criatividade

Como usar a criatividade para resolver problemas no mundo dos negócios?

Como usar a criatividade para resolver os seus problemas? Descubra agora!

A criatividade não está diretamente ligada à imaginação, tampouco à genialidade. Ser criativo não é mera questão de inspiração e talento, mas de ações. Tão importante quanto a imaginação é o aproveitamento do bom senso, da experiência coletiva e de elementos que são conhecidos no cotidiano.

Diante dos desafios impostos pelos negócios, o bom empreendedor é aquele que sabe inovar na hora de resolver os problemas. Em vez de ficar preso às fórmulas prontas e consideradas infalíveis, ele busca novas abordagens que diferenciam seu empreendimento. Para isso, é claro, ser criativo faz toda a diferença!

A boa notícia é que é perfeitamente possível desenvolver essa habilidade. Você não sabe como desenvolver a criatividade? Então continue a leitura deste post e descubra 5 formas de começar a empregar essa qualidade na resolução de problemas no mundo dos negócios!

Analise o problema de todos os ângulos

É impossível solucionar uma questão com criatividade se você não souber, em primeiro lugar, qual é o problema a ser resolvido. Por isso, o passo inicial consiste em analisar o problema por todos os ângulos, de modo a adquirir visões diferentes a respeito do assunto.

Essa ação também é necessária porque garante que se reconheça exatamente a causa do problema. Dessa forma é possível agir diretamente na sua origem em vez de apenas tratar os seus efeitos.

A abordagem nesse momento faz toda a diferença. Ter uma visão confiante e positiva gera efeitos benéficos. No geral, adotar uma abordagem positiva ajuda a conectar os pontos que compõem uma questão que deve ser solucionada.

Para ficar mais claro, imagine que seu negócio está com o balanço no vermelho. A situação vem acontecendo há três meses, mesmo com um nível razoável de vendas. Embora alguns culpem a crise econômica, quem age com criatividade procura reconhecer a causa da questão.

Feita uma análise aprofundada, descobre-se que os processos tiveram um aumento nos custos. Assim, a ação acontece diretamente na causa e não apenas nos efeitos.

Faça brainstorming para soluções

O brainstorming consiste em buscar as ideias referentes a determinado tema, sem julgamentos. Todas as pessoas envolvidas apresentam soluções que vêm à mente de maneira livre. Após essa “chuva de ideias”, é feita uma análise para refinar e trabalhar as melhores opções.

Se você acha que isso só pode ser aplicado às tarefas de comunicação, saiba que está enganado! A verdade é que usar essa possibilidade é uma ótima maneira de encontrar caminhos alternativos e criativos para as questões já existentes.

De certo modo, ela utiliza o inconsciente de quem dá sugestões e também permite um aumento de possibilidades. Quanto mais sugestões forem dadas, mais próximo se chega da solução ideal.

Novamente usando o exemplo anterior, uma vez que o processo oneroso seja identificado, é possível fazer um brainstorming. O problema é apresentado de maneira completa e, a partir daí, as pessoas dão suas sugestões do que deve ser feito para otimizá-lo e reduzir seus custos.

Ao final do processo, é viável encontrar uma solução a ser lapidada em busca dos resultados desejados.

Aposte em ideias propostas pela equipe

A sua equipe é uma grande e importante fonte de ideias e informações. Os colaboradores estão envolvidos o tempo todo com o negócio e, quanto mais engajados eles forem, mais próximos estarão de soluções que são realmente convenientes para o empreendimento.

Se duas cabeças pensam melhor do que uma, imagine o quão poderoso é ter várias mentes com um potencial criativo a favor do empreendimento.

Se um processo está custando muito caro para a empresa, por exemplo, as pessoas que estão envolvidas nele são as mais indicadas para apresentar soluções viáveis e que se encaixem no cotidiano. Um gestor da área de interesse e mesmo os funcionários da linha de produção estarão mais capacitados para dar ideias que realmente funcionam.

Para que isso se concretize, é necessário fortalecer a comunicação e incentivar a busca constante por novas abordagens, sem medo dos erros ou de repreensões. Assim, todos se sentirão seguros para oferecer soluções convenientes.

Teste novos processos com frequência

Agir com criatividade também envolve a prática. Uma solução pode ser inovadora, mas talvez não seja viável. Por isso, uma boa ideia criativa não envolve apenas a mudança de panorama, mas também a aplicabilidade.

Ao mesmo tempo, se você buscar uma ideia que surja pronta e em perfeito funcionamento, provavelmente terminará frustrado. Como saber, por exemplo, que a eliminação de determinada tarefa ou a mudança de parâmetros vai diminuir os custos? Testando!

É a partir da aplicação da ideia e da monitoração de resultados que pode-se ter uma ideia do que funciona (ou não) e o porquê disso acontecer — o gera o conhecimento empírico, que tem tudo a ver com a prática e com a experiência.

A partir dos resultados, há formas de refinar a ideia para que ela alcance os níveis desejados. Sem essa etapa a ideia fica apenas no campo do planejamento e sua aplicação direta pode custar mais caro do que o esperado.

Livre-se do medo de mudar

O que muitas vezes impede que um negócio resolva questões de maneira criativa é o medo de mudar. A criatividade é, por definição, uma quebra de padrões ou paradigmas. É pensar fora da caixa, trilhar um novo caminho em busca de uma solução para um problema comum.

Permanecer com a mesma configuração só vai limitar o poder criativo de uma solução desse tipo. Se o negócio não estiver disposto a transformar o fluxo de trabalho em determinada área, por exemplo, é muito provável que o balancete permaneça no vermelho.

A mudança pode ser positiva e gerar benefícios, especialmente se for bem-estruturada. Com isso, transforme a maneira como o seu negócio encara a mudança! Reconheça-a como uma etapa necessária e benéfica para os resultados. Além disso, crie um ambiente que seja capaz de se adaptar às diversas necessidades para que a criatividade mostre todo o seu poder de resolução.

E já que a criatividade é o tema deste artigo, aproveite e veja quais são as oportunidades que ser criativo gera no empreendedorismo!