Criar uma pequena indústria: quais os custos para começar?

Criar uma pequena indústria: quais os custos para começar?

Conheça os 3 principais centros de custos que devem ser estudados e calculados antes de se abrir uma pequena indústria

O artigo de hoje foi escrito pelo autor convidado Alessandro Okagawa Falleiros,  fundador e presidente da Kyodai Engenharia.

Abrir uma empresa no Brasil é um processo extremamente demorado, isto todos sabemos. Segundo o ministro Afif Domingos, o processo em si no Brasil dura 107 dias! São mais de três meses de espera para se ter seu próprio negócio formalmente registrado.

Considerando o período de estudo, definição da localização, compra de equipamentos e busca de investimentos, este período se elevaria ainda mais.

Este tempo de inatividade forçada tem seu preço e deve ser planejado, pois quando se inicia um novo negócio, estes gastos refletem no capital que você terá disponível para investir na empresa.

Além de tempo, abrir uma empresa também custa dinheiro. E para dar a você uma ideia do custo de se iniciar um negócio no setor industrial, aconselhamos que reserve capital para 3 grupos de gastos iniciais: o investimento em máquinas, o capital de giro e o estoque.

De olho na operação e nos números!

De olho na operação e nos números!

1- Maquinário e instalações: o meio de produção

O investimento em máquinas, claro, varia para cada tipo de micro-empresa industrial, mas é quase certo que as máquinas para a sua indústria terão um desembolso maior do que se você optar por empreender entregando serviços (como um escritório de advocacia, por exemplo).

No nosso setor, metal-mecânico, máquinas como tornos, fresadoras, máquinas de soldagem e serras são pré-requisitos para transformar a matéria prima em produtos acabados. No nosso exemplo, no qual iniciamos a empresa com necessidade inicial de um torno, uma máquina de solda, uma serra e ferramentas gerais, estimamos o investimento em máquinas entre R$ 20.000,00 e R$ 60.000,00, dependendo dos diferentes estados de conservação das ferramentas.

2- Capital de giro: o dinheiro que não é materializado

O capital de giro é um valor que, apesar de não receber atenção em muitos casos nos quais as contas são feitas superficialmente, é fundamental para o sucesso de uma empresa.

Até que se sustente, a empresa precisará arcar com as despesas correntes, utilizando-se para isto o capital de giro.

Então, considerando o aluguel de um galpão industrial, pró-labore e despesas correntes com contabilidade, material de limpeza, material de escritório, segurança, energia elétrica, água, luz, telefone e internet, os valores projetados para capital de giro, no nosso caso, variam entre R$ 20.000,00 e R$ 50.000,00, conforme a disponibilidade de investimento.

Vale ressaltar que quanto mais capital reservado para o giro da empresa, maiores as chances de seu negócio conseguir sucesso em negociações, tanto com clientes, quanto com fornecedores.

(Veja aqui como calcular o capital de giro ideal para sua empresa).

3- Estoque: o mal necessário

Finalmente, para que você possa atender seus clientes com agilidade, é importante haver estoque de matéria prima, ou mesmo de produtos acabados, caso você já tenha clientela fixa antes de ter o CNPJ ou conhecimento dos produtos de maior demanda no seu setor.

Manter estoque custa dinheiro e, novamente para o nosso caso, planejamos valores entre R$ 10.000,00 e R$ 40.000,00 para nosso estoque.

Ele é algo que pode ser nocivo se mantido em excesso, porém mesmo em empresas que se utilizam de filosofias de estoque zero, sempre há a necessidade de um valor de segurança para que não haja vendas perdidas ou falta de material.

Conclusão

Juntando os três grupos descritos acima, chegamos aos valores gerais para se montar uma micro-empresa semelhante à nossa, no setor metal mecânico: De R$ 50.000,00 a R$ 150.000,00.

Estes valores não são fixos e podem variar bastante de setor para setor ou regionalmente, mas acreditamos que seja válido ilustrar a você, empreendedor em busca de referências, a ordem de grandeza dos investimentos ao se abrir uma empresa industrial.

Nosso objetivo é mostrar que não são suficientes apenas cinco mil reais e que também não são necessários milhões para se começar. Porém, para achar o valor específico do investimento na sua empresa, aconselhamos o estudo prévio e a elaboração de análise de viabilidade para o seu negócio.

Bons estudos!

Para ver mais artigos com dicas sobre o início de uma empresa, recomendo nossa seção Como Começar Empresa.

Crédito da foto: shutterstock.