como fazer propaganda na times square

Como fazer propaganda

Dicas de como fazer propaganda de forma mais eficiente

Da mesma forma que dinheiro não garante felicidade, fazer propaganda não necessariamente te garante uma multidão de clientes e uma marca forte.

Porém, da mesma forma que dinheiro bem usado pode influenciar bastante a felicidade de alguém, a propaganda pode ser uma excelente forma de conseguir novos clientes.

Afinal, não é à toa que existe o clichê ditado popular “Propaganda é a alma do negócio”. Por isso, veja a seguir dicas para como fazer propaganda do jeito certo.

Para que serve a propaganda

A propaganda é a principal forma de comunicação de uma determinada empresa, que nesse caso é conhecida como patrocinadora, com o seu público.

Por meio da veiculação da mensagem desejada é possível atingir objetivos como:

Aumento da exposição de marca

Quando o objetivo é tornar a marca mais conhecida e atrair mais oportunidades de oportunidades de negócio para si.

Inicialmente, esse objetivo diz respeito ao conhecimento da marca em si e não à tomada de decisão propriamente dita.

Aumento da conversão de clientes

Quando a marca está em um patamar relativamente desejado de exposição, a propaganda pode voltar seus esforços para converter clientes.

Nesse momento o objetivo passa a ser vender o produto ou serviço oferecido pelo negócio — e, para alguns teóricos, ela pode passar a se chamar publicidade.

Garantir fixação de marca

Por meio da melhora de reputação e da fixação de marca é possível conseguir melhores resultados para o negócio.

Além disso, a fixação de marca favorece o posicionamento de mercado — como líder de nicho, opção com melhor custo/benefício, empresa mais responsável e assim por diante.

Quanto mais forte é a marca, mais facilmente ela é lembrada pelos clientes e melhor é a conversão, inclusive orgânica.

Aumentar a fidelização de clientes

Se a marca for fortalecida da maneira correta, fazendo do negócio uma opção altamente relevante e confiável, a propaganda também pode servir para gerar e/ou aumentar a fidelização dos clientes.

Quais são os tipos de propaganda

Dependendo dos objetivos que forem estabelecidos para a campanha, a propaganda pode ser de diferentes tipos, dentre os quais:

Propaganda informativa

Esse tipo de propaganda tem como principal objetivo propagar uma ideia ligada ao produto ou serviço que é oferecido pela empresa.

Geralmente, ela está muito ligada a novos produtos ou modificações que foram feitas no negócio.

Um software que ganha uma nova funcionalidade, por exemplo, utiliza uma propaganda informativa para que os clientes saibam das novidades e entendam corretamente como utilizá-la.

Propaganda persuasiva

Já a propaganda persuasiva tem o objetivo claro de convencer o cliente.

Para isso, ela vende os benefícios daquilo que é oferecido pela empresa de maneira geral. É o caso de apresentar dados sobre o produto ou elencar os seus benefícios.

Usar imagens atrativas e vender um estilo de vida graças ao uso do produto também são possibilidades. Porém, eles devem condizer com a realidade para que não se trate de propaganda enganosa.

Propaganda de presença

A propaganda de presença tem como objetivo reforçar a atuação do negócio e a sua marca ou então para fixá-la junto ao cliente.

Ela serve tanto para gerar compras recorrentes quanto para fidelizar os clientes de maneira mais incisiva.

É o caso de propagandas ligadas ao consumo mais frequente — como as de cerveja — ou então que reforçam a ideia de que uma determinada compra foi adequada.

Qual é o processo de criação de uma propaganda

como fazer propaganda

Para trazer os resultados esperados, quaisquer que eles sejam, o processo de criação de uma propaganda precisa ser bem estruturado.

Isso requer planejamento e um processo de criação mais extenso que inclui etapas como:

Definição de objetivos

Toda criação de propaganda deve partir da definição de objetivos, pois é a partir dele que é selecionado o tipo de propaganda adequado.

Os objetivos devem ser possíveis de serem alcançados, assim como devem valer para um determinado período de tempo. 

Se o objetivo é aumentar em 10% as vendas dos produtos durante um determinado período de tempo, então a propaganda persuasiva para gerar demanda é a mais recomendada.

Estudo do público-alvo

A propaganda deve ser capaz de atrair o público-alvo, chamar a sua atenção e agir de modo a obter os resultados desejados.

Para que isso seja possível é muito importante estudar o público-alvo.

Para um público mais jovem, por exemplo, a propaganda deve acompanhar suas características ou interesses — ou então não terá o engajamento desejado.

Avaliação de produto e mercado

A próxima etapa consiste em fazer uma análise de produto e de mercado para entender como a empresa se relaciona nesse ambiente.

Empresas que já possuem um estilo conhecido de propaganda, como é o caso da Coca Cola, precisam se ater a essas características, já que isso reforça a marca.

Também é importante entender o que os concorrentes estão fazendo e o que funciona para o nicho específico para conseguir algum tipo de diferenciação.

Análise de recursos e limitações

Dependendo da quantidade de recursos disponíveis, a propaganda pode ser mais elaborada ou mais simples.

Se não há recursos para grandes produções de vídeos, por exemplo, será necessário pensar em formas que sejam baratas e igualmente eficazes.

Possíveis limitações, inclusive éticas, também devem ser consideradas. Propagandas de cervejas e cigarro, por exemplo, não podem usar elementos que remetam ou atraiam o público infantil.

Definição da mensagem

Depois de avaliar tudo isso é possível estabelecer qual é a mensagem a ser transmitida, qual será o seu tom e, principalmente, quais elementos estarão envolvidos.

Essa é a parte da concepção que transforma todas as outras etapas em algo tangível e direcionado para o público.

Estabelecimento de métricas

Para saber o quão efetiva ela foi, toda propaganda precisa de métricas para que seus resultados sejam acompanhados.

Nem sempre é fácil medir os resultados, especialmente quando eles são subjetivos — como a reputação de marca.

Mesmo assim, é necessário definir métricas e indicadores que devem ser acompanhados para entender o que funciona melhor com o público.

Como escolher o meio de veiculação de uma propaganda

A propaganda hoje não precisa ser somente física.

Ela também pode estar na internet, nos vídeos em que seu público assiste ou nas redes sociais que ele acompanha.

Como não é possível investir em tudo ao mesmo tempo, é relevante escolher o meio de veiculação mais adequado para a sua propaganda. Para acertar nessa tarefa, considere os seguintes pontos:

Conheça o comportamento do seu cliente

Mais do que entender o seu público-alvo, para fazer essa seleção você deve conhecer a fundo o comportamento do seu cliente.

Imagine, por exemplo, que você tem um público entre 25 e 24 anos, mas que não é nada ligado em televisão.

Se você decidir que o intervalo da maior emissora do país é o local ideal da sua propaganda você vai desperdiçar dinheiro porque não falará diretamente com seu público.

Assim, é fundamental entender, além de quem é o seu cliente, onde ele está, como ele consome e como é possível atingi-lo.

Analise os recursos disponíveis

Se você tem um orçamento mais baixo, investir na televisão se torna inviável. Porém, um outdoor em um ponto estratégico pode ser uma opção e a propaganda online ganha ainda mais força.

Como é muito raro encontrar empresas que oferecem orçamento aberto ou muito elástico, esse é um fator que ajuda a decidir onde a sua propaganda vai ser veiculada.

Entenda o que funciona para o seu mercado

Dependendo da sua área de atuação um veículo de propaganda pode ser mais relevante do que outro.

Da mesma forma, uma área de atuação pode exigir que você faça um mix de propagandas em diferentes canais.

Por isso, vale a pena entender o que funciona melhor para o seu mercado, o que é tendência, o que seus concorrentes também estão fazendo.

Nem sempre o meio digital é a melhor escolha, assim como em algumas vezes ele não pode sequer ser desconsiderado.

Compreenda a jornada de compra do cliente

Ainda sobre o cliente, você deve entender mais sobre como funciona a jornada de compra.

O motivo é simples: se sua propaganda tiver o objetivo de conversão, ela deve ser posicionada estrategicamente.

Se o cliente vai comprar o produto do seu negócio online, talvez investir muitos recursos em um outdoor não seja a melhor opção.

Por outro lado, publicações e links patrocinados funcionam melhor.

Já se o cliente precisa se dirigir à loja, propagandas de presença podem funcionar bem para conduzir o seu cliente até o seu negócio.

Como fazer propaganda

Tudo vai depender do canal que você escolheu e dos objetivos que você possui, o que faz com que cada campanha seja única dentro de suas características.

Ainda assim, alguns passos são comuns a um processo bem feito e dentre eles estão:

Entenda os canais mais relevantes pro seu público

Existem aproximadamente oitenta e três milhões, quatrocentos e noventa e sete mil e duzentas e dezessete formas de divulgar sua empresa.

Porém, em quais delas seu cliente presta atenção?

Nessa hora, é comum pensar algo como “Ah, vou colocar um anúncio na novela das 8 e com certeza minha marca ficará conhecida”.

A grande questão é que colocar um anúncio em uma mídia de massas é extremamente caro e o aumento de vendas talvez não compense o investimento.

A melhor coisa a fazer é entender muito bem onde está o seu cliente e qual a forma mais barata de chegar até ele. Eficiência vale muito mais do que usar voadoras de Chuck Norris para matar moscas.

Destaque os diferenciais do seu produto

Uma característica muito bacana do ser humano é sua capacidade de ignorar padrões. A quanto mais propagandas uma pessoa é exposta, maior sua capacidade de ignorá-las.

Para exemplificar esse ponto, vale um desafio.

Lembre-se de pelo menos uma propaganda na revista ou jornal que você tenha lido mais recentemente.

A não ser que seja algo muito diferente, provavelmente você ignorou todos os anúncios. O mesmo vale para seu cliente.

Se você quiser fugir do ataque de desprezo, pense em formas de chamar a atenção de forma diferente.

Seja através de uma imagem chamativa ou um texto inesperado, ser diferente é essencial para que seu anúncio não fique triste e solitário, sem ninguém prestar atenção nele.

Instigue a ação

Algumas empresas podem se dar ao luxo de comprar quilos de propaganda apenas para “ficar na cabeça do cliente”. Você provavelmente não.

Sem ter milhões de reais para torrar por aí, é importante que seu investimento em publicidade traga resultados diretos.

Para isso, o melhor que você pode fazer é instigar as pessoas a comprar agora.

Por exemplo, ao invés de simplesmente falar “Conheça meu produto!”, você pode falar “Esse é meu produto, compre até amanhã e ganhe 10% de desconto!”. Dar benefícios para quem compra logo é uma excelente opção para alimentar seu fluxo de caixa.

Fortaleça a marca

Mais do que só o investimento em publicidade, investir na construção da marca é essencial para o sucesso no longo prazo.

Na parte digital, ter seguidores no Twitter e Facebook, assinantes do RSS ou pessoas na newsletter é uma das formas mais eficientes de divulgar promoções e novos produtos.

Porém, é importante se lembrar de que não basta ter seguidores, mas eles também devem se engajar e converter.

Esse processo, entretanto, precisa ser feito de maneira consistente, o que pode leva mais tempo do que apenas alguns dias ou semanas.

Meça o retorno

Apesar de o mercado parecer um bando de cegos procurando um gato preto num quarto escuro, não é necessário ser assim.

Se você vai fazer uma campanha em que as pessoas entram em contato por telefone, crie um ramal específico para cada campanha.

Se você vai comprar publicidade online, analise quais meios estão trazendo mais clientes. E por aí vai.

O melhor da internet é que é muito mais fácil medir o retorno do que em meios offline. Para isso, defina métricas e indicadores relevantes que mostrem qual é a real eficácia da propaganda feita por você.

Fazer propaganda é uma necessidade de qualquer negócio que deseje ter sucesso no seu mercado.

Para isso, entretanto, é preciso que ela seja feita da maneira correta e de modo a gerar resultados positivos.

Para tanto, é preciso passar desde um processo completo de criação até a seleção de veículo, garantindo que o negócio se beneficie desse elemento tão fundamental.

Quer alcançar o máximo de resultados no seu negócio? Então fique por dentro das 5 coisas que você precisa saber antes de começar a fazer propaganda.