como fazer um currículo

Como fazer um currículo ideal? Saiba como valorizar as suas habilidades!

O mercado de trabalho brasileiro passa por um momento difícil, com aumento da taxa de desemprego principalmente entre os mais jovens.

O mercado de trabalho brasileiro passa por um momento difícil, com aumento da taxa de desemprego principalmente entre os mais jovens.

Diante disso, há duas alternativas: desesperar-se e jogar a toalha ou destacar-se para conquistar uma vaga de trabalho.

É claro que a segunda alternativa é a melhor, por isso, vamos descobrir como fazer um currículo de primeira qualidade, que valorize suas habilidades e coloque você à frente dos seus concorrentes nos processos seletivos.

Você sabe quais elementos um currículo deve ter? Como formatá-lo da maneira mais profissional? Essas são só algumas dicas que você aprenderá com a gente. Não deixe de ler!

Afinal, o que é um currículo e por que ele é importante?

A palavra currículo vem do latim curriculum vitae, em que a primeira palavra tem sentido de “trajetória” e a segunda, “vida”.

Fica fácil concluir que o currículo é um documento cujo objetivo é apresentar a trajetória da sua vida profissional.

O currículo dá às empresas um panorama do caminho pelo qual o profissional percorreu em sua carreira, suas experiências, as habilidades adquiridas e tudo o que for mais relevante.

Ao mesmo tempo, o documento tem a necessidade de ser objetivo, já que os recrutadores analisam vários deles diariamente, descartando rapidamente aqueles que não se encaixam no perfil desejado.

Conheça alguns tipos de currículos existentes

Engana-se quem pensa que só existe um tipo de currículo. Na verdade, eles podem ser desenvolvidos de diversas maneiras, então você deve escolher sempre aquela que mais se adeque ao seu perfil, que valorize suas habilidades e, ao mesmo tempo, que seja amigável ao estilo da empresa. Vamos conhecer alguns deles!

1. Currículo cronológico

A forma mais antiga e tradicional de se confeccionar um currículo é a cronológica, que segue firme como preferência de muitas empresas por ser fácil de analisar as informações de forma lógica e temporal.

No currículo cronológico, o profissional insere suas informações profissionais de acordo com as datas em que elas ocorreram, sempre da mais recente para a mais antiga.

Ou seja: na parte sobre experiência profissional, você informa primeiro seu último emprego e segue até o primeiro. O mesmo vale para suas qualificações acadêmicas e outras informações.

2. Currículo funcional

Esse segundo tipo de currículo organiza suas informações por temas, para facilitar que o recrutador identifique seus conhecimentos e habilidades.

Como fazer um currículo funcional? Simples: destaque seus conhecimentos e habilidades e, então, detalhe quais experiências profissionais e estudos te levaram a adquiri-los e colocá-los em prática.

Uma das vantagens do currículo funcional é concentrar-se nas suas habilidades e ser mais flexível quanto à organização das informações.

3. Currículo criativo

O currículo criativo tem começado a ganhar espaço entre os profissionais, especialmente os mais jovens, e pode ser um grande aliado para chamar a atenção dos recrutadores.

A ideia é investir num currículo bem desenvolvido, com um design elegante que fuja do preto no branco e organize suas informações de uma forma visualmente interessante.

Você pode descrever suas habilidades e qualidades em forma de gráficos, utilizar ilustrações e uma paleta de cores coerente.

Como o currículo é a primeira impressão que a empresa terá de você, ao adotar um estilo de currículo criativo você já larga no processo com vantagem, já que inovação e criatividade são duas características cada vez mais demandada pelas organizações.

Elementos que devem estar presentes no seu currículo

Você já deve ter entendido que os currículos devem ser bem objetivos — sim, estamos batendo muito nessa tecla.

Mas o que exatamente deve estar presente no resumo da sua carreira? Como fazer um currículo sem exageros e, claro, sem déficit de informações? Vamos descobrir agora!

1. Apresentação

A apresentação contém as informações mais básicas sobre você: nome completo, informações de contato e endereço.

Muita gente exagera, colocando informações desnecessárias como números de documento, por exemplo. Não é necessário! Caso você seja contratado para a vaga, na hora certa a empresa solicitará todos os documentos necessários.

2. Formação escolar

Destaque sua formação e cursos que sejam relacionados à sua área de atuação.

Evite colocar cursos que não se encaixam no perfil profissional que a empresa busca: aquele curso de culinária que você fez há anos atrás não é relevante para uma vaga de estagiário em logística, por exemplo.

3. Experiências profissionais

Sua experiência profissional é uma das informações mais relevantes para os recrutadores. Mais uma vez, dê destaque às informações que mais tenham conexão com a vaga desejada.

Caso você esteja em início de carreira, não se preocupe em ter pouca experiência, pois os profissionais de RH saberão identificar isso.

4. Habilidades adicionais

Não deixe de citar outras habilidades e experiências que não se encaixem nos itens anteriores, mas que sejam relacionados à sua área.

Suas habilidades com softwares específicos, fluência no inglês ou outro idioma, experiências com trabalhos voluntários ou empresas juniores, outros projetos, palestras que você ministra, enfim.

Dicas para valorizar as suas habilidades no currículo

Bom, agora que você já sabe o que é um currículo, quais são os seus principais tipos e elementos que devem estar presentes, vamos finalmente explorar algumas dicas para valorizar suas habilidades e destacar o seu resumo profissional frente aos demais candidatos. O mercado de trabalho é disputadíssimo, por isso, estar em evidência é fundamental.

1. Coloque elementos de criatividade no seu currículo

Currículos criativos demandam conhecimentos em design que talvez você não tenha, mas nem por isso deve apelar à tradicional fonte Times New Roman tamanho 12.

Insira elementos criativos: escolha uma paleta de cores sóbria, uma fonte moderna e profissional e organize as informações de forma harmoniosa.

O conteúdo é sempre mais importante que a forma, mas organizá-lo de maneira criativa e fará com que seu currículo se destaque em meio ao mar de papéis analisados todos os dias.

2. Valorize o que está relacionado ao cargo desejado

Muitas vezes agregamos diversos conhecimentos e experiências ao longo da nossa carreira e sentimos a necessidade de colocar tudo isso no currículo, mas nem sempre é a melhor opção.

Procure destacar suas habilidades mais importantes, aquilo que você sabe fazer de melhor, e o que esteja relacionado ao cargo que você almeja.

3. Seja simples e escreva bem

Não queira impressionar o recrutador com um português rebuscado, a menos que isso seja relevante para o cargo.

Em geral, o mais recomendável é escrever bem e ser simples, tomando muito cuidado com os erros, já que eles podem ser fatais na análise do seu currículo. Essa é uma dica importantíssima quando falamos sobre como fazer um currículo.

4. Esteja atento aos padrões técnicos

O padrão comercial de papel é o A4, usado em ampla escala nas empresas, então você já sabe: faça seu currículo nesse formato.

A versão digital deve estar em formato PDF, pois trata-se de um padrão universal que pode ser aberto em qualquer computador.

Afinal, de nada adianta montar um currículo maravilhoso se ele não puder se visto pelos recrutadores.

Como encontrar a vaga de trabalho ideal para você?

Como falamos no começo, o mercado de trabalho no Brasil não é dos mais amigáveis atualmente, então é fundamental buscarmos soluções criativas e fora do padrão para encontrar uma vaga de trabalho. Por isso, apresentamos uma solução excelente: o Rock Jobs.

A plataforma reúne diversas vagas na área de vendas e marketing de conteúdo oferecidas por excelentes empresas para trabalhar.

É muito simples: você cadastra seu currículo gratuitamente, procura vagas que se encaixem em seu perfil e se candidata. Se você estiver dentro do perfil procurado pela empresa, ela entrará em contato.

São diversas empresas excelentes oferecendo várias vagas de emprego. Não deixe de se cadastrar!

Mãos à obra!

Agora que você já sabe tudo sobre como fazer um currículo excelente, vamos dar uma dica final: jamais minta no seu currículo, por dois motivos.

O primeiro é que os recrutadores e entrevistadores são treinados para identificar inconsistências dos candidatos, então, mesmo que você consiga uma entrevista, dificilmente passará dela.

Mas o principal motivo é que você está se candidatando à uma vaga profissional e trabalhará nas atribuições do cargo por um longo período.

Dificilmente você conseguirá exercer suas atribuições da melhor maneira e destacar-se na empresa tendo mentido suas habilidades, então, no fim das contas, sua experiência nesse local de trabalho será prejudicada. Pense nisso!

Bom, agora que você já sabe criar um currículo de primeira qualidade, que tal descobrir a melhor maneira de criar um cartão de visita? Leia nosso artigo sobre o assunto!