Características de uma boa apresentação em Power Point (slides)

Características de uma boa apresentação em Power Point (slides)

5449
3140
SHARE

Essa semana, eu e meu amigo Gabriel Costa, demos um treinamento sobre como fazer apresentações em Power Point para o Núcleo das Empresas Juniores da Unicamp. A ideia na verdade não era passar algum tipo de fórmula mágica ou “macetes”, mas sim explicar os fundamentos do que faz uma boa apresentação.

Além de disponibilizar aqui a apresentação usada no treinamento, explico quais são essas características básicas.

  1. Significância
    Para qualquer coisa na vida é importante fazer com paixão para fazer bem feito. Em apresentações, se não houver paixão, o público ficará entediado e a mensagem não será passada. Paixão traz atenção do público, atenção leva a ação.
    Para ter paixão por um assunto, é fundamental que o assunto tenha algum significado para você.
  2. Estrutura
    A forma que os argumentos são apresentados faz muita diferença no momento de convencer o público de algo.
    Se você não pretende convencê-los sobre algo, por que está apresentando?
  3. Simplicidade
    Assim como em qualquer boa ideia, você precisa passar credibilidade, utilidade e simplicidade. Se o conteúdo da apresentação estiver brilhante, mas o público não conseguiu entender, a apresentação foi inútil.
  4. Ensaio
    Pouquíssimas coisas ficam boas de primeira. Se você não ensaiar, seu público perceberá. Considerando que o documento mais importante da sua empresa é uma apresentação, ensaiar algumas vezes para garantir que você esteja seguro no assunto é essencial para o crescimento do seu negócio.
Basicamente são essas as características de uma boa apresentação, seguem agora os slides usados no treinamento. Se quiser fazer o download, clique no botão Menu, no canto inferior esquerdo.
E você, o que tem feito para impressionar as pessoas nas apresentações?

Se quiser se aprofundar no tema, faremos no dia 12/09/2011 (2a-feira) um workshop online sobre apresentações. Veja mais aqui.

Abraços!
Millor Machado (por um mundo livre das apresentações terríveis que nos acostumamos a ver)