não gasta demais? Ou então poderia ganhar um pouco melhor? Sabia que, mesmo endividado, é recomendável guardar dinheiro?

Faça um planejamento agora mesmo. Depois de descobrir sua real situação financeira será possível traçar metas pro seu crescimento pessoal que sejam condizentes com a sua realidade financeira. E ser feliz com aquilo que tem.

Medo

Se você sente medo de tomar decisões que melhorem a sua vida, seja bem-vindo ao time.

Está em busca de maneiras de acabar com o medo para fazer as coisas andarem? Esse é o problema: não há como acabar com o medo. O máximo que você pode fazer é enfrentá-lo.

Nos acostumamos a pensar em empreendedores de sucesso e pessoas que conquistam o desenvolvimento pessoal e profissional como se fossem inabaláveis, mas verdade seja dita: todos temos nossos momentos difíceis.

Procure pensar no medo como um amigo: ele te dá conselhos, mas é você quem decide se vai seguir ou não.

O medo sempre vai te aconselhar a ficar exatamente onde está e, adivinhe: em alguns momentos essa é a melhor escolha mesmo.

Mas se você der ouvidos a ele o tempo todo, nunca vai arriscar. E para conquistar o desenvolvimento pessoal — assim como para conquistar qualquer outra coisa na vida — é preciso correr riscos.

As melhores dicas para o desenvolvimento pessoal

Já deve ter dado pra notar que não há um botãozinho na sua vida que você vai apertar e ser mais feliz.

Para se desenvolver como pessoa, é preciso fazer um exame de consciência para entender quais são as suas necessidades e vontades e traçar uma meta.

E como essa meta é diferente para cada pessoa e para cada necessidade, não é possível darmos dicas tão específicas. Mas há coisas que ajudam qualquer um a atingir seus objetivos e é sobre elas que vamos falar agora:

Administre seu tempo

Há vários campos na nossa vida que nos fazem crescer como pessoas. Temos nossas metas profissionais, nosso lazer, compromissos familiares, queremos ler e nos informar, estudar, entre outras coisas.

O desenvolvimento pessoal depende também de uma organização do seu tempo, de modo que um pouco dele seja dedicado para cada coisa.

Acredite: se não fizer isso, você se verá em extremos como trabalho excessivo ou diversão desregrada.

Divida seu tempo entre essas atividades para o seu crescimento pessoal. Comece, claro, pensando quais são elas.

Elas costumam diferir de pessoa para pessoa, mas as categorias que citamos aqui acima são um bom ponto de partida para montar a sua.

Aprenda sobre empreendedorismo e liderança

Empreender não é algo que só as pessoas que abrem uma empresa fazem.

É uma atitude muito necessária para dar um rumo pessoal ou profissional para nossa vida e, também, mudar coisas que não dão certo.

Entenda como ser uma pessoa empreendedora na sua vida pessoal e profissional.

Esse tipo de atitude te obriga a desenvolver ótimas qualidades como o autoconhecimento, automotivação, liderança, produtividade e marketing pessoal.

Lendo e entendendo sobre esse assunto, você estará mais apto a lidar com críticas construtivas — aprendendo com elas — e destrutivas — não se deixando abater.

Além, claro, de saber muitas coisas úteis caso já seja ou decida se tornar um empreendedor formal.

Busque o autoconhecimento

Se você é do tipo cético, pode ter torcido o nariz quando falamos de autoconhecimento.

Pois saiba que não se trata de nenhuma “filosofia hippie”, mas de algo científico e aplicável.

Há diversas técnicas orientais milenares e também práticas ocidentais para que você tire um tempo para conhecer a si próprio: yoga, meditação, terapia, psicanálise e Programação Neurolinguística são alguns exemplos.

Reflita sobre seus padrões de comportamento. Você se auto sabota? Repete alguns erros no profissional e pessoal e acaba infeliz por causa disso?

As vezes somos enganados pelo nosso subconsciente, repetindo comportamentos pouco saudáveis sem perceber ou saber por que o fazemos.

Ferramentas que podem ajudar nessa tarefa

Muito bem, você já sabe o que é desenvolvimento pessoal, como conquistá-lo e já aprendeu quais os maiores desafios para isso.

Também já tem ótimas dicas para crescer como pessoa. O que falta? Simples: uma boa lista de apps para facilitar todas essas tarefas.

Ninguém aqui está dizendo que não dá pra ser feliz sem a tecnologia, mas que ela ajuda, ajuda!

Forest

Esse é um aplicativo para administrar a sua produtividade de um jeito diferente.

Você programa um tempo para cada uma das suas atividades, dividindo em frações de meia hora.

O app liga um timer no seu celular e o bloqueia, para que você faça a tarefa para a qual designou aquele tempo. Excelente para os viciados em smartphone que querem produzir mais.

Mas o melhor não é isso: no início dessa meia hora o Forest planta uma sementinha e ela vai crescer e se tornar uma árvore quando os 30 minutos terminarem!

Você acumula suas arvorezinhas, compara com a dos seus amigos pelo próprio app e ainda aumenta a produtividade.

TED

A sigla significa Tecnology, Entertainment, Design ou Tecnologia, Entretenimento e Design, em português.

Quando essa organização sem fins lucrativos foi criada, essas três áreas eram seu carro-chefe.

Hoje, é possível acompanhar palestras sobre quase todos os assuntos no TED.

O slogan da plataforma fala por si só: “ideias que merecem ser espalhadas”.

No seu celular, tablet ou computador, você poderá assistir vídeos curtos (18 minutos ou menos) que servem como motivação e inspiração para mudanças pessoais e profissionais.

Pinterest

O “catálogo mundial de ideias” da internet pode ser muito útil para inspiração e desenvolvimento pessoal.

Faça uma pesquisa com esse tema no aplicativo e veja quantos infográficos, banners e imagens com frases motivadoras aparecem!

Você pode salvar e organizar essas imagens, o que faz do Pinterest a ferramenta ideal para pessoas mais visuais.

Conclusão

Otimize o seu tempo, tenha objetivos precisos e possíveis de alcançar e use boas ferramentas para te motivar e inspirar.

Assim, você pode canalizar seus pensamentos e atitudes, criando um fluxo positivo de desenvolvimento pessoal.

Lembre-se: ser feliz não é conquistar bens ou dinheiro. É ser produtivo e saber que você gasta o seu tempo com as coisas mais importantes e se realiza com elas.

Pronto! Agora você está inspirado e motivado para se desenvolver como pessoa e alcançar o sucesso!

Para saber quais são as principais ferramentas de gestão que podem ser usadas a seu favor, leia esse post!