controller

A importância do Controller para o sucesso da empresa

Elaboramos esse post para falar do Controller ou o profissional de controladoria, para que você possa entender a importância desse colaborador para o sucesso da empresa. Confira!

A rotina de um empreendedor chega a ser insana em alguns momentos, principalmente quando está no começo do negócio. Afinal, é normal que nesse início seja preciso assumir vários papéis dentro da empresa para que ela possa funcionar de forma efetiva.

Sendo assim, já faz parte da cartilha do empreendedorismo precisar lidar com diversas áreas do negócio ao mesmo tempo. Porém, conforme a empresa cresce isso vai tornando-se cada vez mais inviável e surge a necessidade de contratar outros colaboradores para que ela continue funcionando a todo vapor em busca do sucesso.

Até porque, quando as coisas começam a funcionar bem é inevitável que a sua operação ganhe escala, ficando mais difícil gerenciar tudo sozinho, aliás na maioria dos casos fica impossível abraçar tudo para si!

Mas quando falamos de contratar novos colaboradores em áreas que são chave para o negócio, as primeiras posições que vem à tona estão ligadas às áreas de marketing, vendas, atendimento ao cliente, dentre outras mais “conhecidas” e que são importantes.

A consequência é que muitas áreas que são mais internas acabam esquecidas nesse processo, porém são de igual importância também. Aliás, muitas são mais importantes do que se pode imaginar. Uma delas é a que corresponde ao que chamamos de controladoria.

Nesse sentido, elaboramos esse post para falar do Controller ou o profissional de controladoria, para que você possa entender a importância desse colaborador para o sucesso da empresa. Confira!

Quem é o Controller?

Devido a alta competitividade do mercado, as empresas estão abrindo sua visão e investindo em aspectos que são muito mais do que apenas oferecer um produto de qualidade há um preço competitivo e sim desenvolver um diferencial baseado na gestão completa do negócio a curto, médio e longo prazo.

Nesse cenário, surgiu a área de controladoria que é responsável por reunir, validar e analisar os dados que são importantes e vitais para o negócio a nível estratégico, relacionando-se praticamente com toda a empresa.

Dentro desse contexto temos o Controller ou gerente de controladoria, que é justamente o profissional que lida com essa vertente, ou seja, é responsável pelo planejamento, coordenação e direcionamento das atividades de curto, médio e longo prazo no que diz respeito aos objetivos de todas áreas da empresa.

Podemos dizer que esse tipo de profissional tem por padrão a responsabilidade de extrair e analisar dados e informações que sejam relevantes para todo negócio, fornecendo relatórios que auxiliem a empresa em sua tomada de decisão.

Além disso, ele pode ter muitas outras responsabilidades, tal como identificar pontos de melhoria no que diz respeito à lucratividade e rentabilidade do negócio, avaliar riscos, analisar a saúde financeira da empresa, organizar o planejamento tributário, certificar-se do cumprimento das normas de auditoria, estudar o mercado e identificar suas tendências, dentre outras.

Deu pra perceber que o Controller tem uma atuação completa dentro do negócio, não é mesmo? Por isso, é exigido que ele tenha conhecimento de diversas áreas para poder executar bem o seu trabalho e lidar com essa rotina.

Qual é o conhecimento exigido de um Controller?

O perfil de um gerente de controladoria é algo bem complexo, pois são exigidas características de várias áreas de conhecimento. Ou seja, ele costuma ser um profissional multidisciplinar que deverá atuar com todas as demais áreas da empresa, por isso é exigido que ele tenha no mínimo um conhecimento básico sobre o funcionamento de cada área do negócio.

Sendo assim, não é exigido uma formação acadêmica específica, porém é desejável que elas sejam as que estão mais ligadas ao ramo de gestão ou administração, por exemplo: economia, ciências contábeis, administração de empresas, dentre outras.

Além disso, é altamente valorizado um aprofundamento específico através de cursos complementares, MBAs e até pós-graduações relacionadas à área. Nesse sentido, podemos dizer que há várias opções no mercado para se especializar nesse tema.

Outro conhecimento exigido é em relação a tecnologia e ferramentas que fornecem apoio a empresa na gestão, planejamento e tomada de decisão. Afinal, ele terá que lidar com elas diariamente.

Obviamente que devido à complexidade das responsabilidades do cargo, espera-se ainda algumas competências e características que podem facilitar o seu trabalho e relacionamento com toda a empresa. Dentre elas, podemos destacar:

  • Bom relacionamento com as outras áreas da empresa;
  • Ter uma visão sistêmica e holística do negócio;
  • Prezar pelo sigilo das informações;
  • Facilidade em planejar ações a curto, médio e longo prazo;
  • Ser extremamente analítico para oferecer insights que sejam assertivos;
  • Facilidade em ter uma percepção multidisciplinar das coisas;
  • Visão estratégica do negócio como um todo;
  • Ser curioso e buscar constantemente se atualizar em relação ao mercado e todos os aspectos do negócio.

Obviamente que outras características são altamente desejáveis, mas essas são as que ditam se o Controller será capaz de compreender o funcionamento da organização como um todo, além de lidar com todos os seus desafios diários em que o seu conhecimento e a sua atuação será essencial.

Como o Controller interage com outros setores dentro da empresa?

Você já percebeu que o gerente de controladoria deve se relacionar com basicamente todas as áreas de uma empresa. Afinal, ele é o responsável por ajudar no planejamento e direcionamento de todas as suas ações a curto, médio e longo prazo.

Na prática, suas atividades se resumem a auxiliar todos gestores das respectivas áreas do negócio a buscar identificar quais são suas necessidades, para que ela possa ter um bom funcionamento, tal como os recursos materiais necessários, outros equipamentos, recursos humanos, dentre outras demandas, por exemplo.

Além disso, ele deve relacionar-se muito com a equipe de vendas para entender qual é a projeção de receita futura, que poderá entrar tanto a curto quanto a longo prazo. Desse modo, ele conseguirá projetar o planejamento orçamentário da empresa com mais eficiência, além de outras demandas que dependem desse dado.

Obviamente que esses são apenas alguns exemplos de como esse profissional se relaciona com outras áreas do negócio. O mais importante é replicar isso para todas elas, levando em consideração os custos, as receitas, despesas e os investimentos que serão realizados para gerar informações confiáveis para fazer as suas projeções.

Após isso, o seu papel é validar tudo isso com a diretoria da empresa, que deverá acompanhar também todo o desempenho dessas projeções através de indicadores, objetivos e metas.

Vale lembrar que é extremamente importante que o Controller tenha à sua disposição recursos tecnológicos, tal como ferramentas que sejam eficientes e ajudem a gerenciar todos os planejamentos e a controladoria em si.

Dessa forma, realizar o planejamento da empresa, definir metas e objetivos e acompanhá-los periodicamente será algo muito mais fácil e efetivo. Além disso, garante-se a agilidade no acompanhamento do desempenho do negócio, podendo comparar com as metas que foram definidas, possibilitando elaborar planos de ação caso seja necessário.

Quais os benefícios de ter um Controller na empresa?

A cada dia que passa, fica evidente que é necessário ter um gerente de controladoria para que o negócio tenha sucesso. Afinal, a função desse colaborador vai muito mais além do que simplesmente ser algo contábil ou financeiro de uma empresa.

Na verdade é algo muito mais estratégico, pois o nível de aprofundamento de questões que envolvem o processo de tomada de decisão pode ser cada vez maior e isso só é possível com um profissional desse calibre e com esse conhecimento específico.

Além disso, a empresa poderá contar com o privilégio de ter um profissional que seja completo, que é capaz de agregar valor para os mais variados setores e aspectos do negócio, além de ajudar a sua operação a fluir de forma cada vez mais ágil e eficiente.

Soma-se a isso a sua capacidade de ter uma visão crítica, que geralmente é exposta de forma benéfica e com um objetivo maior: otimizar os resultados de todo o trabalho da empresa! Até porque, ele é capaz de fazer uma excelente gestão de números e traduzi-la em tendências e projeções, que podem dar total apoio à gestão do negócio.

Esses são apenas alguns dos benefícios que esse tipo de profissional poderá oferecer para qualquer tipo de negócio, independente da sua área de atuação. Porém, existem muitos outros, basta pesquisar e se aprofundar um pouco mais sobre o assunto para entender melhor.

Para as empresas que querem crescer e ganhar escala, ter um Controller é mais do que essencial, pois somente dessa maneira será possível fazer com que toda ela consiga caminhar de forma harmoniosa e constante em prol dos objetivos que a sustenta.

Sendo que muitas vezes a chave do sucesso para expandir o negócio não está em contratar mais profissionais que atuem em áreas que são mais “linha de frente”, tal como o profissional de marketing ou de vendas, mas sim contratar alguém que fique nos bastidores e que ajude a organizar o funcionamento da empresa com maestria e eficiência!

Agora que você entendeu um pouco mais sobre a importância de um Controller para o sucesso da sua empresa, o que acha de saber mais sobre Sociedade empresarial: Como evitar problemas ao incluir um sócio na sua empresa?