business intelligence

Business Intelligence não é uma estratégia só de gente grande!

Business intelligence tem a ver, basicamente, com a forma com que os empreendedores lidam com dados. Pequenos empresários, em sua maioria, ainda estão vinculados ao cotidiano operacional da empresa. Seus dias são muito atarefados e não há tempo para pensar na estratégia dos negócios.

Business intelligence tem a ver, basicamente, com a forma com que os empreendedores lidam com dados. Pequenos empresários, em sua maioria, ainda estão vinculados ao cotidiano operacional da empresa. Seus dias são muito atarefados e não há tempo para pensar na estratégia dos negócios.

Há também quem vá para o extremo oposto, tornando-se obsessivo com a coleta e análise de números e ficando perdido entre tantas informações. Isso atrapalha a dinâmica das decisões e não é raro que também deixe o empreendedor sobrecarregado.

Para que você não incorra em um erro e nem no outro, criamos este artigo. Continue a leitura e saiba o que é business intelligence, o “caminho do meio” para situações como essa!

O que é business intelligence

Quando uma pequena ou média empresa se torna sólida — isto é, consolida o seu lugar no mercado, desenvolvendo produtos que atendem a demandas específicas, fazendo isso com consciência e confiança — seu próximo passo é em relação ao desconhecido.

Ou seja, para dar mais um salto adiante, ela precisa mudar algumas práticas, o que gera insegurança e instabilidade.

Por exemplo, ela deve fazer sólidas análises de mercado para os próximos anos, investir nas maiores tendências desse mercado e abolir o hábito de tomar decisões baseadas apenas na intuição do proprietário.

Coleta e, principalmente, análise de dados

Se identificou com esse cenário? Pois é, ele acaba acontecendo para quem conquista o sucesso no seu segmento.

Mas como fazer análises, projeções e identificar tendências sem usar a intuição? Simples: por meio de dados. E é na coleta e, principalmente, na análise dessas informações que entra o Business Intelligence ou BI.

As famosas dashboards são telas de computador que exibem gráficos, dados e planilhas, cruzam informações as mais variadas e orientam a análise e o poder de decisão do gestor.

A tecnologia da informação atual, pra falar a verdade, permite levantar muito mais dados em um dia do que qualquer um de nós é capaz de analisar ou utilizar pela vida inteira. Por isso, outra etapa importante é saber “minerar” esses dados.

Minerar é exatamente o que a palavra indica: descartar aqueles dados que não servem para nada e concentrar-se nos principais, que vão ser as pedras preciosas do seu dia a dia estratégico.

A mudança de toda uma cultura organizacional

Mas é bom deixar claro desde já: business intelligence não consiste apenas em adquirir um software. Também não é instalar esse software e esperar que ele vá resolver todos os problemas da sua empresa de uma vez por todas. É preciso mais do que isso.

Toda a cultura e organização da sua empresa começam a mudar quando você lança mão dessa ferramenta. Afinal, gerando números e analisando, você não precisa ficar preso apenas a decisões futuras.

Toda a parte operacional da sua empresa pode mudar agora mesmo, não é verdade?

Quais as vantagens dessa estratégia

Certo. Pode ser que você tenha se assustado um pouco com o avançado nível técnico do assunto. Mas não há motivo para isso, afinal, o business intelligence tem inúmeras vantagens para o seu negócio. Veja as duas principais:

Ele te diz se o seu negócio está evoluindo

Todo mundo tem aqueles dias mais amargos, em que parece que a vida requer muito esforço da gente e não dá nada em troca. Nesses dias, o seu melhor motivador será o seu dashboard, com seus números e gráficos.

Você não vai mais precisar se perguntar se tem sido pessimista, otimista ou realista ao fazer projeções sobre o seu trabalho.

Para quem empreende e é apaixonado pelo seu negócio, é muito fácil fazer interpretações emocionais de cada uma das etapas de um projeto, sejam elas otimistas ou pessimistas.

Permite tomar decisões em tempo real ou engendrar estratégias

A maior parte dos empreendedores conta demais com a sorte em seus processos de decisão. Eles costumam ser intuitivos, proativos, impulsivos e enérgicos.

Mas há também um outro tipo bem diferente de gestor, aquele que é metódico e organizado. Esse tipo acredita no poder do planejamento, controla o seu orçamento com mão de ferro, gosta que tudo seja feito dentro das regras estabelecidas e fica muito chateado com improvisos.

Se você pertence a qualquer uma dessas categorias, pode se valer das vantagens do business intelligence. Ele serve para interpretar dados complexos rapidamente e tomar decisões imediatas, mas também participa ativamente de um planejamento estratégico para daqui a 5 ou 10 anos!

Quais as desvantagens

A atitude de medir tudo que acontece na sua empresa, separar os dados mais importantes e usá-los para as suas decisões quase não tem desvantagens. O que pode acontecer, no máximo, é você aderir a essa ferramenta sem estar pronto para ela.

A natureza do negócio deve compensar o investimento em BI

Como dissemos, a característica mais marcante desse tipo de ferramenta é que ela mede tudo com precisão e te ajuda muito a tomar decisões com esses números.

Mas, se a sua empresa produz uma quantidade de dados modesta, você simplesmente não precisa de business intelligence.

Lembre-se de que a quantidade de números que você produz não está necessariamente ligada ao tamanho do seu negócio. Muitas vezes, é a natureza do empreendimento que conta.

Quer um exemplo? Um pequeno produtor de peças eletrônicas para celulares pode produzir milhões de unidades por mês e precisar de uma análise de dados muito apurada.

Mas, se essa peça que ele produz tiver um valor de venda muito baixo, o faturamento da empresa dele também será baixo e ele vai se enquadrar no segmento das microempresas ou PMEs.

Claro, se a tecnologia desse empreendedor for muito sutil, ainda assim ele pode usar o BI para controlar a sua produção. Mas o exemplo serve para você entender que a necessidade dessa ferramenta é relativa e que vale a pena analisar mais a fundo suas vantagens para o seu empreendimento.

Talvez o software seja complexo demais

Além disso, a utilização do business intelligence pode ser complexa demais para o seu dia a dia.

Se você sente falta de levantar dados básicos apenas sobre uma ou outra área específica do seu empreendimento, pode ser uma boa apostar em outro tipo de tecnologia.

O BI é a solução ideal para “minerar” dados em larga escala. Se esse não é o seu caso, talvez você deva conversar com um desenvolvedor e criar um software menos robusto, mas que vá se adaptar melhor às suas necessidades.

Tentar uma solução de enormes proporções para um problema pequeno pode te fazer perder tempo em vez de ganhar, não é mesmo?

Business intelligence para pequenos empreendedores

Pelo que leu até aqui, você já deve imaginar que o BI foi algo criado para as grandes corporações. Se chegou a essa conclusão, acertou.

Porém, assim como acontece com tudo, ultimamente, a evolução tecnológica vem tornando essa ferramenta bem mais barata e as PMEs também começam a se beneficiar dela.

Comece pelo presente, para chegar no passado e no futuro

Podemos até dizer que o business intelligence tem algumas características que o tornam muito bem- vindo no dia a dia das pequenas e médias empresas.

Muita gente costuma dizer por aí que o empresário “vive o presente, aprende com o passado e planeja o futuro”. Isso não deixa de ser verdade, mas o fato é que, quanto menor a sua capacidade de investimento, mais preso no presente você estará.

Pare um minuto e tente se lembrar: quantas vezes você tomou uma decisão pela segunda vez — mesmo sabendo que ela já tinha dado errado antes — pelo simples fato de que, dada a sua capacidade financeira e o seu tempo disponível, era a única coisa que podia fazer?

Da mesma forma, muitas vezes é difícil fazer um planejamento de longo prazo quando você está ocupado pensando nas decisões que vai tomar ainda este mês, concorda?

São situações como essa que fazem do BI uma ferramenta tão necessária ao pequeno e médio empreendedor quanto às grandes empresas e megacorporações.

Com ele, você pode conseguir uma forma de analisar dados em tempo real e ser mais ágil nas decisões diárias. Isso te desobriga de muita coisa, nem que seja fazendo com que as atitudes que tem que tomar causem menos angústia, não te desgastem e nem tomem tanto tempo.

A partir daí, aquelas horas preciosas vão começar a sobrar, e é nesse momento que o seu planejamento estratégico vai começar a ser realizado.

E tudo isso profissionalizando e melhorando a sua gestão, diminuindo o desperdício de itens do estoque e materiais em geral e fazendo um controle impecável da sua situação financeira.

E ainda: acabando com a necessidade de gente para fiscalizar certas atividades (e direcionando esse pessoal para a parte mais importante, que é o atendimento ao cliente), tomando decisões mais acertadas e personalizando o atendimento.

Já imaginou o salto que todas essas vantagens podem significar para a sua empresa?

Conclusão

De uma coisa você pode ter certeza. O BI é uma ferramenta muito poderosa para dar o passo em direção ao desconhecido de que falamos no início deste artigo.

Se o momento de incorporar essa ferramenta no dia a dia da sua empresa for agora, prepare-se para um salto de qualidade, quantidade, melhorias na rotina operacional e economia de tempo e dinheiro.

Se ainda não for a hora, guarde as informações que demos neste texto com carinho. Mais cedo ou mais tarde, esse dia pode chegar e você vai precisar delas.

E já que falamos um pouco sobre business intelligence e softwares no texto de hoje, que tal ficar por dentro das 5 principais métricas para empresas SaaS que você precisa conhecer? A tecnologia está se desenvolvendo rápido, e é bom ficar por dentro!