consultor financeiro

Reais motivos para ter um consultor financeiro na sua empresa!

O saldo da sua empresa se apresenta negativo? Talvez esteja na hora de procurar um consultor financeiro e colocar as finanças em ordem.

Quando o assunto é a saúde financeira de uma empresa muitos empreendedores resumem esse processo ao saldo bancário. Se está positivo é sinal de que tudo vai bem.

A preocupação começa a surgir quando o saldo se apresenta negativo. Se você pensa de modo semelhante talvez esteja na hora de procurar um consultor financeiro.

Consultor financeiro: o que faz?

Esse profissional oferece um olhar apurado para auxiliar os administradores de um negócio a tomarem as melhores decisões relacionados aos processos financeiros de uma empresa.

É muito difícil que apenas uma pessoa tenha conhecimento sobre todas as necessidades de um empreendimento — Comunicação, Marketing, Logística, Informática, Publicidade, Recursos Humanos, por exemplo — nesses casos o comum é que a empresa contrate um profissional especializado para cada função. Por que isso não ocorre com as finanças?

Em geral, por falta de confiança. Empreendedores acreditam que devem ser os responsáveis por essa tarefa, o problema é que nem sempre suas decisões estão ancoradas em aspectos técnicos, o que pode levar a prejuízos.

Como o próprio nome diz, um consultor financeiro vai oferecer suporte técnico para as decisões financeiras da empresa. Não se trata de um gerente ou CEO, por exemplo.

Sua função é aconselhar os profissionais que desempenham papel de tomadores de decisões nos negócios.

Mas, afinal o que são os processos financeiros?

De modo geral podemos definir os processos financeiros como as atividades realizadas dentro da empresa, que envolvem finanças, e que são essenciais para que o empreendimento realize suas operações, levando até a criação de um produto — ou serviço — final.

Exemplos de processos financeiros:

  • Contas a pagar e a receber

Processo responsável pelo pagamento à credores e pelo recebimento de contas. É desempenhado pela Tesouraria da empresa.

  • Captação de recursos financeiros

Processo que têm como objetivo diminuir os custos financeiros da empresa, por meio do alinhamento das linhas de crédito à disposição da empresa e seu caixa. Também é realizado pela Tesouraria.

  • Controle de estoque

Processo que gerencia a entrada e saída de mercadorias da empresa. A parte física, como o transporte, é realizada pela Logística da empresa, a parte financeira, por sua vez é feita pela área contábil.

  • Gestão patrimonial:

Processo que monitora e atualiza os valores patrimoniais da empresa, verificando se houve algum tipo de depreciação nesses valores.

  • Comunicação Financeira:

Processo que informa às pessoas interessadas as mudanças financeiras da companhia, como aquisição de outra empresa, ou fusão.

Tem como objetivo dar visibilidade ao negócio, demonstrando que o empreendimento tem saúde financeira e pode ser um bom investimento.

Esses são alguns dos processos financeiros de uma empresa. Logicamente que eles podem sofrer modificações de acordo com cada negócio. Dependendo do porte da empresa alguns processos podem nem mesmo existirem.

O importante é demonstrar que as finanças requerem atenção, pois cada processo tem uma importância estratégica na empresa.

Como um consultor financeiro pode ajudar?

Desde que uma pessoa decide empreender, é natural que ela inicie uma busca por informação e, conforme o negócio avança, a busca continua, afinal, surgem novas demandas. Um consultor financeiro preenche as lacunas de informação relacionas às finanças.

Dívidas são um grande problema que os empresários podem enfrentar, mas o interessante é analisar como elas surgem. Normalmente são resultados de decisões equivocadas.

Compra de equipamentos

O consultor financeiro pode ajudar o empreendedor a realizar a melhor compra de equipamentos. Afinal, esse é um importante investimento.

Adquirir equipamentos caros deve ser um gasto que se justifique. A empresa deve comprar o que precisa, e sempre pensando em fazer um bom negócio, por isso o setor de compras deve estar atento.

Além disso, o empresário deve questionar-se sobre qual o retorno esperado pela empresa com a aquisição. Haverá um aumento na produção?

O consultor financeiro, nesse caso, pode convencer o empreendedor a não adquirir novos equipamentos, caso verifique que o investimento não se pagará.

Empréstimos

Existem linhas de crédito específicas para cada momento — e porte — da empresa. Mas como escolher? Essa relação empresário e instituição financeira pode não ser a mais adequada para a empresa.

O intermédio de um consultor financeiro pode facilitar o diálogo entre as partes, fazendo com que o melhor produto financeiro seja escolhido.

Em alguns casos o empresário pode estar agindo por impulso. Não é incomum a aquisição de empréstimos para fazer uma expansão da empresa, o problema é que o crescimento de mercado imaginado pelo empresário pode não existir, transformando o empréstimo em um mal negócio.

Investimentos

Diversificar os investimentos da empresa pode ser uma saída interessante para lidar com momentos de turbulência na economia. Mas essa estratégia deve ser bem planejada.

Um consultor financeiro pode ajudar a descobrir o quanto a empresa pode investir — sem que isso coloque — a em risco — além de decidir qual investimento trará maior rentabilidade, com o menor risco.

Caso o investimento tenha um objetivo definido — como custear uma compra — o consultor financeiro ajudará os empresários a analisarem se um investimento mais arriscado deve ser levado em consideração.

Quem pode ser consultor financeiro?

No geral esses profissionais devem ter formação acadêmica em áreas ligadas à Administração de Empresas, além de experiência comprovada.

Para facilitar a escolha dos empreenderes, organizações oferecem certificação para consultores financeiros. O Sebrae é uma delas.

É recomendável que o consultor financeiro escolhido tenha certificação, ou faça parte de uma empresa especializada, com experiência de mercado.

Ter esse profissional como colaborador fixo da empresa pode ajudar a repensar os processos financeiros antigos do negócio, ajudando-a a realizar modificações sempre que necessário.

Em resumo

Cuidar dos processos financeiros da empresa é uma tarefa importante, e nem sempre o proprietário pode desempenhá-la.

Assim como outras atividades que fogem do seu conhecimento, o cuidado com as finanças pode exigir o trabalho de um especialista. Justificando a contratação de um consultor financeiro.

Essa contratação pode ser específica para a tomada de uma decisão estratégica, ou esse profissional poder fazer parte do grupo de colaboradores da empresa. Cabe a cada empreendimento analisar suas necessidades.

O que não se recomenda é ignorar a assessoria do consultor financeiro.

Quer contratar bons profissionais de marketing e vendas? A nossa dica, na hora de contratar, é visitar o site Rock Jobs.